História Criminal Love - Imagine Jeon Jeongguk. - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), G-Dragon, Got7, Jay Park
Personagens G-Dragon, Jay Park, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine Jungkook, Jeon Jungkook, Jungkook, Jungkook The Killer Bunny, Sereal Killer, The Killer Bunny
Visualizações 812
Palavras 2.174
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong pessoas, turu bom?!
Mais um capítulo da nossa cheirosa fic... Criminal Love!😍

Estou bem triste e comovida com algo que ocorreu ontem e me deixou bastante decepcionada, o Spirit fanfics INFELIZMENTE excluiu a fanfic do Jimin "I love this baby"...😦😣
Esse foi o motivo de eu não ter postado capítulo ontem, com essa noticia eu não consegui escrever nada... MAS PORÉM!
Hoje na escola conversei com uma amiga minha a qual da várias dicas nessa fanfic, ela ficou bem triste com a notícia e me deu a idéia de começar uma nova fic do Jimin, com outra história!
Eu concordei e achei justo, então significa que EM BREVE novas fanfics estaram no ar, uma do Jimin e do Taehyung! Isso mesmo, você não leu errado! TAEHYUNG!😍
Essa idéia tinha faz tempo com a minha amiga desde o comecinho dessa fanfic, e pras lokas que tem o V como seu bias, ultimate seja lá qual for, terá uma fic dele por aqui!
Comentem o que acharam da idéia, e porfavor não fiquem tristes com a exclusão da fanfic do Chim, não fiquem depressivas que nem eu fiquei, porque o bom ainda virá!😉😘

Outro avisinho rápido é que essa semana agora é a de teste😐, chato né?! Pois é os professores não estão pegando NADA leve e o conteúdo tá bem difícil, significa que TALVEZ não tenha capítulos próxima semana, mas digo logo que irei viajar amanhã e durante á, meterei a mão na massa e vou escrever, alguns capítulos aí vejo pra postá-los na próxima semana!😉

Boa Leitura<3💖

Capítulo 27 - Capítulo 26


Fanfic / Fanfiction Criminal Love - Imagine Jeon Jeongguk. - Capítulo 27 - Capítulo 26

S/n On

Durante todo o percurso minha mente se detinha a pensar naquele menino de mais cedo, o porque? Não sei! Mas algo me diz que ele vai ser bem significante nas nossas vidas... Aish, estou pensando asneira! Ele agora já deve estar em casa agora com sua família á salvo! Porque imagina uma criança como ele, convivendo com criminosos procurados pela polícia, seria algo bem traumatizante pra ele, e mudaria totalmente a sua rotina e personalidade, isso eu não quero pra ele! Mesmo tendo orgulho do que sigo hoje na vida, eu não desejo para as outras pessoas, até porque o que sou hoje não é por minha vontande... como eu falei antes, preferia ser uma pessoa normal que está na faculdade para se formar em algo cujo não arrisca a própria vida.

JK: No que tanto pensa?

S/N: Em nada.

JK: Então por que está tão calada? 

S/N: Porque eu quero, por acaso você manda na minha boca agora?

JK: Nossa, por que está falando assim comigo? Você não é nem um pouco bipolar em?

S/N: Aish, sei lá! É só que minha cabeça tá muito cheia entende?

JK: Entendo sim, mas aposto que não é só isso... - Da uma pausa. - Ruykhi?

S/N: Incrivelmente sim, ele não sai da minha cabeça!

JK: Mas porque?

S/N: Sei lá, eu só tenho uma paixão por crianças! E sinto que Ruykhi é... especial!

JK: Você acha? Pra mim ele é mais um garoto normal!

S/N: As aparências enganam...

Logo após eu ter falado começo a escutar choro e soluços de criança, parece que Jungkook também ouviu pelo jeito que ele está me olhando.

JK: Você ouviu?

S/N: Iria te perguntar a mesma coisa!

JK: Da onde veio? - Ele começa a caminhar olhando aos arredores.

Apenas o acompanho e observo todos os lados, e a cada passo que davámos o choro só aumentava.

