História Crazy In Love Second Season - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Ryan Butler
Visualizações 123
Palavras 2.262
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eae, ta ai mais um capitulo... boa leitura x.x

Capítulo 11 - Congrats. You will be uncle!


Fanfic / Fanfiction Crazy In Love Second Season - Capítulo 11 - Congrats. You will be uncle!

Jream: O Bieber quer matar o Brad agora meu amor, você acha que ele vai deixar barato ele ter te levado pra longe dele? Nananinanão! Ele ta possuído, se alguém não exorcizar o Bieber o quanto antes, ele sai daqui atrás do Brad e mata ele onde quer que ele esteja. – ele disse de um jeito que me fez rir.

Jasmine: Okay idiota, eu já entendi! Vou atrás do Bieber pra ver se ele já está pronto. – disse e sai andando.

Jream: Pronto pra que? – perguntou curioso.

Jasmine: Vamos ao hospital, quando chegar ele te explica, ou eu explico, tanto faz! Agora tchau. – disse e acenei. Quando cheguei à sala, Bieber estava descendo as escadas, tão sexy. Estava com aquela calça de sempre dele, preta, uma camiseta branca, supra e estava com um boné na mão e bagunçando os cabelos. Ele estava mais sexy do que nunca. Quando me viu, deu um sorriso malicioso. É ele percebeu que eu tinha o notado da cabeça aos pés. – Vamos princesa? – disse sorrindo e estendendo a mão.

Bieber: Princesa que você estava devorando com os olhos ai. – ele disse revirando os olhos e pegou em minha mão.

Jasmine: Quem manda ser gostoso desse jeito? – perguntei e ele riu. Saímos de casa, entramos na borghini roxa dele e o mesmo acelerou – Bieber, não acha gay um cara ter uma lamborghini roxa? Podia ser azul, preta, cinza, mas roxa? – disse como se fosse chocante demais aquilo, ele me encarou.

Bieber: Você quer que eu te mostre quem é o gay? – ele falou tão sério que eu fiquei com vontade de rir.

Jasmine: Eu não te chamei de gay, só falei que é gay demais um cara com uma lamborghini roxa. – disse como se fosse óbvio.

Bieber: Eu sou um cara com uma lamborghini roxa, você me chamou de gay.

Jasmine: Gay gay gay gay, gay demais! – disse aquilo tudo só pra deixa-lo irritado.

Bieber: Você vai ver o gay quando chegarmos em casa. – ele disse ainda mais sério e olhando diretamente pra estrada, parecia que estava em uma corrida de carros, fiquei até com medo do que ele faria. O silêncio tomou conta dali e chegamos rápido até demais no hospital. Justin estacionou e saímos do carro, ele fez questão de segurar minha mão o tempo todo, ok. Entramos e ficamos esperando um pouco, logo um médico nos atendeu, eu disse tudo o que tinha pra dizer, o que tinha acontecido no mês anterior e tal. Ele me examinou de todas as formas que pôde e no final deu o que esperava. Grávida de um mês. Quando o médico disse isso com todas as letras, o Bieber vibrou tanto que até me deixou feliz por estar com um filho dele dentro da minha barriga. Saímos do hospital e fomos direto pra casa, o caminho todo Bieber dizia “você vai ver quem é o gay”, eu só ficava rindo, porque o ‘você vai ver’ dele, com certeza é sexo. E eu não estou com nenhum pouco de vontade de sexo nesse momento, porque não estou me sentindo bem, mas não demonstrei isso á ele, só fiquei rindo das coisas que dizia. Quando colocamos os pés dentro de casa, me deu uma ânsia de vômito enorme que eu sai correndo pro quarto, pro banheiro e soltei tudo. Antes de subir as escadas, ouvi Bieber me gritar.

Bieber: Jasmine, o que foi? – perguntou preocupado e me seguiu. Sim, ele me seguiu literalmente, até o banheiro. Quando comecei a vomitar, ele segurou o rabo de cavalo do meu cabelo me ajudando a soltar tudo o que tinha pra soltar – O que você comeu hoje?

Jasmine: Eu não comi nada hoje! Deve ser por isso. – disse incrédula.

Bieber: Como, sendo que você não comeu nada?

Jasmine: Eu estou grávida Bieber, isso sempre acontece. – disse revirando os olhos e me levantando, lavei minha boca e meu rosto.

Bieber: Está melhor? – perguntou ainda preocupado.

Jasmine: Melhor, sim! Bem, não. – disse com uma cara não muito boa.

Bieber: Faz o seguinte... Fica deitadinha, descansa que eu vou pedir pra Scarlet fazer alguma coisa pra você, talvez se sinta melhor. – ele disse e sorriu, em seguida deu um beijo em minha testa.

Jasmine: Obrigada meu amor! – sorri. Senti-me tão sortuda por ele estar ao meu lado nesse momento.

Bieber: De nada, mas eu vou lá. Faz como eu disse ok? – ele disse saindo do banheiro, assenti e ele se afastou.

