História Crazy In Love Third Season - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amber Heard, Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Tags Amber Heard, Barbara Palvin, Criminal, Drogas, James Franco, Justin Bieber, Romance, Sexo, Violencia
Exibições 443
Palavras 2.664
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Pra comemorar o feriado maravilhoso, por que não um capítulo novo? Kkk😂

Espero muito que gostem do capítulo, um beijo e até mais.

Tem dois trailers novos, links nas notas finais! 💕

#7💔

Capítulo 27 - Always With You


Pov. Justin

 

Um dia depois...

 

Havia se passado um dia desde o assalto e o assassinato e já haviam achado o corpo, mas ninguém havia se pronunciado a nada. Então, parece que tudo está bem, a única coisa que eu esperava era nada mais que o prefeito.

 

- Coloca no canal de notícias agora!- Chaz entra dentro da minha casa nervoso.

 

- Oque houve?- Pergunta Katherine assustada.- Cadê a Hailey?

 

- Ela foi passar um dia com mãe dela.- Responde ele.- Coloca logo na porra do canal!

 

- Chaz, primeiro me diga oque houve?- O encaro.

 

- O prefeito irá dar uma coletiva sobre a morte do filho dele!- Responde ele e eu coloco no canal e vejo o prefeito vestido todo de preto e sua esposas e suas filhas e o seu outro filho atrás dele chorando 

 

- “ Hoje é um dia de luto para mim e para minha família, o meu primogênito George foi morto e largado no meio do nada pelo assassino! Isso é uma vergonha! Uma cidade onde os cidadãos vão em todas as festas dos traficantes que há aqui, que ajudam eles a se esconder da polícia e ainda mais, os tratam como Deus! Eu como prefeito dessa cidade fico envergonhado ao ver essas coisas acontecerem, vocês recebem ordem de um traficante, do Bieber e fazem tudo oque ele pede! Não se esqueçam dos dias aterrorizantes que ele nos fez passar, não se esqueçam de quantas vidas ele estragou com suas drogas e também quantas vidas ele tirou. Que vergonha Atlanta! Hoje foi o meu filho que ele matou a sangue frio e ainda deixou um bilhete no carro dele com o endereço onde estava, e amanhã? Amanhã pode ser um filho de vocês meus caros cidadão e cidadã, amanhã pode ser o seu marido, amiga, amigo irmã, irmão, esposa que ele estará matando ou até mesmo viciando eles em drogas! Como teremos um futuro melhor assim? Como poderemos dar um futuro ou até mesmo uma segurança melhor para os nossos filhos. Bieber tem os filhos dele que está rodeado de seguranças, que tem os melhores estudos de Atlanta e se algo acontecer com os filhos dele, ele matará o culpado! E os nossos filhos? Ele está bem se preocupando, se ele decidir que irá matar, ele irá matar! Bieber é um monstro para a sociedade, ele não pode ficar solto. Além do meu filho, ele matou milhares de policiais e o seu caso mais recente foi Dexter Campbell, que supostamente é tio de sua esposa e provavelmente uma de suas vadias, Katherine Campbell. Nós acompanhamos o caso de Dexter Campbell e vimos como Bieber pode ser uma pessoa horrível! Por isso eu decidi, se você tiver algo sobre a localização dele ligue imediatamente para a polícia, ele não pode ficar mais nenhum dia solto, ele tem que apodrecer na cadeia!- Discursa o prefeito.

 

- Oque iremos fazer agora?- Pergunta Katherine.

 

- Chaz, liga para a emissora e diz que eu irei entrar ao vivo por vídeo chamada.- Digo a Chaz e entro no escritório sendo seguido por ele e Katherine.

 

- Oque você irá fazer?- Pergunta ela.

 

- Apenas colocar as verdades na mesa.- Me sento em minha cadeira e logo o notebook.

 

- Eles te ligaram em dois minutos.- Diz Chaz encerrando a chamada.

 

- Vocês viram oque o prefeito falou?- Pergunta Hailey entrando ofegante no escritório.- Tá cheio de polícia na cidade!- Diz ela e nós escutamos o barulho vindo do notebook

 

VideoChamada On. 

 

- Olá senhor Bieber.- Diz a moça do noticiário.- Nós estamos ao vivo, pode dizer oque o senhor quiser.

