História Crazy In Love Second Season - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Ryan Butler
Visualizações 133
Palavras 2.614
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oe oe oe, ta ai mais um capítulo, quem n gostar que n leia, beijos tchau


BUT BOA LEITURAAAAAAAAAAAAAAAAA

Capítulo 5 - The Binding.


Fanfic / Fanfiction Crazy In Love Second Season - Capítulo 5 - The Binding.

Justin: Tudo bem! – sorri e atendi a ligação colocando no viva voz – Alô?

Jasmine: Graças a Deus você atendeu! – ela disse aliviada, meu coração foi á mil quando ouvi a voz dela.

Justin: Jas... Onde você está? – perguntei completamente preocupado, os meninos começaram a conversar entre si.

Jasmine: Quem está ai?

Justin: Jream, os meninos... Estão todos aqui. – disse depressa.

Jasmine: Jream? – perguntou curiosa.

Jream: Eu mesmo! Jas, como está? – perguntou preocupado.

Jasmine: Estou bem!

Justin: Dessa vez vai nos dizer onde está? – perguntei inconformado por ela não estar respondendo minhas perguntas.

Jasmine: Bieber, eu não posso simplesmente dizer onde estou, o Brad me disse que me trouxe pra cá porque vocês sabiam pra onde ele me levaria.

Justin: Então isso quer dizer que você não está na Inglaterra?

Jasmine: Isso! Mas eu não posso dizer onde, só que é o país onde eu nasci.

Jream: Hey! – gritou – Eu sei onde Jasmine está. – falou animado.

Justin: Onde? – perguntei curioso.

Jream: Depois você saberá. – falou sorrindo.

Justin: Jas, como está ai? Você está mesmo bem? – perguntei e ouvi risadas dos meninos me chamando de gay, então tirei a chamada do viva voz.

Jasmine: Estou bem fisicamente, mas meu coração está se destruindo aos poucos... Eu simplesmente não consigo ficar muito tempo longe de você bae, é como se fosse uma missão impossível pra mim. Eu não vou aguentar por mais tempo, eu te amo tanto meu amor! – falou e eu pude ouvir seu choro fraco. Ela sempre soube que eu adoro quando ela me chama de bae.

Justin: Eu também te amo, mas não se preocupa mais com isso porque eu e os meninos estávamos mesmo planejando em ir atrás de você. Agora que sabemos que você não está na Inglaterra, vai ser bem mais fácil te achar. Prometo que chego ai o mais rápido possível! – disse confiante – Eu te amo muito.

Jasmine: Estarei te esperando meu amor... – ela disse e eu ouvi um barulho, parecia que alguém tinha pegado o celular da mão dela – Mary, me deixa terminar de falar com o Bieber!

Mary: Eu quero falar com ele primeiro... – ouvi a tal da Mary dizer e logo colocou o celular no ouvido – Hey Bieber! Eu sou a Mary, colega da Jasmine. A primeira vez que ela te ligou foi do meu celular, então me agradeça por eu ter deixado ela te ligar de novo depois de tanto tempo! Até porque, ela não se aguentava de tantas saudades que estava de você, sempre que eu chegava na escola a Jasmine estava chorando e dizendo o quanto queria estar ao seu lado, o quanto te amava, ela não aguentava mais ficar sem ouvir sua voz, estava quase desmoronando aqui, teve que me implorar pra poder ligar pra você. - ela disse aquilo tudo rápido, então ouvi Jasmine dizendo um “não exagera”, ri baixo. – E tem mais... Todo esse tempo, um cara aqui ficava dando em cima dela o tempo todo, até quis virar amigo dela, mas não conseguiu, porque a Jasmine não aguentava a pressão que esse idiota estava fazendo nela. Ele se aproximava cada dia que se passava e a Jasmine sempre dizia que nunca ia ficar com ele porque sabia que um dia você iria vir atrás dela, que qualquer dia vocês iriam ser felizes juntos novamente. Ai depois de tantos foras, o cara desistiu e se afastou! Viu como foi melhor assim? Se fosse outra pessoa, não ia pensar duas vezes e ia logo te traindo, mas não, é a Jasmine, ela te ama mais do que... Sei lá, mas ela te ama muito, demais. Eu nunca vi um amor tão forte igual ao que ela sente por você, com certeza tu é um cara de sorte e que realmente merece o amor dela. – todas aquelas palavras dela me emocionaram, mas como eu tinha mudado, eu não mostrei reação alguma. – Mas escuta só o que eu vou te falar... Se você vir buscar a Jasmine, não deixe que ela se esqueça da minha existência, ok? – pediu.

