História Crazy In Love ( PRIMEIRA TEMPORADA) - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor Louco, Badboy, Colegial, Drama, Suicida
Visualizações 111
Palavras 814
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse capítulo vai ser menor, poreem, mais tarde ou amanhã irei postar um beem grande, narrando um possivel hot! ❤ espero q gostem

Capítulo 41 - Touch me


PV ROSALIE ON

-Boom dia mundo! -vibrei enquanto descia as escadas, meu humor estava melhor ainda hoje. Vi mamãe, Henry e Hayley sentados a mesa cheia . 

Eles sorriram pra mim, minha mãe me beijou a bochecha como sempre, a Hayley faz alguma macumba,  só pode, porque eu não vejo a peste do meu irmão irritado mais, ele estava com um sorriso no rosto mexendo o adoçante no suco, e conversando normalmente. 

-Como é bom ver todos vocês juntos!  -Louise vibrou colocando o presunto na mesa. -Vão querer sobremesa? 

-Brigadeiro!  -eu bati palmas, precisava de algum doce. 

-E a dieta? -Henry zombou. 

-Palhaço , eu to em forma. 

Ele levantou as mãos pra cima em forma de rendição. 

-Rose, me passa a nutella. -Hayley falou. Eu passei. -Você vai na festa da Cristinna? 

-Com certeza!  Vocês vão?  -perguntei referindo, os dois sorriram.

-Mas é claro. -Henry sorriu.

Era tão bom essa união,  eu não aguentava mais ficar sentada tomando café da manhã em silêncio enquanto Henry ficava de cara fechada ou brigava com a mamãe,  mas agora era tudo bem diferente.  Nós conversamos e riamos e os dias na escola eram até melhores , apesar de eu andar mais com a Veronika, que volta e meia perguntava pelo Henry. 

----QUEBRA DE TEMPO ---

PV HENRY ON

Nós estávamos sentados na Ponte Bressan, nos beijando e observando a noite. 

-Você se lembra da primeira vez que viemos aqui? -perguntei. 

-Como eu ia esquecer,  você me deu salgadinhos,  e eu quis beijar você. 

-Quis é? 

-Quis.

-Hm, pervertida. Agora você pode.

-Hm, e antes eu não podia?

-Não,  sabe como é, eu sou dificil.. -ela riu.

Nos beijamos novamente, eu senti o sol quente dentro de mim , mesmo com essa noite tão fria. 

Gotinhas de chuva minúsculas,  leves e geladas começaram a cair, até que de repente elas se tornaram pesadas e fortes, eu e Hayley corremos para o carro.

-Como.. começou a chover forte assim? -ela perguntou,  tremendo de frio. Tirei seu casaco e tirei minha camisa para colocar nela, eu já estava com frio, mas nem tanto , eu não ia deixa-la com frio e molhada. Bom, molhada eu ia, mas não nesse sentido. *pensamentos impuros * 

-Não sei, veste.. Não quero te ver doente amor. 

Ela hesitou.  

-Mas, você. .

-Relaxa, veste princesa. 

Ela sorriu e colocou minha camisa. 

Não tinha ninguém nas ruas, eu e ela começamos a nos olhar, eu não aguento, toda vez que eu olho para aquela boca...eu a puxei para um beijo, e começamos a nos beijar. Conforme foi aumentando a intensidade, eu a levei para o banco de trás,  ela começou a morder meu lábio, começou puxa-lo levemente, enquanto descia sua mão no meu abdômen . Aaaagh eu amo quando ela faz isso. 

-Você me deixa louco, sabia? -sussurrei em seu ouvido.

Ela sorriu mordendo o lábio em forma de provocação. 

-Para de me provocar. -sussurei rouco,  ela se arrepiou. 

-E se eu não quiser? 

Hmm me desafiando,  eu amo. 

-Vai se arrepender. 

Seus olhos se encheram de maldade, e ela desceu as unhas pela minhas costas, e jogou a cabeça para trás.  Sem pensar eu apertei sua garganta com uma mão,  enquanto apertei seu bumbum fortemente,  desci a boca até seu pescoço e comecei a lhe dar chupoes,  mordidas e beijos, ela se arrepiou completamente,  se contorcendo embaixo de mim.

Nós começamos a nos beijar, começou uma loucura,  mas dessa vez era diferente,  estava ainda mais quente. Os vidros eram escuros, totalmente então garantiria nossa privacidade, eu comecei a beija-la mais forte.

-Henry. .. -ela suspirava meu nome, me deixando fora de si. 

Seu corpo, sua expressão e a forma em que ela agia claramente pedia um passo a mais, mas Hayley era virgem,  eu não poderia ir com força ou apressado, ela é importante pra mim, o suficiente para não apressa-la ee arruinar esse momento. Eu aproximei a mão de sua intimidade,  por cima de seu shorts, ela me olhou maliciosa,  e seu corpo foi respondendo,  ela não me parou e eu delicadamente coloquei a mão por dentro de sua calcinha,  e comecei a fazer carinhos, levemente, ela estava molhada, eu podia sentir muito bem. Nossos beijos foram esquentando e eu introduzi, com sua permissão,  um dedo em sua intimidade. Ela gemeu , seu corpo todo ficou quente,  nós continuamos,  eu fiz tudo da forma mais leve que podia, o que era até estranho, sou sadomasoquista, fazer as coisas devagar e com delicadeza com certeza não eu meu forte. Mas nos fomos aumentando o ritmo, e tudo ficou cada vez melhor. Ela não permitiu nada mais que dedos, mas era o suficiente por agora,  senti-la assim era impagável.  *se sentindo extremamente superior * 

-----quebra de tempo---

Estávamos ofegantes, tudo aquilo havia sido tão bom. Seu rosto estava corado, seus olhos mais brilhantes. Eu a beijei, e peguei em sua mão, sussurrando em seu ouvido em quanto ela era maravilhosa.  Dei a partida no carro, e a levei para casa. 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...