História Crazy In Love Second Season - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Ryan Butler
Visualizações 73
Palavras 2.774
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura amores e leiam as notas finais, pls

Capítulo 29 - He born!


Fanfic / Fanfiction Crazy In Love Second Season - Capítulo 29 - He born!

POV Justin

 Meu filho realmente estava prestes á nascer porque Jasmine não parava de gritar e de dizer pra eu andar mais rápido e achar um hospital de uma vez, eu queria ligar para o Jream e dizer que eu estava levando ela para o hospital, mas ela não deixou, disse que o que queria de uma vez era entrar no quarto do hospital e tirar o Emanuel de dentro dela. Eu também queria isso, mas ela estava me pressionando demais, eu estava aflito com os gritos dela, fiquei desesperado, ela estava me deixando desesperado, só que para a felicidade dela e a minha também, eu achei o hospital perfeito rapidinho. Estacionei o carro de qualquer jeito e sai do mesmo abrindo a porta de trás e pegando Jasmine no colo.

Jasmine: Eu estou sentindo... – ela disse choramingando – a bolsa estourou! – ela gritou e eu praticamente corri pra dentro do hospital com ela no colo. De encontro uma enfermeira apareceu.

Justin: A bolsa dela estourou! – disse desesperado e um homem apareceu do nada com uma maca, coloquei Jasmine ali e eles levaram ela, mas aquela mesma enfermeira me parou.

Enfermeira: Por favor, você é o que dela? – perguntou com uma plaquinha na mão anotando algumas coisas.

Justin: Eu sou namorado dela! É o meu filho quem vai nascer. – eu disse desesperado e um pouco anestesiado, eu estava sem acreditar que o Emanuel estava prestes á nascer.

Enfermeira: Eu o chamarei quando você puder entrar pra acompanhar o parto, por enquanto você precisará ficar na sala de espera. – ela disse e sorriu se retirando.

Justin: Que porra. – disse me sentando em uma cadeira da sala de espera. Em seguida liguei para Jream, ele atendeu alguns minutos depois. – Porra Jream!

Jream: Fala Bieber, o que você quer comigo? – ele parecia nervoso.

Justin: Jasmine e eu estamos no hospital. – disse sério.

Jream: Aconteceu alguma coisa? Onde vocês estavam?

Justin: Onde nós estávamos não importa, o que importa é o Emanuel vai nascer! – agora eu disse feliz.

Jream: Porra, fala sério? Eu estou indo para ai agora! – ele disse animado.

Justin: Tá bom avisa ao pessoal primeiro. – disse e desliguei. Guardei o celular no bolso e abaixei a cabeça. Eu estava feliz, certo? Meu filho ia nascer. Jasmine deve estar gritando como louca, mesmo sabendo que ela me trataria mal como fez até chegarmos ao hospital, eu realmente queria vê-la. E o meu tempo de espera foi pouco, logo a Enfermeira me chamou apressada.

Enfermeira: Hey, você é o namorado da Jasmine, certo?

Justin: Sou eu mesmo! – disse me levantando.

Enfermeira: Venha comigo, o parto já irá começar. – ela disse sorridente.

Justin: Mas é claro. – eu disse e acompanhei-a, entramos em uma sala que ela me deu tipo uma blusa pra colocar em cima da minha roupa, uma máscara e uma touca, em seguida entramos na sala de parto, eu ouvia os gritos da Jasmine de longe.

Médico: Podemos começar com o parto? – ele perguntou olhando para mim.

Jasmine: Pelo amor de Deus! – ela disse alto respondendo a pergunta por mim, eu assenti olhando para o Médico. Foram horas e horas ali, Jasmine não estava aguentando mais, só que o Médico queria e iria incentivar a Jasmine á cada instante, foi o que ele nos disse.

Médico: Jasmine se acalma, respira fundo e empurra com toda a força que você conseguir. – ele pediu.

Justin: Você vai conseguir Jas. – eu disse me aproximando e peguei em sua mão.

Jasmine: Okay. – ela disse, respirou fundo e com certeza deve ter empurrado com toda a força que ela conseguiu porque com a careta que ela fez, não duvido nada.

Médico: Jasmine eu sei que você é forte e vai conseguir empurrar mais forte do que isso, vamos. – ele pediu mais uma vez.

Jasmine: Tá. – ela disse, mais uma vez respirou fundo e parece que ela empurrou tão forte que gritou altamente, quase fiquei surdo, mas ela tinha conseguido dessa vez. Em seguida ouvimos um choro, Jasmine começou á chorar. – Meu filho. – ela disse sorrindo e chorando, ela estava muito cansada.