Jasmine: Oh Meu Deus! – disse olhando pro espelho completamente sem acreditar. Sim, eu tenho um homem desses em casa, inacreditável. Sai do banheiro e me deitei na cama, em seguida liguei a tevê, fiquei procurando algum canal que prestasse ali. Algum tempo depois, Bieber entrou no quarto com uma bandeja na mão. Sério que ele está fazendo isso? Sorri ao vê-lo assim, todo cuidadoso comigo. Ele se aproximou da cama e colocou a bandeja em meu colo, tinha tanta coisa ali que me deu água na boca.

Bieber: Aqui está! – ele disse sorrindo e se sentou do meu lado.

Jasmine: Isso tudo é pra mim? – perguntei olhando pra ele que assentiu – Por que não pediu pra Scarlet trazer? – perguntei curiosa.

Bieber: Fiz questão de trazer pra você! – disse e me deu um selinho.

Jasmine: Por que está tão carinhoso comigo? – perguntei fazendo bico.

Bieber: Porque você não está bem e está carregando um filho meu. É isso, quer mais? – pediu e eu assenti – Eu não gosto de te ver mal, não quero que nada aconteça com você e com o nosso filho. – ele disse e eu arqueei uma sobrancelha.

Jasmine: Filho? Vai ser menina. – disse acariciando minha barriga.

Bieber: Você está enganada, porque vai ser um menino! Que vai ser como eu. – ele disse como se aquilo tudo fosse óbvio.

Jasmine: Se ele for como você, eu coloco ele em um convento. – disse o fazendo rir, mas eu fiquei séria.

Bieber: Que mente mais diabólica a sua! – ele continuou rindo.

Jasmine: Eu não quero que meu filho saia por ai matando pessoas. – cruzei os braços, ele parou de rir.

Bieber: Jasmine, já conversamos sobre isso! Eu só fiz aquilo por nossa defesa, eu não poderia entrar dentro daquela casa sendo que estava cheia de capangas, se eu se quer tentasse entrar lá, eu seria morto. Me entende, por favor?

Jasmine: Eu já entendi! Mas mesmo assim não achei certo. – cruzei os braços.

Bieber: Ok, não quero mais falar sobre isso. Pode ficar ai comendo sua comida! – ele disse se levantando e saiu andando.

Jasmine: Bieber! Por favor, não vai. – chamei-o que me ignorou e saiu do quarto. – Argh.

POV Justin

Fiz o favor de levar comida pra ela que não estava nada bem, eu poderia ter pedido pra Scarlet, mas não. Eu realmente fiquei muito preocupado com ela, queria que ela ficasse bem depressa, mas pelo jeito não seria possível. “Não quero que meu filho saia por ai matando pessoas”, eu não esperava ouvir isso logo dela, mas tudo bem. No momento eu fiquei com raiva e sai de lá batendo os pés, fui pro meu escritório e tranquei a porta. Sentei-me e fiquei refletindo, pensando no que ela tinha me falado e me coloquei no lado dela. É, se eu fosse ela, realmente não queria que meu filho saísse por ai matando pessoas, mas ela tinha que me entender que eu mudei e eu não vou ficar quieto até achar o Brad, se eu não me controlar também, posso até matar esse tal de Quincy que acha que pode comigo. Tenho que convencer ela de que isso tudo é pro nosso bem, porque eu não vou sair por ai matando gente inocente, só vou matar quem eu tiver que matar. Sai de meus pensamentos quando ouvi baterem na porta, pedi pra entrar, mas como o ser humano lá de fora continuou batendo lembrei que tinha trancado a porta. Me levantei e abri a porta, ali estava Pattie e Bern, as duas em minha frente.

Pattie: Precisamos falar com você, meu filho. – ela disse entrando e Bern entrou em seguida, fechei a porta e sentei em meu devido lugar.

Justin: Falar sobre o quê? – perguntei nada interessado.

Bern: Sobre a Jasmine. – ela disse e eu já arregalei os olhos.

Justin: O que querem saber?

Bern: Ela está mesmo grávida? – perguntou curiosa. Como eu diria aquilo?

Justin: Mãe, a senhora não consegue ficar com a boca fechada, né? – disse a encarando que me encarou de volta, olhei pra Bern. – Sim, ela está grávida! De um mês, quando ela saiu daqui já estava. – disse sem paciência.

Pattie: Você a levou ao hospital, né?

Justin: Sim, mãe! Levei.

Bern: E onde ela está? – perguntou preocupada.

Justin: Está em meu quarto, se quiser pode ir lá. – disse e sorri, ela assentiu e saiu do escritório, me deixando sozinho com Pattie – E a senhora, o que quer de mim?

Pattie: Você é louco? Imagine se o Brad descobre que você engravidou a Jasmine? – disse completamente sem acreditar, eu apenas sorri.

