História Crazy In Love Second Season - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Ryan Butler
Visualizações 65
Palavras 2.315
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


iai povo, boa leitura

Capítulo 24 - Sleep with me? (Parte 2)


Fanfic / Fanfiction Crazy In Love Second Season - Capítulo 24 - Sleep with me? (Parte 2)

POV Jasmine

 Depois que Justin saiu do quarto, fiquei olhando pro teto pra ver se conseguia dormir e claro, não conseguia. Aquele teto branco me dava tédio e eu logo desviava o olhar pra todo o quarto, foi ai que percebi todas as coisas que tinham ali, mas sem muito tempo. Logo alguém abriu a porta, o cara parecia um segurança, todo engomado, mas logo percebi que era Jake.

Jasmine: Jake! – exclamei e ele voltou seu olhar pra mim sorrindo.

Jake: Jasmine, não grite. – falou se aproximando.

Jasmine: O que você quer? – perguntei cruzando os braços.

Jake: Só vim te ver.

Jasmine: Justin sabe que está aqui? – arqueei uma sobrancelha.

Jake: Ele quem me mandou ficar vigiando seu quarto. – disse e sorriu.

Jasmine: E você só veio me ver? – perguntei desconfiada.

Jake: Sim, por quê? Eu estava com saudades, ok? – disse e riu.

Jasmine: Também estava com saudades do meu garçom! – disse e nós rimos.

Jake: Ah, então é isso? Estava com saudades de mim apenas te servindo? – perguntou fingindo estar magoado.

Jasmine: Isso quer dizer que você é bom garçom. – sorri.

Jake: Só garçom? Nem amigo?

Jasmine: Amigo também, não seja bobo! – ri – E venha cá me dar um abraço. – disse abrindo os braços, ele se aproximou mais da cama e me abraçou. Ele ficou mais alguns minutos ali e depois foi embora, disse que não podia ficar muito tempo no quarto. Então eu fiquei mais uma vez analisando o teto que não era nada de interessante, mas eu até que dormi rápido.

No dia seguinte... Domingo, 03 de Fevereiro de 2013, ás 06:00 A.M.

Acordei tão cedo que até fiquei impressionada, a enfermeira disse que eu tomaria meu café e já podia ir embora. Comi as coisas que ela me trouxe e depois ela saiu e voltou com uma bolsa, disse que o segurança que estava lá fora trouxe pra mim, peguei a bolsa, entrei no banheiro e me troquei, ao sair do banheiro peguei a bolsa e sai do quarto, fui falar com o médico que tinha me atendido e ele me deu alta na hora, disse que eu parecia bem melhor agora. Só não gostei muito do jeito que ele me olhava, mas não dei muita importância nisso. Sai da sala e Jake estava me esperando, saímos do hospital e entramos em um Logan, quando a porta foi fechada, vasculhei a bolsa e achei meu celular ali, olhei as horas e nem eram sete da manhã. Deve que Justin estava esperando por isso, sorte a dele que eu acordei agora, mas continuo com sono. Não demorou muito e o carro parou na garagem de casa, sai e entrei, estava um silêncio mortal ali, subi pro quarto e quando entrei, vi que Justin estava dormindo de bruços e sem camisa, mas ele estava embrulhado com a coberta, então não consegui ver se ele se encontrava só de cueca. Fechei a porta sem fazer barulho e andei em direção á cama, me sentei ao lado dele e fiquei acariciando suas costas.

Jasmine: Bieber... – chamei-o que resmungou – Hey meu amor, eu cheguei! – disse em seu ouvido, acho que quando ele ouviu minha voz, despertou de um sono bem pesado. Ele abriu os olhos e levantou só a cabeça me olhando.

Bieber: Oi Jas. – ele disse com o sorriso mais lindo do mundo, mas não posso dizer o mesmo da cara que ele fez.

Jasmine: Dormiu bem? – perguntei acariciando seu cabelo, ele se deitou de lado e ficou olhando diretamente pra mim.

Bieber: Não, porque você não estava aqui comigo. – ele disse me fazendo sorrir.

Jasmine: Eu cheguei e estou morrendo de sono! – disse me levantando, tirei minha sapatilha e depois comecei a tirar minhas roupas, Bieber me olhou surpreendido.

Bieber: Você não está querendo dormir. – falou com um sorriso malicioso.

Jasmine: Olha, nem pense que eu quero sexo, ontem não foi lá um dia muito bom e sexo é a última coisa da lista que eu quero fazer agora. – disse e me deitei ao lado dele.

Bieber: Tá bom então. – sorriu e me abraçou, logo senti a mão dele acariciar minha barriga – Como está o Emanuel?

Jasmine: Está bem calmo, ontem antes de eu apagar ele estava mais agitado você deve saber o porquê. – disse revirando os olhos.

Bieber: Já passou ok? Não precisa se lembrar mais disso, eu estou aqui e não vou sair de perto de você nunca mais. Nunca entendeu? Você é minha e eu sou seu. – ele disse acariciando meu rosto, suas últimas palavras me fizeram sorrir feito boba.

