História Stydia - Criminal - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Isaac Lahey, Kira Yukimura, Lydia Martin, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Scott McCall
Tags Crime, Stydia
Visualizações 33
Palavras 2.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Troca


POV LYDIA

16:30, faltava pouco para ter em minhas mãos 5 milhões de reais, o garoto estava com um saco perto na cabeça, cheguei no no estacionamento primeiro, era um local afastado, deserto, havia vários carros quebrados e abandonados, dopei o garoto e deixei suas mãos amarradas, você deve estar pensando que talvez eu esteja exagerando e que sou cruel mas não sou, ele foi bem Alimentado, teve roupas limpas,não sofreu maus tratos, nem parecia um prisioneiro. Kira e Scott ficaram em nossa cada, melhor dizendo esconderijo, eu comecei com tudo isso e se um dia vier consequências não quero que meus amigos paguem por isso, deixarem suas famílias e sua cidade natal para estarem do meu lado, é uma amizade de infância dotada de amor e cumplicidade e eu nunca saberei ser tão grata por tê-los comigo. As horas foram passando e logo o relógio marcou 16:45, coloquei uma máscara que deixava apenas meus olhos e boca a mostra, preparei minha arma e ouvi um barulho na entrada do estacionamento, a porta se fechou, começei a ouvir passos, cada vez mais alto e se aproximando e de repente Stiles Stilinski surgi apontando sua arma pra mim que no mesmo instante fiz o mesmo com ela

- então é você o polícial de quem tanto falam? - ri debochando, mal sabe ele que já nos conhecemos

- sim eu mesmo e acho bom não rir tanto porque vou prender você

- talvez em sonhos você consiga!

Ele me olhava com fúria, o vento de seus olhos estavam com uma tonalidade forte

- tira essa máscara e deixe-me ver o seu rosto

- sinto muito mas não irá ver

Dei alguns passos para trás com a arma ainda apontada pra ele, sacamos a arma ele apontando contra meu rosto e eu contra o dele

- onde está o garoto?

-  e onde está os 5milhões?

- o que faz com tanta grana?

- isso não é problema seu e não respondeu a minha pergunta, onde está o dinheiro?

- dentro dessa mochila - disse mostrando uma mochila que tinha nas costas

- seus olhos não me é estranho! Talvez eu já tenha te visto Martin

- talvez! Hora da troca, afaste-se

- eu já estou dando, o trato era de mandarem você sozinha para trazer o dinheiro e pegar o garoto então cumpra, estará mesmo sem querer obedecendo a uma ordem minha - deixei ele ainda mais furioso

- não estou vendo o garoto aqui

- está atrás daquele carro desacordado, mas não se preocupe foi apenas um sedativo. Jogue a bolsa com o dinheiro e pegue o menino, seu serviço estará concluído

- eu não confio na palavra de uma bandida, como posso acreditar que não vai atirar em mim na primeira oportunidade que tiver?

- vai ter que correr o risco Stilinski

Sem opções nenhuma, ele jogou a mochila, dei uma olhada no dinheiro e o maldito rapidamente me encurralou por trás colocando a arma apontada contra meu pescoço

- traiçoeiro você

- meu trabalho é te prender

- você nem se quer gosta de exercer essa profissão garoto mimado

- você não me conhece!

- sim, conheço o suficiente para saber disso, pesquisei muita coisa

- você não sabe do que está falando, solte a arma que agora vou ver o seu rosto

Ele apertou meu pulso fazendo minha arma cair, eu podia sentir sua respiração contra meu pescoço, ele estava nervoso. Quando aproximou sua mão da máscara o golpeei na barriga fazendo-o cair de imediato, peguei a minha arma e apontei pra ele

- acho que não deve ter lido sobre eu saber lutar muito bem, quem está no controle agora? Seria uma pena deixar marcas nesse seu rostinho de boneco

- você me paga desgraçada!- tentou se levantar mas pisei em seu estômago

- aah!- se queixou de dor

- paradinho ai policial

- vou te ver de novo Martin! E você vai me pagar por isso

- é mesmo? Bons sonhos Stiles!

Foi a última coisa que falei antes de bater com a arma na parte frontal de sua cabeça fazendo-o desmaiar. Apanhei a arma dele do chão e sai com todo o dinheiro, achei que ele fosse mais durão. Voltei para casa e sai jogando dinheiro por todo o chão na frente de Kira e Scott

- meu deus! Lyds, você conseguiu

-ainda duvidou Scott?

- você nunca falha memso

- nunca Kira! E nem pretendo. Ei Scott fez o que mandei na mensagem de texto? Deixou o bilhete?

- sim estar feito!

