História Crazy In Love Second Season - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amber Heard, Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Tags Atlanta, Barbara Palvin, Criminal, Járbara, Justin Bieber, Romance
Visualizações 188
Palavras 5.035
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente eu to andando muito inspirada! Eu acho que hoje ou durante a semana eu atualizo Take me to church.
Força nas palpebras novamente, pois temos 5,000 PALAVRAS! Gente eu escrevi tudo isso em menos de 24 horas, eu to muito assustada sabe.

TEM MÚSICA NO CAPITULO SIM! E eu vou deixar o link nas notas finais, mas se vocês quiserem escutar todas as musica de uma só vez ( Uma propangada rapida pessoal) Sigam a playlist da fic no spotify ( Link nas notas finais <3)

Um beijão no core e boa leitura

Capítulo 22 - Sex Before Honeymoon


Fanfic / Fanfiction Crazy In Love Second Season - Capítulo 22 - Sex Before Honeymoon

P.O.V Katherine.

 

— Senhoras e senhores convidados, a valsa dos noivos irá começar imediatamente. – Anuncia Ryan, eu e Justin fomos para o centro do salão e os convidados fizeram uma roda em nossa volta.

 

A musica lenta tomou conta do local, o pôr do sol adentrava pelo salão do forte o deixando mais bonito. A mão direita de Justin toca minha cinta enquanto a esquerda se juntava com a minha, levo mão direita até se ombro e nós começamos a dançar no ritmo da música.

[...]

 

Bieber solta sua mão esquerda de minha mão e a leva para minha cintura, entrelaço meu braço em seu pescoço, ele puxa meu corpo para perto do seu e deposita um beijo em minha testa.

 

— Meu presente de casamento/namoro já foi dado. – Ele sussurra em meu ouvido, arqueio minha sobrancelha.

— Que presente?

— Enquanto estávamos no altar os galpões, fabricas, pontos de vendas de drogas e a casa De Mikelson, tudo que ele tinha foi destruído! – Sorrio alegre ao ouvir aquilo. – Eu disse que iria me vingar.

— Então acabou Mikelson? – Pergunto a ele.

— Ainda não tenho certeza, minha equipe está atrás dele ou do corpo dele! – Responde. – Você é a senhora Bieber agora, você é a dama do tráfico de Atlanta e eu irei lhe ensinar a como administrar esse mundo. – A música encerra e Bieber sela nossos lábios. – Você será meu braço direito nos negócios. – Ele separa nossos lábios e os aplausos dos convidados era a nova trilha sonora do local.

— Olá pessoal. – Olhamos em direção ao palco e vimos Hailey, Caitlin, Chaz, Emma, Chris e Ryan em cima do mesmo. – Peço para que vocês se sentem nos seus lugares pois temos muitas palavras para dizer aos noivos. – Pede ela. – Eu não queria dizer nada ao Bieber, mas essa porra é o noivo então tenho que aceitar. – Rimos pelo o que ela disse, Bieber segura em minha mão e nós caminhamos até a nossa mesa, ele pega Madison do colo de Pattie e se senta na cadeira. – Eu vou ser a última a falar porque eu sou a que tem mais palavras a dizer, então Chloe já que você é a novata venha até aqui. – Ela chama Chloe que dá um passo à frente ficando perto do microfone e o telão atrás dele é tomado por fotos e vídeos nossos.