???: A-alguém me a-ajuda... porfavor! - Escutamos um grito meio falho.

JK: Espera, está vindo dali! - Ele aponta pra um beco e corremos até ele, chegando na entrada vimos um homem batendo num menino, olho melhor o rosto dele e vejo que era o Ruykhi.

S/N: Ruykhi?! - Quando paro pra pensar vejo o Jungkook já partindo pra cima do homem e lhe dando um bom soco no nariz.

O homem largou Ruykhi no chão, e o mesmo ficou deitado bem encolhido, ele estava soluçando de tanto chorar.

Eu corri em sua direção e me abaixei ao seu lado, ele me olhou pra mim com os olhinhos vermelhos.

RK: Moça... me a-ajuda, porfavor! 

S/N: Claro meu amor! - Pego ele com cuidado e ele gemer de dor, o coloco no meu colo e o mesmo encosta a cabeça no meu peito.

JK: Seu covarde! - Ele agora chutava o homem.

S/N: Jungkook já está bom, vamos embora! 

Ele se abaixou e bateu a cabeça do homem com força no chão, ele não morreu apenas ficou inconciente.

JK: Pra você ficar esperto! - Se levanta e vem até mim.

???: O-obrigado...

S/N: Shii, não fassa esforço, você está muito mal! 

JK: Quem era esse cara, o que ele queria com você?

S/N: O que eu acabei de falar? Que não era pra ele falar, nem fazer esforço!

JK: Certo, mas ele vai ter que responder umas coisinhas depois!

S/N: Vamos pra casa! - Ele assente e fomos em direção de casa que ficava a poucas quadras daqui.

[...]

Estávamos perto de casa, e o tempo já estava escuro acho que é umas 18:00h, e poucas.

RK: Você está me levando pra sua casa moça? - Pergunta me olhando.

S/N: Sim, eu vou cuidar de você! Mas depois procuraremos sua casa, pra eu te devolver á sua família.

Já em frente a casa, peço para Jungkook abrir a porta por eu estar com os braços ocupados, ele abre e dou de cara com todos na sala, assistindo TV bem concentrados, mas quando perbeberam nossa presença deram suas atenções a nós e arregalam os olhos.

JL: Graças á Deus! Achei que vocês estiv- Ela dá uma pausa ao perceber o Ruykhi nos meus braços, aliás todos perceberam e com isso ele escondeu o rosto no meu peito por vergonha e agarrou meu pescoço com os braços.

SRH: Quem é esse menino?

JN: Porque você está com esse menino nos braços?

TAE: O que aconteceu com ele?

???: Quem são essas pessoas? - Ele fala sussurrando. - Estou com vergonha!

S/N: Espera, daqui a pouco eu levo você pro quarto! - Sussurro de volta e ele assente. - Primeiramente onde está o meu pai? E a Pu... Alice!

JL: O seu pai permaneceu no quarto desde que você saiu, e a Alice está amarrada no porão.

S/N: Ótimo, mais tarde eu fasso uma visitinha á ela! - Sorrio de lado. - Desculpem por deixar vocês com dúvidas, mas agora eu preciso ir! - Ameaço a subir o degrau da escada.

SRH: Espera, mas aonde você vai com esse menino?

LF: Porque você veio com essa criança?

S/N: Jungkook responderá as perguntas de vocês!

JK: Eu?!

S/N: Lógico, tem outro Jungkook aqui?

JK: Claro que não!

S/N: Então pronto, tchau pra vocês!

Agora eu realmente subo as escadas sem nenhum interrompimento, chego no quarto e coloco o Ruykhi na cama.

RK: Esse é o quarto de vocês? - Disse admirando o ambiente.

S/N: É o meu quarto, mas como assim vocês?

RK: Seu namorado não dorme no mesmo quarto que você? Que tipo de namorado é esse? 

S/N: - Fico estática. - Olha Ruykhi - Me sento ao seu lado. - Aquele moço o Jungkook, ele não é meu namorado.

RK: Não? - Ele faz feição de confuso. - Mas então ele é o que seu?

