História Crazy Life - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Cameron Dallas, Camila Cabello, Chloë Grace Moretz, Hayes Grier, Jack & Jack, Lily Collins, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Personagens Barbara Palvin, Cameron Dallas, Camila Cabello, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack and Jack, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Lily Collins, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Hayes Grier, Jack And Jack, Lilly Collins, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Visualizações 222
Palavras 1.658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Helloooooo
Eu não iria postar hoje, to um pouco mal... Mas não de vocês, eu jamais ficaria de mal de vocês.
Mas, ñ sei quando vou postar, talvez amanhã, talvez só no mês que vem... Eu realmente não sei.
Boa leitura! <3

Capítulo 53 - Aint my fault!


Fanfic / Fanfiction Crazy Life - Capítulo 53 - Aint my fault!

POV. LILIANNE GRIER 

Acordei com o sol indo diretamente em meu rosto, me fazendo fechar meus olhos rapidamente. Esqueci de fechar as cortinas. 

Me virei, tentando voltar a dormir mais um pouco. Afinal, não deve ser muito tarde. Quando o fiz, me aconchegando para voltar a meu sono, encontrei Brooke deitada de barriga para baixo, usando meu celular. Tudo bem se fosse o dela, mas não, ela estava mexendo em meu celular. 

Brooke: Ainda bem que acordou, eu não aguentava mais. -Falou ela, a olhei com os olhos semicerrados, extremamente sonolenta. -Ah, tem uma garota aqui, Sierra, acredito eu, ela está lhe chamando para passar a tarde com ela. 

Gemi suspirando. Quando eu vou poder voltar à dormir. Meu sonho estava tão bom... Sabe quando você sonha, mas simplesmente acorda não sabendo o final? Pois bem, eu estou nessa situação. E creio eu que nunca vou saber o final do sonho... ou pesadelo. 

Sonhei que estava em um vestido de noiva. 

Brooke: Eeeeeei? -Se jogou em cima de mim, em minha cama. 

-Se quiser me matar, só me dar um tiro. Seria menos doloroso que aguentar esse seu peso. -Continuei agarrada em meu travesseiro. Falando de um jeito arrastado. 

Brooke: Chata. -Abraçou-me mais ainda. -Eu ainda tenho que te agradecer. 

-Então saí de cima de mim. 

Brooke saiu rapidamente, resmungando. 

Brooke: Se fosse o Cam, você não faria nada. -Mas você não é ele... 

-É claro que faria. -Falei. 

Brooke: Sei. Mas e aí, posso aceitar o convite? 

-Como assim? 

Brooke: Ela te mandou mensagem, porém eu estava com seu celular. Acabamos conversando, e ela perguntou se eu também queria ir. 

-Hum. 

Brooke: Sim ou não? 

-Você vai? 

Brooke: Bom, se você for... Eu vou. -Disse ela, com meu celular ainda em mãos. Era incrível que eu não estava mais ligando para aquele aparelho em suas mãos. 

-Então aceita. -Fui até o banheiro, e fiz minhas higienes pessoais. Enquanto escovava meus dentes, ouvi um gritinho. 

Brooke: ESSE NUDE É DE QUEM? 

Fiquei confusa. Nude? 

-O quê? 

Brooke: Olha só isso! -Aproximou-me de mim, com meu celular nas suas mãos, eu ainda mantia-me escovando meus dentes, em movimentos circulares. 

Ela apontou para a tela do aparelho, que mostrava uma pessoa enfrente à um espelho, sujo... Cheio de colgate, ou algo branco na tela. Mas isso não é o foco da foto. Um garoto exibia seu corpo totalmente, somente com uma tarja preta minúscula tampando seu órgão sexual, que também deveria ser pequeno... Risos. O garoto usava óculos, e olhando seu rosto, me lembrei automaticamente de ontem a noite, naquela balada. 

Brooke: Pode me dizer o que é isso? -Negou com a cabeça, encostada na parede, à meu lado direito. 

-Uma foto? 

Brooke: É lógico que eu sei que é uma foto, mas qual é... Que menino estranho.

De fato, ele não era muito bonito. Mas não chegava à ser um horrível. Era meio termo, eu diria. 