— Olá, como Hailey disse eu sou a novata e não sei muito sobre a história dos dois, mas eu me lembro como eu conheci Katherine e que foi um dos melhores acontecimentos da minha vida. Ela mora morava no apartamento da frente, eu fiquei curiosa já que ela tinha uma vida um tanto agitada e nunca parava em casa, então tomei coragem e fui conhecê-la. Quando eu a vi com aquela barriga de sete ou oito meses eu me assustei, eu pensei comigo mesma: Ela deve ser casada ou deve ter um namorado. Mas quando ela me explicou a história eu fiquei chocada, e ainda mais com as coisas que ela fazia grávida de uma criança! Eu a vi no fundo do poço, festas, drogas e entre outras coisas e eu sempre tentei ajudá-la, mas ela me dizia que ela fazia aquilo para aliviar a dor que sentia. Quando ela estava na sala de parto preste a ter Madison, o único nome que ela gritava era o de Justin e se negava a todo momento de ter a criança sem a presença dele. Depois que Madison nasceu eu vi que havia uma esperança dela mudar, mas eu me enganei e ela parecia que tinha piorado ainda mais. Lembro como se fosse hoje quando Bieber fez uma festa em Chicago e ela me arrastou até lá, Deus eu pensei que nós iriamos morrer lá mesmo. – Ela abaixa a cabeça e começa a rir. – Quando o Bieber apareceu em minha porta pedindo pela filha dele, eu quase morri naquela hora mesmo, por um minuto eu pensei que ele iria me matar ou fazer algo do tipo, mas ele pegou a filha dele e seguiu para o apartamento de Katherine. Quando Katherine me ligou e me disse que iria se casar com ele eu não acreditei, por um minuto eu queria pegar um voo para Atlanta e bater nela e fazê-la lembrar de tudo que ele fez para ela, mas eu percebi o quanto os dois se amam nas últimas semanas em que passei na residência deles. – Conta ela. – Eu espero que não aconteça mais separações! – Ela se afasta dando espaço para Ryan e Emma.

— Quando eu conheci os dois eu não conseguia entender o relacionamento deles, parecia mais como um relacionamento aberto, mas quando um descobri as outras pessoas com quem um dos dois se “traíram” causava uma confusão, Christian é a prova viva disso. Quando Katherine foi embora eu a apoiei em tudo, até porque, Justin já tinha feito muito mal para ela e ela merecia ser feliz com a pequena Madison, mas quando ela foi embora eu vi o Bieber se perder de uma tal maneira que chegava a ser assustador. Ele não queria mais nada com a vida, não mantinha contato quase nenhum de nós e vivia sumindo pelos estados desse pais. E todas as vezes que nós o encontrávamos a única coisa que ele pedia era Katherine e sua filha, para que nós as trazer de volta. Quando eles voltaram, eu vi o Bieber mudar por completo, eu o vi a viver novamente. Quando eu vou na casa deles e eu o vejo brincando com as filhas eu acho a coisa mais magnifica do mundo, ele mudou muito por elas e com a ajuda dela. – Conta Emma. – Eu só tenho a desejar felicidade e juízo para vocês, e como Chloe disse: Sem mais separações! – Ela dá espaço para Ryan falar.

— Eu não gosto da Katherine, sinceramente eu não a suporto de modo algum. – Reviro os olhos ao ouvi-lo dizer aquilo. – Eu os conheci bem no começo, principalmente Justin já que somos amigos de infância. Eu cresci tendo ele como um irmão. Não irei dizer como eles se conheceram já que é algo um tanto que pessoal e assustador para vocês família. Bieber só queria se divertir com ela e eu apoiava, mas quando eu percebi que ela estava se apaixonando por ela eu tentei faze-lo com que deixasse esse sentimento de lado e seguisse a vida. Mas ele não me escutava e a cada dia parecia um bobo apaixonado, e eu tentando tirá-la da vida dele com medo dela fazer a mesma coisa que a ex dele fez, e olha que ela fez! Ela sumiu e Bieber morreu por dentro, ele parecia um zumbi andando entre a gente e não queria mais nada com a vida. Juro que naquele momento eu quis ir atrás dela e matá-la e levar Madison para os braços dos pais, mas uma certa pessoa estragou os meus planos e os uniu novamente. Hoje enquanto estávamos nos aprontando para o casamento eu percebi o quanto ele ama ela, a todo momento ele falava: “ Katherine é a mulher da minha vida”, “ Eu estou dando o casamento dos sonhos para ela”, “ Eu me casaria com ela com as piores roupas do mundo se fosse preciso” e entre outras coisas. Bieber provou para nós hoje que ele ama acima de tudo e eu fico feliz por você cara, mas acho que deveria ter achado alguém melhor. – Vejo Emma tapear seu braço. – Brincadeira, felicidade a vocês e sem fazer mais filhos nesta lua de mel. – Vejo Chris e Caitlin se aproximam.

