História Crazy In Love Second Season - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Ryan Butler
Visualizações 80
Palavras 2.798
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura meus amores e leiam as notas finais

Capítulo 30 - I cant be without you.


Fanfic / Fanfiction Crazy In Love Second Season - Capítulo 30 - I cant be without you.

POV Justin

 Depois de toda aquela conversa sobre casamento, minha mãe e as meninas resolveram combinar de quando iriam começar a preparação para o casamento, eu pra variar fiquei ali sentado de braços cruzados e tendo várias fantasias com a Jasmine, porque esse é meu único meio de me distrair, mas com gente falando do meu lado fica meio impossível às vezes. Os meninos, aqueles bocós até saíram do quarto porque não queriam se intrometer, mas eu queria ficar no quarto pra não ter perigo de acontecer alguma coisa enquanto eu estiver lá fora, porque claro, eu não esqueci que o Brad ainda está à solta a procura de mim. O engraçado é que eu sou burro o bastante e só o procuro quando ele faz alguma coisa comigo, tipo da última vez que ele sequestrou a Jasmine, depois disso eu parei de ir atrás dele, mas depois do nosso casamento, eu vou cuidar disso o mais rápido possível, não quero deixar Brad livre pra fazer o que quiser com a minha família.

 No começo da noite Jasmine e Emanuel já tiveram alta e podíamos ir pra casa, eu fiquei mais feliz do que nunca porque eu não suporto hospital e eu não queria ficar ali nem mais um minuto. Quando chegamos a casa, Jasmine colocou Emanuel no berço porque ele já estava dormindo e voltou para o quarto, eu estava esperando por ela lá.

Justin: Eu queria falar com você há umas sete horas. – disse sério e me sentei na cama, ela sentou ao meu lado e eu a olhei.

Jasmine: O que quer conversar de tão importante comigo? – ela perguntou preocupada.

Justin: Se fosse importante eu já teria falado com você nem que fosse á força, mas eu deixei você e aquelas tagarelas conversando, porque eu ainda não sei. – disse e ela riu.

Jasmine: Não fica assim Justin. – ela colocou a mão em meu rosto e eu a encarei.

Justin: Que porra, eu já disse que eu não gosto quando me chama assim. – disse e ela ficou séria.

Jasmine: Isso é TPM? Por que se não for, você está estourado demais pro meu gosto. – ela disse se levantando e andando pelo quarto, me senti culpado por ter tratado ela desse jeito.

Justin: Me desculpa. – disse com a cabeça baixa.

Jasmine: Tá bom, fala o que você quer comigo. – ela disse e eu a olhei, estava em minha frente com os braços cruzados e me encarando querendo uma resposta.

Justin: Deixa pra lá, não tem tanta importância assim. – disse e abaixei a cabeça, senti que ela sentou-se ao meu lado e me abraçou.

Jasmine: Bieber, para com isso e me conta logo! – senti preocupação em sua voz.

Justin: Sabe qual o meu problema? Eu não tenho a simples capacidade de cuidar nem de você e nem do nosso filho. Até agora eu fui fraco o suficiente e não encontrei o Brad e o matei de uma vez por todas, e sabe por quê? Porque eu não posso com ele, ele só foge de mim por medo de morrer, mas como eu vou matar esse desgraçado se eu não consigo encontra-lo em porcaria de lugar nenhum? E mais, minha fraqueza não me deixa ir até o final para achar ele, eu sempre me rendo por causa disso, porque eu sou fraco demais. – há esse ponto eu achei que já estaria chorando, mas acho que nada mais pode me abalar em um momento como esses.

Jasmine: Bieber para de pensar assim, se você continuar achando que é fraco e que ele é melhor do que você, ai que você não vai achar ele mesmo. A única coisa que você deve fazer neste momento é não desistir, porque se você desistir, um dia ou outro ele pode vir atrás de você e você não vai estar preparado, e meu bem, se acontecer alguma coisa com você eu não respondo por mim. – ela disse séria e eu ri de seu último comentário.

Justin: Obrigado por me animar, mas eu não quero colocar a vida do nosso filho em risco. – disse olhando pra ela.

Jasmine: E você não vai! Cadê aquele monte de capangas que você tem? Eu não me importo em ser vigiada por todos eles se no caso você ter que achar o Brad seja onde for, Okay?

