História Criminal Boy - Capítulo 62


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Monsta X
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V, Won Ho
Tags Aventura, Bangtan Boys, Bts, Criminal, Park Jimin, Romance
Visualizações 150
Palavras 1.595
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amores! Não se esqueçam de olhar a fotinha acima (essa da capa), pois quando descrevi o momento, foi inspirada nessa foto!
Sinto muito pela demora, me perdoem por favor!
E ai está o capítulo pra vocês! Boa leitura

Capítulo 62 - Beach


Fanfic / Fanfiction Criminal Boy - Capítulo 62 - Beach


Park Jimin POV

- Anda! Estamos atrasados -Fechei minha mala rapidamente e a peguei junto com a da Shin. A vejo checando os passaportes e as passagens.- Tudo certo?

Ela concorda com um sorriso torto e guarda os documentos em sua bolsa. Coloco meu óculos escuros ,uma máscara preta e uma touca da mesma cor. Meu cabelo ainda estava preto ( meio desbotado) e totalmente irreconhecível. Relembrando... Meu nome é Minseok, tenho 23 anos, nascido em Seul, 1,75 de altura. Meus pais tem um nome estranho, o qual eu achei que não seria necessário decorar. Meu coração está acelerado, tudo pode dar errado! Caminho com as bagagens até a sala e me sento tentando me acalmar. Respiro. Respiro mais fundo ainda. Eu estava tão tenso. Ouço uma buzina do lado de fora e vejo o táxi pela janela. Me despeço de todos junto com minha namorada. Pegamos nossas coisas e vamos para fora colocando tudo no veículo. Abro a porta para ela, que me dá um sorriso, e sentamos. 25 minutos até o aeroporto.

Ainda tenso fecho os olhos e foco no quão forte meu coração pulsava, sinto um toque em cima das minhas mãos. Seu simples toque me acalmou, sinto como se houvesse uma descarga elétrica dentro de mim, meus músculos relaxaram assim como o meu coração. "Fica calmo, vai dar tudo certo! Eu estou aqui, meu amor" sussurrou proximo ao meu ouvido. Dou um leve sorriso e deito minha cabeça em seu ombro.

20 minutos depois...

Vimos o aeroporto, o taxista parou no estacionamento e nos ajudou com as malas, paguei agradecendo-o. Andamos com a cabeça baixa e sem falar nada. Passamos no detector de metais e sentamos na sala de embarque. Não demorou nem 5 minutos e uma voz apareceu do além.

- Senhores passageiros, o embarque para o Havaí, Estados unidos se encontra na plataforma 4. Sairá dentro de 15 minutos.

Estavamos perto da plataforma 3, andamos meio apressados e paramos na fila de nosso embarque. Cada passo a frente se tornava mais assustador. Dois seguranças estavam parados na entrada, ao lado da mulher que olhava as passagens. Chegou nossa vez, Shin entregou as passagens e os passaportes. A mulher nos olhou meio torto.

- O senhor poderia retirar a máscara, por favor? -Quando ela disse isso, os seguranças focaram seus olhos em nós.

- Ele está doente, é meio contagioso. Estamos indo para o médico. -Shin não sabia mentir, isso qualquer um podia perceber.

- Que doença?

- Ham...

- Ebola. -A cortei e ela se espantou- Mas se quiser posso tirar.- tirei um lado , ameaçando tirar o outro

- N-não precisa! Tenham uma boa viajem! -Nos entregou os passaportes rapidamente e tampou o nariz. -Espera! Vocês tem uma permissão de médico aqui? Provando que não tem perigo contagiar os passageiros?

Fiz sim com a cabeça, mentindo obviamente! Coloquei a mão em minha mochila mas ela me cortou

- Não! Pode deixar.

Saimos andando rapidamente. Alguém precisa demitir essa mulher imediatamente! Como ela acreditou numa história dessas? Pelo menos tudo deu certo! Entramos e nos sentamos, ajudo minha namorada com o seu cinto de segurança e deito em seu ombro. Eu não acredito que conseguimos! Finalmente vou ter um tempo de verdade com ela! Vou para um lugar em que não preciso me esconder, serei livre por um tempo. Junto com ela...

- Meu amor, acha que tudo vai dar certo? -Pergunto acariciando sua mão

- Já deu!


✨✨✨✨ Horas depois ✨✨✨✨


Olho para a janela e vejo uma paisagem maravilhosa, com certeza chegamos. O sol estava forte, o céu limpo. Pássaros passavam um pouco abaixo de nós voando em um conjuto de "V". O avião começou a pousar, sinto um frio na barriga e seguro a mão da Shin, que acordou com meu toque.

" Senhores passageiros, estamos no Havaí. Por favor permaneçam sentados até o pouso total! Esperamos que tenham feito uma boa viajem."

- Parece que chegamos.

Esperamos um pouco e descemos do veículo. Esperamos nossas malas chegarem e pegamos as mesmas. Vamos em direção a escada rolante do aeroporto e vemos um senhor com uma plaquinha "Shin e Minseok" , somos nós... Vamos até ele e o cumprimentamos

- Sr. e Sra. Shin? Eu sou Choi, a madame me mandou levá-los para casa

- Ah sim, você é fluente em coreano? Não somos muito bons no inglês.

- Oh, sim! Eu sou nativo Coreano, trabalho aqui para a familia Kang. Por favor me acompanhem.

Seguro a mão da minha namorada meio inseguro, o seguimos até um carro preto. Ele abriu o porta-malas e colocou nossas coisas lá, entramos no carro e ele deu partida.

Alguns minutos depois estávamos em um lugar completamente distante, no meio da estrada.

- Hey, onde estamos???