— Justin E Katherine, antes de tudo eu peço juízo a vocês. Eu conheço Justin desde minha adolescência, ele e Chris eram inseparáveis e não irei mentir que eu sentia uma paixão platônica por ele, mas ele não queria nada comigo pois eu era irmã do melhor amigo dele, mas nada me impediu de me aproveitar dele quando ele estava bêbado. Eu vi o Bieber crescer e construir o império dele, eu vi ele se apaixonar por uma pessoa e ser largado por ela e ficar devastado todos os dias do ano, eu queria por um momento ter ficado com ele, mas eu vi que ele nunca iria amar alguém como ele amou sua ex. Estava errada e ele encontrou Katherine, que no início não gostava de mim e sentia um ciúme doentio quando Justin se referia a mim, mas depois as coisas foi melhorando e nos tornamos grandes amigas, como todos que falaram aqui: Eu o vi se perde e sofrer coisas horríveis quando ela a deixou, eu e os meninos podemos dizer o quando ela o mudou, quem vê o Bieber hoje dirigindo uma SUV com cadeirinhas no banco de trás, a casa toda colorida e cheia de brinquedos e o desespero dele quando algo acontece com as filhas é uma das coisas mais bonitas que eu já vi, uma grande mudança que aconteceu com ele e eu sei que ela é a dona de tudo bom que tá acontecendo na vida dele. – Ela seca as lagrimas que estavam a cair. – Demoramos, mas conseguimos casar vocês e agora espero que seja para sempre. Felicidades Justin e Katherine Bieber. – Chris se aproxima do microfone,

— Juro que já estamos acabando. – Brinca Chris. – Eu conheci Bieber aos 15 anos de idade, trabalhávamos para mesma pessoa e ele era uma pessoa ambiciosa, ele queria crescer na vida e ser melhor do que todos. Quando conseguimos crescer viramos quatros adolescentes aprontando por toda Atlanta, mas ele como sempre foi o primeiro a namorar e a ter um filho, que Deus esteja com o nosso pequeno Dylan. Quando ele conheceu Katherine ele não queria nada com ela e até cogitava na ideia de matá-la. Mas quando Bieber me disse que estava apaixonado eu fiquei impressionado e zoava ele por estar apaixonada pela pessoa que ele disse que iria fazer sofrer até quando ele quisesse, mas quando eu a conheci eu vi que ele estava certo, não tinha como não se apaixonar por essa mulher, ela é maravilhosa, minha melhor amiga, minha segunda irmã mais nova. Bieber é um otário se deixá-la partir novamente, o que dever ser impossovel pois ele a ama de uma maneira surpreende, eles se amam de uma maneira surpreendente. O Bieber que eu conheci aos meus 15 anos é uma pessoa totalmente diferente agora, então Bieber e Katherine a nossa história é longa demais e eu deveria contá-la para as pessoas, mas sabemos que isto não é o melhor a fazer. Bieber espero que você cumpra os seus votos e cuide bem dela, pois só se ganha na loteria uma vez na vida e Katherine cuide bem dele, pois sabemos o quanto ele não aguenta ficar sem você. – Seco minhas lagrimas que haviam caído, Bieber segura em minha cabeça a deitando em seu ombro.

— O que eu posso dizer desse casal? Eu sempre gostei de Katherine, Bieber é meu amigo de anos, mas eu apoiava ela largar ele pois ele não a valorizava. Eu acompanhei de perto o relacionamento deles e ainda acompanho, quando tudo parecia bem os dois se separaram por culpa de uma traição e acompanhamos isso de perto, principalmente eu e minha princesa que vivemos com os dois ao mesmo tempo sentindo a dor da perda, quando tudo parecia que havia terminado e estava no fundo do poço os dois voltaram firme e forte, e hoje nós estamos aqui juntos para celebrar o casamento dos dois. Quando eu conheci Bieber nós ainda morávamos no Canada e viemos aqui para o mesmo propósito que era crescer na vida e conseguimos, a separação de ambos machucou e muito eles, cada um de nós temos uma versão pois vivemos momentos diferentes, mas o sofrimento dele parecia igual. – Conta ele. – Eu me sinto muito honrado em estar vivendo isto com vocês, vivenciamos os momentos mais felizes, as brigas, separações e a gravidez de perto. Eu queria falar um pouco mais, mas minha namora me ameaçou e disse que eu deveria falar o mais rápido possível se não eu vou perder algo que eu amo, se é que vocês me entendem! Felicidade a vocês Bieber’s.

