História Crazy In Love Second Season - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Ryan Butler
Visualizações 116
Palavras 3.194
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura meus xuxus, espero que gostem

Capítulo 19 - Hormônios.


Fanfic / Fanfiction Crazy In Love Second Season - Capítulo 19 - Hormônios.

Bieber: Jasmine! – ouvi-o me gritar, estava sentado em minha frente olhando diretamente pro meu rosto, levei um susto.

Jasmine: Ai Justin, o que foi? – disse com a mão no coração – Você me deu um susto! – disse e ri.

Bieber: Eu estava te chamando á séculos e você ai sorrindo feito boba olhando pro nada. Estava se lembrando de alguma coisa? – perguntou desconfiado.

Jasmine: Ah, sim. – disse sorrindo e mostrei nossa foto que estava no celular dele.

Bieber: A nossa primeira foto? Que o Ryan tirou. – ele disse sorrindo olhando pro celular e depois olhou pra mim.

Jasmine: Sim! Realmente, como o Ryan mesmo disse, iríamos nos lembrar dessa foto pra sempre porque foi ele quem tirou. – disse e ri.

Bieber: Pois é, ele é um babaca, mas devo muita coisa á ele. – ele disse olhando pro nada.

Jasmine: Isso ai, Ryan merece um pouco de reconhecimento por estar nessa com você, Chaz e Jream também. – disse e arqueei uma sobrancelha.

Bieber: Jream? Ele não merece nem o prato que come, foi esse idiota que me colocou nisso tudo, depois que seu pai te levou de mim, parecia que ele sabia tudo o que fazer, parecia que estava tudo planejado pra quando esse dia chegar, eu fico pensando nisso até hoje. – ele me olhou desconfiado.

Jasmine: Jream é uma pessoa preparada, ele prepara tudo antes de acontecer, até as coisas que ele não quer que aconteça, ele prepara o que fazer pra se acontecer.

Bieber: Se você está dizendo. – deu de ombros e em seguida me olhou com um sorriso malicioso.

Jasmine: Hey Bieber, já fodemos demais por hoje. – disse tentando tirar aquele sorriso do rosto dele.

Bieber: Eu não estava pensando nisso... – ele colocou a mão em meu queixo e me beijou calmamente – eu te amo.

Jasmine: Também te amo. – sorri feito boba.

[...] 12 de Janeiro de 2013 – ás 10:37 A.M.

Jasmine: BIEBEEEEEEEEEEEEEEER! – gritei completamente desesperada, ou quase, estava sentindo uma dor enorme na barriga, tinha certeza que era o bebê, mas ele não está nem na hora de nascer, falta um mês ainda. Eu estava na sala de cinema assistindo um filme qualquer que eu tinha escolhido, então senti essa puta dor. Bieber apareceu na sala todo preocupado.

Bieber: O que foi? O bebê vai nascer? – se aproximou.

Jasmine: Não idiota! Eu só senti uma dor muito forte na barriga. Por favor, senta aqui comigo... – pedi e ele se sentou ao meu lado me abraçando.

Bieber: Não quer ir ao médico? – perguntou um pouco menos preocupado e eu neguei – Tem certeza meu amor? Você não parece bem.

Jasmine: Que porra, me deixa escolher pelo menos agora, eu quero ficar aqui abraçada com você. – disse colocando a cabeça em seu peito.

Bieber: Tá bom, mas não quero você falando mais assim comigo. – percebi certa bravura em sua voz.

Jasmine: Cala a boca, por favor.

Bieber: Mulheres. – ele disse baixo e bufou. Fiquei um bom tempo ali abraçada com ele, eu não queria sair dali nunca mais, o abraço dele é tão reconfortante que eu não estou mais sentindo dor alguma. Olhei pra ele de canto que já estava me olhando há um bom tempo. – Está melhor? – perguntou e eu assenti sorrindo.

Jasmine: Estou com fome. – disse fazendo careta e ele riu.

Bieber: Já está gorda, se continuar comendo, vai parecer um elefante! – ele disse ainda rindo e eu o encarei me afastando.

Jasmine: Gorda? É seu filho que está aqui dentro meu amor, se eu estou comendo demais é porque ele precisa se alimentar. – disse ainda o encarando.

