História Criminal - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Exibições 358
Palavras 1.211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie, mais Criminal pra vocês♥
(Eu particularmente gostei bastante desse)



♥BOA LEITURA♥

Capítulo 10 - Day 9- I didn't expect less from you


Fanfic / Fanfiction Criminal - Capítulo 10 - Day 9- I didn't expect less from you

 

*09 de Junho de 2016*

Karol Sevilla’s Point Of View

Acordei cedo à contra gosto, minha ansiedade não me deixava dormir, eu sempre corria em New York mas não sou profissional, e se eu falhasse? E se eles perdessem por minha causa? Não queria fazer eles se tornarem motivo de piada pelo meu erro.

Balancei a cabeça para afastar aqueles pensamentos, eu não vou falhar, eu vou ganhar essa corrida.

Fiquei a manhã toda enrolando na cama, assistindo filmes e séries, era mais ou menos duas da tarde quando Rugge me mandou mensagem perguntando se eu podia ir ao apartamento da Caro, assuntos sobre a corrida, disse que sim e ele veio me buscar.

- Olá pilota – Agustín disse sorridente.

- Oi – Cumprimentei ele e Caro.

- Eu escolhi seu look de hoje. – Caro disse pegando uma sacola e uma caixa.

Os peguei e tirei com cuidado o vestido da sacola, era um modelo preto, levemente curto mas nada tão absurdo, peguei a caixa e a abri revelando um sapato preto com um salto enorme. Ergui a cabeça e vi que os três me olhavam quase que implorando uma opinião.

- Vocês não acham que eu vou conseguir dirigir com isso né – Disse com o sapato na mão.

- Eu que escolhi – Disse Agustin animado – É tão bonito.

- É lindo, mas muito alto.

- Entra no carro com ele, tira e coloca na hora de sair – Disse Rugge sentando no sofá.

- São lindos Caro, você arrasou.

- Combinam com você. – Sorriu – Tenho uma ideia vocês podiam ficar aqui o dia todo, a gente assisti filmes e vamos juntos pra corrida, porque é óbvio que eu vou querer ver a Karol correr.

- Eu topo – Dissemos nós três em uníssono.

E passamos a tarde e à noite assim, sentados no sofá e no tapete, assistimos todos os gêneros possíveis, terror, comédia, drama, suspense. TUDO. Pedimos pizza e continuamos a assistir filme até as onze quando fomos nos arrumar. Me vesti por último no quarto da Caro, quando apareci na sala os três me olharam boquiabertos me fazendo corar.

- Ai gente para, eu fico sem graça.

- ARRASOU AMIGA – Disse Agustín com uma voz afeminada, rimos e Caro concordou com ele batendo palminhas.

- Você ta... linda – Disse Rugge ainda boquiaberto. – Vamos.

Ruggero Pasquarelli’s Point Of View

Fomos até o nosso galpão pegar o carro que Karol usaria na corrida, eu e ela iriamos até a Rua IX nele e Caro e Agustín no meu.

- Olha, esse é meu bebezinho*. – Lhe mostrei minha Ferrari preferida.

- Uma Ferrari 458 Itália esse carro é incrível.

- Você vai correr com ele – Ela sorriu como uma criança que ganhava a boneca que queria, eu nunca deixaria meu bebê na mão de outra pessoa, mas nela eu sabia que podia confiar.

- Chegamos – Disse descendo do carro e a dando a mão para ajudá-la, toda a Equipe Amarela ficou a olhando boquiabertos – Estamos aqui Frederico, cadê a motorista de vocês.

- Eu mesmo – Disse rindo irônico – Qual é, vocês que tinham que correr com uma garota não a gente. Ta pronta docinho?

- Primeiro- Não me chame de docinho. Segundo- Eu sempre estive. – Karol respondeu tão rápida e confiante que impressionou a todos até a mim.

- Namoradinha afiada a sua heim – Sorri para ele e me virei para Karol.