— Eu lembro quando Justin e Katherine se viram pela primeira vez, em um racha qualquer. Como vocês podem ver eles já começaram bem, mas a história deles deu um grande início quando o pai dela a vendeu para ele, isso mesmo pessoal ela foi vendia para o Bieber. Passou dois meses e eu procurei minha amiga por todos os lugares, até que ela foi atrás de mim e me contou a história, eu quis arrancar a cabeça e o amigo que vivi entre as pernas dele, queria falar o nome, porém temos crianças entre nós. Mas eu acabei me relacionando com o melhor amigo dele e não tive como me afastar dele, quando eu entrei na casa do Bieber com o Chaz e ela me disse que estava apaixonada por ele e eu quis bater nela até colocar os neurônios dela no lugar, mas não durou muito tempo e eles tiveram uma pequena separação. Mas a culpa foi dos dois pois ele tinha transado com uma vadia na casa onde ela morava com ele e ela foi e transou com o melhor amigo dele, Christian pessoal foi o Christian e para vocês perceberam como o Bieber é um maníaco ciumento ele incendiou a casa de Christian com Katherine e Christian na casa, e depois colocou a ex dele dentro da casa dele novamente e colocou Katherine em um quarto minúsculo. E não resultou em nada pois eu arrastei Katherine para uma festa e a fiz dançar até o chão e pegar vários homens e ela fez isto, mas no meio da festa ela se sentou e começou a encher a cara. E o chato do Bieber apareceu e depois os dois foram embora, eu só sei desta versão por causa que Katherine contou, porque eu estava tão bêbada que não sabia de mais nada. Mas a felicidade dura pouco e por culpa da desgraçada da ex dele e por culpa dele também, porque quem ama não trai! Ela foi embora e eu a ajudei, eu a ajudei a fugir da segurança e a tirei de Atlanta, mas antes disso eu a ajudei a desistir de fazer um aborto... A criança não tinha culpa de nada e hoje vemos que fazer aquele aborto não ia valer em nada pois hoje eles estão juntos novamente. De todos nós que está aqui neste palco eu fui a que mais viveu o momento mais triste da história deles até agora, enquanto eu estava na casa de Bieber tentando acalmá-lo, eu estava com Katherine ao telefone tentando impedi-la de fazer algo. Nessa separação eu aprendi a gostar de Bieber e percebi o quanto ele ama minha amiga e ele pode não assumir, mas ele também aprendeu a gostar de mim! Eu salvei Bieber de milhares perigos, tentativas de suicídio, overdoses e tantas outras que ele tentou, eu cuidei dele, só Chaz sabe quantas vezes eu saia durante a madrugada, gravida e acompanhada de Chaz para tirar ele de algum fim do mundo que ele estava ou para controla-lo enquanto ele destruía a casa. Eu queria ter levado a filha dele, Lauren, para morar comigo e Chaz, pois me cortava o coração cada vez que ela me ligava aos prantos dizendo que seu pai estava destruindo a casa. Mas ainda bem que as coisas melhoraram e hoje vemos os dois juntos, por minha causa é óbvio. Depois de Bieber voltar de Chicago com a ideia louca de ter visto Katherine em sua festa, eu vi que eu tinha que fazer algo para ajuda-lo e então deixei uma carta em sua casa, ele poderia ter ido naquele mesmo momento, mas estava dormindo depois de encher a cara e usado algumas drogas. E o resto da história todos nós conhecemos, eu conheci Katherine quando estávamos na primeira série e ela foi a primeira pessoa com que falei naquela época, e somos amigas hoje! Arranjamos brigas na escola, matávamos aula, íamos para as festas e entre outras coisas que não podemos dizer aqui por conta das crianças, eu falo a verdade mesmo que minha amiga foi uma grande vadia, mas nunca deu para ninguém e o Bieber não é santo não. Ele fala como anjo, se veste igual a um anjo, age como uma pessoa direita..., mas ele é o diabo disfarçado. Se quiserem saber mais sobre a história das melhores amigas do mundo me chame para conversar na festa. – Discursa ela. – Felicidade ao casal que estão 12 horas de um dia na cama transando, e Bieber se você magoar ela eu corto seu pau! Agora Dj coloca à musica porque eu preciso beber. – A música começa a tocar e eles descem do palco.

