História Criminal Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook
Exibições 9
Palavras 886
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura. ❤

Capítulo 2 - Sobre Jimin encontrar Jungkook


Já eram quase uma da manhã, quando Park  chegou com a garota em casa. Pararam em um fast food 24h, e comeram dentro do carro mesmo.
         Sun entrou em casa, com Jimin logo atrás. ㅡ Você vai me deixar gorda Jimin.ㅡ Falou referindo-se a refeição gordurosa que comeram.ㅡ Puxou o mais velho, e o beijou. Um beijo calmo, mas Jimin não intensificou; apenas cessou e sorriu fraco. Subiu até o quarto deixando a garota na sala. Não tinha desejo algum em beijá-la, queria apenas tomar um banho e relaxar.  Se dirigiu até o banheiro,  entrando no mesmo; encarou sua face cansada no reflexo do espelho e suspirou lento. Despiu-se e entrou no box, rodando o registro do chuveiro deixando que a água morna molhasse seu corpo.
      Suspirou alto. Não demorou para que terminasse seu banho, e saísse do banheiro vestindo uma roupa leve. Jogou-se na cama e encarou o teto por alguns minutos, antes de dormir sem ao menos esperar Sun.
    O sol já brilhava lá fora avisando que o dia já havia chego; o celular de Park tocava alto, maldito despertador. Abriu os olhos devagar apalpando a cama atrás de Sun, e ficou surpreso ao não sentir o corpo da garota ali. Levantou-se da cama e foi até o banheiro fazendo suas higienes. Depois de sair do local foi até seu guarda roupa, pegando seu uniforme e vestindo.
    Desceu as escadas procurando pelas chaves do carro, mas a única coisa que encontrou foi sua noiva deitada no sofá com uma fotos dos dois na mão. Sorriu nasalado e pegou uma manta que estava na poltrona e a cobriu.
   ㅡ Já está indo, Jiminnie? ㅡ Sun falou manhosa, com a voz levemente rouca.
 ㅡSim, amor. ㅡ O mais velho falou calmo.
 ㅡFica aqui comigo. ㅡPuxou Jimin para si, fazendo com que o mesmo deitasse ao seu lado.ㅡSó um pouco... estou com saudade, Jimin.
   ㅡTambém estou, mas tenho que ir. - Falou já se levantando.
   ㅡAs vezes, penso que não me ama mais.
  ㅡ Pensa errado. Tchau, Sun.
  ㅡTchau nada Park Jimin! Você nem ao menos me beija mais, o que está acontecendo? O que eu fiz?
 ㅡSun Hye, sem discussões. ㅡ Pegou as chaves do carro e saiu de casa batendo a porta. Jimin odiava intrigas ou discussões, por isso era policial.
 ㅡJimin! Volte aqui, eu não aguento isso, vou voltar para a Inglaterra! ㅡ Ela gritou para ele que já estava no carro.
Lá estava ele dirigindo até o trabalho.
Sun dizendo que ia embora não saía de sua cabeça. Ele sabe que ela tem coragem de ir, mas sabe que seu coração é fraco e ela voltaria correndo para ele dois dias depois dizendo que não aguenta a saudade. Ele conhece bem sua esposa, sabe muito bem com quem se casou.
Livrou-se desses pensamentos fúteis e voltou sua atenção para o trânsito, não queria bater o carro, seria mais um problema.

~  •  ~

Deu graças a todos os deuses por as pessoas estarem calmas hoje e não terem saído na rua para cometerem seus crimes diários. Estranhou o fato de não ter 20 ligações da Sun em seu celular e um fio de medo percorreu seu corpo, e a mínima possibilidade da mesma ter ido mesmo para Inglaterra.
 ㅡAté amanhã, Namjoon. ㅡ Falou para o amigo, já saindo do local.
ㅡ Até, projeto de gente. ㅡO mais velho brincou com o garoto mais baixo.
Gritou um "idiota" em resposta e entrou no carro, logo, ligando o mesmo e indo fazer o mesmo caminho de sempre, de volta pra casa. Aquilo tudo era exaustivo para Jimin, o loiro tinha a mesma rotina todos os dias, apenas trabalhava, dormia, transava com Sun vez ou outra e ia trabalhar novamente. Era algo rotineiro e já estava se cansando.
Parou em um sinal vermelho e checou o celular novamente, e como as outras vezes, nenhuma chamada. Em seu relógio já marcavam 22h37 e na rua não tinha um gato pingado. Park, Park, tão ingênuo. Cerrou os olhos e tentou entender o que se passava em um beco ali perto. "O dia foi muito calmo pra não acontecer nenhuma merda." Pensou.
 Parou o carro mais na frente e saiu do mesmo, batendo à porta com força para que o tal delinquente notasse sua presença.
Ei, garoto. Você sabe que não pode pixar essas paredes, não sabe? ㅡ Falou entrando no beco meio escuro, iluminado apenas por um poste de luz amarela. Sua arma já se encontrava na cintura caso o garoto quisesse tentar algo.
- E quem liga? - O garoto virou-se para si e Park pôde observar seus traços. Sua pele era tão branca quanto neve, seus olhos negros e seus cabelos escuros que destacavam na sua pele. Porém, algo lhe chamou mais atenção, as vestes do garoto. Sua saia de pregas rosa bebê e uma blusa de banda de Rock internacional preta, e nos pés  uma bota coturno preta, também.
 - Você precisa ligar, isso é um edifício público. - Falou referindo-se à prefeitura.
- Tá bom, e o que vai fazer? Me prender? Estou morrendo de medo. - E virou-se para pixar algo indecifrável para Park.
 - Qual seu nome garoto?
 - Não interessa.
 - Qual o seu nome garoto? - Perguntou novamente, mexendo o maxilar.
 - Jeon.
 - Jeon o quê?
 - Jeon Jungguk.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...