Justin: Mas e o nosso casamento? – perguntei só por perguntar, eu sabia que eu não ia participar daquilo em hipótese alguma.

Jasmine: Você não precisa se preocupar com o casamento agora, quando for a hora de você entrar nisso tudo, você vai ter seu tempo. – ela disse e sorriu.

Justin: Tá bom Jas. – disse assentindo e ela colocou uma mão em meu rosto, em seguida me beijou.

Dois meses depois... Sábado, 13 de Abril de 2013, L.A – Estados Unidos.

 

 Em exatos dois meses aconteceram tantas coisas que eu prefiro nem lembrar, mas tantas lembranças juntas não saem de minha cabeça nem por um segundo se quer. Depois daquela conversa que eu tive com a Jasmine, eu resolvi que iria atrás de Brad custe o que custasse e foi o que eu fiz, os meninos me ajudaram, mas não foi o suficiente. Três semanas depois que recomeçamos, os capangas de Brad resolveram aparecer, só que me seguindo e o problema é que eu e os meninos estávamos tudo no mesmo carro e com certeza eles não perderam a oportunidade de atirar no meu carro e pra minha infelicidade, um daqueles tiros acertou um de nós.

Flashback On

 Hoje eu queria fazer as buscas todos nós juntos, eu já estava de saco cheio, mas tinha certeza que isso tudo ia durar por um longo tempo se eu não achasse Brad de uma vez e acabasse com isso. Eu estava no volante e estávamos quase saindo da cidade, quando percebi que estávamos sendo seguidos e como Jake estava do nosso lado com outro carro, ele me avisou que eram os capangas do Brad.

Justin: Mas que porra, por que eu tenho que aguentar esses filhos da mãe logo agora? – gritei irritado.

Christian: Se acalma Bieber, se eles começarem a atirar nós damos um jeito.

Justin: Se eles começarem á atirar? Porra, eu acho que eles não vão perder tempo e vão fazer isso logo!

Chaz: Nós só temos que despistar eles Bieber, fica calmo.

Jream: Se eles começarem a atirar, nós vamos ter que nos defender também.

Ryan: Jream tem razão, vou logo pegar minha arma antes que eles comecem á... – ele foi interrompido por um tiro no para-choque do meu carro. Ah não!

Justin: Caralho! Se esses filhos da puta estragarem meu carro, eu mato um por um. – gritei nervoso e ouvi mais tiros – Façam alguma coisa! – gritei mais uma vez e eles começaram a atirar também, às vezes eu desviava dos tiros, mas pelo que eu estava vendo eles acertaram aqueles merdas. Pelo menos dois deles levaram um tiro em onde quer que fosse. Tentei despistar eles, mas não consegui. O pior foi quando eu ouvi um tiro vindo do vidro do meu carro e acertando um dos meninos, eu olhei pra trás e a única coisa que eu consegui sentir era raiva e desprezo de mim mesmo por ter deixado isso acontecer. Minha cabeça começou a girar e a primeira coisa que se passou pela minha cabeça era ir a um hospital urgentemente, os meninos gritavam xingando quem fez isso, só que eu não conseguia, eu não conseguia gritar e expandir a raiva que eu estava sentindo porque, além disso, eu estava com um puta ódio de mim mesmo. Eles acertaram Jream no peito e eu estava com um puta medo de ele morrer logo agora, ainda mais é que eu não fazia ideia de como ia contar isso pra Jasmine. Quando chegamos ao hospital, eu e os meninos o arrastamos pra dentro do hospital.

 Alguns minutos depois de chegarmos ao hospital, eu liguei pra Jasmine e disse o que tinha acontecido, eu pensei que ela iria brigar comigo por isso ter acontecido, mas ela só perguntou em que hospital nós estávamos e que ela queria vir pra cá agora. Eu só disse que ia mandar Jake ir busca-la. Só que quando ela chegou, parece que estava chorando á dias e eu não consegui vê-la daquela forma.

Jasmine: Justin... – ela veio em minha direção abrindo os braços e com aquela feição triste, eu me senti muito mal e nem me importei por ela ter me chamado de Justin. Eu me aproximei dela e a abracei.

Justin: Pode me xingar o quanto quiser, eu mereço. – disse em seu ouvido e ela se afastou de mim.