— Bieber! – Um amigo de Justin para em nosso lado, Bieber se levanta e entrega Madison em meu colo e a mesma relutava para descer.

— Khalil! – Eles trocam um breve aperto de mão. – Essa é minha esposa Katherine e uma das minhas filhas, Madison. – Me levanto e fico ao lado de Justin.

— Obrigada por vir. – Agradeço, olho para o seu rosto o reconhecendo. – Acho que lhe conheço de algum lugar. – Comento.

— Kylie! – Grito eufórica ao vê-la. – Que bom que você voltou.

— Sabe como é, família morando em outro estado e tudo mais. – Responde ela. – Bieber safado se casou! Me desculpe por não ter aceitado o seu convite para ser uma de suas madrinhas, minha mãe estava passando por sérios problemas e então eu tive que me afastar por um tempo.

— Sem problema! Mas quero você na viagem que iremos fazer. – Digo.

— E eu irei. – Responde. – Eu irei atrás de bebida, até logo noiva maravilhosa!

— Você deve ter visto ele em nossa casa, já que ele me ajuda e muito nas fronteiras e nas boates. – Responde Justin voltando ao assunto.

— Não, eu o conheço de outro lugar. – Sussurro em seu ouvido. – Eu irei falar com Hailey. – Arrumo Madison em meus braços e caminho até a mesa de Hailey.

— O que houve? – Questiona ela enquanto amamentava Eleanor, ela arruma o paletó de Chaz que os cobrias.

— Eu conheço um amigo de Justin. – Conto me sentando na mesa. – Olha o tio Chris. – Aponto para Christian que vinha em nossa direção, ele pega Madison de meu colo e a joga para o ar.

— Katherine isso é normal, afinal, ele é amigo de seu noivo. – Responde ela dando os ombros. – Ele deve frequentar sua casa e você nem se lembra dele.

— Você não entende, eu o conheço da casa do Mikelson. – Conto a fazendo me olhar com as sobrancelhas arqueadas.

— Katherine não pode ser verdade! – Nega ele. – Ele é o amigo de Bieber!

— Ele é quem cuida das cargas de Bieber enquanto Chaz está tirando um tempo para vocês. Raciocine Hailey.

— Não me diga que ele é um ...

— Traidor? Eu não sei, mas isto não ficara assim. – Olho para o lado e vejo Bieber se aproximar. – Isto fica entre a gente.

— Pare de mentir para ele! Ele vai descobrir uma hora ou outra e vai te trucidar. – Aconselha.

— Eu sei o que estou fazendo. – Me levanto.

— Onde está Madison? – Pergunta olhando por cima de meus ombros.

— Com Christian. – Respondo. – Venha, dance comigo. – Seguro em sua mão o puxando para o meio da pista.

 

[...]

 

Eu havia trocado o longo vestido branco por um mais curto da mesma cor, estava se tornando impossível se locomover com aquele vestido de noiva, Bieber e eu já havíamos bebido tantas doses de bebida que eu já havia perdido a conta. Olho para o lado e percebo que Hailey estava nos gravando, cutuco Justin que também percebe e nós nos aproximamos dela.

 

— Senhor e senhora Bieber. Nunca pensei que diria isto. – Conta ela nos fazendo rir. – Como vocês se sentem sobre isto?

— Eu sempre fui a senhora Bieber. – Respondo a fazendo rir.