- Não precisam se preocupar, estou lhes levando ao devido lugar. Foram ordens!

Shin estava tensa, eu podia sentir. Aperto sua mão com carinho e beijo sua testa. Depois de algum tempo estávamos em um lugar maravilhoso! Era uma casa enorme de frente pra praia! De longe a praia mais bonita que já vi na vida. Olhamos tudo em volta espantados e sorrimos. Era incrível. O carro parou e descemos ainda boquiabertos, era incrível!

- Ohh! Vocês chegaram! -Uma senhora começou a nos abraçar e beijar.- Como vocês são bonitos... E magros.... Venham! Vou alimentar vocês

- Essa é a Tina, ela mora aqui, não estranhem o jeito dela, ela é americana. Meio estranha mas tem bom coração, ela não fala muito em coreano, mas vocês vão conseguir se comunicar.

A senhora nos puxou para dento da casa, que era magnífica! Só a sala ja dava 2 vezes o tamanho da minha casa. Fomos para a copa e tinha uma mesa com muita comida! Muito mais do que eu aguentaria comer, mas nada é impossível para minha garota. Nem esperou nada, sentou e começou a comer de tudo um pouco.

- Obrigado pela comida, iremos comer bem.

- É, pelo o que eu to vendo ela come muito bem!- Tina disse e Shin sorriu sem mostrar os dentes, sem parar de comer. Em alguns minutos tudo já tinha ido embora pela metade. - Céus! Como ela come tanto?

- Eu me pergunto isso todos os dias

- Eu tô aqui ,tá?

- Você sempre está onde não deve,sempre lhe digo isso.

- Aish! Perdi o apetite, vamos desfazer as malas. -Tina e eu rimos- Ok ok, deixa só eu terminar o suco.... E esses biscoitos

(...)

Tina nos mostrou nosso quarto, nos avisou que só viria para a casa as manhãs para fazer o café e almoço, mas sairia em seguida. Choi ficaria em nossa disposição sempre que necessário, o telefone estava colado na geladeira. A casa era toda nossa! E pelo o que eu entendi, ninguém vem a essa praia já que o terreno é propriedade privada e é afastado da cidade. Desfiz minhas malas e comecei a tirar a roupa para tomar banho

- Hey! O que tá fazendo? -Shin chegou enrolada em uma toalha

- Indo tomar banho ue!

- Nada disso! Vamos à praia! Agora!

- aaahh! Mas acabamos de chegar, e o tempo nem está tão bom assim

- E dai? Anda logo! Ou vai perder isso? -Abriu sua toalha e a pude ver com seu biquíni- Ah... ok

- Espera! Já to até pronto! -Coloquei uma bermuda qualquer e fui até ela a direcionando para a praia que ficava de frente para a casa

Ela nem esperou e já saiu correndo para a água, ficamos molhando um ao outro, fazendo guerrinha de água.

(...)

Peguei uma blusa branca é meu óculos de sol, Shin prendeu duas mechas do seu cabelo com uma fita. Descemos novamente e deitamos em uma rede que ficava entre a casa e a praia. Depois de um tempo alisando seu cabelo, ela se virá em minha direção e dá um enorme sorriso

- O que foi? -Ri pela sua ação

- Eu tava aqui pensando... Você sempre diz que tô no lugar errado. Sendo que é você!

- Ham?

- Sabe, você nunca esteve em seu devido lugar

- Ah é? E onde seria?

- Do meu lado...

Selo nossos lábios lentamente e os mantenho assim por algum tempo

- Eu te amo, Shin Sung Tae.

- O-oque você di-sse?

- Eu disse que te amo! Como nunca amei ou vou amar alguém. -Seu rosto corou a forma mais fofa o possível, ela respirou fundo e me abraçou

- Eu também te amo, Park Jimin.

E assim foi, nosso primeiro "Eu te amo"! Eu tirei a sorte grande, tenho a garota mais maravilhosa desse mundo! Somente pra mim. Aqui, sozinho com o amor da minha vida, é o melhor presente do mundo. Esqueci por alguns segundos minha vingança... Minha vida... Esqueci o Seok In Ha... Esqueci a Yuri!

Eu amo essa garota, e nada nem ninguém vai nos separar!

- Hey, quer tranzar? -Ela levanta rapidamente , o que tem essa garota?

- Pensei que não fosse perguntar nunca. -Selo nossos lábios e a pego no colo para levá-la para nossa cama

- Não! Vamos fazer aqui! Não tem ninguém aqui, esqueceu?

- Você é mesmo uma pervertida! -Começamos a rir e eu tiro seu biquíni rapidamente

A coloco na rede novamente e tiro minha blusa, abro suas pernas e me encaixo entre elas. Lhe dou um beijo quente e intenso, acarencio todo o seu corpo sem desgrudar nossos lábios. Sinto suas mãos deslizarem por debaixo da minha barriga, desabotuando minha bermuda. Levanto meu corpo e a ajudo a tirar o tecido. Tiro a cueca e fico completamente nu, me encaixo entre si novamente e coloco meu membro por inteiro, fazendo-a gemer. Intensifico os movimentos e uso sua voz falha como motivação. Gozamos juntos depois de um tempo. Foi algo simples e calmo, sem muita malícia, sem tapas, sem sacanagens... Somente necessidade, fizemos amor! Ela não é só sexo, ela é amor...


Notas Finais


Gente ! Eu to meio triste... Eu já tinha escrito o ultimo capitulo,mas eu perdi! Aaaa! Eu perdi tudo! Então demorarei a reescrever novamente
Obrigada pelo carinho e comentem se puderem ❤

Minha nova fanfic: https://spiritfanfics.com/historia/mysterious-boy-9845485 ( yaoi)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...