Jasmine: Não foi você quem atirou nele! – ela disse parecendo calma.

Justin: Mas eu deixei que isso acontecesse, se eu tivesse feito alguma coisa, nada disso teria acontecido. – disse bagunçando meus cabelos com raiva. – Eu deveria estar no lugar dele! Eles queriam me acertar, mas não conseguiram e o Jream foi acertado no meu lugar. – falei andando de um lado para o outro.

Jasmine: Bieber para de se culpar por tudo que acontece, você não foi o culpado de nada, para com isso. – ela disse séria.

Justin: Eu não fui o culpado, mas eu sou o culpado por tudo isso estar acontecendo! Depois que eu entrei na sua vida, só tem acontecido coisas ruins nas nossas vidas e eu estou cansado de suportar isso tudo e sabe por quê? Porque eu sou fraco! Pois é, eu sou tão fraco que ainda não encontrei o Brad e aposto que se a gente não estivesse mais juntos, ele teria aparecido pra me matar com suas próprias mãos.

Jasmine: Você não pode estar dizendo o que eu acho que você está dizendo... – ela disse com a cabeça baixa e se sentou em uma cadeira.

Justin: Vai ser melhor pra nós dois Jasmine, se o Brad aparecer pra me matar, eu posso ter uma chance. – disse sério.

Jasmine: E se ele conseguir o que quer? – ela me olhou ainda chorando.

Justin: Se ele conseguir você vai ter que aceitar isso tudo. – disse e ela se levantou, mas dessa vez não estava triste.

Jasmine: E o nosso filho? Você vai me deixar cuidando dele sozinha? – ela parecia indignada.

Justin: Você sabe muito bem que eu posso pagar uma babá. – dei de ombros.

Jasmine: Esse não é o problema! O problema é que você quer mesmo me deixar, mesmo depois de todas as vezes que você me disse que nunca ia me deixar, que sempre estaria comigo, mas agora... Você está se pondo pra baixo por causa de uma tentativa falha, você está me deixando por algo que você não fez. – ela dizia alto e caia lágrimas de seus olhos, meu coração se apertou por vê-la assim.

Justin: Jasmine, por favor, uma tentativa falha não, várias. Eu já tentei demais e cansei, cansei de nunca conseguir o que eu quero e você vai ter que me entender. – disse e abaixei a cabeça, eu não queria olhar pra ela.

Jasmine: Tá bom, você quer me deixar? Okay. Eu saio da sua casa hoje mesmo e assim ficamos quites, que tal? – ela disse e eu a olhei sem acreditar.

Justin: E você vai para aonde? – perguntei preocupado.

Jasmine: Vou pra casa onde sempre morei, ela continua intacta, eu vou voltar pra lá. – ela disse limpando as lágrimas e deu um sorriso cínico, eu apenas concordei. Afinal, eu não podia fazer absolutamente nada.

Flashback Off

 Aquele dia com certeza foi o pior de todos, eu fiquei o tempo todo naquele hospital tentando saber notícias sobre o Jream e nada, mas no final não aconteceu nada com ele, o médico disse que a bala passou bem perto do coração dele, mas não atingiu e eles conseguiram tirar a bala a tempo. Isso me deixou bem mais aliviado. Naquele mesmo dia, a Jasmine saiu de casa com o meu filho e eu não pude fazer nada e nem fiz, eu fiquei o tempo todo no hospital enquanto ela voltava pra casa dela que não era muito longe da minha.

 Só que ter deixado a Jasmine não foi o pior disso tudo, o pior disso tudo foi o resultado que eu tive depois. Eu continuei procurando pelo Brad e nunca o achava, todos os dias quando eu chegava da rua eu estava frustrado por ter perdido mais um dia e lá estava eu com mais uma tentativa falha porque eu fui fraco pensando que Brad viria atrás de mim, mas eu tenho certeza que pela escolha que eu fiz ele já estava feliz. Porque sim, eu estava mais do que quebrado por estar sem a Jasmine e o meu filho, eu não via nenhum dos dois por simplesmente sair por ai todos os dias á procura de Brad, mas eu aguentei isso por muito tempo. No começo do mês eu fui atrás da Jasmine.