— Não há outra pessoa para eu escolher como a senhora Bieber, ela sempre será, a minha eterna senhora, Bieber. – Ele me puxa para um beijo.

— Cadê o Charles? – Pergunta ela.

— Eu estou aqui! – Olhamos para trás e vimos ele caminhar em nossa direção. – Minha mãe está brava pelo modo que você falou no discurso, ela achou aquilo como uma falta de ética.

— Sua mãe me odeia! – Esbraveja ela.

— Acho que é melhor nós saímos daqui. – Sussurro no ouvido de Justin e nós nos afastamos.

 

P.O.V Justin.

 

Katherine havia se sentado para descansar e eu vou em direção a mesa de onde Hailey e Chaz estavam sentados com seus filhos e Lauren.

 

— Você está gostando da festa, princesa? – Acaricio seus cabelos.

— Sim! – Responde ela alegre enquanto dava uma longa mordida no doce que estava em sua mão. – Poderíamos fazer mais festas. – Diz ela com a boca cheia.

— O que eu disse sobre falar com a boca cheia? – Pergunto a corrigindo, ela olha para baixo e eu passo meu polegar limpando os resido do doce. — Vocês estão gravando? – Olha para Hailey.

— Sim! – Responde ela dando os ombros. – Onde está Kath?

— Ela está cansada e foi se sentar. – Respondo.

— O que você tem a dizer sobre ela? – Pergunta Chaz curioso.

— Eu quero dizer que a amo muito, como se cada dia fosse o primeiro e mesmo com todos os erros que eu comento, eu a amo e não haverá nenhuma mulher que conseguia me fazer feliz como ela faz. – Olho para trás e vejo Katherine parada.

— E você, Katherine? – Pergunta Chaz.

— Eu perdoou os erros que ele cometeu, e tudo mais que aconteceu entre nós. O Amor prevaleceu como podemos ver, passamos por inúmeras coisas juntos e nós dois estamos juntos no dia de hoje é a prova que o amor vence tudo. Eu sempre te amor Justin, como se cada dia fosse o primeiro e cada dia o sentimento será maior. Você me mostrou a felicidade, o amor, a vida e eu sempre serei grata a você.

 

 

— É muita glicose para o meu corpo. – Hailey vira uma dose de tequila em sua boca. – Fiquem bêbados logo e comecem a ser o casal safado que eu gosto. – Diz ela.

— Justin, eu peço para que você observe e bem as pessoas que estão ao seu redor. – Katherine se vira me olhando.

— O que você quer dizer com isso?

— Apenas faça isso. – Pede.

— Eu farei, mas eu também preciso que você algo para mim.

— E o que seria? – Pergunta.

— Tire sua calcinha. – Ordeno sussurrando em meu ouvido, seguro em sua cintura nós levando até um canto vazio.

— Bieber isto é loucura. -Diz ela.

— Então venha comigo. – Seguro em sua mão a puxando até o banheiro, entramos no banheiro e eu tranco a porta atrás de mim.

— Sério isto? – Ela começa a rir. – Eles vão sentir nossa falta. – Caminho em sua direção e abro o zíper lateral de seu vestido.

— Que sintam! – Abaixo as alças de seu vestido e o vejo cair no chão. – Céus você está linda com essa lingerie. – Digo fitando seus seios.

— Não era para você vê-la agora. – Protesta. – Você iria vê-la na lua de mel! - Musica lá de fora ecoava pelo banheiro.

— Você acha mesmo que eu conseguiria aguentar até o final da festa? – Questiono. – Eu preciso foder você, eu preciso fazer você gemer meu nome e implorar pelas estocadas. – Deslizo minhas mãos pela barra de sua calcinha a abaixando, percebo que sua respiração estava ficando descompensada enquanto me ergo novamente com minhas mãos deslizando seu corpo. – Eu sei que você quer Katherine. – Abro o fecho de seu sutiã o tirando e o jogando no chão. Levo meu indicador até seu clitóris o massageando, a vejo fechar os olhos e morder os lábios.

