História Criminal Love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Ravi
Tags Criminal, Navi
Visualizações 337
Palavras 825
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Lemon, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada pelos favoritos amorzinhos
Mais um capítulo pra vcs
Bjks

Capítulo 5 - Flesh


Você quer se atracar comigo, baby E aqui vai uma pequena prévia Você pode dominar o jogo, porque eu sou resistente Eu não costumo sair brincando por aí Quando o faço, enlouqueço.
- Flesh / Simon Curtis





- Te machuquei? - Foi só o que Hakyeon conseguiu falar e Ravi apenas negou com a cabeça hipnotizado com a imagem da boca do garoto tão próxima da sua.

  Os olhares se cruzando e as bocas se aproximando a cada segundo. Por um momento Hakyeon até tentou se afastar, se Ravi não tivesse o puxado de volta e capturado os seus lábios. No começo o beijo parecia simples, mudou na medida que Ravi pedia passagem com língua e Hakyeon sedia sem pensar duas vezes.
 O beijo era viciante na mente dos dois, Ravi conseguia sentir a inexperiência do garoto e isso deixava tudo mais interessante. O beijo se aprofundando fazendo com que fossem em busca de mais contato, Hakyeon embrenhou suas mãos nos cabelos de Ravi e o mesmo passou a apertar a cintura do garoto com mais força. Era possível escutar os estralos das bocas em meio aquele ósculos viciante.

- Hakyeon cadê voc.....- Hongbin chegou se supetão arregalando os olhos assustado com a cena que tinha acabo de ver. - A..gente tem de que ir pro colégio.


- Certo. - Hakyeon já estava de pé, coisa que tinha feito pelo susto assim que escutou a voz de Hongbin. -  Estou indo, Tchau. - Foi só o que Hakyeon conseguir dizer antes de sair junto com Hongbin.




 -  O QUE FOI AQUILO LÁ DENTRO, CHA HAKYEON? - Hongbin chacoalhava o amigo depois de ter parado em um local bem longe de onde estavam. - EU FICO SABENDO QUE VOCÊ FICA SOZINHO COM CHEFE DA MÁFIA E EU RESOLVO TE SALVAR, QUANDO EU CHEGO TE ENCONTRO AOS BEIJOS COM ELE. - Hongbin quase gritava desacreditado.


- Foi sem querer.


- EU BEM VI TEU SEM QUERER. SAFADO VOCÊ HEIN.


- Fala baixo Hongbin. - Hakyeon repreendeu olhando para os lados se certificando ninguém por perto.


- Desculpa, você sabe que quando eu fico nervoso começo a gritar. Mas me diz como foi?


- Como foi o que?


- Os pegas. - Hongbin sorriu com malícia deixando Hakyeon envergonhado e sentindo as típicas borboletas em seu estômago.


- Não foi nada, isso não vai se repetir. Ele é um marginal Hongbin, isso tá errado e isso pode ter sido apenas um brincadeira pra ele. - Disse com uma expressão seria de repente. - Agora vamos, não posso perder aula.



 Perto de onde os adolescentes conversavam antes, estava Eujin que havia escutado toda a conversa dos garotos e estava borbulhando de raiva por saber que seu amado ter tudo alguma coisa com aquele garoto, por mais simples que tenha sido o contato. Achava um absurdo relações entre dois homens e principalmente a gravidez de alguns.
  Mas o homem que amava não, ela nunca deixaria esse garoto se relacionar mais com Ravi, ela teria que fazer algo, teria e iria fazer. Só precisava esperar o tempo certo.


 
 
 - Maldito! Maldito!. - Ravi praguejava por não conseguir tirar Hakyeon dos seus pensamentos. Já havia beijado tentas pessoas, mas nenhuma delas tinha uma boca tão viciante. Ah aquele boca, tão gostosa.
  Dava pra perceber  o quanto o garoto não era acostumado a ficar com alguém, no começo foi retraído mas logo depois se entregou facilmente.
 Se ele seria o primeiro ou não, a única coisa que passava na sua mente era tomar o garoto pra si.

- Ravi? Posso falar com você? - Hyuk entrou na sala de Ravi com um semblante entristecido tirando o chefe de suas devaneios.


- Já que você tá falando, continue. - Respondeu impacinte.


- Você é sempre assim tão chato?


- Consigo ser pior, agora fala.


- Jaehwan....


- De novo criança? Eu já te disse que você é muito novo pra ficar com o Jaehwan.


- Mas eu é que eu gosto muito dele.


- Criança, tenta entender. Jaehwan não é de um, Jaehwan é de todos. - Ravi foi obrigado a ser sincero. Hyuk tinha apenas 16 anos e Jaehwan 20, Hyuk agia como criança em certas coisas, e essa paixão era uma delas.
  Hyuk havia se apaixonado pela pessoa errada, Ravi não tinha a minína paciência com isso mas doía não alma ver o garoto triste pelos cantos, com uma cara que na sua opinião era ridiculamente fofa.

-  Você já teve alguma coisa com o Jae?


- Deus me livre. - Ravi fez uma careta de nojo.- Eu tenho bom gosto.


- Ei! Jae é uma pessoa maravilhosa.


- Tá bom, agora desaparece da minha frente, eu não aguento mais olhar pra tua cara.


- Você não consegue ser um pouco amável?


- Você não consegue ficar sem fazer perguntas desnecessárias, peste? Sai da aqui.
 Assim Hyuk saiu resmungando enquanto Ravi bagunçava os cabelos por conta da volta de seus antigos pensamentos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...