-É o carinha da festa, eu nem sei mais o nome dele. 

Brooke fez um gesto com a cabeça, indicando que eu poderia e deveria acabar de falar.

-Ele veio até mim enquanto eu havia pegado uma bebida. Ficamos conversando um tempinho. Eu não estava interessada, e era clara minha expressão de desinteresse. 

Brooke: E como essa foto veio parar no seu celular? 

-Ele me pediu meu número, então eu passei, só para sair de perto dele. Não aguentava mais aquele bafo de bosta. 

Brooke: E passou seu número para um desconhecido? Belo jeito de se livrar de um macho chato, hein? 

-Eu não pensei na hora, sou super impulsiva, e você sabe disso... Desde então ele me pediu para trocarmos nudes, ele me mandou isso aí... 

Brooke: Você vai mandar para ele? -Perguntou incrédula. 

-Mas é claro que não! Eu já disse que não tenho interesse... E mesmo se tivesse, não mandaria. 

Brooke: Ainda bem, então, não tem problema nenhuma se eu bloquear. 

-Faz melhor, marca como spam. 

Brooke: Ok! -Disse ela, saindo do banheiro. Cuspi o Colgate na pia. 

Eu nunca mandaria uma foto comprometedora, pelo menos não para um desconhecido, que eu mal sei se é confiável, pensa se esse ser vaza a foto. 

Minha amiga já estava vestida, com um vestido meu, o mesmo era vermelho. Ela fica tão bem de vermelho, que chega a dar uma invejinha branca. 

Vesti uma blusa estampada preta, e uma calça legging azul escura, coloquei minhas vans também pretas e resolvemos descer. 

Encontrando apenas Hayes em casa, o mesmo sorria para a tela de seu celular. Ultimamente, é o que ele mais faz. 

-Cadê o Nash? -Perguntei para meu irmão, que apenas balançou a cabeça. 

Tenho certeza absoluta que ele não estava prestando atenção. 

-Cadê o Nash, Hayes? -Perguntei novamente. 

Hayes: Ahn? -Levantou sua cabeça lentamente, olhando em minha direção finalmente. 

Brooke: Que menino lerdo. -Sussurou de meu lado. 

-Cadê o Nash, menino? 

Hayes: Saiu. 

Todo esse sacrifício para receber essa mísera resposta. 

Brooke: Pra onde? -Perguntou antes de mim. 

Hayes: Acho que ele saiu com o Shawn... Pra onde, eu não sei. 

-A Sky ainda está dormindo? 

Hayes: É claro. 

Brooke: E a Luna? 

Hayes: Também... Eu tava lá com ela. -Voltou sua atenção ao celular. 

Mandei uma mensagem para Sierra, ela nos disse que iríamos sair nós quatro... Mas, pelo que sei, iríamos só nós três... não é? 

Deixamos Hayes cuidando de Skyllyn... Daqui a pouco, o ônibus escolar a busca. Bom, Sky tem aula em sua escolinha de segunda à sábado. 

A casa do Dallas não é muito longe daqui, então, nós duas apenas fomos andando juntas, enquanto conversávamos. 

Brooke: Eu achei a Sierra bem legal. -Concordei com a cabeça. -Sabe, eu me identifiquei muito com ela. 

-Entendo. -Continuamos andando, eu apenas me concentrava à frente. 

Brooke: Será que o Cam vai com a gente? -Pergutou ela. 

-Não sei, provavelmente. 

Brooke: Você toca ou... ? -Enfrente ao interfone, ela apenas o apertou, e logo o mesmo abriu. 

Encontramos Sierra em frente à porta da sala, ela sorria alegremente, com suas mãos em sua cintura. 

Sierra: Finalmente vocês chegaram! Eu estava quase morrendo de ansiedade. -Disse correndo em minha direção, pulando em meus braços, logo fez o mesmo com Brooke. -Estou feliz em lhe conhecer. 

Brooke: Eu também! 

Sierra: Bom, vamos entrando que eu ainda não acabei de me arrumar. -Nos puxou pelos pulsos, levando-nos para o primeiro cômodo da casa, que no caso era a sala. 

