História Criminal Love - •Markson/Jark° - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Markson, Policial
Visualizações 56
Palavras 807
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Hentai, Lemon, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi povo lindo que eu amo, vocês devem ta me odiando :V *pedrada*
Okay, alguns de vcs sabe pq eu demorei, mas outros não. Por isso leiam as notas finais!!!

E mais uma coisa: a fic está acabando ;-;

Capítulo 8 - Bichinho


Fanfic / Fanfiction Criminal Love - •Markson/Jark° - Capítulo 8 - Bichinho

P.O.V. Jackson

 De fato tudo ocorreu bem após a formatura do meu menino. Pensando assim ele parece uma criança – o que não é de tudo uma mentira. A mãe do baixinho é uma graça, ela me chama de Senhor Wang, eu adorei. E apesar de que não tive muito tempo para conhecer a irmã dele, ela me pareceu legal quando chamei as duas antes da formatura.

Mark ainda deve estar dormindo como um bebê, afinal ontem foi uma noite e tanto, não só pela formatura ou pela visita de sua mãe, mas pelo que fizemos depois disso. O filme estava ótimo (N/A: vocês pensaram outra coisa né? Safadeneos...). Eu até faria outra coisa, mas meu bebê parecia muito cansado para aguentar até o final.

E agora ouço passos levianos descendo degrau por degrau coberto de fitas coloridas e confetes. Mark descia a escada com uma camisa minha – bem grande nele por sinal – que cobria parte de suas coxas chegando até um pouco acima dos joelhos e possivelmente apenas uma box por baixo. Estava com sua aparência de quem não dormiu por um milênio e uma careta fofa estampada em seu rosto completamente amassado pelos lençóis. Simplesmente lindo.

- Bom dia meu amor, dormiu bem? – pergunto indo até ele.

- Bom dia, não muito – fiz uma careta por instinto – eu ouvi uns miados bem ao lado de nossa janela a noite toda – continuou soltando um muxoxo emburrado em um biquinho.

- Ah querido, era eu miando no seu ouvido. Meow – digo rindo nasalado.

- Engraçadinho. Na verdade os miados me deram uma ideia, por que não adotamos um filhote? Além de ser uma fofura pode ser também um treinamento pra quando tivermos um bebê. – diz esperançoso.

- É uma boa ideia. Humm... Qual filhote podemos adotar, gato, cachorro, coelho, tartaruga, porco da índia?

- Eu adoraria um coelhinho de porte pequeno.

- Então deve ser esse! – digo e passo meus braços envolta de sua cintura – vamos hoje mesmo ao centro de adoção.

Puxo Mark para um beijo matinal, finalizo com um selinho em suas têmporas e guio-nos para a cozinha.

- O que quer para o café? – indago.

Ele pensa um pouco com o indicador ponderando entre seus lábios e seu queixo.

- Prepara pra mim o que você for comer também. Eu preparo os cappuccinos com bastante creme. – diz sorrindo.

Pego a frigideira no armário e os ingredientes na despensa, ligo o fogão e começo a fritar alguns ovos com bacon. O cheiro inebriante da gordura invadia nossas narinas, o barulho do liquidificador ecoou pelo cômodo quando Mark o ligou. Logo estava tudo pronto em cima da mesa de vidro na varanda. Talvez tenhamos feito algumas mudanças, só talvez...

- Eu gostei da mesa ter vindo aqui pra fora, e você?

- Os móveis podem ficar em qualquer lugar, meu lar é e sempre será você de qualquer maneira. – respondo.

 Ele sorriu e começou a comer, agora que a escola acabou podemos finalmente comer sem pressa, apenas apreciando os olhares carinhosos e os sorrisos trocados entre nós. Parece um sonho pra mim, sabe? O fato de minha vida passada ter sido horrível já não me incomoda mais.

Agosto é o mês no qual os ventos ficam mais intensos, lembrando da região mais fria em que moramos. Eu quero apenas curtir o frio bem agarradinho ao meu amor, assistir um filme de terror embaixo de um edredom com sua cabeça apoiada em meu peito e nossas pernas enlaçadas.

- O diretor me ofereceu um cargo oficial como detetive da polícia civil. Ele disse que seria melhor pra eu resolver casos mais elaborados que exigem um pouco mais de atenção. – disse ele.

- Isso é ótimo, é muito bom mesmo Mark, mas tem certeza?

- Acho que sim, os últimos casos que eu consegui resolver não tinham nada demais. Eu quero trabalhar em algo maior.

- Se é isso que você quer eu te apoio de corpo e alma, você sabe disso. – ele assentiu – E quando começa o novo cargo? – pergunto.

- Na segunda-feira – hoje é sábado – às oito da manhã. – completou.

- Se precisar de ajuda pode me pedir, afinal quem melhor do que um criminoso para achar um criminoso? – digo rindo sem humor.

- Você não é mais um criminoso, é meu namorado, não se esqueça disso. – disse levantando de seu lugar e selando nossos lábios em um beijo apaixonado – E eu amo-te...

§~¨*¨~§

- Ele é tão fofo, que nome podemos dá-lo? – pergunta Mark com a coelhinha no colo.

- O que você acha de Bapsi ou Suka? – pergunto.

- Gostei de Bapsi, e você garota?

 Ela começou a pular pelo sofá e depois em nosso colo.

- Parece que nossa Bapsi gostou do novo nome. – digo sorrindo animado.

 Puxo Mark e Bapsi para meu colo, embalo os dois nos braços e adormeço junto a eles.


Notas Finais


Começando com o pq da minha demora: tem surpresa vindo aí e nesse tempo sem att eu estava preparando ela.
Sinceramente eu comecei essa fic só pra descontrair, não esperava que algum dia ia receber um "continua" ou "nossa eu amo você", sério, foram os melhores comentários pra me fazer seguir em frente. Eu amo tanto vcs agr q me dá um troço ;-:<3

Obrigado mesmo, bjs '3'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...