 

- Olá! Eu vim desmarcará o nosso querido prefeito.- Digo a ela.- O senhor prefeito fez um discurso bem escrito, por um segundo pensei que ficaria com medo. Mas não, eu sou a porra do Bieber! O nosso querido prefeito que eu estou acabando com essa cidade, mas ele não pode se esquecer que todo o mês eu entrego a ele cinco milhões de dólares, para a nova esposa vadiazinha dele possa fazer compras, por falar em família, essa nova esposa dele já foi uma das minhas vadias, sabia? Ele comprou ela de mim, e o filho dele? Era meu comprador número um! Não negue para você mesmo prefeito, você e seus filhos vinham em minhas festas e saiam com os olhos vermelhos e o nariz tão branco que parecia um cadáver ambulante. Não posso negar, eu fiz essa cidade um inferno, mas eu mando nela mais que o senhor. Não posso me esquecer, o senhor chamou minha esposa de vadia, mas me responda o senhor já viu ela em algum dos meus bordéis meu cliente número um! Eu protejo meus filhos com seguranças, atiradores de elite e tudo mais, mas se essa é a maneira que eu posso protegê-los, eu os protegerei! Cada um protege seus filhos da maneira que pode, e se essa é a maneira que eu posso, oque me impede? Dexter Campbell era um monstro, ele matou a própria irmã que era minha sogra e ainda mais, colocou uma bomba no ursinho da minha filha! Eu o matei mesmo, ninguém mandou ele mexer com quem eu amo. O senhor quer colocar todos atrás de mim? Pode colocar, eu irei ter o prazer de matá-los lentamente. Me ache prefeito.- Digo antes de desligar a chamada.

 

Videochamada Off

 

- Katherine, seu marido é louco.- Diz Hailey a Katherine. 

 

- Eu também acho isso.- Katherine concorda.- Por que você fez isso?- Ela pergunta tentando de controlar.

 

- Eu apenas respondi a ele, você acha mesmo que eu ia ficar calado.- Respondo irônico. 

 

- Sempre ameaçando o prefeito.- Diz Ashley aparecendo na porta do escritório com Lauren.

 

- Oi pai.- Lauren corre em minha direção me abraçando.

 

- Oi minha princesa.- Digo a ela e ela sai do meus braços e vai até Katherine.- Oque você está fazendo aqui?

 

- Eu vim trazer a Lauren! Simplesmente pensei que você não iria buscá-la já que a cidade está cheia de polícia, e todas estão atrás de você Bieber.- Responde ela simples.- Você está sendo caçado, Justin.

 

- Caçado? Querem ele vivo ou morto, além de matar o filho do prefeito, teve a morte do Dexter e tudo mais!- Diz Kylie entrando no escritório com o seu notebook em mãos e o coloca em minha frente.

 

- Oque é isto?- Pergunto ela lendo oque havia no site.

 

- Parabéns Bieber, você entrou na lista dos 10 mais procurados de Atlanta e adivinha, você lidera ela.

 

- Eu tenho que conversar as sós com o Chaz.- Digo expulsando todos do escritório, mas Katherine resiste em não sair.- Katherine, por favor...

 

- Oque eu não posso saber?- Pergunta ela furiosa. 

 

- Não é nada de mais, vá ficar com Hailey por favor.- Digo e ela me da uma leve encarada e sai do escritório. 

 

- Já posso até imaginar do que se trata a conversa.- Diz ele assim que fecho a porta.

 

Pov. Katherine. 

 

- Oque você está fazendo aqui?- Pergunto ao ver Ashley parada na entrada da cozinha com um copo de água.- Quem um deixou você beber água na minha casa!

 

- Vai negar água para sua própria irmã?- Pergunta ela irônica.- Isso é pecado, Katherine.- Diz ela e eu fico nervosa e vou até ela para bater nela, mas Kylie me impede.

 

- Sério que vocês duas vão brigar agora?- Pergunta ela surpresa.- O homem da vida de vocês está sendo caçado. 

 

- Ky sai da frente e deixa elas saírem na porrada, estou com saudades de ver as duas brigando.- Diz Hailey e Kylie a encara.

 

- Pode vir Katharine, além de te bater eu irei dizer algumas verdades na sua cara!- Exclama ela.

 

- Que verdades em Ashley? Que você não passa de uma vadia invejosa e tentou acabar com a porra do meu casamento.- Digo a ela.