S/N: Amigos, nada mais que isso! E aquilo que você viu na praia apenas esqueça e não conte a ninguém, ok? - Estico meu dedo pra ele. - Promete? 

RK: Prometo! - Ele sorri e entrelaça seu pequeno dedo no meu. - Mas como é seu nome moça? eu ainda não sei...

S/N: Ah eu não te contei? É s/n! 

RK: Que nome lindo, igual a dona! - Ele fica de boca aberta.

S/N: Obrigada, você também é lindo! - Sorri, realmente faz tempo que não sorrio tanto como agora. - Mas agora temos que conversar sério, Ruykhi! Preciso saber mais sobre você...

RK: E o que seria?

S/N: Quem era aquele homem que estava te batendo naquele beco?

RK: Ele? Er... meu p-padrasto!

S/N: Padrasto? Mas e a sua mãe?

RK: Minha omma? Ela... morreu...- Abaixa a cabeça.

S/N: Ah me desculpe! Não foi a minha intenção! - Ele assente meio tristonho.

RK: Eu vou te contar a história, bom... eu sou coreano como pode perceber, e eu morei lá á dois anos atrás, pois vim pro Japão com meu padrasto logo após a morte da minha omma, esses dois anos que morei aqui, foram os piores da minha vida! - Escutava atentamente a tudo que ele falava. - Meu padrasto não liga pra mim, implica comigo, ele até me tirou da escola pelo pretesto de uma recomendação da minha professora para uma escola de nível avançado pra mim, mas algo que ele nunca fez foi me bater... algo que ele fez hoje! 

S/N: Eu lamento por tudo mas porque ele estava te batendo daquela maneira?

RK: Hoje á tarde ele me chamou pra passear algo que é bem raro, pois ele nunca fez tal coisa! E por ele sempre me tratar de forma negativa, quando foi comprar sorvete pra nos dois, foi autómatico, eu sai correndo pra fugir dele, simplismente não aguentava a forma que me tratava! Sabe s/n... é bem difícil pra mim, lidar com tudo isso, eu com apenas 7 anos de idade tenho que me virar sozinho praticamente, sem os conselhos de uma mãe, o calor que ela proporciona... isso tudo me faz falta, é muita pressão pra uma criança! - Ele já começava a chorar.

S/N: Calma... - Pego ele no colo e o abraço. - Você está bem agora, vou cuidar de você, fique tranquilo... você não sofrerá mais esse pesadelo, eu juro!

RK: Obrigado s/n, você é um anjo! - Ele beija minha bochecha.

Tadinho dele, mal sabe o que sou... Já matei tantas pessoas, como eu poderia ser um anjo?...

Mas de qualquer maneira, fiquei indignada com a história dele, esse menino é um guerreiro isso sim! Tudo isso é muita pressão pra uma criança como ele que tem apenas 7 anos! Não é qualquer um que aguenta.

E meu coração me diz que eu tenho que ficar com esse menino, cuidar dele, dar o carinho que ele tanto sente falta... Pelo pouco tempo que o conheço, eu já criei um grande afeto por ele e não quero que ele passe pelo mesmo que eu passei, ser criança e não ter uma mãe ao seu lado... é horrível! Claro que o meu caso foi diferente mas de qualquer maneira, eu já tomei a decisão e está tomada! Vou ficar com Ruykhi!

S/N: Mas agora me diga, está sentindo dor? - Eu desfasso o abraço e ele me olha.

RK: Só sinto uma ardência na pele.

S/N: Que tal tomar um banho? - Dou a sugestão.

RK: Mas o que vou vestir?

S/N: Ah cabeça minha, tinha esquecido esse detalhe! - Ele rir. - Já sei, você espera aqui, enquanto eu mando comprarem roupas pra você, ok? Daí quando eu voltar te dou banho e passo uma pomada na sua pele!

RK: Tudo bem, eu espero! - Ele sorri.

S/N: Combinado então, fique aqui já, já volto!

