História Crazy In Love Four Season - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amber Heard, Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Tags Atlanta, Criminal, Policial, Romance
Exibições 214
Palavras 1.820
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Só queria dizer que o capitulo tá foda pra caralho!!

E que o próximo capitulo é o 14 então preparem o coração <3 Então, posto um spoiler do próximo capitulo ou não? Eis a questão.

Capítulo 13 - Assalto!


Pov. Justin

 

Uma semana depois...

 

Hoje era o grande dia! Nós estávamos no galpão desde hoje a tarde para que tudo saia perfeito.

 

 Katherine estava estranha há dias, eu a perguntava oque havia acontecido, mas ela não me dizia oque houve. Já era madrugada e nós já estávamos todos prontos para o assalto.

 

- Como você está se sentindo?- Pergunto a Katherine.

 

- Bem! Eu gosto dessas coisas. - Responde ela pegando o fuzil que estava em cima da mesa.

 

- Vocês terão no máximo uma hora para fazer tudo!- Alerta Chaz.

 

- Nós faremos isso em menos que uma hora. - Respondo com um sorriso convencido nos lábios.

 

- Vamos poder matar todos os seguranças?- Pergunta Katherine a Chaz, fazendo todos nós a olhássemos. - Oque foi? Só quero me divertir.

 

- Bieber, você criou um monstro!- Diz Chris me olhando.

 

- Se eles são assim, imagina os filhos deles daqui a alguns anos. - Comenta Ryan.

 

- Continuando. Não Katherine, isso é um assalto e não uma chacina!- Responde Chaz a ela. - Não desliguem ou percam esses rádios, eles são os únicos contatos que eu tenho com vocês lá dentro e também prendam isso a rouba de vocês.- Ele entrega os rádios e uns localizadores para nós e para os capangas.

 

- Oque é isso?- Pergunta Katherine.

 

- Um localizador! Caso algo aconteça, saberemos aonde encontrar um de vocês. - Responde ele.

 

- Podemos ir chefe?- Brinca Chris.

 

- Primeiramente, eu sou o chefe dessa porra! E segunda, vamos logo roubar esse banco. - Digo pegando minha Ak-47 em cima da mesa.

 

- Uma hora!- Grita Chaz enquanto nós saímos do galpão.

 

Cada um entra em seu carro, Katherine optou em ir em um carro sozinha. Todos nós estávamos dirigindo em fileira em direção ao banco.

 

As ruas estavam desertas, havia apenas as pessoas que estavam voltando das boates ou rachas e as mulheres de programa. Isso era bom, menos testemunhas.

 

[...]

 

Estacionamos os nossos carros em uma esquina próxima ao banco, cada um desce do seu carro com as mascaras cobrindo os rostos. Cada um havia duas bolsas em cada ombro e três capangas carregavam os equipamentos necessários para entrarmos no banco.

 

Katherine fica ao meu lado e segura minha mão que estava vazia, viro minha cabeça para olhar ela e a mesma mantinha um sorriso no rosto.

 

- Até assaltando um banco eles são românticos. - Escuto as vozes dos meninos atrás da gente.

 

[...]

 

- Chaz estamos no beco ao lado do banco. - Digo pelo rádio enquanto os capangas preparavam os equipamentos para subirmos no telhado do banco.

 

- Está tudo pronto senhor Bieber. - Alerta um capanga.

 

- Tudo bem! Quando vocês estiverem na metade do caminho, eu irei desligar o alarme. - Responde ele.

 

Subimos as escadas de emergências de ia até a metade do prédio, os capangas haviam prendido as cordas nos telhado. Três capangas subiram primeiro para poder nos ajudar a subir.

 

Katherine é a primeira a subir e porra! A visão da bunda dela estava me deixando louco.

 

- Espero que vocês estejam olhando para o outro lado. - Digo a eles.

 

Assim que Katherine chega ao topo eu vou até a corda subindo pela mesma, assim que chego ao topo vou até ela.

 

- Só queria dizer que a visão lá em baixo me motivo e muito a realizar esse assalto. - Sussurro em seu ouvido e levo minha mão até a sua bunda.

