História Criminal - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Queiroz, Karim Benzema, Zlatan Ibrahimovic
Personagens Karim Benzema, Personagens Originais, Zlatan Ibrahimović
Tags Agressão, Brigas, Futebol!, Gangues, Jogadores De Futebol, Máfia, Violencia
Visualizações 46
Palavras 1.627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello pessoasssss
mais um capítulo para vcs.
mudei a capa da história olhem e me digam o que acharam
vlw flws
nos vemos lá em baixo

Capítulo 10 - Tio-Zehn


Fanfic / Fanfiction Criminal - Capítulo 10 - Tio-Zehn

Tio-Zehn 

Estocolmo, Suécia 

A tarde ensolarada alegrava os poucos ocupantes da casa dos Ibrahimovic's, muitos haviam saído em missão no início da semana e ainda não haviam retornado, Eveline era uma das que havia ficado em casa, depois da pequena viajem com Zlatan e de cuidar do pequeno problema causado por Alice, ela finalmente pôde se dedicar inteiramente ao pai de novo. Apesar de vim se sentindo mal à alguns dias Eve não havia dado a devida importância e atribuía isso a algum alimento que comeu na viagem que fez. Entretanto estava feliz, Zlatan e ela se encontravam cada vez mais apaixonados e Eve nunca se sentira tão protegida em toda sua vida, era cedo para falar de amor mas era óbvio que havia muito mais do que gostar 'como amigo' acontecendo entre ela e Zlatan. O que era, ela ainda não sabia, e nem estava preocupada em descobrir, ela estava feliz e isso bastava. 

Gabriella entrou no quarto de Bastian a fim de chamar Eve para comer algo e se assustou quando viu a amiga debruçada sobre o vaso sanitário depositando tudo que havia ingerido até aquele momento do dia, Gab se apressou em segurar os cabelos da moça e a ajudou à levantar assim que não havia mais nada para ser ejetado pelo estômago da jovem garota. Eve escovou os dentes e jogou a água da torneira em seu rosto e nuca e sentiu uma tonteira que quase a levou ao chão quando tentou se colocar ereta de novo, Gab passou o braço de Eve sobre seu ombro e a levou até o quarto sentando-a na poltrona ao lado da cama de Basti. 

_ Você está bem?- Gab questionou visivelmente preocupada 

_ Sim, não é a primeira vez que me acontece isso- Eve respondeu após respirar fundo. 

_ E você sabe o porquê disso? 

_ Acredito que comi algo que me fez mal na viagem.- Gab olhou-a maliciosamente. 

_ Provavelmente sim.- respondeu entre um riso contido.- Bom, eu vou pra cozinha, quer que eu traga alguma coisa para você comer? 

_ Não, muito obrigada.- Eve respondeu enquanto fechava os olhos e se recostava na poltrona reclinável. 

Gabriella desceu as escadas saltitando e cantarolando uma música qualquer e quase caiu no último degrau ao notar alguém repentinamente na sua frente. 

_ AI LELA! QUE SUSTO CARAMBA!- Gab exclamou alto e com as mão no peito. 

_ Eu hein garota, tá devendo pra quem?- Lela questionou antes de morder a maça que carregava consigo. 

_ Tô te devendo uns tapas, para parar de me assustar.- Gab disse respirando pausadamente.- atrapalhou toda minha felicidade. 

_ Que felicidade?- Lela perguntou curiosa. 

_ Parece que logo teremos uma criança nessa casa.- Gab disse com os olhos brilhando. 

_ Bem que eu percebi que você estava um pouco gordinha mesmo. Ronaldo acertou hein? Até que enfim!- Lela parou de falar após receber um tapa de Gab. 

_ Me respeita garota! E para o seu entendimento não estou falando de mim.- Gab disse vermelha de raiva. 

_ Tá fofocando da vida de quem então?- Lela perguntou confusa. 

_ Da Eve.- Gab notou que Lela estava rígida no lugar.- Que foi? 

_ Nada.- engoliu em seco.- Ela já fez o teste? 

_ Não e falando nisso bem que nós poderíamos sair para comprar alguns para ela né?- Gab falou enquanto fazia uma cara de pidona tentando convencer Lela de ir com ela até a farmácia. 

_ Tudo bem, vamos logo.- Lela disse ainda com cara de poucos amigos. 

Secretamente Letícia pensava na probabilidade do filho de Eve ser de Karim e isso a deixava apavorada, primeiro que uma criança dentro da máfia sempre trazia problemas e uma criança de um inimigo traria cem vezes mais problemas. Chegaram a farmácia e Gabriella escolheu o melhor teste, segundo a vendedora, e comprou logo seis, pois assim descartariam qualquer erro. Assim que chegaram em casa Gab foi rapidamente até o quarto de  Bastian e viu Eve na mesma poltrona de mais cedo, aproximou-se dela e finalmente obteve sua atenção. 

_ O que houve?- Eve perguntou sobressaltada. 

_ Nada, eu só vim saber como você está.- Gab respondeu sorrindo angelicalmente. 

_ Eu estou bem.- Eveline respondeu sem olhá-la nos olhos. 

_ Sabe Lilly, eu estive pensando- Gab começou finalmente obtendo a atenção de Eve.- Você já pensou na possibilidade de está grávida?- Eve deu um pulo da cadeira e se colocou de pé. 

_ Impossível, impossível Gabriella.- ela disse sobressaltada. 

_ Ah, qual é?! Todos sabemos que Zlatan e você  estão juntos, vai dizer que não rolou nada na viagem?- Gab questionou maliciosa. 

_ Sim, mas nós nos prevenimos.- Eve disse normalmente. 