 

- Kylie, minha linda! Vem aqui.- Hailey puxa Kylie até o sofá e as se sentam lá e ficam nos olhando.

 

- E quem disse que eu acabei com algo? Você simplesmente chegou e roubou algo que me pertencia!- Exclama ela.

 

- Eu não roubei nada, ele simplesmente cansou de te esperar Ashley! Eu sei que ele te encontrou em Paris e foi atrás de você, mas você não quis voltar! Ele não era obrigado a te esperar Ashley, você não quis voltar ele achou alguém melhor para colocar em seu lugar.- Respondo a ela.

 

- Sabe Katherine você tem que me agradecer! Se eu tivesse voltado com ele aquele dia, você e ele nunca estariam juntos! Você tem que agradecer que graças a mim Justin aprendeu a como deve tratar uma mulher, você acha mesmo que ele era oque é hoje? Não! Ele era um monstro, mas eu o amava mesmo assim, depois que eu vim morar com ele eu não sabia se estava no inferno ou no paraíso. Você reclama das vezes que ele lhe agrediu, agora olhe para mim Katherine! Oque ele fez com você, foi pouco perto do que ele fez comigo.- Diz ela aumentando seu tom de voz.- Eu fui embora, mas antes eu tive que matar o filho da puta que fez isso e adivinha, ele era um dos primeiros traidores do Bieber! Sabe por que ele foi atrás de mim? Por que ele sabia que eu era louca o bastante para matar as outras pessoas, ele sabia e sabe como? Por que ele me transformou em quem eu sou hoje, ele conseguiu acorda a porra do meu lado mais sombrio, ele me transformou em uma versão feminina dele Katharine!

 

- Sério que vocês duas estão discutindo?- Diz Justin saindo do escritório junto com Chaz.

 

- Quando você for conta algo para ela, conte a história toda e não apenas partes dela.- Diz Ashley antes de sair.

 

- Vamos Hailey, eles vão discutir.- Diz Chaz a Hailey. 

 

- E você quer ir embora? Vá sozinho, eu não vou perde a treta deles não.- Ela responde.

 

- Até mais famílias e Bieber, não saía de casa!- Diz Kylie indo embora.

 

- Podem brigar à-vontade, eu amo treta.- Diz Hailey para nós e Chaz a pega no colo.- Me ponha no chão porra!

 

- Até logo Bieber.- Diz Chaz saindo.

 

- Olha Katherine...

 

- Me fala as partes que você me esqueceu de me contar!- Digo o encarando. 

 

- A história é longa!- Exclama ele.

 

- Nós não fazemos nada mesmo, pode falar.- Digo me sentando no sofá.

 

- Tudo bem.- Sim houve um motivo de eu ir atrás dela em Paris, além de eu amá-la e muito na época, eu achava que ela tinha ido embora por que eu a traí, com você. 

Porém eu estava errado! Ela havia ido embora por que matou além de um infiltrado na minha equipe, ela matou um traficante de Atlanta e esse traficante 

 

- Era o cara que ela havia te traído.- Começo a ligar os fatos.

 

- Isso! Mas ela não me havia me traído com ele, isso foi uma história inventada pelo o traficante e o infiltrado, mas Ashley foi louca o bastante e matou os dois a sangue frio. Foi naquele momento que eu pensei: Eu havia criado um monstro, eu havia criado uma versão feminina minha. Ela foi embora porque sabia aonde havia se metido, ela não era uma traficante, ela era apenas mina de um. Isso significa que, se os outros traficantes de Atlanta quisessem matá-la, eles poderiam, e eu? Não poderia fazer nada, eu era fraco na época, estava crescendo a cada dia mais não era o bastante.

 

- Mas você a salvaria atualmente?- Pergunto a ele.

 

- Sim! Eu a salvaria por que eu saberia que a culpa é minha, eu acabei com a ingenuidade dela, eu acabei com ela.- Responde ele.- Mas eu apenas a salvaria, por que quem eu amo é você.- Diz ele me beijando a eu subo em se colo, mas logo percebo aonde nós estamos e paro o beijo.

 

- Justin, nós estamos na sala.- Digo separando nossos lábios.

 

- Qual seria o problema?- Pergunta ela me puxando pela nuca e voltando a me beijar.

 

- A Lauren está em casa.- Digo entre o beijo e ele separa nossos lábios resmungando.