 

- É bom saber que eu sou sua motivação!- Responde ela com um sorriso malicioso nos lábios.

 

[...]

 

Todos terminam de subir ao telhado e um capanga vai até a janela de vidro que Chaz havia nos alertados, ele pega o instrumento chamado Diamante (Notas da autora: Sabe aqueles negócios que os caras usam para corta janela e tals nos filmes de ação? Então o nome daquilo é diamante, estranho né.). Que é usado para corta vidros, ele corta uma parte da janela em um formato redondo.

 

- Chaz pode desativar o alarme. - Alerto ele.

 

- Está desativo Bieber!- Responde ele.

 

Nós entramos no banco por lá, um de cada vez! O único barulho do local era o dos nossos passos.

 

- Vocês estão no segundo andar do banco, vocês tem que descer para o primeiro andar dele!- Alerta Chaz. - Há uma escada a na frente ao lado da sala onde vocês estão.

 

- Há algum elevador?- Pergunta Katherine.

 

- Sim! Ao lado de vocês, mas acho que é um pouco arriscado. - Responde ele.

 

- Não tem problema. - Responde ela caminhando até o elevador e apertando o botão para chama-lo.- Alguém mais quer ir de elevado?- Pergunta ela assim que o elevador chega.

 

- É melhor que descer escadas. - Chris vai até ela.

 

- Alguém mais?- Pergunta ela.

 

- Só vou por que estou cansado. - Diz Ryan entrando no elevador.

 

- Amor?- Pergunta ela.

 

- Vocês descem pela a escada e nos encontrem lá em baixo. - Digo a eles e caminho até o elevador.

 

Katherine aperta o botão do primeiro andar e nós ficamos em silêncio até chegar ao destino.

 

[...]

 

Assim que a porta do elevador se abre e nós nos deparamos com um segurança em nossa frente.

 

- Menos um. - Diz Katherine atirando nele e saindo do elevador.

 

- Tenho que concordar, você criou um monstro!- Diz Ryan.

 

Vejo os capangas descerem as escadas e se aproximarem de nós, caminhávamos até o local onde Chaz havia nos dito que ficava o cofre.

 

[...]

 

- Se vocês não quiserem morrer, fiquem parados!- Digo ao ver os seguranças apontarem as armas em nossa direção e nós apontamos as nossas armas para eles os fazendo recuar. - Alguém abre a porra do cofre!- Digo nervoso.

 

- Nós não temos acesso ao cofre senhor. - Responde um segurança.

 

- Se eu fosse vocês eu abriria logo esse cofre!- Exclamo nervoso. - Sabe, eu, meus amigos e minha garota queremos nos divertir, e se vocês quiserem ser a nossa diversão não abra o cofre.- Os ameaços.

 

- E se não abrirmos?- Pergunta outro segurança ameaçador e Katherine aponta sua arma na cabeça dele disparando.

 

- Isso irá acontecer. - Respondo e vejo o mesmo estremecer.- Abra!

 

- Tudo bem, eu irei abrir. - Diz um segurança se rendendo.

 

- Quem sabe eu poupe sua vida. - Digo o puxando até o cofre.

 

[...]

 

Chegando lá o mesmo pega o cartão de acesso para o cofre e me entrega, Katherine fica o ameaçando enquanto eu, os meninos e os capangas entravaram no cofre.

 

- Tem muito dinheiro ai?- Pergunta Chaz.

 

- Quero que meu inferno particular seja igual a esse cofre. - Respondo a ele.- Cheio de dinheiro.

 

Nós começamos a colocar os dinheiros dentro das bolsas rapidamente, parecia uma corrida de carros.

 

[...]

 

Assim que terminamos de encher todas as bolsas, eu pego as minhas bolsas e as de Katherine as carregando para fora do cofre.

 

- Eu resolvo isso. - Digo a ela entregando as suas bolsas a ela.

 

- Senhor eu abri o cofre para vocês, me deixe viver!- Implora ele.

 

- Você deveria saber. Justin Bieber não poupa vidas, ele acaba com elas. Respondo atirando no mesmo.

 

- Vocês precisão sair dai agora mesmo. - Diz Chaz desesperado pelo radio.