Bieber: Caralho, parece que depois que ficou grávida, ficou ainda mais chata. – revirou os olhos.

Jasmine: Chata? Mas eu não sou chata! – minha raiva parecia querer aumentar.

Bieber: Posso te falar uma coisa? Vai comer logo que nosso filho está com fome. – ele disse e eu grunhi.

 

POV Justin

Justin: Posso te falar uma coisa? Vai comer logo que nosso filho está com fome. – disse e ela grunhiu – Anda, senão sua TPM vai aumentar ainda mais. – disse e ri.

Jasmine: Eu estou grávida, não tenho isso. – ela cruzou os braços e saiu andando dali.

Chaz: O que foi cara? – perguntou entrando na sala.

Justin: Jasmine parece que tem TPM até quando está grávida, puta que pariu.

Chaz: Isso não é TPM, só é raiva por ela estar carregando uma criança pra lá e pra cá e ninguém se preocupar com o que ela pensa ou sente. Na verdade tudo isso só está a fazendo sentir raiva e descontar em todo mundo, é o que acontece com uma grávida, são os hormônios da gravidez. – ele disse e sorriu, fiquei o olhando perplexo.

Justin: Chaz, você é gay?

Chaz: Tá maluco? É só que, eu passei muito tempo com a minha avó e aprendi algumas coisas sobre mulheres. Os comportamentos, o que elas sentem, como demonstram e essas coisas. – deu de ombros.

Justin: Sim, você é gay, tenho que falar com a Mary sobre isso. – disse e ele me encarou – O que foi? Não estou brincando! – disse e ri.

Chaz: Bieber, é sério, para de bobagem.

Justin: Tá bom, vou tentar ignorar as patadas da Jasmine. Sorte a minha que só vou suportar isso durante mais um mês. – disse sorrindo feliz.

Chaz: Bieber, sua felicidade acaba em pouco tempo. – ele disse agora sério, o olhei incrédulo.

Justin: Do que você está falando? – perguntei curioso.

Chaz: Christian tem uma coisa pra te contar, vim aqui pra isso mesmo, os meninos estão todos no escritório. – ele disse me deixando ainda mais curioso.

Justin: Pode pelo menos me adiantar o assunto? – pedi já começando á andar.

Chaz: Ele não me disse nada, só falou pra eu te chamar porque o assunto era urgente. – ele disse me acompanhando.

Justin: Tudo bem então. – disse seco e andei mais rápido ainda em direção ao escritório, quero saber qual assunto urgente é esse. Chegamos lá, abri a porta e entrei logo em seguida, Chaz fechou a porta quando entrou, os meninos estavam todos lá e olhando pra mim – O que estão olhando? Anda Christian, conta o que é tão urgente assim! – disse apreensivo, não queria nem imaginar o que ele diria.

Jream: Calma cara.

Christian: Brad já atravessou a fronteira dos Estados Unidos, isso quer dizer que a qualquer momento ele venha pra cá, atrás de você e da Jasmine. – ele disse sério me deixando com vontade de jogá-lo pela janela. Eu olhei pra todos com uma vontade grande de que um deles fosse o Brad e eu tivesse a chance de mata-lo ali em minha frente. Puta que pariu. Não disse nada, apenas suspirei e sai do escritório andando devagar.

Ryan: Bieber vai matar alguém, melhor irmos atrás dele. – ouvi-o dizer quando ainda estava no corredor, eu realmente estava com vontade de fazer isso.

Justin: Puta que pariu. – disse bagunçando meus cabelos e cheguei na sala, ouvi risadas vindo da cozinha, com certeza da Jasmine, porém tinha alguém com ela e era o Jake, reconheci sua voz. Esses sete meses que se passou ele se aproximou muito dela coisa que me deixou com raiva, mas eu já avisei pra ele que se ele tentar alguma coisa com ela vai ter que se ver comigo. Depois disso, parei com a bosta dos ciúmes que eu tinha antes, mas agora parecia que eles estavam se divertindo bastante, só que acho melhor eu não ir até lá, já estou com raiva, indo lá isso tudo só vai piorar. A minha única preocupação nesse exato momento é o filho da puta do Brad, o que esse idiota quer comigo? Ah não espera, deve estar querendo tirar a Jasmine de mim e me matar, mas eu não vou deixar isso acontecer. Ele pode até ser mais forte, só que é ele quem vai se ver comigo, eu vou mata-lo do jeito que eu sempre desejei. Me sentei no sofá querendo que aquilo tudo não fosse verdade, mas era completamente impossível, tenho que arrumar ainda mais capangas pra proteger essa porcaria de casa, porque Brad pode invadir aqui a qualquer momento. Jasmine não pode saber de nada disso por enquanto, ela vai pirar e como ela está grávida não quero deixa-la preocupada, pelo menos agora.