Justin: Eu sabia que você ia conseguir meu amor. – disse acariciando a mão dela e dei um beijo em sua testa, ela olhou pra mim e sorriu.

Jasmine: Eu te amo bae. – ela definitivamente não tem limites, me chamar assim em um momento como esses.

Justin: Eu te amo mais. – disse e tirei aquela máscara, eu estava com uma vontade grande de beijá-la e foi isso o que eu fiz, mas não pude ficar por muito tempo. A enfermeira disse que eu tinha que me retirar porque depois Jasmine ia ter que fazer alguns exames e o meu filho ia ser levado pra incubadora, então eu sai da sala e fui até a sala de espera, o pessoal já estava todo lá, aposto que já deve ser de manhã.

Jream: Bieber! – ele veio em minha direção – Como está o bebê? – perguntou preocupado.

Justin: O Emanuel está bem, daqui á pouco já vamos poder vê-lo na incubadora, Jasmine vai ter que fazer alguns exames primeiro.

Kethlen: Mas ela está bem, não está? – ela apareceu atrás de Jream.

Justin: Sim, ela está bem. – disse revirando os olhos e me sentei em uma cadeira.

Mary: Tem certeza que ela está bem? – ela apareceu do meu lado e eu fiquei tentando entender se eu já não tinha a visto ali.

Justin: Que porra! – disse irritado – A Jasmine ficou dez horas em trabalho de parto, vocês querem que ela esteja como? – perguntei encarando aquelas duas que já estavam me dando nos nervos.

Ryan: Calma ai Bieber, elas só fizeram uma pergunta. – ele disse me encarando.

Justin: E eu só respondi a porra da pergunta. – disse o encarando de volta.

Chaz: Bieber, você está muito nervoso! Deve ser ansiedade. – ele disse sério.

Justin: Eu só queria ver meu filho. – disse apoiando meus cotovelos no joelho e abaixando a cabeça em seguida.

Jream: É ansiedade mesmo! Ficou a noite toda lá dentro daquele quarto com a Jasmine. Bieber, você precisa comer alguma coisa. – ele disse preocupado.

Justin: Porra, eu não quero nada, eu só quero ver o meu filho. – disse ainda com a cabeça baixa. Eles resolveram me deixar em paz e ficaram conversando entre si, eu só pensava no momento que eu ia poder ver meu filho. Eu não vi a hora passar, mas não demorou muito e uma enfermeira desconhecida por mim me chamou.

Enfermeira: Justin Bieber? – ouvi meu nome e logo me levantei da cadeira, o povinho fizeram o mesmo.

Justin: Sou eu! – disse já com esperanças do que ela ia falar.

Enfermeira: Seu filho já está na incubadora e todos poderão vê-lo. – ela disse e sorriu olhando para todos nós.

Kethlen: Meu Deus, eu quero ver meu afilhado. – ela disse toda animada.

Mary: Seu afilhado não, meu afilhado. – disse a encarando.

Kethlen: Ah minha querida, você está muito enganada! – Okay, eu estava mesmo rindo disso?

Justin: Mary, Kethlen, parem de brigar porque quem vai decidir isso sou eu. – disse encarando as duas.

Chaz: Tradução, não vai ser nenhuma de vocês. – ele disse me fazendo rir.

Jream: Okay, eu também estou ansioso pra ver o meu sobrinho! – ele disse e saiu andando, acompanhei-o e o resto do povo fez o mesmo. Quando chegamos lá, a mesma enfermeira estava nos esperando.

Justin: Eai, qual deles? – perguntei ansioso, olhei cada um dos bebês pra ver qual se parecia mais comigo.

Enfermeira: É esse primeiro da segunda fileira. – ela disse apontando e depois saiu andando.

Justin: Meu filho. – disse olhando pra ele que parecia exatamente comigo, branquinho das bochechas gordas e pelo tanto que comeu até agora, ele tinha que ficar assim mesmo. Ele parece ter quase quatro quilos.

Jream: Meu sobrinho é tão lindo. – ouvi-o dizer ao meu lado, ri de seu comentário.

Justin: Claro, ele puxou o paizão aqui. – disse e ri, ele riu também.

Kethlen: Que coisa mais fofa. – ouvi seu comentário e olhei pra ela, por um momento eu tive uma ideia.

Justin: Jream. – chamei-o que me olhou em seguida.

Jream: O quê? – perguntou curioso.