 

- Não tem problema.- Diz ele me pegando no colo e nos leva até o escritório dele e eu fecho as portas dele.- Você acha mesmo que eu não vou te foder? Você está enganada.- Diz ele retirando o vestido simples que eu usava.

 

- E quem disse que eu acho que você não irá me foder? Essa é a coisa que eu mais quero, Bieber!- Digo a ele enquanto ele retirava sua roupa, já que havia me deixado nua em cima da mesa do seu escritório.- Me foda, Bieber! Me fode com força e me faça gritar o seu nome, amor.- Eu sussurro em seu ouvido e ele de encara malicioso e me pega no colo novamente, penetrando seu membro em mim me fazendo gritar de prazer.

 

- É assim que você quer?- Ele pergunta com dificuldade, enquanto ele fazia os movimentos de vai e vem rapidamente.

 

- S....Sim, porra!- Respondo entre gemidos e cravo minhas unhas em sua nuca, e trombo minha cabeça para trás.

 

Justin fazia movimentos rápidos o bastante para me fazer conhecer o paraíso! Ele gemia rouco e eu? Eu gemia alto o bastante para todos ouvirem.

 

[...]

 

Chegamos ao nosso ápice e eu desço do colo dele ofegante, bom nós dois estávamos ofegantes.

 

- Amo transar com você.- Diz ele e eu me sento no sofá que havia lá.

 

- Eu sou a única que você transa.- Respondo rindo e ele se aproxima de mim.- Eu sou a única que pode tocar em seu amiguinho.- Digo a ele e seguro em seu membro ereto.

 

- Katherine.

 

- Eu sou a única que pode isto.- Digo e coloco seu membro em minha boca e o tiro logo em seguida. 

 

- Não me tortura!- Ele pede e eu dou risada e coloco seu membro ereto em minha boca o chupando. 

 

Eu o chupava, mordiscava e o lambia também, Justin gemia roucamente e isso deixava tudo tão, excitante!

 

Seus quadris se movimentavam ao mesmo ritmo que minha boca, ele estava meio que fudendo minha boca.

 

Justin segurava em minha cabeça e a forçava contra o seu membro, eu havia aumentado a velocidade e ele estava gemendo cada vez mais alto.

 

- Porra!- Ele geme alto e chega ao seu ápice e eu retiro seu membro da minha boca.

 

- Gostou amor?- Pergunto irônica e ele puxa as minhas pernas, me fazendo “deitar” no sofá e ele abre as minhas pernas. 

 

- Eu amei.- Responde ele se abaixando.- Assim como eu amo está visão.- Diz ele penetrando três dedos em minha intimidade.

 

- Bieber.- Solto um gemido em aprovação, ao sentir sua língua em minha intimidade.

 

Enquanto ele fazia movimentos de vai e vem com os dedos, sua língua fazia o resto do trabalho e ela passava por toda a minha intimidade. 

 

Eu gemia alto e segurava seus cabelos os puxando, a cada vez que sentia sua língua em minha intimidade. Ele aumenta os movimentos dos seus dedos me fazendo gritar de prazer e agarrar o couro do sofá.

 

[...]

 

Eu havia chegado ao meu ápice, então me ajeito no sofá e Justin se levanta sentando no sofá. 

 

- Eu amo transar com você.- Diz ele. 

 

- Bieber, você está sendo caçado.- Digo a ele.- Oque iremos fazer?

 

- No momento, não vamos nos preocupar com isto. Eu irei dar um jeito.- Responde ele.

 

- Justin, ele te quer vivo ou morto! Que merda nós fizemos, que merda você fez!- Exclamo a ele 

 

- Katherine, tudo irá ficar bem! Ele precisa de mim, sem mim ele não tem dinheiro algum, se algo perigoso acontecer, eu serei obrigado a tirar você e as crianças de casa.- Diz ele e eu o encaro.

 

- Apenas as crianças! Eu irei ficar Bieber, não importa oque aconteça eu ficarei!

 

Continua...

 

 


Notas Finais


Bieber se fudeo e não foi com a Kath! Quem mandou querer sequestrar o filho do prefeito e matar ele. #PorraBieber

Espero muito que tenham gostado do capítulo, não se esqueçam de comentar, favoritar e divulgar a fic. Um beijão e até logo💕💕❤


Link1: https://youtu.be/PSLTvVeCGOA

Link2: https://youtu.be/2uoHTaKS_o4

Beijos 💕❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...