História Crazy Life - Capítulo 68


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Cameron Dallas, Camila Cabello, Chloë Grace Moretz, Hayes Grier, Jack & Jack, Lily Collins, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Personagens Barbara Palvin, Cameron Dallas, Camila Cabello, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack and Jack, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Lily Collins, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Hayes Grier, Jack And Jack, Lilly Collins, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Visualizações 100
Palavras 1.912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello
Perdoem se o capítulo não estiver bom, eu escrevi na correria e não vi se tem algum erro. Vou verificar depois, então relevem.

Boa leitura! ❤

Capítulo 68 - Pool party


Fanfic / Fanfiction Crazy Life - Capítulo 68 - Pool party

Quebra de tempo

POV. LILIANNE GRIER 

Skylynn acabou dormindo em meus braços, ela dormia tranquilamente, e eu apenas sentia sua respiração. Às vezes ela se mexia, mas não acordava. 

Faltava exatamente vinte minutos para as oito da noite. E ainda não chegamos no salão. 

Os outros dois, que estavam atrás de nós dirigindo os carros, tentaram dirigir na medida, para que ninguém fique para trás. Além de que acredito que nem todos saibam onde é. 

Porém, em um certo momento eles começaram a nos alcançar, e Shawn, ainda controlando o veículo, o garoto o "parou" bem ao lado da janela do meu irmão, com um sorriso sarcástico. 

Shawn: E aí, tá a fim de comer poeira? - riu de leve. Ele está despertando o lado competidor do Nash. 

Eles estão pensando em correr? 

É sério? 

Arregalei meus olhos, cogitando a hipótese. Mas, nada consegui falar pois foi meio rápido demais. 

Nash: Vocês que vão comer poeira, seu zé ruela! - isso ainda é um xingamento? 

O outro carro, acredito que seja do Cam, buzinou. E meu irmão repetiu seu ato. Cincronizados, os três pisaram nos aceleradores e começaram a correr, aumentando a velocidade a cada vez mais. 

Puta que pariu! 

Eu sou nova demais pra morrer! 

Sky não se mexeu, ufa. Mas, a expressão de medo do Alex quase me fez rir e acorda-la. 

Ninguém imagina que podemos entrar numa fria não? A polícia pode achar que estamos passando por um racha qualquer. E se formos parar na delegacia? Quero ver o Nash explicar isso para o senhor Chad. Conhecido popularmente como meu pai. 

- Nash, desacelera esse carro garoto! - quase berrei. Não é possível que só eu tinha mais consciência das consequências ali! 

Nash fez uma virada um tanto brusca e acabou acordando minha irmã. Ela abriu seus olhinhos assustada e os arregalou. 

Ninguém diminuía a velocidade. 

Eles não estavam ligando para nada, a não ser ganhar aquela "competição" besta. 

Shawn estava na frente, por uns centímetros bem insignificantes, que eram bastante significativo para os outros dois. 

Hayes: Vai mais rápido, mermão! Eles não podem ganhar. - ao invés de o fazer parar, apoiou o garoto. 

Nash assentiu com a cabeça e pôs outra macha, sem parar de acelerar. 

Brooke, ao lado do Nash, estava com a cabeça abaixada enquanto segurava seu cinto com precisão. Ainda assim, pude notar que ela fazia uma careta. Alex estava abanando seu rosto com as mãos freneticamente. E Hayes torcia para que meu irmão ganhasse. 

Nash: Nós não vamos perder, Najinha! - sorriu desafiante. 

Fechei a porta do automóvel com rispidez, peguei minha irmã nos braços, ela era um pouco pesada, mas ainda assim eu conseguia carrega-la. Puxei a chave de meu bolso e fui em direção ao portão. Apertei o único botão presente na chave e o portão se abriu. 

Todos nós entramos e Sky apertou no botão, pois ela estava quase me enforcando para pegar a chave, e fechou o portão. 

Hayes estava com um sorriso vitoriosos na cara, idiota, pois nós havíamos chegado primeiro. 

Grande coisa... Eles não são pilotos profissionais mesmo. Então, isso não acrescenta em nada. 

Brooke: Eu vou vomitar! - ela berrou soando frio. Arregalou seus olhos e levou sua mão até sua boca. 

 Alex: acho que minha pressão caiu. - abaixou sua cabeça, se apoiando no Matthew, que estava com expressão mais tediosa possível. 

