História Crazy in Love - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Colegial, Sasusaku
Visualizações 477
Palavras 1.329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorei um pouco, mas eu prefiro demorar e entregar um trabalho (na minha opinião) bem feito, do que entregar uma coisa bagunçada.
Beijos ♡

Capítulo 4 - Boate


-Eu quero te levar a um lugar hoje à noite. –Sasuke disse ao interromper rapidamente o beijo. 

-Não é outra reunião do seu “clube de luta”, é?-Sakura perguntou e mordiscou o lábio inferior do Uchiha.

-É mais uma... Festa. Sabe, Deidara gostou de você e praticamente exigiu que eu te levasse. 

-Preciso me preocupar?-Sakura questionou e ele riu e negou com a cabeça. –Então tudo bem. 

-Vai ser numa boate no centro, digo, vai ter bebida e vai ser divertido. 

Sakura assentiu e eles voltaram a se beijar. Passaram mais alguns minutos assim, quando o celular de Sasuke tocou. Ao atender, ele parecia estar nervoso e quando finalmente desligou, pegou sua camiseta que estava em cima da cadeira da penteadeira de Sakura e vestiu. 

-O que houve?-ela perguntou ainda sentada na cama. 

-Nada de mais. –ele respondeu. –Foi só um... Imprevisto. Eu passo aqui às sete? 

Sakura assentiu. Sasuke se despediu com um beijo quando chegaram à porta da casa da rosada e acariciou a cabeça de Jon Snow antes de sair. Sakura voltou para seu quarto e vasculhou seu guarda-roupa em busca de algo que pudesse usar à noite. 

Foi então resolveu fazer uma chamada de vídeo para Ino. A loira atendeu no segundo toque. 

-Qual é a emergência, Bitch?-Ino perguntou. Ela estava com uma caneta da boca enquanto olhava para o próprio colo. 

-Treinando para o boquete?-Sakura perguntou e Ino praticamente cuspiu a caneta e a encarou, irritada. 

-Não. –ela respondeu e bufou. –Depois de fazer a lista de paus, eu estou vendo qual dos garotos combina com meu signo. Não adianta ter um pau grande e não combinar comigo. 

-Ino, depois que o pau ‘tá dentro, o signo não importa. –Sakura respondeu impaciente. 

-Eu não quero saber quando o pau tá dentro. Quero saber o que acontece depois que ele sai. –ela bufou de novo. –Ok, qual é a emergência? 

-Eu vou sair para uma festa hoje à noite. –Sakura disse. –Estou em dúvida entre essas roupas. 

Sakura ergueu um cabide com um vestido preto com alguns detalhes em pedras e depois um conjunto de calça e uma blusa pequena que deixava parte de sua barriga à amostra. 

-Karai. –Ino disse.

-Que foi?-Sakura perguntou alarmada. 

-Sai mandou mensagem. Parece que a Karin estava dando em cima dele. –Ino riu. –“Karai” é nome do casal. 

-Foca aqui, por favor. –Sakura disse. 

-Ok. Vai com o vestido, que por acaso fui eu quem te deu.–ela respondeu. –Sai está me mandando mensagem. Vou ter que desligar. 

Sakura assentiu e encerrou a ligação, atirando o celular na cama. Adiantou todas as tarefas do colégio na manhã seguinte. 

Quando se deu conta, já eram quase cinco horas da tarde. Sakura se apressou em tomar um banho e depois começou a se arrumar. 

Após se vestir, ela calçou um par de sapatilhas pretas. Deixou os cabelos soltos e fez alguns cachos pouco definidos para que seu cabelo ficasse ondulado. 

Fez uma maquiagem forte e usou um batom escuro. Quando Sasuke enfim chegou, buzinou e ela saiu de casa. 

-Como estou?-indagou ela.

-Perfeita. - ele comentou com um sorriso e a puxou para perto,  colando seus lábios. 

Depois entraram no carro e Sasuke começou a dirigir; Após alguns minutos, já estavam no centro. 

Sasuke estacionou o carro e desceram. Caminharam um pouco até que enfim chegaram à uma boate. 

Logo da entrada, podia-se ouvir a música alta e podia-se também ver algumas luzes coloridas dançando. 

O homem que estava parado na entrada, conferindo, vez uma vez outra um papel preso à uma prancheta, acenou para Sasuke e se afastou da porta de entrada para que eles pudessem passar. 

Enquanto adentravam a boate, a música ficava cada vez mais alta. Havia muitas pessoas dançando no ritmo da música,  sendo acompanhadas por luzes verdes neon, azul vibrante, violeta e rosa. 

Sasuke apontou para o bar, onde ele vira Deidara conversando com uma garota.

- E aí? -Deidara disse quando eles se aproximaram. - Pensou na proposta que te fiz mais cedo? 

-Eu já disse que não. -Sasuke respondeu. -Quando tiver algo, realmente bom para mim, me liga. 

