História Criminal Dream - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jin, Namjin, Namjoon, Seokjin
Exibições 6
Palavras 512
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - 02


Eu me chamo Kim Seokjin e tenho 23 anos. Moro em uma casa pequena com os meus pais, mas ainda assim na área de classe da cidade. Mas não é por causa disso que eu tenho que ser tratado como aqueles garotos mimados daquelas famílias ricas. Por isso eu quero ir morar sozinho. Talvez os tratamentos mudem.

Eu trabalho para a prefeitura da cidade, a única coisa que eu tenho que fazer é levar alguns papéis especiais para cada lugar da cidade que estejam em condições precárias, e aquele prefeito acha que esse tipo de coisa realmente ajuda em alguma coisa.

Mas eu não falo nada. Eu só estou trabalhando e ganhando o dinheiro que eu mereço.

Hoje eu tive que levar os papéis para um lugar realmente ruim. Era como se fosse uma favela, só que bem pior que as outras que eu já havia visitado. Mas mesmo assim, era o lar de várias pessoas, e eu devia respeitá-las e agir normalmente, como eu sempre faço.

Quando cheguei, estava tudo vazio, não havia quase ninguém naquela comunidade, apenas casas de madeira, que de tão fracas, balançavam com o vento.

Avistei uma senhora, olhando para fora da sua casa. Ela parecia preocupada, com uma expressão estranha.

Eu precisava entregar aquele papel, então eu logo me aproximei.

– Boa tarde, a senhora poderia me ajudar?

– Saia daqui, garoto. Você não sabe que aqui é perigoso?

– Perigoso? Me desculpe, mas eu preciso entregar esse papel para alguém daqui. Será que a senhora pode...?

– Me desculpe, garoto... Eu acho melhor não.

– Tudo bem.

Fui andando até achar um grupo de garotos que estavam de costas para a minha direção. Eles usavam roupas escuras de couro, tudo o que eles usavam era escuro.

Eles devem ter ouvido os meus passos, e logo um deles se virou, e os outros se viraram alguns segundos depois.

– Boa tarde. Eu preciso entregar esse papel para alguém daqui.

– Precisa? — Um deles se aproximou de mim. — Por que?

– Eu trabalho no centro da prefeitura da cidade, e eu tenho que trabalhar entregando papéis por lugares precários da cidade.

– E aqui é um dos lugares?

– Pelo que um dos meus responsáveis me informou, sim.

– Você não tem medo?

– M... Medo de quê?

– Me deixe ver isso aqui... — Ele pegou o papel da minha mão.

– Pode ficar com você?

– Em ordem dos responsáveis... — Ele começou a ler. — Não é interessante. — E logo rasgou.

– Por que fez isso? É importante!

– Não ligo. Agora, saia daqui.

– Mas... O papel...

– Ainda está preocupado com o papel, garoto? 

– Era o meu trabalho! — Eu me irritei por não o ter concluído.

– Acha que pode falar com quem nesse tom? Saia daqui!

– Estou indo...

– Ah, e se voltar... — Ele me encostou na parede de trás. — Haverá uma punição. — Ele sussurrou.

– ... — Eu apenas saí de lá, andando rapidamente.

O que tinha acabado de acontecer? Por que ele fez aquilo?

Mas, de qualquer forma, aquele garoto fez alguma coisa.

Quando ele disse aquilo, sussurrando, sua voz soou diferente para mim.

Eu me senti estranho depois. Era algo que eu nunca havia sentido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...