Jasmine: Justin? – ouvi-a me chamar, estava tão distraído que nem a vi entrando na sala.

Justin: Oi? – perguntei a olhando.

Jasmine: Aconteceu alguma coisa? – perguntou parecendo preocupada.

Justin: Não aconteceu nada. – disse sorrindo e olhei pra ela.

Jasmine: Tem certeza? Você estava ai sentado tão distante, parecia triste. – ela disse e fez bico.

Jake: Também acho que aconteceu alguma coisa. – ele disse sério.

Justin: Não aconteceu nada, Okay? Eu só estava aqui pensando! – me levantei tentando acabar com o assunto.

Jasmine: Pensando em que? Ou em quem? – ela me encarou e eu já sabia o que ela estava insinuando.

Justin: Essa história de novo Jasmine? Eu te amo, para de dizer que eu fico pensando na Chloe. – a encarei também.

Jasmine: Eu não disse nada. – ela cruzou os braços.

Jake: Vish, melhor eu me retirar. – ele disse e subiu.

Justin: Não disse, mas pensou. Olha, aquele dia não tem nada a ver, eu já te disse o motivo de eu ter feito aquilo, para.

Jasmine: Mas eu ainda não tirei da cabeça de que você não a esqueceu.

Justin: Jasmine, você tem noção do que está falando? Você bateu na Chloe, ela tinha terminado comigo, pra que eu me lembraria dela se eu tenho você? Você é muito melhor do que ela e do que qualquer garota que existe no mundo! Eu falo isso porque é verdade. – disse sério.

Jasmine: Até melhor que a Megan Fox? – arqueou uma sobrancelha.

Justin: Melhor que qualquer uma! – disse sorrindo.

Jasmine: Mesmo grávida? – fez bico.

Justin: Mesmo grávida Jasmine. – disse já impaciente com as perguntas dela.

Jasmine: Então o que aconteceu pra você estar aqui sentado todo triste? – perguntou curiosa.

Justin: Isso de novo? Puta que pariu, para com isso, eu já disse que não aconteceu nada, dá pra parar com as perguntas, por favor? – pedi e ela fez bico parecendo magoada – Ah Jasmine, não vai começar com essa cara né? – me aproximei.

Jasmine: Deixa, não quer falar não fala. – ela cruzou os braços e saiu andando lá pra cima.

Justin: Puta merda. – disse e me sentei no sofá novamente, aquele dia logo veio em minha cabeça.

Flashback On

Acordei completamente assustado, olhei em volta e ainda estava escuro, isso só pode ter sido um sonho. Chloe voltar novamente? Eu não imagino qual será a reação da Jasmine se isso realmente acontecer. Para Justin, ela não vai voltar, não mais, ela se foi pra sempre, pra minha felicidade. Jasmine ainda dormia, mas pelos meus movimentos na cama, ela acordou no segundo seguinte.

Jasmine: Justin? O que está fazendo acordado? – perguntou preocupada.

Justin: Nada Jasmine, eu só tive um sonho esquisito, volte a dormir. – disse me deitando novamente e a abraçando, dormimos novamente.

[...]

Jasmine: Que droga de sonho esquisito foi aquele que você teve? – perguntou me encarando.

Justin: Para de agir como se eu tivesse te traído, não aconteceu nada. – a encarei.

Jasmine: Me diga então. – disse e cruzou os braços.

Justin: Esse sonho esquisito foi a Chloe voltando pra cá e vindo atrás de mim. – disse tudo de uma vez e ela me olhou incrédula.

Jasmine: POR QUE NÃO ME DISSE ANTES? – ela gritou brava.