Justin: Eu preciso te contar uma coisa, mas eu quero que você me diga se eu estou ficando louco ou se eu posso realmente fazer isso. – sussurrei e saímos andando dali. Óbvio que eu ouvi comentário dos meninos querendo saber do que a gente estava falando, mas eu nem dei bola. Voltamos pra sala de espera e eu comecei a contar pra ele tudo o que eu tinha mente, tudo o que se passou em minha cabeça por leves cinco segundos, eu até achei que numa hora dessas seria loucura da minha parte, mas ele me disse que a hora estava mais do que certa e que eu podia fazer o que pretendia fazer, só que claro, eu precisava da ajuda daquelas chatas chamadas Kethlen e Mary.

POV Jasmine

 Acordei com minha cabeça doendo pra porra, parecia que eu tinha levado uma martelada na cabeça, olhei para todos os lados e eu estava em outro quarto do hospital. Sentei-me na cama e logo uma das enfermeiras entrou no quarto com um bebê em seu colo e eu deduzi que fosse meu filho Emanuel.

Enfermeira: Ainda bem que já acordou porque essa criança aqui está bem gorda precisando de leite. – ela disse me fazendo rir e me entregou ele. – Mas você precisa aprender primeiro como amamentar ele. – ela disse e eu assenti concordando. Ela foi me falando o jeito que eu tinha que segurar ele e não tinha muito mistério em amamentar uma criança, ela só disse que eu tinha que ter o jeito certo, mas eu logo fui me acostumando.

Jasmine: Por isso que ele está gordo. – disse rindo olhando para o meu bebê tomando leite sem parar, logo ouvimos baterem na porta, ela foi abrir e era o Bieber, então ele entrou e ela saiu. – Hey meu amor. – disse logo depois que ele fechou a porta e se aproximou da cama.

Bieber: Meu filho. – ele disse olhando para Emanuel – Agora mais de perto. – o sorriso não saia de seu rosto, ri de seu comentário.

Jasmine: Quer segurá-lo? – perguntei olhando pra ele e rindo porque ele não tirava os olhos de Emanuel.

Bieber: Você está amamentando ele. – ele disse sério e eu assenti.

Jasmine: Eai, cadê o povo? – perguntei curiosa, estava louca pra ver aquele povo chato que eu amo muito.

Bieber: Ah, eles me deixaram vir te ver primeiro sozinho, depois eles vem aqui. – ele disse e sorriu olhando pra mim, realmente ele estava sorridente demais.

Jasmine: Que sorriso bobo no rosto é esse, Senhor Bieber? – estranhei.

Bieber: Já que você perguntou, eu vou falar de uma vez. – ele disse e sentou na beirada da cama olhando dentro de meus olhos – Eu deveria ter feito isso antes, mas eu melhor do que ninguém sabia que a hora certa chegaria e a hora certa é hoje e agora. – ele disse um pouco sério, mas ainda com aquele sorriso no rosto – Jas, eu só queria dizer que todo esse tempo que passamos juntos foi os melhores da minha vida e tudo o que passamos só me fez te amar mais a cada dia que se passava, você é e sempre vai ser a mulher da minha vida. Mas agora, eu quero como ninguém, tornar isso oficial. – ele disse e não sei de onde tirou, mas logo vi uma caixa preta em sua mão – Quer se casar comigo? – ele disse e abriu a caixinha, logo vi um anel maravilhoso ali, eu não aguentei a emoção e comecei a chorar. Emanuel parou de mamar e eu só fiquei segurando ele.

Jasmine: Bieber, você me pegou de surpresa. – eu disse rindo ao falar.

Bieber: Você aceita ou não aceita? – ele disse e arqueou uma sobrancelha.

Jasmine: Mas é claro que eu aceito! – disse sorrindo feito boba, em seguida ele me deu um selinho demorado. – Eu te amo.

Bieber: Eu te amo mais. Quer colocar o anel? – ele perguntou e eu assenti, então ele pegou o Emanuel e me entregou a caixinha, abri ela de novo e peguei o anel colocando em meu dedo.

Jasmine: É lindo Bieber, obrigada. – disse admirada olhando para o anel, em seguida olhei pra ele e o beijei.

Bieber: Eu disse pra você que a hora certa iria chegar. – ele disse sério, mas olhando para o nosso bebê.

Jasmine: Você está se referindo do dia que eu te pedi em casamento brincando? – perguntei e ele assentiu ainda olhando para Emanuel. – Eu estava brincando e você sabe muito bem disso. – disse e ri.

Bieber: Mas confessa que você queria me ouvir dizer “sim, eu aceito me casar com você”? – ele disse todo sorridente.

Jasmine: Bieber desencana. Nós não estávamos como estamos agora. – disse como se fosse óbvio.

Bieber: Como assim? – ele olhou pra mim arqueando uma sobrancelha.

