História Criminal In Love - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Beadles, Justin Bieber, Nash Grier, Ryan Butler
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber
Visualizações 74
Palavras 1.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gataaaaaas, mais um pra vocês e leiam as notas finais. Boa leitura.

Capítulo 11 - The beginning


 

— Alô? 

Por que eu liguei? Sei que preciso de ajuda, mas não precisava me rebaixar tanto.

Para Melanie, você só pode contar com algumas pessoas, você não tem uma família pra você ter que recorrer. 

Respirei fundo pela milésima vez e fiz uma certa careta ao ouvir a alta música no outro lado da ligação. 

— Ryan... você tá ocupado? — mordi os lábios olhando em volta e mexi nos fiapos da calça enquanto

— Não muito, por que? O que aconteceu? 

— Não, nada — neguei levemente passando a mão pelo rosto — dou meu jeito, obrigada mesmo assim. 

Finalizei a ligação podendo ouvir ele falar alguma coisa, deixei o celular em cima do sofá e me levantei olhando em volta. 

Lá vamos nós.

Empurrei algumas coisas com o pé pro canto, fui até meu quarto vendo tudo revirado e neguei pondo tudo na minha mala. 

Não iria passar a noite ali, se os assaltantes voltar? 

Não,não, morro só de pensar nisso. 

Entortei os lábios ao ver meu porta retrato quebrado, a única foto que tinha com a minha família e estava rasgada.

Valeu em.

Neguei pondo o porta retrato junto da foto na mala, franzi o cenho ao ouvir umas vozes vim do lado de fora da casa me fazendo me enfiar debaixo da cama as pressas.

— Melanie? — Nash? Como ele... aí caramba.

Sai de debaixo da cama ajeitando a roupa no corpo,cruzei os braços indo até a sala e suspirei baixo vendo os meninos ali analisando a zona que minha casa se encontrava.

— Sempre achei que você fosse mais organizada — ri baixo negando com a palhaçada do Chris e sequei o rosto rápido olhando em volta 

— Vem cá vem — Nash se aproximou me abraçando, retribui o abraço de forma apertada e fechei os olhos voltando a chorar.

O corpo do Nash ficou endurecido quando comecei a chorar, Chris resmungava nervoso com o Ryan que não tava muito diferente e o Justin bom... acho que também estava nervoso. 

Passava a mão pelo cabelo várias vezes, olhava pro Ryan como se quisesse dizer algo e andava em círculos me olhando muita das vezes. 

E eu, bom, eu não co seguia parar de chorar. 

Parecia uma criança de 5 anos chorando, enquanto Nash alisava meu cabelo sem saber muito o que fazer.

— Para de chorar porra, calma — gritou Justin, bem nervoso por sinal.

— Cara,calma — resmungo Chris coçando a nuca 

— Foi mal — murmurei ainda chorosa secando o cabelo — esqueci que não são acostumados com isso 

— Não mesmo, tia Pattie veio morar com a gente a pouco tempo e ela ainda nem chorou — disse Ryan me fazendo rir.

— Vai, cata suas coisas pra gente ir embora — falou Justin saindo de casa com o Ryan indo atrás dele 

— A gente te ajuda — sorriu Nash me fazendo assentir e sequei o rosto voltando pro quarto com eles 

Os meninos zoava minhas roupas na maior parte do tempo, na intenção de me distrair.

E até que estava ajudando, no momento. 

Voltei pra sala pegando minha mochila que estava no chão, acompanhei os meninos pra fora da casa dando uma boa olhada e neguei fechando a porta indo ate os carros. 

— Vai com o Justin tá bom gata? A gente vai passar em um lugar mas já vai com sua mala 

Apenas assenti pro Ryan dando um abraço nele, fui até o carro do Justin entrando no mesmo e suspirei fechando a porta com cuidado.

— Bate pra fechar — assenti abrindo a porta de novo e a bati sem muita força ajeitando a mochila no meu colo

Me encostei no banco encostando a cabeça na janela e fiquei olhando o caminho todo quieta.

Chorando sem nenhum soluço sair de meus lábios, era apenas as lágrimas caindo.

Dei uma olhada no Justin que se mexia no seu acento todo desconfortável. 

É, parece que alguém não sabe lidar com mulheres chorando.

— Não sou acostumado com isso ok? Quando choram comigo é por prazer — justificou me fazendo revirar os olhos 

— Por isso tá solteiro? Não sabe lidar com esse tipo de situação? — ri prendendo o cabelo e passei as mãos no rosto secando o mesmo 

— Não sou solteiro — disse sério me fazendo o olhar na hora, Como assim? — sou comprometido... com todas as mulheres 

— Meu Deus — coloquei a mão na boca tentando não rir alto e escondi o rosto nas mãos quando não consegui parar de rir

Ótimo, crise de riso.