Brooke começou a falar com Sierra animadamente, ambas se relacionavam bem. 

Porém foquei-me automaticamente em uma ruiva sentada no sofá, comportada, com suas mãos em seus joelhos, mas, ela aparentemente sorria abertamente, olhando para o ser à seu lado. E esse tal citado, não era ninguém menos que o Cameron. Acho que os dois não nos viram aqui... 

Sierra: Você não acha? -Colocou sua mão em meu ombro, me fazendo olhar em sua direção. 

Concordei com a cabeça sorrindo sem graça. Por mais que eu não estara prestando atenção, queria fingir que estava. 

Brooke: Eu prefiro roxo. 

Tá... Com o que eu concordei? 

Sierra: Nós preferimos preto. -Abraçou-me de lado, passando seu braço em meu pescoço. 


Sierra: Lox? -Chamou praticamente gritando em meu ouvido, em plenos pulmões. 

A mesma ruiva apareceu, se posicionando séria. 

Já não gostei muito dela. 

Sierra: Essas são Lia, e Broo... E meninas, essa é a Mahogany Lox. 

A ruiva acenou com a mão para nós duas. Fingi um sorriso. 

Cameron também apareceu cumprimentando Brooke, ele me deu um abraço apertado, de começo eu não queria retribuir, mas... Abracei-o de volta. 

E agora eu entendo a frase: "nós quatro", aquela ruiva também vai conosco. 

Entramos no carro, que parecia ser de Cam, e de fato era. Sierra foi dirigindo, Brooke à seu lado no banco da frente. E eu fui ao lado de Mahogany Lox, nos bancos de trás. 

Eu estava observando a paisagem pelo vidro da janela do carro. 

Brooke: Vocês duas se conhecem à muito tempo? -Perguntou ela. 

Sierra: Sim, nós éramos amigas fazem décadas, né? -Parou em um sinaleiro que estara vermelho. Enquanto olhou-nos de relance, a ruiva assentiu sorrindo. 

Lox: Éramos nós três, mas o Cam resolveu ficar por aqui... Fiquei com saudades dele. -Falou ela, mordendo seu lábio. -Eu até tinha me esquecido de como seus abraços são bons. -Sorriu ela. 

Me xinguei mentalmente por ficar super desconfortável com a situação. Brooke me olhou pelo retrovisor do carro, ela parecia alerta, e quanto percebeu que eu estava "normal", parou de me encarar. 

O sinal abriu, e Sierra colocou o pé no acelerador, voltando a dirigir, Brooke colocou uma música, e ambas as três cantaram animadas, eu até tentei, mas não sabia toda a letra da mesma... 

** 

Assim que chegamos ao Shopping, onde as mesmas estavam eufóricas para ir, fomos em uma lanchonete, sentamo-nos em uma mesa apenas, Sierra e a ruiva se sentaram em uma ponta da mesa, e Brooke ficou à meu lado. 

Aquela ruiva vivia falando de suas aventuras, e o quanto os irmãos Dallas eram incríveis. Eu estava quase lhe dando um tapa em sua boca, para que ela parasse de ser tão repetitiva. 

Super certo que eles são super de boa, mas, só um assunto impregnava na mesa, e isso estava me irritando internamente. Garanto que meu rosto está com uma expressão de um super master tédio. 

Sierra: É a nossa vez! -Afirmou, apontando para a senha, ela já havia feito os nossos pedidos no Mc. -Eu e a Lox vamos buscar os lanches, vocês duas podem ficar aí? -Olhamos-a. -Está super cheio, demoramos para achar essa mesa, então, se sairmos todas juntas, alguém pode pegar a mesa. 

Assentimos, Brooke e eu ficamos guardando os lugares, enquanto as duas iriram buscar os lanches. 

Brooke sussurrou em meu ouvido. 

Brooke: Melhora essa sua cara, miga. -Me olhou. -Parece até que não gostou da menina. 

-Não é culpa minha. -Franzi o cenho negando. 

Brooke: Ciúmes? -Sim. 

-Não estou com ciúme. Eu apenas a achei chatinha. 

Brooke: Aham... -Zombou, me fazendo revirar os olhos involuntariamente. 


Notas Finais


Kissus! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...