Coloco ele deitado na cama e saio do quarto, desço as escadas e não vejo mais as pessoas que antes estavam na sala, sigo até a cozinha á procura de Jungkook, chegando perto escuto a voz dele com a do Jin, os dois estavam conversando e escutei meu nome no meio da conversa... é errado escutar a conversa dos outros? É, mas estou pouco me fudendo, não vai matar ninguém, ou talvez sim, a mim! A curiosidade!

S/n Off

Jungkook On

Assim que ela subiu as escadas, todos me encheram de perguntas, e todas foram sobre Ruykhi, respondi todas e depois de tudo aos poucos foram subindo pros seus quartos, eu iria fazer a mesma coisa.

JN: Jungkook, espere! 

JK: Você está ai? Achei que também tivesse subido... - Quero evitar um pouco conversar com ele, pois desconfio dele ter visto o selinho que dei em s/n hoje de manhã.

JN: Não eu não subi, ainda não! Antes eu queria conversar com você! - Engulo seco, e tento não transparecer nervosismo.

JK: Sobre o que? Pode falar!

JN: Vamos a um lugar mais reservado! - Ele se levanta do sofá e me chama com a mão, eu o sigo e ele me levou até a cozinha, se sentou em uma cadeira e fez sinal para eu me sentar, eu fiz o mesmo.

JN: Eai?

JK: Eai oque? - Fico confuso.

JN: Abre o jogo, pra mim você não precisa mentir!

JK: Não sei do que está falando! - Acho que sei sim o que ele está falando.

JN: Eu sei sobre você e a s/n, eu vi você beijando ela no quarto! - Eu arregalo os olhos. - Não se preocupe, não sou contra a relação de vocês, muito pelo contrário! Super apoio!

JK: Eu e ela não temos uma relação Jin, você entandeu errado!

JN: Como não? Já disse não precisa mentir pelo menos pra mim não Jeon! Eu já saquei tudo!

JK: Mas eu não estou mentindo, estou falando a verdade!

JN: E porque beijou ela então? Foi sem querer? Aposto que não! Ninguém se abaixa sozinho e posiciona uma boca na outra sem querer! - Ele fala irônico. - E outra que também não engulo essa de vocês dois andando e propositalmente encontrarem aquele menino sendo espancado!

JK: O que você está querendo insinuar?

JN: Que eu não sou cego, aposto que todos viram! O pescoço da s/n estava com marcas de chupões! - Fico estético. - Não venha querer me dizer agora que aquilo foi a Alice que fez durante a briga?! 

JK: Aí, o que você tá querendo me falando isso?

JN: Quero apenas te dar conselhos Jeon, porque sou seu amigo e quero ver seu bem! Apenas assuma que está gostando da s/n, e já estarei satisfeito!

JK: Não é assim Jin! Chegar e simplismente falar que gosto dela, eu não tenho certeza sobre isso!

JN: Se você não tem eu tenho, pode até não perceber Jungkook, mas eu observo tudo e vejo como vocês se encaram, a maneira que ela mede as palavras pra falar com você...

JK: Ela fala do mesmo jeito com todos!

JN: Nada disso, e não teime garoto, eu estou certo! - Diz autoritário.

JK: Ta bom, ta bom... - Reviro os olhos.

JN: Me diga porfavor, a curiosidade está me matando aos poucos, o que exatamente você sente pela s/n?

JK: Já disse que não tenho certeza... eu até gosto dela assim, mas não sei se é algo recípocro, mas também pode ser só um desejo sexual, porque aquela mulher - Me abano. - É um pedaço de mau caminho!

JN: Pois então é melhor você se decidir porque ouvi comentários de que o V hyung está interessado nela...

Quando iria responder algo escuto um barulho bem na porta da cozinha, Jin que estava a minha frante arregala os olhos olhando algo em especifico, me viro e vejo a s/n escorada na porta com os braços cruzados, e sua cara não estava nada boa.

S/N: Atrapalho a conversa de vocês? - Diz bem séria e eu engulo o seco.

ByeBye


Notas Finais


Beijinhos de Toddynho<3♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...