História Criminal Love (Segunda Temporada) - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Violetta
Tags Fbi, Jorge Blanco, Jortini, Máfia, Martina Stoessel, Violetta
Exibições 95
Palavras 807
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 52 - 20 - Só não estrague tudo.



Alba : Não, ela nunca deixou isso claro. A Alisson é apaixonada pela Mercedes, mas a Mercedes é incapaz de amar alguém além dela mesma.

Jorge : Nisso nós concordamos. - Sorriu. - Bom você falou que a Mercedes tem ajuda que uma pessoa poderosa, você não tem um nome ? Ou alguma pista do que eles podem querer ?

Alba : Desculpa. - Suspirei. - Eu disse tudo que sabia, juro Jorge.

Jorge : Eu acredito em você, agora pode se retirar. - Sorriu.

Não falei nada apenas sai do seu escritório o mais rápido possível, a presença do Jorge me deixava entimidada.

Estava tão destraida voltando para o quarto da Cande, que acabo esbarando em um corpo e caindo desajeitadamente no chão.

Facundo : Você está bem ? - Notei que ele se controlava pra não ri.

Alba : Claro, eu adoro tanto esse chão. - Facundo gargalhou. - Você não gosta dele ?

Facundo : Esse com toda a certeza é meu chão favorito. - Sorriu ao parar de rir, e estendeu a mão pra me ajudar a levantar.

E nesse exato momento o puxei pra baixo o fazendo cair no chão comigo. Foi inevitável segurar a risada, fazia bastente tempo desda última vez que eu tinha sorriso assim. Acho que aos poucos posso me acostumar a esse nova casa.

(...)

Por Martina.

XXXX : Bem vindos ao hotel Carvalhos. - Sorriu a atenção do hotel.

Depois de uma exaustiva viagem, tento que suportar a Tore flertando com o Jorge no avião finalmente tínhamos chegado na Califórnia.

Chris se aproximou do balcão, para acertar sobre as nossas reservas, voltando com 2 chaves.

Chris : Bom aparentemente, aconteceu algum problema no sistema e só reservaram dois quartos. Quem vai ficar no quarto de quem ?

Tore : Eu posso ficar no mesmo quarto do Jorge. - Sorriu. Senti uma vontade incontrolável de socar a cara dela mas me contive.

Martina : Eu fico no mesmo quarto com o Jorge. - Sorri sem humor. - O Jorge parece uma britadeira, roncando.

Tore : Eu não me importo. - Sorriu olhando pro Jorge.

Martina : Mas eu sim. - Notei Jorge com um sorriso gigantesco de debochado nós lábios. - Eu me acostumei a dormir com o barulho do ronco do Jorge, se ele não estiver roncando eu não consigo durmir.

( ... )

Depois de rebater todos os argumentos, de Tore sobre ela ir durmir no mesmo quarto que o Jorge finalmente ela se deu por vencida e foi para o quarto com o Chris.

Assim que eu fechei a porta do quarto, lá estava o Jorge sorrindo igual idiota.

Jorge : Martina, nós dois sabemos que eu não rouco. - Sorriu ainda mais.

Martina : Como você pode saber ? - Revirei os olhos. - Você está dormindo.

Jorge : Isso tudo foi uma desculpa pra Tore não ficar no mesmo quarto que eu. - Riu convencido.

Martina : Não seja idiota Jorge, se você podemos trocar agora mesmo. - Sorri. - aí eu vou durmi com o Chris. - Vi Jorge desfazer o sorriso.

Jorge : Não, vamos deixar assim mesmo.

Martina : Foi o que eu pensei. - Sorri convencida. - Bom agora vou trocar de roupa.

Jorge : Qual o problema com essa roupa ?

Martina : Eu vou ir pra piscina Jorge. - Revirei os olhos.

Jorge : Achei que íamos investigar, não tomar banho de sol.

Martina : Você é tão burro Jorge Blanco. - Bufei. - Um dos caras mais importantes do FBI está nesse hotel, só por isso viemos pra cá. Eu vou dar um jeito de ir falar com ele.

Jorge : É precisa ser de biquíni ? - Respirou fundo.

Martina : Não, pode ser pelada também. - Jorge fechou a cara.

Jorge : Acho biquíni uma boa ideia. - Me segurei para não sorrir com a imagem de um Jorge com ciúmes.

( ... )

Eu estava esperando o elevador abrir, quando vejo Jorge ao meu lado.

Martina : Oque está fazendo aqui ?

Jorge : O mesmo que você, investigando sabe, desaparecimento do Pablo. - Revirei os olhos.

Martina : Aqui Jorge, do meu lado.

Jorge : Esperando o elevador. Eu vou pra piscina com você.

Contei até dez, respirei fundo e olhei pra ele.

Martina : Como eu sei que você, não vai embora se eu mandar. - Ele fez um sinal de positivo com a cabeça. - Só não estrague tudo.

Antes que ele respondesse, a porta se e nós entremos no elevador. Tudo estava normal até o elevador simplesmente parar no segundo antes. Um andar abaixo do nosso.

Jorge : Tini, eu acho que o elevador estragou. - Me olhou

Martina : Sério mesmo Jorge ? E você notou isso sozinho foi ? Meus parabéns gênio. - Bufei de raiva e me joguei em um canto do elevador.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...