Jasmine: Nós estávamos namorando á pouco tempo, eu não estava grávida, eu não tinha uma criança dentro de mim, mas agora nós temos. – disse e sorri.

Bieber: Você tem razão. – ele disse e voltou á olhar para Emanuel – Ele se parece tanto comigo. – ele parecia vidrado nele.

Jasmine: Sim, ele é branquinho como você. – disse e ri fraco, ele assentiu. Então a porta foi aberta e eu levei um susto quando aquilo tudo de gente entrou no quarto, era Mary, Chaz, Ryan, Kethlen, Jream, Justin e Pattie.

Pattie: Meu netinho. – ela se aproximou da cama e ficou olhando para Emanuel no coloco do Bieber.

Bieber: Quer segurá-lo? – ele perguntou olhando pra ela que assentiu, então ele entregou Emanuel para Pattie.

Pattie: Ele se prece exatamente com você Justin. – ela disse olhando para o bebê e depois para o Bieber.

Kethlen: Nossa Pattie, não fala isso! Olha a cara do Bieber, esse bebê é lindo. – ela disse se aproximando me fazendo rir.

Ryan: Menos né Kethlen. – ele disse tentando não rir com o comentário dela.

Bieber: Deixa ela Ryan, sorte que hoje eu estou feliz. – ele disse sorridente e olhou pra mim.

Justin: Sinto cheiro de novidades! – ele disse um pouco animado e olhando para nós dois.

Bieber: É isso ai. – ele disse olhando pra mim.

Chaz: E quais são as novidades? – perguntou curioso.

Jream: Informo que eu já sei de tudo. – ele disse levantando o braço como se tivesse se rendendo á algo nos fazendo rir.

Pattie: Hey, eu não sei de nada! – ela disse indignada – Justin, diga logo que eu quero saber. – ela disse o encarando.

Bieber: Tudo bem. – ele disse e suspirou olhando pra mim – Eu e Jasmine vamos nos casar. – ele disse e todo mundo ficou boquiaberto, principalmente os meninos, menos o Jream e as meninas, que pelo jeito já sabiam.

Chaz: Deixa-me ver esse anel ai. – ele se aproximou da cama e eu mostrei o anel – Belo anel hein Bieber. – ele comentou olhando para o Bieber.

Jasmine: Olha bem que ai você pode dar um desses pra Mary. – disse e pisquei pra ela.

Jream: Jasmine, por favor, não dá ideia. – ele disse me olhando com reprovação.

Kethlen: Se o Chaz fosse aquele cara que dá iniciativa, você podia considerar Jasmine, mas como não, então eu acho que não rola tão cedo. – ela disse me olhando e percebi Chaz e Mary encarando ela.

Bieber: Kethlen, você não presta. – ele disse rindo baixo.

Mary: Não presta mesmo! Pra que falar isso? Pelo amor. – ela disse parecendo envergonhada.

Jasmine: Calma prima, não se preocupa com isso não, só se acostume porque a Kethlen é assim mesmo. – disse e ri, olhei para Pattie e Justin estava do lado dela vendo Emanuel.

Pattie: Mas então Justin, já que você resolveu pedir a Jasmine em casamento, quando que vai ser? – ela perguntou curiosa e eu olhei para o Bieber também querendo saber a resposta.

Bieber: Por mim pode ser hoje mesmo! – ele disse sorrindo e deu de ombros.

Jasmine: Não seja idiota, eu não vou me casar hoje. – disse o encarando.

Mary: Jasmine está certa, você acabou de pedir a garota em casamento. – ela disse em reprovação olhando para o Bieber.

Pattie: Sim! Precisamos de um tempo pra preparar tudo. – ela disse animada.

Bieber: Vish estou vendo que vamos ficar um ano noivos Jasmine. – ele disse olhando pra mim e riu.

Kethlen: Pattie tem razão! Precisamos arrumar tudo, a decoração, o vestido da Jasmine, os vestidos das damas de honra, não é Jasmine? – ela disse me encarando quando disse as últimas palavras.

Jasmine: O que você quer saber? – perguntei sem paciência alguma.

Kethlen: Deixa, depois conversamos sobre isso. – ela disse animada.

Ryan: Má ideia tocar no assunto casamento com a Kethlen. – ele disse nos fazendo rir.

Kethlen: Casamento é um assunto que nós vamos mais tocar daqui pra frente. – ela disse toda felizinha e eu simplesmente não conseguia me contagiar com a felicidade dela.

Continua...


Notas Finais


é isso pessoal!
a partir do próximo capítulo vem as mudanças, okay? eu não sei se vocês vão gostar, mas como não é nada de mais, espero que sim! até o próximo, xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...