Justin: PARA DE GRITAR CHLOE, QUE PORRA! – gritei rápido e parei pra processar a merda que eu tinha dito.

Jasmine: Você me chamou de que? – ela disse ainda mais brava e se aproximou, eu via nos seus olhos que ela queria me matar.

Justin: Jas, eu não disse por querer. – disse tentando amenizar a conversa, mas não deu muito certo, até imagino o que ela vai dizer agora.

Jasmine: Não me chame de Jas. Você me chamou de Chloe, sua ex-namorada! – ela disse e levantou a mão, mas segurei seu braço.

Justin: Eu juro que foi sem querer, você ficou tão grilada com isso que o nome dela ficou na minha cabeça. Me desculpa. – disse sem paciência.

Jasmine: Me solta. – me encarou.

Justin: Se você me desculpar eu te solto. – disse sério.

Jasmine: Ah, então agora tem condições pra te desculpar? – perguntou fingindo estar impressionada.

Justin: Para de ser imatura, por favor? Eu te amo, não disse por mal. – tentei me acalmar mais.

Jasmine: Não disse por mal, mas me magoou. – ela fez cara de choro e eu a soltei – Porra Justin, eu estou grávida, já suporto esse bebê na minha barriga, coisa que não é nada fácil, ainda ouvir você me chamando com o nome da sua ex-namorada qual eu odeio de corpo e alma, é demais pra mim. – ela estava chorando e soluçando, parecia que ela tinha descoberto que eu havia traído ela.

Justin: Jas se acalma, eu já pedi desculpas, juro que isso nunca mais vai acontecer. – me aproximei e a abracei – Eu te amo ok? Me desculpa. – acariciei seu cabelo e dei um beijo em sua testa.

Jasmine: Tudo bem! Também te amo. – ela limpou as lágrimas, olhou pra mim e sorriu.

Flashback Off

 

 Se ela ficou daquele jeito só por eu ter a chamado por outro nome, não quero nem ver se ela descobrir que o Brad pode aparecer a qualquer momento. Eu realmente preciso fazer alguma coisa, não posso deixar que o canalha do Brad encoste um dedo na minha Jasmine, porque senão vou fazer o favor de ir matá-lo pessoalmente.

Pattie: Filho? – ouvi-a me chamar e a olhei – Aconteceu alguma coisa? – perguntou preocupada e sentou-se do meu lado.

Justin: Não aconteceu nada. – disse com a cabeça baixa e bagunçando meus cabelos.

Pattie: Justin, não tente esconder nada de mim, você sabe que nunca consegue fazer isso! – disse parecendo brava.

Justin: Okay, mas eu não quero conversar aqui, vamos ao escritório. – disse me levantando e subi, ela me acompanhou. Chegamos, entrei, ela entrou em seguida e eu tranquei a porta.

Pattie: Já pode me contar o que aconteceu. – pediu curiosa, eu já tinha me sentado.

Justin: Brad está de volta. – disse sério e ela arregalou os olhos.

Pattie: Como descobriu isso? – perguntou agora preocupada.

Justin: Na verdade foi Christian quem descobriu, ele disse que Brad já atravessou a fronteira dos Estados Unidos e pode vir atrás de mim a qualquer momento.

Pattie: O que ele quer com você?

Justin: Primeiro, eu tirei a Jasmine dele e matei a maioria daqueles bostas que ele chama de capangas. Brad nunca gostou de mim, ele apareceu na vida da Jasmine pra que? Pra nada, só pra tirá-la de mim. Esse cara acha que só porque é o pai dela pode aparecer assim do nada e leva-la pra outro país, como se ela não tivesse uma vida aqui. Ele quis tirá-la de perto da mãe, se ele quisesse ser um pai de verdade novamente pra Jasmine, não faria uma coisa dessas. Eu já não gostava dele, depois que Jream disse que ele vende propina roubada, passei a odiá-lo, esse cara merece morrer. – disse já transbordando ódio em meus olhos.

Pattie: Justin, você já matou gente demais pro meu gosto, não pense em matar o pai da Jasmine. – ela disse me encarando.

Justin: Desculpe mãe, mas eu já pensei e a Jasmine está pouco se fodendo para o que eu pense sobre o Brad, ela também o odeia e deseja o mesmo que eu, que ele morra. – dei de ombros.