Jasmine: Eu te amo. – disse e dei um selinho nele.

Bieber: Eu te amo mais. – ele colocou a mão em meu rosto e me beijou rápido, em seguida me abraçou colocando minha cabeça em seu peito – Precisamos dormir mais, está muito cedo. – falou acariciando meus cabelos.

Jasmine: Concordo. – disse e ri.

No mesmo dia mais tarde... ás 10:47 A.M.

 Acordei com um barulho vindo de alguns dos quartos, olhei para o lado e Justin continuava dormindo, de bruços. Me sentei na cama e olhei em volta, deveria ser umas dez horas, mas eu fiquei preocupada por causa do barulho.

Jasmine: Bieber... – chamei cutucando-o.

Bieber: Não me cutuca porque eu não gosto disso. – resmungou bravo.

Jasmine: Eu ouvi um barulho, que tal ir ver o que aconteceu? – pedi.

Bieber: Que horas são? – perguntou levantando só a cabeça e me olhando.

Jasmine: Com certeza mais de nove, por favor, vai lá? – pedi mais uma vez fazendo bico.

Bieber: Não duvido nada que seja Chaz e Mary, eles andam fazendo muito barulho ultimamente. – ele disse revirando os olhos.

Jasmine: Mesmo assim vai ver o que está acontecendo, por favor? – insisti mais dessa vez.

Bieber: Que porra Jasmine! – me olhou bravo – O que você acha que eles devem estar fazendo pra ter tanto barulho no quarto? Eu não vou ver nada, vai você se quiser. – disse se deitando novamente.

Jasmine: Tudo bem, eu vou. – me levantei e comecei a colocar minhas roupas que estavam no chão.

Bieber: Tem certeza que quer fazer isso? Não vai gostar do que vai ver. – ele disse rindo.

Jasmine: Por que pra você qualquer barulho se resulta em sexo? – o encarei.

Bieber: Porque eu sei exatamente quando alguém está fazendo sexo, a experiência me levou á isso. – falou se gabando.

Jasmine: Você só é experiente comigo, nunca transou com mais ninguém. – dei de ombros.

Bieber: Como pode ter tanta certeza? – ele disse e arqueou uma sobrancelha, eu senti meus hormônios saírem de controle.

Jasmine: Bieber, você não andou me traindo não, né? – me aproximei e dei um tapa nele.

Bieber: Ai! Para, claro que não Jasmine. – ele disse rindo.

Jasmine: Então por que diz isso? – perguntei tão curiosa.

Bieber: Eu só não era virgem quando transamos pela primeira vez. – deu de ombros.

Jasmine: E você nunca me disse isso, por quê? – o encarei.

Bieber: Eu tinha amnésia, esqueceu? Deve que eu fodia todo dia e nem sabia, ai o mês passava e eu virava o Justin idiota de sempre. Eu fui me lembrando disso quando você ainda estava no México.

Jasmine: E por que só veio me dizer isso agora? – eu não sabia se estava com raiva ou curiosa por saber disso tudo.

Bieber: Você não vai querer saber. – ele se sentou na cama.

Jasmine: Agora que eu quero saber mesmo! – me sentei ao lado dele.

Bieber: Tá. – disse e desviou seu olhar de mim – Hum... Sabe minha ex-namorada, Chloe? Então, essa mesma. Pelo que eu me lembre, eu transei primeiro foi com ela, depois ela não quis mais transar comigo, ai eu trai ela umas sete vezes eu acho, não me recordo muito bem. Foi isso. – ele disse sério, mas quando olhou pra mim e viu minha reação, começou a rir.

Jasmine: Bieber, isso não tem graça!

Bieber: Não mesmo, essa sua cara sim. – ele continuou rindo.

Jasmine: Para de rir e me diz a verdade.

Bieber: Essa é a verdade. – ele parou de rir e disse sério, o encarei. – Tá, só a primeira parte.

Jasmine: O quê? – perguntei sem acreditar.

Bieber: Foi por isso que eu não quis contar, você gosta de saber todos os detalhes, não gosta que falte nada, o que eu posso fazer? Se eu lembrasse que tivesse transado com alguém antes de você, eu não iria contar mesmo assim. – o encarei e fiquei dando tapas em seu braço, ele ria – Okay meu amor, é brincadeira! Você sabe que eu te amo, né? Não fica brava comigo, eu só disse a verdade. Tirando essa que eu acabei de dizer... – ele disse e segurou meus braços me fazendo parar com o ato – Você não quis a verdade? Pois eu disse, preferia que eu mentisse pra você?

Jasmine: Eu ficaria menos revoltada e mais desconfiada, mas a verdade sempre é a melhor opção. – disse e sorri, ele sorriu também e me beijou, abraçou-me logo em seguida. – Eu te amo.

Bieber: Ainda quer ver o que está acontecendo no quarto do Chaz? – arqueou uma sobrancelha.

Jasmine: Não, muito obrigada. – disse e ele riu, então me levantei – Hum, estou com fome! – falei acariciando minha barriga.

Bieber: Não comeu antes de sair do hospital?

