História Criminal - Capítulo 7


Escrita por: ~

Exibições 6
Palavras 1
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Suspense

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Justin

  – Ryan é um idiota, gastar 1 milhão com uma mina? Não poderia ter sido mais barata não? – Chaz comentou.

– Justin disse que poderia ser qualquer preço. — Ele levantou as mãos em forma de redenção.

  – Bem afiada essa garota. – Disse. – Ela realmente não me conhece.

  – Pelo menos iremos ter uma empregada pra recolher a roupa suja do Justin. – Chris disse rindo.

  – Acho que você pegou pesado deixando ela no quartinho de Sarah. – Ryan comentou.

  – Isso não interessa. Ela é uma Vadia. Então dever ser tratada como uma. E afinal qual o nome dela? – Perguntei.

  – Mellanie.

  – Mellanie do que? – Chris perguntou. Provavelmente deve estar rastreando sobre a familia dela.

  – Sei lá. Pergunta pra ela. – Ryan respondeu.

  – Mudando de assunto. O roubo vai ser amanhã. – Disse. – Hoje vai ser o ultimo treinamento. – Falei. Começamos 12h00. – Me levantei e fui até o quartinho.

  – O Mellanie? Qual seu sobrenome.

  – Sm... Collins. Mellanie Collins.

  – Hm... A partir de agora ira fazer TUDO que eu e os meninos mandarem.

  – E eu tenho cara de empregada? – Essa não tem medo de morrer.

  – Olha aqui Mellanie. Saiba que quem dita as regras sou eu. Então vamos fazer do meu jeito, se não for por bem, vai ser por mal.

  – Ok. Ok. – Disse se levantando. – O que quer que faça?

  – Primeiro quero que limpe esse quarto. Segundo faça o almoço. –
Disse e sai do quarto.

Mellanie

Depois do babaca sair me lembrei que não sei onde ficar os materiais pra limpar no quarto. Subi as escada e entrei em um quarto qualquer.

  – Licença. Ee... – Disse me deparando com um homem sentado nem frente ao computador.

  – Chris. – Respondeu sem retirar os olhos.

  – Pode me dizer onde fica os materiais de limpeza?

  – Nos fundos... Argh. Não consigo sair. – fui até ele e apertei a tecla "ESC" e saiu. – Obrigada. – Respondeu.

  – De nada. – Disse e sai do quarto.

  – Não quero conversas paralelas. – Justin falou.

  – Estava perguntando onde fica os materiais de limpeza. – Respondi e fui até os fundos e peguei um balde, Luvas e mais algumas coisas.

  Voltei pro quarto e comecei limpando o chão. Como estava muito sujo tive que pegar vários panos para limpar.

  – Chão. Limpo. – Disse comigo mesma, fui até o armário e demorou uns 50 minutos para limpar. Depois fui para uma mesinha de fundo. Abri uma gaveta e encontrei uma caixa. Tirei minhas luvas e abri a mesma. Nela continha varias fotos.

  – Não pode mexer ai. – Ryan entrou no quarto me dando um susto. – Se Justin souber vai ficar louco. – Disse pegando a caixa da minha mão.

  – Ah, que frescura. Agora sai daqui.

Eu precisava saber o que tem naquela caixa. Por que não deixar eu ver as fotos? Ryan saiu e eu sai atrás. Ele entrou em um escritório e guardou a caixa em uma gaveta, ele se virou e eu sai correndo, entrei no quartinho e continuei com a limpeza. Lembrei que tinha que avisar Carter. Peguei meu celular e estava sem sinal.

Merda. Depois eu ligo pra ele.

  – Já acabou escrava? Opa Mellanie.

  – Justin não é? Espero que você se foda. – Dei um sorriso falso.

  – Não posso fazer isso sozinho. Você sabe. – Respondeu.

  – Então chame sua puta particular. – Rebati.

  – Justin o sistema deu ruim. – Chris chegou correndo. Justin sai eu sai também. Entramos em uma espécie de sala que continha vários computadores. Tipo igual a minha.

  – O que esta fazendo aqui? – Chris se virou pra mim.

  – Qual o problema? – Pergunta ignorando sua pergunta.

  – O sistema da câmera de um dos galpões deu um bug. – Me explicou.

  – Já tentou CTRL+Z? – Perguntei.
  – Até parece que essa vadiazinha vai arrumar o problema. – Justin resmungou.

  Apertei varias teclas do computadores e por muito custo, foi.

  – Obrigada, de nada.

(...)

Todos saíram, e agora era minha hora de saber o que tem naquela caixa. Abri a porta do escritório e mexi na gaveta. Contei até três e abri a caixa.

Peguei rapidamente uma das fotos e era uma menina aparentemente 15 anos de idade. Eu conhecia essa menina era Sarah.

Capítulo 7 - 07.




Notas Finais


Alô, alô. Graças a deus.

Apertem o ❤️ e comentem o que acharam.

Comentem se gostarem. Comentem se não gostarem. E por favor me falem se eu continuo ou não.

Bjs na bunda 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...