_ Mas preservativos furam.- falou e viu Eve arregalar os olhos e logo lhe passou uma ideia absurda pela cabeça.- Pelo amor de Deus, não me diga que está grávida do Karim?- Gab perguntou se desesperando. 

_ Karim é estéril.- Eve respondeu quase sem voz.- Foi dessa forma que soube que Alice não estava grávida, Ousmane me disse que ela era exclusiva dele e ele não poderia dar um filho a ela.- Eve explicou calmamente. 

_ Bom, mas não custa fazer o teste, afinal se não for isso é outra coisa e de qualquer forma tem que ser tratado.- Gab falou baixo, Eveline encarou a caixinha que lhe era estendida e decidiu acabar logo com aquilo, pegou a caixinha e foi para o banheiro. 

_ Tem mais cinco aqui tá?- Gab falou e viu Eve lhe encarar e bater a porta em sua cara. 

Eveline estava tranquila afinal havia 0,0% de chance daquele teste indicar uma gravidez, observou a caixinha e seguiu suas instruções , deveria fazer xixi no pequeno copo, inserir o termômetro dentro do líquido e depois aguardar durante 5 minutos o resultado, o teste também indicaria, se positivo, o tempo de gravidez. Eve cumpriu as etapas que lhe cabia e ficou aguardando o tempo para ver o resultado, Gab bateu na porta impaciente e Eve mandou que ela aguardasse. Gabriella ainda se encontrava em pé ao lado da porta quando ouviu o grito estridente de Eve. 

_ ME DÁ OS OUTROS TESTES!- Gabriella a encarou sem entender.- ME DÁ LOGO A PORRA DESSE TESTE GABRIELLA.- Gab passou os outros cincos teste para Eve que trancou a porta novamente deixando Gab sem explicação alguma. 

Depois de algum tempo Eve saiu do banheiro chorando desesperada e saiu do quarto do seu pai, Gab entrou no banheiro e viu os teste sobre a pia e entendeu o desespero da jovem garota, se dirigiu ao quarto de Eve e a encontrou chorando desconsolada sobre a cama. 

_ Isso é impossível.- ela soluçava e falava ao mesmo tempo, tornando a tarefa de entendê-la muito difícil. 

_ Parece que não tão impossível assim.- Gab falou baixo.- pelo tempo o filho é do Karim, afinal você chegou aqui grávida.- Eve levantou a cabeça e encarou Gabriella. 

_O Karim não pode realmente ter filhos Gab, ele é completamente estéril. 

_ Então quem é o pai dessa criança?- Gabriela perguntou impaciente. 

_ Eu não sei.- Eve chorou ainda mais alto 

Gabriela encarou Eveline com os olhos escurecidos e crispando de raiva. 

_ Eu realmente achei que você era inocente garota, eu acreditei em você, torci para que Zlatan reencontrasse a felicidade contigo mas vejo que ele só encontrará decepção. Você traiu o seu marido e nem sequer se preocupou em não ser descoberta.- Gab jogava as palavras na cara de Eve.- aquele show de está sendo agredida era mesmo real ou você só queria sair da casa de Karim antes de ele descobrir a vagabunda que você é?- Eve se levantou furiosa e tentou dar um tapa na cara de Gabriella que rapidamente segurou seu braço a imobilizando.- Encosta essa sua mão em mim e você nunca conhecerá o bastardinho que está carregando.- Gabriella empurrou Eve sobre a cama e saiu do quarto, ainda furiosa, antes que fizesse uma besteira. 

Enquanto descia as escadas a morena cruzou com Zlatan e nem fez questão de cumprimentá-lo, o homem estranhou a atitude da garota mas não a seguiu afinal queria ver Eve. Assim que entrou no quarto de Eveline, Zlatan viu a garota chorando encolhida na cama, a zanga lhe subiu imediatamente ao imaginar que Gabriella pudesse ter feito algo com ela, Ibra se aproximou e lhe tocou o cabelo, Eve levantou os olhos e chorou ainda mais quando o viu. 

_ Hey Baby, o que houve com você?- Eve encara Zlatan nervosa e acaba desmaiando em seus braços. 

Zlatan se desespera e busca o álcool no banheiro umedecendo um algodão e colocando rapidamente para a mulher inalar. Eve recobra a consciência e encara os olhos preocupados de Zlatan. 

_ Você precisa ir ver a Núbia. Não é a primeira vez que você passa mal e... 

_ Eu já sei  que eu tenho.- Eve o interrompe e fala baixo 

_ E o que é?- Ele pergunta preocupado. 

_ Eu estou grávida Zlatan.- ela diz mais baixo ainda 

_ Um filho?- ele questiona incrédulo e vê Eve confirmar.- Por Alá! Um filho.- ele brada feliz, assustando Eveline. 

_ Esse filho não é seu Zlatan.- Eve diz voltando a chorar e o sentindo enrijecer ao seu lado. 

_ É do Karim? Porque se for eu posso criá-lo sem problemas Carinõ.- Zlatan diz fazendo carinho no cabelo de Eve. 

_ Karim é estéril.- Ela fala preocupada e vê Zlatan se levantar e se afastar dela.- Querido por favor... 

_ Quem é o pai dessa criança?- Zlatan pergunta baixo e em tom ameaçador. 

_ Eu não sei.- Eve sussurra. 

_ O QUE?- Zlatan grita e Eve se encolhe. 

Zlatan a encara com decepção e logo se dirige à porta saindo do quarto. 

_ Zlatan por favor, não me abandone.- Eve diz baixo caindo na inconsciência logo após.


Notas Finais


e aí? gostaram?
deixem as opiniões nos comentários.
volto logo xuxus
Nutebeijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...