Justin: Ok Mary, pode deixar! Não se preocupe com isso. E obrigado. – disse e ouvi uma mini comemoração dela do outro lado e logo Jasmine pegou o celular novamente.

Jasmine: Justin, não liga para o que essa menina fala, ela exagera demais nas coisas!

Justin: Então foi exagero quando ela disse que nunca viu um amor tão forte igual ao que você sente por mim?

Jasmine: Não meu amor, isso tudo foi verdade, mas no começo... o começo foi tudo exagero da parte dela. Eu não demonstrei sofrimento nenhum por causa do Brad, eu não queria que ele soubesse que estava acontecendo o que ele queria, porque ele queria me ver pra baixo, ele queria saber que eu não aguentaria nem mais um segundo longe de vocês, mas eu fiz o contrário, todo esse tempo eu agi como se estivesse gostando de morar com ele, como se estivesse gostado de ter saído de Los Angeles, mas não. Está sendo tudo muito difícil pra eu ficar longe de vocês, a Mary é a única pessoa que eu conheço e que me anima nas condições que eu estou.

Justin: Não se preocupe Jas, não se preocupe com mais nada, em breve eu estarei ai, onde quer que você esteja.

Jasmine: Como você vai fazer isso? – perguntou curiosa.

Justin: Esse é um assunto delicado, logo você descobrirá! Não vamos perder muito tempo pra ir atrás de você, chegaremos ai em breve.

Jasmine: Bae... Você está estranho.

Justin: Estranho? Como assim, estranho? – perguntei sem entender, mas eu sabia do que ela estava falando.

Jasmine: Você está mais frio, sem demonstrar o que está sentindo.

Justin: Jas, não se preocupa com isso! Eu mudei ok? A única coisa que importa é que eu te amo e vou fazer o possível e o impossível pra ir atrás de você. Mas me diz... a Mary te anima como? – perguntei completamente curioso, ela teria que me falar.

Jasmine: Festas, shopping, cinema, tudo! Todo dia ela tem um lugar pra gente sair, nunca ficamos sem fazer nada.

Justin: Hum... festas? E aquele cara que a Mary falou, quem é?

Jasmine: É um cara que eu conheci em um racha que a Mary insistiu em me levar, mas isso foi um dia depois de eu ter chegado aqui, não aconteceu nada demais.

Mary: Só que a Jasmine ficou completamente bêbada e depois ficou no chão reclamando de como a vida dela é injusta. – ouvi-a dizer.

Justin: Jasmine, isso é verdade? – perguntei curioso. Como assim bêbada?

Jasmine: Ahn... mais ou menos. – pareceu confusa – Okay, é verdade! Mas ela insistiu em me levar, eu nem queria ir. – ela disse como se eu fosse brigar com ela por isso, mas eu fiquei rindo – Justin, do que está rindo? – perguntou séria.

Justin: Fala pra Mary gravar da próxima vez? Eu preciso ver isso. – falei ainda rindo.

Mary: Eu gravo sim, Bieber! – gritou.

Justin: Obrigado.

Jasmine: Então é assim? Meu namorado e minha amiga estão contra mim? Nossa, muito obrigada vocês dois, também amo vocês demais. – falou sendo irônica, continuei rindo – E você Bieber, para de rir, já perdeu a graça. – ela continuou séria.

Justin: Amor... – pedi logo após ter parado de rir, fiquei sério.

Jasmine: O que foi?

Justin: Eu te amo.

Jasmine: Eu também te amo bae! Mas, preciso desligar.

Justin: Tudo bem, essa conversa foi longa, eu adorei poder ouvir sua voz, estava morrendo de saudades. – disse completamente feliz.

Jasmine: Eu também estava e estarei te esperando, não demora muito não, tá? Te amo.

Justin: Okay Jas, não se preocupe, também te amo.

Jasmine: Então tá, beijos, te amo bae, tchau!

Justin: Beijos! Te amo. – disse e ambos desligaram.

Jream: AMÉM! – ouvi-o dizer alto e levantar as mãos, ri fraco.