- Vai e arrasa, boa sorte. – A abracei, ela agradeceu falou rapidamente com Caro e Gustinzinho e entrou no carro. Frederico também entrou no seu** tinha medo dele tentar fazer alguma coisa contra Karol, mas agora não tinha mais volta a corrida tinha começado.

Foram os minutos mais angustiantes da minha vida, estava ansioso para saber se iriamos ganhar e ao mesmo tempo preocupado com o que poderia acontecer. Quando vi os dois carros virarem a última curva quase morri alí mesmo, eles estavam muito empatados, segurei no braço do Agustín e travei, só me soltando quando vi minha Ferrari passar pela linha de chegada primeiro. Me soltei de Agustín e fui para perto do carro, Karol demorou alguns segundos para sair, colocando o sapato provavelmente, e quando saiu veio correndo em minha direção e me abraçou.

- Eu consegui, a Rua IX é de vocês, EU CONSEGUI RUGGE.

- Eu não esperava menos de você.

- Acho que alguém perdeu pra uma garota, o feitiço virou contra o feiticeiro foi? – Disse com Karol rindo irônica ao meu lado.

- EU ODEIO VOCÊS.

- Relaxa, gente te odeia também. – Respondeu a Morena ao meu lado, essa menina me orgulha.

Já estávamos voltando pra casa no meu carro quando Agustín sugeriu uma comemoração, mudamos de caminho e fomos para uma balada que segundo ele era incrível. Nos separamos na entrada, minha irmã e meu amigo para um lado eu e Karol para o outro.

Ficamos um tempo conversando no bar até que começou a tocar Or Nah, minha música preferida, chamei Karol para dançar e fomos para pistar.

Era difícil não me perder em seus olhos, em seu cheiro, até em seus movimentos, desde aquele dia na rua eu simplesmente me perdia nela. A música seguinte era lenta, a puxei levemente pela cintura e começamos a dançar juntos, era um ritmo nosso, talvez não fosse o certo para essa música, mas a gente se encontrou nele e assim ficamos. Mais uma música agitada, esse dj ta me zoando só pode.

Já estávamos dançando a algum tempo, ambos já cansados mas algo nos impedia de sair dalí, mais uma música lenta, e foi nessa que reparei sua beleza, é natural sabe? Ela não precisa de quilos de maquiagem ou uma roupa mega decotada pra chamar atenção, ela chama por si só, e quando você a conhece isso fica melhor ainda.

Toda a coragem que eu tinha foi embora quando a beijei, e hoje consegui tirar um pouquinho dela de não sei onde para fazer isso de novo.

E de novo era um beijo calmo, sem pressa, a puxei pela cintura pra mim, ela levou uma mão ao meu pescoço e com a outra brincava com meu cabelo, eu estava no paraíso mas insistia em achar que não.

A bendita falta de ar nos separou, ficamos nos encarando, ninguém mais existia, era só eu e ela, era o nosso momento, quando recuperamos o fôlego percebi um sorriso se formar em meu rosto, vi ela sorrir em resposta, sem pensar duas vezes a beijei de novo, e ela correspondeu de novo. OK. Eu definitivamente to no paraíso.

Ficamos dançando e conversando mais um pouco até que já era bem tarde, mandei mensagem para Agustín avisando que ia embora.

- Está entregue. – Disse estacionando em frente ao seu prédio. – Te vejo amanhã?

- Sim, me avisa o horário. Tchau.

- Tchau, dorme bem.

Segui para minha casa, queria um banho. Tomei um maravilhoso banho, comi umas torradas pra enganar o estômago e me deitei para dormir, mas é claro que antes as cenas da balada voltaram como um filme nos meus pensamentos.  

E a sensação daquele outro dia voltou, eu preciso disso de novo. Eu quero isso de novo.

 


Notas Finais


Gostaram? O que acham que vai acontecer?

* http://imgur.com/a/XKlGH
** http://imgur.com/a/u5g2X

Sugestões? Criticas? Comenta aí que eu leio tudo♥

♥ESPERO QUE TENHAM GOSTADO♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...