Jasmine: Comi, mas você sabe como as comidas dos hospitais são ruins né meu amor, prefiro a comida maravilhosa da Scarlet. – disse e sorri, ele se levantou também.

Bieber: Então vamos descer! Jream deve estar pensando que você não chegou ainda. – riu, então ouvimos baterem na porta.

Jream: Bieber, cadê a Jasmine? Você me disse que ela chegaria bem cedo! – ele dizia e batia na porta, ri de seu desespero. Olhei pro Bieber dizendo com o olhar que abriria a porta, então o fiz, ele ficou surpreso quando me viu, mas logo me abraçou – Jasmine! Você está aqui.

Jasmine: Sim, Jream. – disse rindo de sua reação.

Jream: Você está melhor? – perguntou e eu assenti – Já tomou café? – perguntou preocupado.

Bieber: Jasmine e eu estávamos indo fazer isso agora! – ele disse atrás de mim e me abraçou beijando meu pescoço, Jream fez careta.

Jream: Vejo que o Bieber ainda está de roupas íntimas, não? – perguntou olhando pra ele que apenas sorriu – Eu espero vocês lá em baixo! – disse e saiu andando, Bieber fechou a porta.

Bieber: Que tal ficarmos mais um pouco aqui? – perguntou em meu ouvido e continuou beijando o meu pescoço.

Jasmine: Não meu amor, vai se trocar que temos que descer.

Bieber: Mas eu quero ficar aqui agarrado com você... – ele disse me virando de frente pra ele e me beijou rápido.

Jasmine: Tem certeza que quer ficar apenas agarrado comigo? – o encarei que arqueou uma sobrancelha olhando pra mim.

Bieber: O que está querendo dizer com isso? – ele perguntou parecendo ofendido com o que eu acabara de falar.

Jasmine: Pelo muito que eu te conheço, já está querendo sexo. – disse e ri me afastando dele.

Bieber: Se você for uma boa menina, podemos fazer isso depois. – ele disse com uma voz sapeca, eu fiquei com vontade de rir, mas parecia que ele estava falando sério.

Jasmine: Não me leve á mal, mas eu não vou transar com você tão cedo. – disse séria e ele arregalou os olhos, então andei em direção ao banheiro sem dizer nada. Entrei e fechei a porta, fiz minha higiene e prendi meu cabelo em um coque, em seguida parei e fiquei olhando para o tamanho da minha barriga, levantei a blusa e fiquei de lado conseguindo ver melhor o tamanho. – Meu bebê está realmente enorme... – disse acariciando minha barriga, fiquei alguns segundos olhando e logo bateram na porta, abaixei a blusa. – Justin? – perguntei e a pessoa que eu sabia que era ele, ficou em silêncio, então abri a porta e quando fui fechar e me virei, ele estava bem ali em minha frente. Meu rosto estava a menos de 5cm longe do dele.

Bieber: Você nunca me chama de Justin. – ele disse sério e eu olhe em seus olhos.

Jasmine: Nunca mesmo, desde que eu me entendo por gente, conheci meu irmão primeiro. – disse e ri fraco.

Bieber: Eu não estava falando disso. – ele aproximou ainda mais seu rosto do meu e colocou uma mão em meu rosto, senti sua respiração em mim.

Jasmine: Do que você está falando? – perguntei confusa, mas estava tentando entender.

Bieber: Você só me chama de Justin quando sabe que disse algo errado. – ele disse sério, mas deu um riso fraco no final.

Jasmine: Você inventou isso agora! – disse rindo e dei um tapa no braço dele, ele riu também.

Bieber: Você não estava falando sério, estava? – ele perguntou com uma cara de desespero.

Jasmine: Eu estava falando sério sim, mas eu tenho um motivo e você deve saber exatamente o que é. – disse e ele abaixou a cabeça decepcionado.

Bieber: Não precisa se preocupar com isso, eu nunca faria nada que fosse machucar o Emanuel. – ele disse e dessa vez quem abaixou a cabeça fui eu, me afastei também.

Jasmine: Esse não é o problema, o problema é que eu fui estuprada e ainda estou em choque com tudo o que aconteceu, ainda mais agora que estou grávida, meus hormônios estão ainda mais fortes e eu não quero rever aquela cena minha cabeça. Espero que você me entenda porque quando eu estiver pronta, eu avisarei. – disse e sorri olhando pra ele.

Bieber: Tudo bem meu amor, eu te entendo e vou te esperar o tempo que for, só não demora muito não, ok? – ele se aproximou de mim e riu do que acabara de falar.

Jasmine: Ok, mas tem certeza que vai me esperar? Do jeito que é ninfomaníaco, não vai conseguir ficar nem um dia sem sexo. – disse e ri baixo, ele me encarou parecendo inconformado.

Bieber: Depois a gente resolve isso, vamos descer antes que Jream venha te buscar por causa da demora. – ele disse pegando em minha mão, saímos do quarto e descemos pra cozinha, lá estava todo mundo, até Jake e fiquei muito feliz por vê-lo ali.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...