Flashback On

 Eu estava cheio, estava cansado de tanto tentar e não conseguir porcaria nenhuma. Minha vida não era a mesma sem a Jasmine e muito menos sem o meu filho, eu estava morrendo de saudades deles e eu não podia mudar o fato de que eu realmente os deixei como se eu não me importasse, mas o real é que eu me importo sim e sempre me importei, agora eu só preciso mudar isso tudo. Sai de casa com a minha lamborghini roxa e em poucos minutos cheguei à casa que agora Jasmine estava morando, estacionei meu carro ali em frente mesmo e sai fechando a porta em seguida, guardei a chave em meu bolso e andei até a porta, quando cheguei apertei a campainha e poucos segundos depois, ouvi a voz de Jasmine gritando “já vai” eu sentia tanta falta dela que deixei escapar um sorriso. Quando ela abriu a porta, vi que estava feliz e sorridente, mas quando me viu, seu sorriso desapareceu de repente.

Jasmine: O que você está fazendo aqui? – ela perguntou me encarando e eu me odiei por estar merecendo ela me tratar dessa forma.

Justin: Eu só quero conversar. – disse calmo, ela arqueou uma sobrancelha parecendo não querer o que eu estava pedindo. – Por favor, Jasmine, eu não aguento mais ficar longe de você. – disse e ela bufou – Me deixa entrar? – pedi e ela abriu mais a porta.

Jasmine: Entra. – ela disse e eu entrei, em seguida ela fechou a porta e foi andando em direção ao sofá, se sentou e eu me sentei ao seu lado – Pode começar. – ela disse sem me olhar nos olhos.

Justin: Me desculpa. – disse e ela me olhou surpresa por ter ouvido aquilo – Mas me desculpa por tudo, por tudo que eu causei na sua vida, eu fui uma pedra no seu caminho, a gente não deveria nem ter se conhecido, senão nada disso estaria acontecendo, você não teria que ter passado isso tudo por minha causa. – disse e ela me encarou.

Jasmine: Acabou? – ela perguntou e eu arqueei uma sobrancelha – Então tá! Primeiro Justin, - ela disse e eu a encarei – não me olha assim porque eu vou te chamar do que eu quiser. – ela disse e eu deixei escapar um sorriso – Você continua se culpando por tudo o que aconteceu com a gente, mas a culpa não é sua e você sabe muito bem disso, o culpado de tudo continua solto por ai tentando te matar, porque claro, se ele quisesse me matar, já teria o feito. Mas olha, se você continuar se culpando por tudo que está acontecendo, as coisas não vão melhorar pro seu lado. – ela disse séria e cruzou os braços.

Justin: Me desculpa Jas, me desculpa. Eu faço tudo errado, sei que você está certa, mas, por favor, me desculpa, eu não aguento mais, juro que não aguento mais ficar longe de você e do meu filho. Faço qualquer coisa pra você voltar pra mim, juro que faço. – disse já querendo chorar, mas me contive dizendo todas aquelas palavras.

Jasmine: Você que quis assim. – ela disse parecendo não entender minha decisão, então se levantou.

Justin: Eu sei que eu quis assim Jas, mas eu pensei que isso tudo ia me dar alguma oportunidade em encontrar o Brad, só que isso só serviu pra ele se esconder mais e eu não sei o que fazer. – me levantei querendo olhar dentro de seus olhos.

Jasmine: Se eu voltar pra você, você vai continuar sem saber o que fazer. Não vai fazer nenhuma diferença. – ela deu de ombros.

Justin: Você não me ama mais, é isso? – perguntei indignado e ela riu.

Jasmine: Se eu não te amasse, não teria aceitado você entrar em minha casa. – ela disse e me encarou.

Justin: Então volta pra mim, prometo que agora vou fazer as coisas do jeito certo. – disse sério quase em uma súplica.

Jasmine: Não prometa algo que não pode cumprir.

Justin: Eu vou cumprir, eu juro que vou.

Flashback Off

Continua...


Notas Finais


é isso pessoal! As mudanças aconteceram e espero que tenham gostado, de verdade.
Minha amiga está fazendo uma fanfic com o Justin também e ela está precisando de mais leitores, então por favor leiam lá e se gostarem, favoritem >> https://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-justin-bieber-they-dont-know-about-us-2824618
até o próximo, xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...