História CRIMINAL MINDS - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Dylan O'Brien, Justin Bieber
Exibições 20
Palavras 642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Festa, Hentai, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - 1 • You came Back


Fanfic / Fanfiction CRIMINAL MINDS - Capítulo 1 - 1 • You came Back

Claire Mitchell • POV

Acordei exausta, trabalhar em um restaurante e ser explorada pelo chefe para manter seu bem estar e não ir morar de baixo da ponte não é fácil.

Sou obrigada a abrir e fechar o restaurante cinco vezes por semana, sorte eu ter Dylan comigo. Ele é um anjo na minha vida.

— Bom dia, amor. — Dylan deixou um beijo nos meus lábios e apertou minha coxa com força.

— Bom dia. — Disse meiga passando a mão em seu rosto com delicadeza.

— Hoje eu não vou poder te buscar no restaurante, tenho coisas para fazer. — Assenti, nunca perguntei sobre o trabalho do Dylan. Ele nunca gostou de responder perguntas sobre ele.

— Tudo bem. Mais pode me dizer o motivo? — Perguntei olhando para ele esperando a resposta mais grossa possível.

— Nada demais. Apenas negócios. — Ele sorriu e foi para o banheiro.

Comi o delicioso bolo de cenoura coberto com chocolate da minha mãe e fui me arrumar, já estava atrasada.

Coloquei um vestido preto curto e apertado, ele era aberto nas costas e colocou um salto vermelho. Prendi meu cabelo em um rabo de cavalo e fiz uma maquiagem clara.

— Tchau. — Dei um beijo nele e assenti um tapa na minha bunda quando estava saindo do carro.

Abri o restaurante e organizei as mesas, em pouco tempo estava tudo lindo como sempre.

— Bom dia Claire. — Melissa sorriu quando entrou e nos cumprimenta-mos. — Você Soube?

— Do que? — Olhei para ela.

— Bean disse que hoje vai vim um cliente muito importante e ele quer que você deixe tudo as mil maravilhas. — Bufei.

— Por que eu tenho que fazer tudo aqui? — Resmunguei nervosa.

— Você nunca percebeu? — A olhei assustada — Quando homens babacas querem que você eles meio que te tratam como lixo.

— Como você: babaca! — Disse arrumando a droga da mesa no centro do grande salão.

• • •

Passou um bom tempo e o restaurante estava cheio, Bean como sempre do meu lado e a sua mão entrelaçada na minha cintura. Agora eu entendi bem o que Melissa estava querendo dizer.

Era meia noite e nada do grande cliente do Bean aparecer, acho que era mais um milionário que escolheria um restaurante melhor.

— Ele chegou. — Disse Melissa apontando para a porta e fui até lá.

NÃO ACREDITO!

Olhei Ryan, Chaz e Chris entrando de terno e gravata. Logo depois Justin.

Meu corpo pesou e eu não acreditava que eles estavam na minha frente, puta merda.

— Você atende eles. — Bean disse no meu ouvido e depois saiu.

Meu corpo congelou.

Seus sorriso desapareceram quando me viram, principalmente do Justin.

— Me acompanhem. — Disse gaguejando e andando pelo salão.

Eles se sentaram na mesa e me olharam, eu apenas Sorri de lado e dei o cardápio depois quase sai correndo de lá.

— Claire. — Ouvi Justin me chamar.

Forcei meu punho com força e me virei indo de volta até eles.

— Traga quatro cervejas. Por favor. — Sorriu me entregando o cardápio.

Blizze dizendo "por favor"? Com certeza esse é o fim dos tempos.

— Claro. — Disse andando devagar até a bancada e pegando as cervejas mais cara que temos.

— Claire. — Dylan veio até mim me puxando para fora do restaurante.

— Dylan o que foi? — Não entendi nada.

— O que você está fazendo aqui com o Bieber? — Ele olhou em volta como se estivesse procurando alguém.

— Eu estou trabalhando Dylan, não está claro? Eu não tenho culpa se ele está aqui. — Só de pensar na cena que vi e ele me olhando me dava calafrio.

— Vamos embora. — Entramos no carro e ele cantou pneu.

Eu não entendi nada.

O quê está acontecendo?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...