 

- Oque houve?- Perguntamos a ele preocupado.

 

- A policia foi acionada! Vocês precisam sair dai agora. - Responde ele.- As portas da entrada estão abertas, sai por lá imediatamente.

 

- Porra!- Exclamo nervoso.

 

Nós corríamos em direção à porta de entrada do banco, os barulhos das sirenes policiais estavam ficando cada vez mais altas.

 

 Saímos do banco e vimos às luzes das sirenes policiais próximas, nós começamos a correr até os carros o mais rápido possível. O barulho foi ficando cada vez mais alto.

 

[...]

 

Cada um entra em seu carro e nós começamos a dirigir, os carros de policia nos seguiam sem parar.

 

- Parem o carro!- Diz um policial pelo mega fone. - Irei repetir, parem o carro ou nós iremos atirar.- Repete ele e eu dou um sorriso irônico parando o carro.

 

- Então atirem seus filhos da puta!- Abro a janela do carro e grito para eles. - Vocês nunca iram nos pegar.- Digo e entro no carro voltando a dirigir.

 

- Eu preciso que vocês entrem no túnel que fica a direita. - Diz Chaz me deixando confuso.

 

- Não seria perigoso?- Escuto Katherine pergunta a ele.

 

- Há caminhões a espera de vocês, cada caminhão cabe no mínimo três carros. Há carros idênticos aos de vocês para despistar a policia. - Responde ele.

 

- Chaz você é foda!- Exclama Ryan.

 

- Nosso garoto cresceu, que orgulho. - Brinca Chris.

 

- Eu sou mais velho que você Christian!- Responde Chaz.

 

Dirigíamos em alta velocidade até o túnel que Chaz havia falado, vimos que havia alguns carros atrás dos carros policiais. Vejo os caminhos e buzino para poder avisar que nos estávamos ali. Vejo os caminhões abrirem suas traseiras e nós fizemos uma fileira de três carros atrás das traseiras dos caminhões e entramos cada um de uma vez nos caminhões.

 

[...]

 

- Ficamos dígitos mais ricos!- Grito ao entrar no galpão.

 

- Quem são os velhos agora, Katherine?- Pergunta Chaz irônico.

 

- Vocês são bons nisso!- Responde ela orgulhosa. - Depois vocês me dão minha parte, eu tenho um filho de seis anos em casa, uma adolescente desafiadora e uma “adulta” que bebe pra caralho! Então irei para casa. - Diz ela pegando as chaves do carro.- Eu vou levar seu carro!

 

- Tudo bem, irei com o Chaz. - Concordo e deposito um beijo em sua testa.

 

Ela vai embora deixando apenas eu, os meninos e os capangas no galpão.

 

- Vocês estão dispensados! Iremos depositar o dinheiro em suas contas amanhã. - Digo aos capangas.

 

- É bom trabalhar para o senhor novamente. - Diz um dos capangas antes deles irem embora.

 

- Tem tanto dinheiro aqui. - Comenta Chaz.

 

- E também há isso. - Digo retirando um colar de diamantes do bolso.- Adivinha quem tinha um local no cofre naquele banco.

 

- Não me diga que era o Connor. - Diz Ryan e eu dou um sorriso vitorioso.- Era o Connor, não era?

 

- Sim! Dentro daquela gaveta que havia no cofre e era dele. - Respondo.- Parece que o meu querido cunhado teve um verdadeiro amor, mas ele deve ter sido deixado por ela. Tenho que concorda com ele, ela era linda! E esse colar irá ficar lindo no pescoço de Katherine.

 

- Como você sabe que ela era linda?- Pergunta Chris.

 

- Ela era a Anabelle! Porra Chris, você já transou com ela também. - Respondo e ele sorri malicioso.

 

- A nossa doce Anabelle, ela era gostosa. - Diz ele esfregando as mãos uma na outra.

 

- Quem sabe ela aceite ajudar a nós nessa guerra contra o Connor. - Comento.

 

Continua...


Notas Finais


QUEM MANDA EM ATLANTA É ELES!! ADORONN

Espero que tenham gostado do capitulo, não se esqueçam de comentar, favoritar e divulgar a fic <3 Um beijo e até logo<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...