- ótimo! Obrigado

POV STILES

Abri meus olhos e senti uma leve dor de cabeça, meu rosto estava contra o chão frio e sujo do estacionamento, levei a mão até a cabeça e vi que estava sangrando um pouco. Eu estava no controle e ia detê-la mas como seu golpe certeiro não me segurei em pé, Lydia é uma víbora! Sai do estacionamento com garoto que já estava acordado e assustado com tudo isso, o entreguei a sua família e voltei para a delegacia apenas para falar com Isaac mas logo vários jornalistas se aproximaram com a câmeras e flashs

- você esteve com Lydia Martin?

- como ela é?

- esse ferimento em sua cabeça foi ela?

- você conseguiu prendê-la?

Começaram uma série de perguntas, não quis responder nenhuma, o que du teria pra contar? Que fui derrotado? Apenas pedi passagem e entrei no departamento

- frustante

- o que aconteceu lá? Você viu o rosto dela? Como ela é?

- astuciosa e muito esperta! Uma cobra! Me golpeou de surpresa aquela filha da p...

- ei calma!

- calma? Eu não costumo fracassar em serviço, sou Stiles Stilinski

- tudo bem Stiles Stilinski dono da porra toda, rei dos policias, não se cobre tanto pois o trato foi apenas fazer a troca mesmo

- mas eu quase a capturei

- e isso é muito bom! Fez mais do que foi pedido por hoje, ainda terá chance de pegá-la agora vá para casa, já está no nosso horário. Só mais uma coisa

- o que?

- ela é bonita?

- como eu vou saber? Ela usa máscara esqueceu? Só vi seus olhos verde-esmeralda e sua boca

- imagino ela parecida com aquela mulher do filme Resident Evil mas na versão humana

- não exagera Isaac que ela não é isso tudo, vou pra casa agora

- ok, também estou de saída

Fui para o estacionamento do departamento e entrei no meu carro encontrando um bilhete no vidro

"Não pense que se livrou de mim Stilinski, estarei sempre onde você menos esperar --LM"

- Lydia Martin! Sua desgraçada!

Não imagino como ela conseguiu deixar esse bilhete assim tão rápido e nem como teve acesso até aqui, mas foda-se, nos encontraremos novamente! Dirigi até minha cada e antes de entrar fiz um ligação

*chamando*

- Alô Stiles?

- sim sou eu

- o que aconteceu?

- nada apenas quero ver você

- agora? Mas você me deu um fora mais cedo, pensei que não queria mais me ver

- vai ou não quer me encontrar?

- sim! Claro, onde?

- te pego em casa, me dê 15 minutos e estarei ai

- vou ficar esperando

*desligam*

Entrei em casa e fui direto pro quarto tomar um banho , quando terminei vesto uma camisa de costume e uma calça, coloquei um band-aid no pequeno corte em minha testa e sai do quarto

- Stiles aonde você vai? Ficamos sabendo que esteve frente a frente com Lydia

- é verdade pai, mas não posso falar nada agora, tenho que ir, tenho um compromisso 

- alguma garota especial?

- não, ninguém especial, só preciso fe alguém para me destrir um pouco essa noite, até mais tarde

Entrei no jeep e dirigi até a casa de Erica, ela usava um vestido vermelho colado no corpo, um salto alto e suas pernas estavam a mostra da metade da coxa para baixo, estava linda! Se aproximou sorrindo e entrou no carro

- fiquei feliz por ter me ligado, irá me levar pra jantar dessa vez?

- desculpe decepcionar mas não! Quero relaxar, preciso de uma massagem, quero me destrair

- sou a sua distração da noite Stiles?- ela pareceu magoada mas tentei suavizar a situação

- claro que não gata, gosto dr sair contigo, por isso te liguei mas se não quiser..

- não eu quero!

Sorri satisfeito, as mulheres sempre se rendendo aos meus desejos, isso é ótimo! Dirigi pelas ruas de Miami até o Big Savings on, um motel. Peguei o quarto e entramos fechando logo a porta,  a olhei como um predador anlisando sua presa

- o que foi Stiles?

- estou pensando aqui em uma coisa

- no que pensa?

- que estou com uma puta vontade louca de foder você Erica!

Puxei a garota de forma rude levantando-a com as penas ao meu redor, subi seu vestido até seu umbigo e apertei forte suas nádegas fazendo um atrito de sua intimidade contra meu corpo, ela tentava capturar meus lábios mas não tive vontade de beijá-la, só queria tirar de mim a raiva que Lydia me fez sentir, e nada melhor que gastar energia fazendo sexo!

- porra Erica, que gostosa!