Sam: Vem Broo, eu te levo ao banheiro. - as duas foram até o mesmo, tinha uma enorme placa escrito "women" na porta do mesmo, então acho que não dê para confundir. 

Matt: Até que fizemos um bom trabalho. - coloquei Skylynn no chão, mas ela logo me disse que queria dormir mais um pouco. Então, a levei para um quarto que havia ali, nós já levamos vários colchões, pois iriamos ficar por aqui está noite. Porém, Skylynn e Hayes iriam dormir em um quarto separado dos outros, incluindo eu, porque era maior e ele queria ficar sozinho. Então o fiz dormir com a irmã. 

Felizmente, estava tudo bem arrumado. De organização eu me daria um belo dez. 

Sky deitou-se no colchão e me fez ficar ali até que ela dormisse, o que levou um tempinho. O pessoal havia colocado uma música, mas ela chegava abafada ali, que bom! Assim que tive certeza que ela dormia, levantei-me e dei um beijo em sua testa. Fechando a porta quando saí, pois não quero que nenhuma luz indesejada chegue ali e a desperte. 

Pensei em trancar, mas ela poderia não gostar de ficar trancada e fazer um escândalo. Espero que ela durma até amanhã, amém. 

Eu pensei em trazer Luna, mas dois fatos me fizeram desistir da ideia. Primeiramente que Matt morria de medo da cadela, amigável, e segundo que ela poderia fazer uma bagunça aqui, pois possuíam piscina e as mesas arrumadas. Pensa se ela resolve subir em cima das coisas... Deus me dibre. 

Ali estava um pouco escuro, e eu quase que tropeço em alguma coisa indefinida. Pude sentir dois braços fortes envolvendo minha cintura. Quase tive um ataque de risos, não sei porquê, mas logo reconheci a pessoa pelo seu perfume amadeirado. 

Eu poderia trabalhar com perfumes, ou quem sabe no FBI? 

Vamos rir das minhas ilusões. 

Não serei nada além de uma maravilhosa psicóloga. 

- já pode me soltar, Cam. - senti sua respiração bater contra meu pescoço. Não vou mentir, eu arrepiei um pouco. 

Me desvenciliei dele e virei-me, lhe dando um selinho demorado. Cameron sorriu e novamente segurou em minha cintura, só que dessa vez, ele me beijou primeiro, e eu não tive tempo de fazer nada. Exceto corresponder, claro. 

POV. BROOKE 

Ainda ao toalhete, agradeci Samantha por ter me ajudado. Eu acho que ela não é tão ruim quanto parece. Mas, continua sendo um pouco chatinha, confesso. 

Ela segurou em meu ombro, e juntas saímos do banheiro. O enjôo havia felizmente acabado. Eu ainda tinha meus lábios sem cor é meu rosto um pouco pálido, e sem contar que minha garganta doía, por causa do líquido desnecessário que passou por ali, mas acho que melhorei. 

Sam: Vamos pra perto da piscina? -, me perguntou. Neguei com a cabeça, com um certo receio de atrapalhar. 

- Não, mas você pode ir se divertir. Eu vou esperar um pouco, e já vou. - tentei dar um sorriso. 

Sam: Mas, eu não posso deixar você sozinha. E se piorar? - vira essa boca pra lá e não me joga macumba. 

- Eu não irei. Pode ir. - respondi. 

Nash: vai você, Samantha. Eu vou ficar aqui com ela. - ele apareceu, de onde eu não sei, e Sam assentiu, nos deixando sozinhos. De longe pude ver o Matthew que correu em sua direção e a puxou pelo braço. 

- Não precisa, Nash. Eu posso me virar sozinha. - além de que não quero a atrapalhar. 

Nash: Não te dei o direito de opinar. - ele não foi mal educado, pois estava sorrindo. Mas espera, ele foi sim! O garoto me segurou pelo ombro e me guiou até a cadeira mais próxima. Perto das mesas de bebidas. 

Shawn pegou dois copos e saiu. Creio que um deles seja para a Mary. 

Eu não estou com ciúmes, já vou avisando. 

Aliás, cadê a Lilianne? Agora dei falta dela. 

- Cadê sua irmã? 

Nash: A Skylynn? Dormiu finalmente. - eu neguei. - Ah, você tá falando da Lia. - assenti. - bom, eu não sei. Mas acho que tá com o Cameron. 

Eu não tô a fim de ficar de vela, então, ficarei aqui mesmo. 