— Olhe para mim. – Ela abre os olhos me encarando, eu penetro três de meus dedos em sua intimidade a fazendo morder os lábios mais forte ainda. – Você quer voltar para festa ou quer que eu te foda?

— Ah, Bieber. – Ela geme. Meu nome saindo de seus lábios era como música para os meus ouvidos.

— Responda. – Movimento meus dedos rapidamente.

— Me. Foda. – Implora pausadamente. Sorrio perverso.

— Repita meu amor. – Introduzo mais um dedo em sua intimidade a fazendo gritar meu nome e apertar meu ombro, solto uma risada pelo nariz e abro meu cinto.

— Justin...Não me torture. – Ela abre os olhos me olhando, retiro meus dedos de sua intimidade. Abro o botão da minha calça e com a ajuda de Katherine eu a abaixo Katherine se abaixa em minha frente e puxa minha cueca para baixo a retirando, sinto a respiração dela próxima a meu pênis. Levo minhas mãos até seus cabelos a puxando para cima.

— Você gosta mesmo de me torturar. – Levo meus lábios até seu pescoço mordiscando sua pele, uma música com uma batida sensual ecoava pelo banheiro. – Por favor, Bieber. – Implora ela ao sentir minha linga deslizar no bico de seus seios; sua mão me prensava contra seu peito enquanto suas mãos estavam em meu cabelo.

 

Fogo e o gelo colidindo, eu quero ir fundo e mergulhar

Isso é o paraíso na Terra, mas uma noite quente para nos derreter num só

 

— Me fode, me fode como apenas você sabe. – Implora ofegante, retiro seu seio de meus lábios deslizo minhas mãos até sua bunda a pegando em meu colo, seguro meu pênis pela base e o penetro em sua intimidade a fazendo arfar de prazer.

 

Ela nunca teve medo de sirenes, cabeça baixa, porém continua dirigindo

Porra, nós podemos bater dirigindo tão rápido, mas bebê

 

Suas mãos apertavam meus ombros com força, nossos gemidos ecoavam pelo local. Suas unhas arrancavam minha nuca causando uma dor prazerosa

 

— QUEM ESTIVER AI DENTRO, DESTRANQUE A PORTA. – Escutamos batidas forte na porta.

— Merda. – Resmunga Katherine. Ele ameaça a descer de meu colo, mas eu a impeço. – Justin, me deixe descer! – Pede ela, nego com a cabeça e a carrego até uma das cabines do banheiro fechando a porta. Ele prende seus braços em volta do meu pescoço. – Justin eles vão entrar aqui!

Oh, não pare, preciso disso

Solte-me, é muito difícil para mim segurar

 

— Deixe que entrem! – Bato na tampa do vaso a fechando e me sento ali com ela em meu colo. – Não estamos fazendo nada demais. – Ela desce de meu colo se ajoelhando em minha frente.

— Peça. – Ordena ela passando sua língua pela extensão de meu pênis.

— Não me torture. – Digo em um quase sussurro ao sentir sua língua tocar na cabeça de meu pênis. – Katherine...

— Peça! – Repete.

— Me chupa, Katherine. – Tombo minha cabeça para trás ao sentir seus lábios tocar meu pênis.

 

Meu coração batendo, seu toque

Isso me emociona até o osso

 

Ela fazia movimentos vai e vem com a boca me fazendo ir ao meu delírio, sua língua fazia movimentos circulares em minha glande, céus, essa mulher me mata um dia. Ela fazia movimentos rápidos com a boca, enquanto masturbava o restante que ela não havia conseguido colocar em sua boca. Escuto a porta ser aberta, mas nem dou importância. Sinto meu pênis inchar e logo chegou ao meu ápice, olho para Katherine e a mesma se passa seu pulso em seus lábios. A puxo para o meu colo, levo minhas mãos até sua bunda e encaixo meu pênis em sua intimidade lentamente.

 

Oh senhor, perdoa-nos, nosso amor

Perdemos o controle baby

Nada pode parar esse amor

 

— Espere um pouco. – Peço assim que escuto vozes no banheiro.

— Bieber nossas roupas estão lá fora...