-Ok.-Deidara respondeu e bebeu um pouco de bebida alcoólica de um copo grande. -Está confirmada a luta de Sábado? 

Sasuke assentiu. Deidara disse algo para Sakura, mas ela não conseguiu ouvir, devido a música alta. Sasuke praticamente lhe arrastou para a pista de dança. 

E quando percebeu, os dois trocaram beijos quentes. Beberam um pouco, no entanto quando se aproximou de onze horas da noite, a música foi substituída por murmúrios de espanto. 

Na entrada, havia alguns policiais,incluindo Kakashi.  Sakura, nervosa, agarrou o braço de Sasuke.

-Precisamos sair daqui. 

Sasuke olhou para os lados e segurou a mão da rosada,  puxando-a pelo pulso, empurrando quem estivesse no caminho. 

Chegaram à uma saída para incêndio e atravessaram a porta. Foram parar num beco ao lado da boate. 

Saíram de lá com cuidado para não serem vistos pelos policiais que estavam no lado de fora da boate. 

Quando chegaram ao carro, que estava estacionado à apenas alguns metros da boate, Sakura puxou Sasuke para o banco de trás. 

Sakura deitou-se e Sasuke se acomodou entre suas pernas. Enquanto se beijavam, Sakura abriu o cinto de Sasuke e depois os botões de sua calça. 

Ele acariciou sua intimidade por cima da calcinha; Seus toques lhe excitavam ainda mais.

Sasuke se afastou e puxou a calcinha de Sakura e afastou as próprias calças e junto com elas a cueca, liberando sua excitação. Depois retirou também sua camiseta

Penetrou-a rapidamente, arrancando-lhe um gemido alto. Enterrou o rosto no pescoço de Sakura, que lhe arranhava as costas eenquanto arfava. 

A atmosfera dentro do carro estava muito mais quente do que o normal. De repente parecia que somente eles importavam.

[...]

No dia seguinte, Sakura chegou ao  colégio e logo na entrada, havia um grupo de alunos reunidos em um círculo. 

-Que bom que você chegou!-Ino disse se aproximando dr Sakura. 

- O qur está acontecendo? -a rosada perguntou encarando a amiga. 

-Sasuke e Naruto estão brigando. 

Sakura sequer respondeu a Ino e correu, abrindo espaço pelo grupo de alunos; No centro dele, estavam Sasuke e Naruto. Uma lateral do rosto de Naruto estava roxa e o nariz de Sasuke estava ensanguentado. 

-Chega! 

Sakura gritou e me enfiou no meio dos dois. Eles pararam, mas ainda trocavam olhares de ódio. 

- Não tem nada para ver aqui. -Sakura disse ao grupo de alunos reunidos em torno deles. -Circulando. 

Os alunos saíram aos poucos, resmungando e comentando da briga.

-Qual é o problema de vocês? 

-Esse idiota acertou meu nariz. -Sasuke respondeu e apontou para Naruto. -Eu não fiz nada. 

-Ainda. -Naruto vociferou. -Mas vai. Alguém vai sair magoado dessa história. 

-Você age como se fosse irmão dela. -Sasuke retrucou.

- Sakura é minha amiga e eu sempre vou protegê-la.

-Você é tão tapado que nem percebe que ela não gosta de você da mesma maneira.

- Chega!-Sakura gritou novamente. -Os dois. Parem de agir igual crianças. 

Sasuke não respondeu, apenas deu as costas e começou a andar em direção ao estacionamento. Hinata se aproximou,  visivelmente preocupada.

Sakura correu até alcançar Sasuke. O puxou pela manga da jaqueta, fazendo-o virar-se para ela. 

-Por que disse aquilo ao Naruto? 

-Sakura,  eu gosto de você. 

-Eu também gosto de você. 

-Não, você gosta de transar comigo, é diferente. Eu amo você, Sakura. -ele disse e se afastou um pouco. -E eu fiquei tão feliz quando transamos pela primeira vez. Sempre te achei boa demais para mim e finalmente achei que teria uma chance de entrar na sua vida e tentar te fazer esquecer aquele idiota. Mas você não mudou nada. Continua gostando dele de um jeito que ele nunca vai retribuir. Bem que ele falou que alguém ia sair machucado e, pelo visto, não foi você. 

Sasuke desvencilhou do agarre de Sakura e andou apressado até seu carro e começou a dirigir. Sakura limpou as lágrimas que molhavam seu rosto e caminhou até a saída do colégio. 


Notas Finais


Desculpem se estiver um pouco mais curto do que o normal, mas eu estou sem notebook e estou escrevendo direto no aplicativo.
O hentai está tipo pombo, porque fui eu que escrevi (ps: tenho ajuda para escrever as cenas de sexo)
Mas a minha beta do hentai está doente.
(Melhoras SraTonyStark)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...