História Criminal! - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Lei e o Crime, A Próxima Vítima, Big Bang, CL (Chaelin Lee), Criminal Minds, Crush, CSI: Crime Scene Investigation, CSI: New York, Dexter, Got7, Jay Park, Lee Min Ho, TWICE, Zico
Personagens Crush, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Jackson, Jay Park, Lee Chaelin "CL", Lee Min Ho, Mina, Momo, Nayeon, Seungri, T.O.P, Taeyang, Zico
Tags Big Bang, Criminal Minds, Crush, Csi, Investigação, Jay Park, Lee Min Ho, Ncis, Twice, Zico
Visualizações 4
Palavras 796
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lírica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpinha a Demorinha...
O notebook estava na assistência 1-1

Capítulo 6 - Strike


Fanfic / Fanfiction Criminal! - Capítulo 6 - Strike

Esta é a noite e acontecerá de novo e de novo. Tem que acontecer. Não é o que eu quero mas minha vontade não me importa, é a única forma que conheço de sobreviver, estou preparada e pronta para um strike. Não pode sobrar um pino, mas se sobrar...

- Boa Jogada.... --Mina grita animada-- 

- é uma boa jogada de aquecimento --CL disse sorrindo e fazendo um Hi5 comigo--

- Você consegue e lembre-se... Mantenha o braço relaxado. --NaYeon-- 

- Manter os braços relaxados --eu disse mexendo eles--

- é, e deixa a mente livre. --Jackson disse zen--

- estou fazendo exercícios mentais

- Não se esqueça, foco. --JiYong disse-- 

- Pode deixar --fiz um ok com as mãos- 

Estou no limite, 38 dias, 16 horas e 26 minutos se passaram desde que o Crush se foi. Durante todo esse tempo ainda não tive nenhuma noite pra mim. JiYong sempre ocupa o meu tempo com o intuito de não me deixar triste. Ele foi quem mais me ajudou a superar o Crush. Estou em uma caçada humana alimentada pelo cheiro das trevas, minha melhor chance de pegar esse cara é manter focada, por isso jogo boliche. 

- Aeeee --Todos se levantaram comemorando--

E o mais estranho é que sou boa nisso.

- Boa momo. --Mina disse batendo palmas e eu sorrio indo limpar a bola--

- Mandou bem, precisa detonar esta noite. é a revanche dos Aliandcats 

- Ai, to meio tensa JiYong. --olho ele- Mas vou tentar o máximo n decepcionar o time. 

- Tentar? como assim tentar? Precisa pensar positivo, amor. 

 JiYong e eu começamos um relacionamento, temos duas semanas que oficializamos isso. Mas eu estou em direção a luz procurando respostas e eu queria que fosse fácil consegui-las.

- Pense positivo, entendeu? --ele disse perguntando percebendo que eu n estava prestando atenção nele--

- Entendi. --fingi ter escutado cada palavrinha dita-- 

Estávamos em um jogo e eu não estava prestando atenção n sei como ganhamos. O que eu queria mesmo era matar esse cara. Mas como fazer isso se depois do crush ele deu uma pausa? ele sentiu culpado por ter matado um inocente? 

- Vamos indo. --JiYong disse e nós saímos do local indo pra casa-- 

- Porque eu não sei muito sobre você?

- Você sabe tudo sobre mim, eu sei que vc me investigou. --ele disse sorrindo--

- Mas n tem nada que me interesse lá. Vc tem segredos?

- Sim, claro que tenho. 

- Eles são obscuros?

- Pior que isso, são mortais.

- me conta.

- Se eu te contasse, teria que matá-la.

- Tanto faz --reviro os olhos e percebo que chegamos em casa-- 

Ele é completamente errado. A palavra que mais o define é: o  criminoso perfeito. Ele não tem limites. Não tem medos. Não tem coração. Não tem frescuras. Ele é tão único. Não se importa com ninguém. Não se importa com o amor e nem com o ódio. Ele é vazio. Uma imperfeição totalmente vazia. Mas para um louco, outro.

- No que está pensando? --JiYong disse me tirando dos devaneios--

- Nada.

- Okay, não quer dizer.

- Se você fosse o Justiceiro... O que você estaria fazendo agora?

- Meu Deus, esquece esse cara.

- Ele matou meu parceiro.

- Eu já perdi vários parceiros.

- E os culpados?

- Presos.

- Ótimo. Quero o morto.

“Vocês os reconhecerão por seus frutos. Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas? Semelhantemente, toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins. A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim pode dar frutos bons.” (Mateus 7:16-18)  

- Tão doce quanto o sal. --Ele disse bagunçando meu cabelo e eu reviro os olhos--  Apenas tome cuidado

- Você deveria dizer isso para ele.

- Um dia, todos irão embora, essa é a verdade. Aceite a triste realidade, mas não se culpe. Isso não significa que você é uma má pessoa. Só significa que cada uma delas cumpriu o seu papel na história.

- ai... Tá --saio do carro entrando em casa e vou pro quarto, me jogo na cama e espero o sono vir--

-Você não é uma má pessoa, apenas coisas ruins acontecem. O mundo não se divide em pessoas boas e más. Todos temos luz e trevas dentro de nós. O que importa é o lado o qual decidimos agir. Isso é o que realmente somos. --ele entrou sentando do meu lado--

- Viu. Então eu escolho as trevas.

- E eu?

- O que tem você?

- O que eu devo escolher?

- Continue do jeito que está.

- Eu devia apenas continuar?

- Sim.. Eu quero dormir.

- Tudo bem. --ele se deitou e me puxou para perto--

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...