Tirei seu vestido deixando-a de calcinha e sutiã que por sinal eram lindos! Abri o fecho da frente dele, era um sutiã rendado na por preta, olhei para aquele par de seios suculentos bem a minha frente, durinho e rosado, comecei a cgupar o seu mamilo maltratando a área com a minha boca, chupei de modo frenético

- ooh Stiles! Calma.. Está me.. machucando

Mas não dei ouvidos, só soltei Para fazer o mesmo com o outro tentando chupar de forma mais lenta, ela pareceu relaxar mais pois gemia, desci beijando sua barriga listinha, a garota era dona de um corpo muito belo. Agarrei no pescoço dela com um pouco de força enquanto deixava marcas de meus chupões em sua barriga, lembrei do momento que Lydia Mr atingiu na barriga e porra! Debti tanta raiva

- STILES! Paraa

EU NÃO ACEITAVA FALHAR!

- Stiles! Aii! stiles!

Senti Erica me empurrar  Lara longe dela com as mãos no pescoço 

- o que  foi Erica? - me exaltei

- eu que te perguntou!  Você estava me machucando, me sufocando,  pedi pra parar e você não  parrou

- pensei que  gostasse de algo mais sádico, juro não ter ouvido quando pediu pra parar

- eu sou romantica Stiles você sabe disso, cousas assim só rolam com você  e por que eu te am.. 

- não! Não fala isso, não estraga a noite

- Stiles você nem me beija - os olhos dela começaram a lacrimejar, eu não  gosto de ver ninguém  chorando

- ei! Me desculpa Eu só nao tive um bom dia hoje, desculpa se te machuquei não foi intencional é porque não consegui desviar meus pensamentos da raiva que eu estava sentindo de un acontecimento de hoje, podemos ir embora então 

- não..eu queto Stiles, quero transar com você. Quero me faça suau mesmo que esse ato não tenha o mesmo significado que tem pra mim, mas pelo menos me beija

- ok, vem cá.. 

Eu estava sentado na cama e ela sentou em meu colo, sua pele tinh marcas minhas

- desculpe - sussurei

- me beija Stiles, só me beija

Juntei nossos lábios, eu juro que tentei fechar meus olhos mas não consegui, é como se não  houvesse conexão em nosso beijo, mas se ela queria...  Eu faria, continuei com beijo, tirri sua calcinha e patei de beijá-la para que pudesse acomodar-se na cama, observei maliciosamente Erica nua, sua intimidade era desprovida de pelos, completamente lisinha, me aproximei separando as pernas dela, coloquei dois dedos em sua entrada e comecei a estocar forte


- ooohh..uuuh

Esticava o mais fundo que podia, ouvi os gemidos dela e tentei me desligar daquela maldita que fez meu sangue ferver de raiva

- você fode tão gostoso Stiles ooh! - ela gemia enquanto falava deixando meu ego nas alturas

- eu sei! 

Continuei com as estocadas firmes até ela chegar ao ápice, me joguei na cama e tirei meus vestes de baixo

- vem Erica, me chuma bem gostoso! 

Só Fechei meus olhos sentindo sua língua pairando ali, seus lábios tocando-me, quando abri meus olhos não acreditei no que estava vendo 

- está gostosso assim meu bem? 

Era ela! Era Lydia! Empurrei a garota saindo de perto, passei as mãos no rosto

- Stiles!  O que aconteceu?Não estava bom pra você? 

- sai de perto de mim! - falei com as mãos na cabeça, estava latejando de dor

- Stiles é a Erica!  Você está se sentindo mal? Usou algum tipo de droga? 

Quando ouvi ela falar seu nome pisquei algumas vezes e só assim rncarei a garota que parecia estar dem entender nada

- ei calma, está tudo bem, sou eu..

Ela se aproximou e me abraçou, deixei, talvez eu parecesse mesmo daquilo 

- o que aconteceu? Você está maid pálida do que o normal, você meio que surtou, estava tão ruim assim? 

- não, senti uma forte dor de cabeça, acho melhor a gente ir embora - menti, claro que eu não diria que vi Lydia em vez de ver seu rosto

- posso cuidar de você se quiser 

- não precisaeu eu sei Mr cuidar, mas obrigado, vista-se - entreguei seu vestido e me recompus também. A deixei em casa

- obrigada pela noitr e desculpa pelas marcas - apontei para seu pescoço e ela deixou um riso escapar

- não tem problema, foi bom estar com você Stiles

Dei uma piscadela vendo-a sair do carro e acenar, dei uma partida e voltei para casa, já era tarde e como eu tinha as minhas chaves entrei sem fazer barulho e fui direto para o banho, deixei que a água escorressr por todo meu corpo, depois que acabei tomei um analgésico pra dor de cabeça e me deitei, ainda sem saber o que diabos foi aquilo no motel, sei que Lydia despertou muita raiva em mim, mas não sabia que  era tanta, não ao ponto de me fazer ter alucinações! Não queria mais pensar nisso, desliguei a luz do quarto e Fechei meus olhos, amanhã será mais um dia longo de trabalho. 


Notas Finais


Trouxe mais um capítulos para vocês, o que acharam?
Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...