Justin: O que foi? Não posso mais conversar com a minha namorada que não se encontra no mesmo país que eu? – perguntei encarando-o, que me encarou de volta.

Jream: A Jasmine está no México. – ele disse olhando pra mim e depois olhou pros meninos.

Christian: Como você chegou á isso? – perguntou curioso.

Jream: A Jasmine disse que está no país onde ela nasceu! – ele disse animado.

Chaz: Mas ela não é americana? – perguntou impressionada.

Jream: Não cara, a Jasmine é mexicana.

Christian: Ok, amanhã resolvemos isso direito, estou cansado. – ele disse se levantando e saiu andando.

Ryan: Pelo jeito a conversa foi boa, hein Bieber? – perguntou de deboche.

Justin: É, foi! A Jasmine estava com o celular de uma colega dela, que falou comigo, ela fez um discurso de tudo que ela viveu com a Jasmine até agora, mas a maioria das coisas que ela me disse, foi o quanto a Jasmine me ama. – disse feliz, mas sem demonstrar.

Jream: E quem é essa menina? – perguntou curioso.

Justin: O nome dela é Mary! Jasmine disse que essa menina sai com ela todos os dias, a Mary ainda me disse que um dia ela levou a Jasmine em um racha e ela ficou bêbada, depois se sentou no chão e ficou reclamando da vida. – disse rindo.

Chaz: Mentira, né? Por que essa menina não gravou? Eu adoraria ter visto essa cena! – ele disse rindo.

Justin: Eu pedi isso pra ela.

Jream: E você fica rindo disso? Já pensou se tivesse acontecido alguma coisa? – falou preocupado.

Ryan: Melhor rir da situação do que chorar, não acha?

Chaz: Seja um irmão mais maneiro, por favor.

Justin: Os meninos tem razão! Sem frescura né Jream, você não é disso. – disse estranhando o comportamento dele.

Jream: Eu só quero que a Jasmine fique bem até chegarmos lá. – disse dando de ombros.

Justin: Eu também quero que ela fique bem, não se preocupa com isso porque nós vamos atrás dela logo. – falei sorrindo.

Ryan: É cara, relaxa porque em breve Jasmine estará conosco. – ele disse animado.

Jream: Okay né, melhor ficar feliz porque vou vê-la novamente. – disse e sorriu.

Chaz: Isso ai cara! Se anime.

Justin: Então né, acho que está na hora de cada um sair do meu escritório e ir pros seus quartos descansarem, amanhã será um dia longo. – falei animado, amanhã seria o dia que resolveríamos quando iríamos atrás da Jasmine, mas quero ir amanhã mesmo, não aguento ficar mais um segundo longe dela. Os meninos saíram do escritório me deixando lá sozinho, mas logo fui pro meu quarto também, estava exausto.

POV Jasmine

Depois de ter finalizado a ligação, Mary me olhou toda animada.

Jasmine: O que foi? – perguntei encarando-a.

Mary: O que ele disse? – perguntou curiosa.

Jasmine: O óbvio, que me ama. – falei sorrindo.

Mary: Nem acredito que ele ficou rindo depois do que eu disse de você. – falou impressionada.

Jasmine: Eu também não acredito! Ele mudou bastante pelo visto e quando eu perguntei como ele faria pra vir atrás de mim, ele disse que esse é um assunto delicado e que não era pra eu me preocupar. – falei ainda sem acreditar.

Mary: Jasmine, se ele disse pra você não se preocupar, não se preocupe, tudo vai se resolver. – ela disse e sorriu.

Jasmine: Okay então... não vou mais me preocupar com isso! E ninguém pode ficar sabendo dessa ligação, ok? Porque depois eu que vou sofrer as consequências, o Brad pode fazer o que quiser comigo e eu não quero nem pensar nisso. – falei insegura, eu sabia que se ele soubesse iria me fazer pagar de todos os modos possíveis, então não poderia arriscar.

Mary: Tudo bem Jasmine, não se preocupe que eu não vou contar pra ninguém, nem pro Mason, vai que ele trabalha pro seu pai né? – perguntou como se fosse óbvio, e era mesmo.

Jasmine: Obrigada amiga, mas agora eu preciso dormir porque estou com sono. – falei me levantando.

Mary: Hey! Nada disso, você vai ficar sentadinha ai no seu canto porque eu vou lá em baixo pegar filmes, pipoca e refrigerante pra nós... – falou animada, se levantou e saiu andando.