Pattie: Bieber, eu já pedi mil vezes pra que quando for conversar comigo, não diga esses palavrões, mas parece que você não me ouve.

Justin: A Senhora fala como se nunca tivesse escutado um palavrão se quer na vida. – disse revirando os olhos.

Pattie: Já escutei sim, mas eu não gosto de escutá-los de você! Você é meu filho e eu exijo respeito. – ela disse e eu tive que ficar quieto.

Justin: Tá bom, vou parar com isso. – sorri insatisfeito, ela também reclama de tudo – Era só isso o que eu tinha pra dizer. – disse e sorri forçado.

Pattie: Okay, vou ver como a Jasmine deve estar, – ela disse se levantando – não duvido nada de que vocês devem ter discutido. – falou me encarando.

Justin: Ela também gosta de saber coisas que não deve. – dei de ombros.

Pattie: Então não vai dizer sobre o Brad? – perguntou curiosa.

Justin: Pelo menos não agora, mas você pode fofocar com a Bern se quiser, pra ela pelo menos ficar um pouco mais atenta. – disse e revirei os olhos.

Pattie: Bieber olha só como você fala comigo! – disse me encarando.

Justin: Tá desculpa. – disse e ela se retirou, me levantei e tranquei a porta novamente, só quero ficar sozinho agora. Peguei meu celular e comecei aligar pra pessoas que acabei conhecendo depois que Christian entrou nessa casa, contratei várias pessoas pra vigiar essa porra de casa e pra ficar na casa do Jream também, aquilo tudo tinha me deixado um pouco calmo ou com menos raiva de que eu estava antes, fiquei com vontade de fumar pra me deixar mais tranquilo. Abri a gaveta da mesa e acendi o primeiro cigarro, (N/A: que na verdade é maconha, ignorem o fato de eu não saber dar detalhes nisso) aquilo realmente estava me deixando melhor, mas eu queria sentir adrenalina na veia. Peguei uma agulha na gaveta, qual tinha o extrato da droga e pressionei-a em meu braço, em poucos segundos eu estava esquecendo tudo, parecia que minha vida era um mar de rosas.

POV Jasmine

 Depois daquela minidiscussão com Justin, fui pro quarto, no caminho encontrei com Jake, quando me viu ficou preocupado.

Jake: Jas, ele te disse?

Jasmine: Ele disse que não havia acontecido nada, mas eu sei que sim, vi nos olhos dele que sim. – disse andando e entrei no quarto, ele me acompanhou.

Jake: Não precisa ficar assim, uma hora ele vai te contar tudo.

Jasmine: Você sabe de alguma coisa? – perguntei curiosa e me sentei na cama.

Jake: Claro que não! Os meninos não me contam nada com medo de eu dizer pra você, mas acho que isso foi ordem do Bieber.

Jasmine: Você acha? Eu tenho certeza. – revirei os olhos.

Jake: Mas não fica assim, ele não vai demorar muito pra te dizer o que realmente deve estar acontecendo.

Jasmine: Tá bom, melhor eu ficar mais tranquila com isso. – disse olhando pro nada.

Flashback On

Jasmine: Jake. – chamei o encarando.

Jake: Jasmine. – ele fez careta me fazendo rir, sempre que eu tento “brigar” com ele, ele me faz rir.

Jasmine: Idiota! – dei língua – Vai logo pegar bolo pra mim, por favor. – disse fazendo bico.

Jake: E por que eu? Por que não pode ser seu namorado Justin Bieber? Não sou sua governanta. – ele disse e cruzou os braços sorrindo.

Jasmine: É sériooooo! Eu estou com desejo de comer bolo de chocolate. Por favor, vai lá pra mim?

Jake: O que eu não faço por você né? Tu és folgada demais. – ele disse parecendo uma criancinha irritada, ri daquilo, idiota ele.

Jasmine: Eu também te amo, mesmo sendo um preguiçoso e não querer ir pegar bolo pra mim.

Jake: Eu estou indo... – me encarou.

Jasmine: Então vai logoooo! – pedi quase gritando, mas ainda rindo.

Jake: Okay Vossa Senhoria. – ele disse e saiu do quarto me deixando lá rindo que nem doida.

Flashback Off



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...