— Para de rir garota — disse rindo, me fazendo negar e abanar a mão na frente do rosto 

Rvirei os olhos como se não tivesse acontecido nada, olhei o Justin vendo que ele me observava com atenção. 

O que era estranho, Não gostava quando ele fazia isso.

Sentia umas coisas estranhas, bem estranhas. 

— O que foi? — entortei a cabeça pro lado o olhando de forma curiosa.

— Nada — negou voltando sua atenção pra estrada.

Encolhi os ombros ficando na minha, assim que passamos pelos portões voltei a olhar pro Justin.

— Pattie sabe que vim? — franzi o cenho vendo ele negar — vai contar? 

— Só amanhã, para de fazer tantas perguntas — saiu do carro me fazendo revirar os olhos e sai logo depois fechando a porta.

O segui pra dentro da mansão fechando a porta, deixei minha mochila no sofá e me sentei no braço do mesmo suspirando. 

Sentia meus ombros latejar, me sentia tão cansada, mas era mais pro lado emocional. 

Olhei Justin de relance que ia até a cozinha, encarei meus pés me lembrando de tudo e escondi o rosto nas mãos sentindo as lágrimas cair novamente.

— Toma — levantei o rosto secando o mesmo podendo ver o Justin parado na minha frente 

Suspirei pegando o copo de sua mão, tomei toda a água que estava no copo e molhei os lábios encarando o mesmo que estava na minha mão vazio.

Senti a mão de Justin segurar meu queixo me fazendo levantar a cabeça pra olha-lo e neguei levemente molhando os lábios.

— Não vou te beijar de novo — joguei logo rindo baixo ao vê-lo revirar os olhos

— Até parece que não quer — se aproximou mais ficando entre minhas pernas e colou seus lábios no meu me beijando. 

Ah, não tem nada demais né? Afinal só estamos nós dois... Pattie dormindo, e os meninos prestes a chegar.

Tem tudo demais sim.

Iria me afastar quando a mão de Justin foi parar na minha nuca me impedindo de fazer o que queria. 

Ah, que se dane. 

Lavei minha mão até sua nuca o puxando mais pra perto, passei minha outra mão pelo seu peito sentindo um sorrisinho crescer em seus lábios. 

Odiava esse sorrisinho, cacete. 

Me afastei um pouco podendo retomar o ar que me faltava, o que não durou muito já que Justin voltou a me beijar me puxando mais contra seu corpo. 

— Justin, os meninos — murmurei entre o beijo tentando lhe empurrar devagar 

Tentando, se me entendem. 

— Eles vão demorar — resmungo mordendo meu lábio e neguei chegando pra trás o impedido de chegar perto novamente — qual foi Melanie?!

— Não quero arriscar — sai do sofá dando a volta no mesmo enquanto ele vinha atrás de mim com um sorriso no rosto — Justin eu to falando sério 

— Eu também 

Neguei rindo olhando em volta, subi as escadas correndo ouvindo os passos dele logo atrás de mim. Abri a primeira sala que encontrei entrando na mesma e fechei a porta vendo que estava encurralada ali. 

Ótimo, tinha que ser a salinha de limpeza, você é muito burra Melanie.

Apaguei a luz chegando bem pro cantinho aonde ficava as vassouras, reprimi o riso ao ver o Justin entrar ali dando uma olhada e logo saiu fechando a porta.

Esperei alguns segundos antes de sair, fechei a porta da salinha dando uma olhada no corredor indo até as escadas internas e desci as mesmas devagar sentindo meu corpo ser imprenssado contra a parede.

— Achei — disse sorrindo e neguei levemente correspondendo o beijo que acabará de ganhar 


Notas Finais


Oi lindas, bem vinda a todas que favoritaram recentemente, espero que estejam gostando. Bom gatas, vim pra dizer que vou tentar passar a postar sempre a essa hora. Por conta da escola e tals.
Queria agradecer a todos, sério, VOCÊS SÃO DEMAIS!!!! fico lendo seus comentários e me acabo de rir, da uma dor no peito por querer postar na hora mas infelizmente o tempo não me deixa. Porém vou fazer de tudo pra postar sempre a essa hora ou quando eu chegar da escola.
Mais uma coisinha, leiam essa fanfic amores,sério, é divina. E não é só porque é minha amiga quem escreve kkkjkkk. Caso se interessem o link vai estar aqui.

Quarto quarenta e Oito: https://spiritfanfics.com/historia/quarto-quarenta-e-oito-7428888.

Bom, espero ver vocês em breve, beijinhos e até mais. Amo vocês.

Contato pra falar comigo:

Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100012497761118

Instagram: https://www.instagram.com/heart5te/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...