Jasmine: Okay né! – disse e me joguei na cama dela, fiquei esperando-a. Algum tempo depois ela apareceu com uma caixa em uma mão e duas latinhas em outra. Ri daquilo, ela colocou tudo em cima da cama e deu meia volta, mas chamei-a. – Aonde vai?

Mary: Pegar a pipoca meu amor! Filme sem pipoca fica sem graça, não acha? – perguntou e arqueou as sobrancelhas.

Jasmine: Fica mesmo. – disse e bufei, ela saiu correndo lá pra baixo, me deitei de lado e lembrei-me de uma coisa.

Flashback On

Mason: Jas... – ele disse começando a beijar meu pescoço – não faz isso comigo, eu sei que você não resiste, sei que não vai me dar um fora de novo. – ele dizia aquilo tudo em meu ouvido, me deixando tensa.

Jasmine: Mason, por favor, nunca mais me chame de Jas! – disse afastando-o de mim. Lembrei-me de quando Justin me chamava assim, eu vi o Bieber na minha frente dizendo todas aquelas coisas pra mim, mas eu recuei porque eu não queria ceder nada pra ele e fazer isso com o amor da minha vida.

Mason: Mas por quê? O que foi que eu fiz? – perguntou confuso.

Jasmine: Mason me desculpa! Você não fez nada, tu és um cara legal, eu gosto de você, mas eu não posso trair meu namorado. Eu sei que ele vai vir pra cá para me levar de volta a Los Angeles e eu não quero me sentir culpada por ter traído dele, dependendo da forma que foi.

Mason: Ah então é isso? Você não quer ficar comigo porque acha que um dia seu namorado que nem sabe onde você está, vai vir atrás de você? Jasmine, eu não te entendo. Primeiro, como ele vai vir pra cá sem saber alguma coisa sobre você? – ele parecia decepcionado com tudo aquilo.

Jasmine: Ele vai dar um jeito, meu irmão vai ajudá-lo em tudo, ele me conhece bem, conhece meu pai, ele vai achar um jeito de descobrir onde eu estou.

Mason: Okay. – ele disse com a cabeça baixa, estranhei.

Jasmine: Ta tudo bem? – perguntei impressionada com a reação dele.

Mason: Claro Jasmine, por que não estaria? Você só é uma garota completamente apaixonada por uma pessoa que está á quilômetros de distância longe de você. Eu não vou e nem quero te obrigar á gostar de mim, porque agora eu sei que isso nunca vai acontecer, não importa o que eu faça. – ele disse e finalmente olhou pra mim.

Jasmine: Sinto muito por tudo isso. – disse olhando dentro de seus olhos.

Mason: Já disse Jasmine, está tudo bem! – ele disse e sorriu, então eu abri os braços e ele me abraçou, um abraço forte e demorado. Eu realmente pensei que ele ficaria chateado, mas não.

Flashback Off

Mary: JASMINEEEEEE! – ouvi-a gritar meu nome, me sentei depressa na cama.

Jasmine: O que foi Mary? Por que precisa me gritar assim sempre? Meu Deus! – falei emburrada, ela sempre faz isso, coisa que eu não gosto.

Mary: Desculpa, mas eu estava te chamando á tanto tempo, pensei que estivesse dormindo acordada. – falou se sentando do meu lado.

Jasmine: Eu só estava me lembrando de umas coisas, nada demais. – falei entediada.

Mary: O que foi Jasmine? Parece que depois que conversou com o Justin, ficou chata. – disse me encarando.

Jasmine: Não é isso, é que depois da ligação, eu fiquei cheia de esperanças e esperar não é uma coisa que eu estou disposta nesse momento. – disse fazendo bico, ela riu.

Mary: Não se preocupa com isso, como ele mesmo disse, vai chegar em breve.

Jasmine: Ok Mary! – disse e sorri. Ela colocou o filme, peguei uma das latinhas e esperamos o filme começar. Assistimos á uns três filmes, todos de comédia romântica, é o nosso gênero favorito de filmes. Não vi a hora que os filmes acabaram, mas logo em seguida, Mary desligou o DVD e fomos dormir.

 

 

Continua...


Notas Finais


REALMENTE ESPERO QUE TENHAM GOSTADO! bai


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...