Justin: Pattie, você viu como eu mudei, né? Viu que mais ninguém passa por cima de mim, né? Viu que eu consegui trazer a Jasmine de volta? Acha mesmo que eu me importo com o que o Brad pensa? Aliás, se ele vir atrás da Jasmine, ele que vai se dar mal! – disse e ri.

Pattie: Por que será que eu resolvi concordar com isso tudo, Senhor? – ela disse olhando pra cima.

Justin: Mãe, o Brad não deveria nem ter nascido pra você ter uma ideia.

Pattie: O que está pensando em fazer agora? – perguntou curiosa.

Justin: Nada! Se ele quiser vir atrás da Jasmine, ele que venha.

Pattie: Eu sei que você vai fazer alguma coisa além disso. – lá vem a Pattie conseguindo me arrancar tudo o que quer.

Justin: Olha, eu vou te contar, mas não quero que comente com ninguém, inclusive com a Jasmine, ok? – pedi e ela assentiu – O ex-namorado dela ligou pra cá hoje de manhã dizendo que está voltando e que virá atrás de mim! Eu não quero que ela saiba de nada, porque ela vai tentar me impedir de fazer alguma coisa e eu não quero isso.

Pattie: O que esse cara pensa que pode fazer contra você? – ela disse rindo.

Justin: Isso que eu queria saber! Eu quero que ele dê as caras primeiro, depois eu resolvo o que fazer. Mas por favor mãe, não comenta isso em lugar algum, tá bom? – pedi.

Pattie: Ok Justin, não se preocupa com isso. – ela disse e sorriu.

Justin: Obrigado então! – disse aliviado e me levantei – Quer continuar aqui? Se sim, pode ficar. – disse e ri, ela se levantou também e saiu – Tá né. – dei de ombros e sai também, fechando a porta. Desci e fui pra sala de jogos, Jream estava lá jogando pin ball e estava indo mal pelo visto. – Eai cara! – disse me aproximando.

Jream: Eai? A Jasmine veio aqui mais cedo e disse que ia ao hospital com você. Aconteceu alguma coisa? – perguntou curioso, mas continuou de olho no jogo.

Justin: Se você quiser saber, melhor perder esse jogo de uma vez. – disse sério e ele fez o que eu tinha dito.

Jream: Ela queria saber o assunto importante que eu tinha pra falar com você hoje de manhã! – ele disse revirando os olhos.

Justin: Como ela soube disso? – perguntei impressionado.

Jream: Ela viu a mensagem que eu mandei pra você! No seu celular.

Justin: Puta que pariu, por que ela tem que ficar mexendo nas minhas coisas? – disse completamente furioso, odeio isso.

Jream: Você sabe como a Jasmine é curiosa, né? Deve que viu que a mensagem era vinda por mim e achou que não teria problema! – deu de ombros.

Justin: E o que foi que você disse? – perguntei curioso.

Jream: Eu destorci as coisas tudo! Disse que meus assuntos urgentes eram bobagens e também falei que eu só queria te tirar da cama pra falar sobre o Brad, até disse que você não ia ficar quieto até matar ele. – ele disse e riu, me fazendo rir também. – Mas antes eu disse que você precisava de um exorcista, que está possuído porque o Brad tirou a Jasmine de perto de você! Eu até acho que ela acreditou, porque me chamou de idiota e depois disse que ia ver se você estava pronto, que iam ao hospital. Pra que? – perguntou curioso.

Justin: É que ela estava sentindo alguns enjoos ontem e fomos ver o que realmente era.

Jream: E o que era? – perguntou preocupado dessa vez.

Justin: Parabéns cara! Tu vai ser tio agora. – disse rindo e abracei-o.

Jream: Tio...? Como assim? – perguntou sem entender, mas depois de alguns segundos – A Jasmine está grávida? – perguntou espantado.

Justin: Grávida de um mês! – falei sorrindo.

Jream: Você quer morrer, né? Como assim você engravida a minha irmã? – dessa vez ele estava bravo, mas eu não mostrei reação nenhuma.

Justin: Jream, entenda que eu nunca obriguei a Jasmine a fazer sexo comigo, ela fez porque quis, ela só ficou grávida porque né... – dei de ombros.

Jream: Não quero nem ver a cara do Quincy quando descobrir isso.

Justin: Descobrir? Ele não precisa saber de uma coisa dessas! Ele quer resolver o que tem pra resolver comigo e não com ela. Também não quero ninguém contando isso pra ninguém. – disse o encarando que assentiu – E Jream, não acha que tenho medo de você não, tá? Eu sei que você deve estar quase explodindo de raiva porque eu engravidei a Jasmine, mas isso ia acontecer um dia, mais cedo ou mais tarde. Se foi mais cedo, é porque tinha de ser. – disse, sorri e sai dali.

 

Continua...


Notas Finais


é isso pessoas, próximo capitulo vcs n perdem por esperar, muahahahahahaha sério ta mto foda, sem gracinha, ta foda pakas, ceis vão amar os próximos, eu amei, n sei vcs, mas tenho certeza! haha espero que tenham gostado desse capítulo, é isso, bjs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...