- Aham. 

Nash: você tá melhor? 

- Sim sim. 

Nash: Me garante que não vai vomitar aqui? - você não perguntou isso. 

- é, eu acho que posso garantir. 

Nash: ótimo. 

Lancei olhares por todos os lugares aleatórios, Nash pegou um copo e deu seu primeiro gole. Matt empurrava Samantha na piscina, ela não havia retirado sua roupa, então saiu rapidamente e tentou correr atrás do garoto, mas por estar molhada isso dificultou. Shawn e Mary conversavam, em uma distância curta, não sei se eles ainda estão sóbrios, mas acho que sim. 

Quando me permiti pegar um copo também, percebi Nash me olhando pelo canto do olho. 

Aliás, aquela festa mais parecia um social, pois tinha muita bebida alcoólica. 

Voltando ao assunto principal, eu não sei como reagir após ver meu pretendente me olhando. 

Ele não disse nada, então também não falei. Então, virei-me novamente para observar o pessoa. Matt apanhava da Sam, que ela represente bastante. Maryanna alisava o peitoral do Mendes, ela estava com um creme corporal em mãos, e ambos conversavam sentados nas cadeiras, perto da piscina. Taylor bebia com os pés dentro da água, os balançando. Cameron e Lilianne haviam voltado, e se juntavam aos outros. Ela antes olhou em minha direção, eu implorei por ajuda mas sem Nash perceber, ela negou minimamente e sorriu, me ignorando. 

Nash: tá tudo bem? - será que ele percebeu minha inquietação? 

- Ah sim ué, porquê? 

Ele olhou na mesma direção que eu, e visualizou aquela cena cômica. 

Nash: Eu não sei o que falar. 

- Não diga nada. 

Nash: Você ainda gosta dele? 

- Não. - eu não faço idéia, acho que não. 

Nash: tem certeza? -, olhou em em meus olhos, profundamente. 

- absoluta! 

Ele passou sua língua em seus lábios e me olhou sugestivo. 

Nash: Uhum. Então já que não gosta dele, não iria ter problema algum se eu te beijasse. - Because? 

- Ahn... Acho que você não iria querer me beijar, eu poderia gorfar na tua boca, sabia? 

Ele fez uma careta. 

Nash: Eca, nojenta! - ri alto. - então, você tá me devendo um kiss. 

- Certo. - não acredito que estamos no maior climão e eu não tô fazendo merda para estraga-lo. 

Quebra de tempo; 

2:20 AM 

Matthew se jogou de barriga na água, acidentalmente, ele planejou um mergulho mas falhou miserável. 

Até eu senti o ardor da água indo de encontro a sua barriga. 

Ele soltou um gritinho e levantou-se rapidamente, enquanto balançava as mãos, seu peitoral estava vermelho. 

Samantha estava mais na parte menos funda, já que seus pés alcançavam o chão ali, e ela não sabia nadar. 

Maryanna estava a meu lado, junto com Lilianne. Eu relamente achei que ela fosse me deixar de lado para ficar com o namorado, mas não... 

Skylynn acordou, e como estava calor, a deixamos estrar na água também. Tadinha, iria ficar apenas com vontade? 

Lili discordou, dizendo que ela poderia ficar gripada, porém o irmão, Hayes, disse que ela tinha que aproveitar o momento. 

Sky está agarrada no pescoço do Cameron, literalmente. 

Hayes tentou subir nas costas de sua irmã, dentro da água, porém era pesado demais para ela, além de ter o dobro de sua altura. Sim, ele era mais alto que a irmã mais velha. 

Nash se aproximou de mim e sem me deixar raciocinar, pediu para que eu subisse em seu pescoço. 

Como assim, moço?

Shawn estava com Mary sentada em seu pescoço, e ambos com as mãos juntas. Ela estava com certo medo de cair de lá.

Eu também teria. 

Ou não. 

Skylynn pulou no Taylor praticamente, e quis repetir o ato dos outros. 

Por fim, estávamos todos brincando de lutinha. Bom, as meninas né, já que os garotos nos seguravam. 

Hayes me jogou água, bem no rosto. Acabei engasgando com a quantidade da água e tossi frenética, deixando um pouca da água sair pela garganta. 

Eu só me fodo nessa vida. 

E não é do jeito que eu quero. 


Notas Finais


Estão prontas pro EMA? Porque eu não, bjs ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...