— Eu sei. – Respondo. – A que se foda essas pessoas. – Seguro em sua cintura a guindo para cima e para baixo.

 

Nada pode parar esse amor

Nunca vai ter o suficiente

Nada pode detê-lo, oh

 

Katherine mordia meu ombro enquanto quicava em meu pênis, ela tomba a cabeça para trás mantendo suas mãos em meus ombros.

— Goze para mim, Katherine. – Ordeno. Eu sei que ela está se contendo para não gozar.

— Não! – Protesta ela quicando mais rápido. Mas em fração de segundos ela chega ao seu ápice, continuo com algumas investidas e logo chego ao meu.

 

Ambas as mãos no chão, você vai baixo

Quem era eu antes? Eu não sei

E quem sou eu agora? Seu corpo mostra como

O passado não tem significado

 

Olho para a Katherine, ela estava ofegante com os fios de seu cabelo grudado, tiro os fios grudados em seu rosto e ela me abre os olhos um com sorriso nos lábios.

 

— Bieber, você tira toda a minha sanidade mental. – Ela acaricia meu rosto. – Sua família, nossos amigos e nossas filhas estão lá fora! – Ela sai de meu colo ficando em pé na minha frente.

— Você é tão gostosa. – Olho a cada centímetro de seu corpo. – Parece que você foi feita por um demônio sexual.

— Céus, tem como vocês dois abrirem a porta! – Escutamos o resmungo de Christian do outro lado da porta.

— Você achou eles? – Hailey entra no banheiro. – Porra, todos estão atrás de vocês. – Conta ela, olho para Katherine e nós começamos a rir. – Deus, vocês não poderiam se segurar até a lua de mel.

— Nós somos o fogo em pessoa! – Responde Katherine.

— Isso todos nós já percebemos. – Escuto Christian dizer.

— Tudo bem, nos entregue nossas roupas. – Peço.

— Eu não vou pegar na sua cueca! – Protesta Hailey.

— Eu vou sair pelado. – Ameaço.

— Puta que pariu. – Resmunga ela. – Chris me ajuda aqui.

— Sejam rápidos! – Brinco, Hailey e Christian entregam as roupas para nós. Me levanto para poder me vestir, mas a cabine por ser pequena demais acabo encostando meu pênis na bunda de Katherine, levo minha mão até sua cintura a aproximando ainda mais de mim.

— Bieber, nossos amigos estão aqui.

— Apenas mais uma mais uma vez. – Sussurro em seu ouvido.

— Bieber. Não. – Nega ela pausadamente. – Teremos um quarto só para nós, sem crianças ao nosso redor. – Diz ela vestindo sua calcinha.

— Andem logo! – Reclama Hailey, vejo Katherine vestir seu sutiã.

— Fecha para mim. – Pede ela e eu fecho seu sutiã. – Para de reclamar um pouco! – Grita Katherine enquanto vestia o seu vestido, visto minha cueca e minha calça rapidamente já que não havia retirado minha camisa, fecho o zíper de seu vestido e nós saímos do banheiro.

— Vocês dois não tem vergonha na cara mesmo. – Diz Hailey nos olhando com os braços cruzados.

— Eles nunca tiveram! – Opina Christian.

— Fica quieto que você transou com a Chloe no jantar de noivado! – Digo a ele. – Vem, vamos logo sair daqui antes que eu me tranque com você em uma dessas cabines novamente.

 

Continua...


Notas Finais


Link da música: https://www.youtube.com/watch?v=9DEGFE1dM50
Link da Playlist: https://open.spotify.com/user/itxjuvevo/playlist/61JdDb0d5L6NGq31kM6UCA ( Todas as músicas que eu utilizei para inspiração dos capítulos ou que estão em alguns capitulos está aqui <3)

Melhor casamento não há! Teve treta, revelações, sexo, só falta ter alguém morrendo!
Bieber tem que se tratar pessoal, o vicio dele no sexo assusta.

Espero que tenham gostado do capitulo, não se esqueçam de comentar, favoritar e divulgar a fic <3 Um beijão, mamãe ama você ( ADOREI ISSO) <3 Até logo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...