História Criminal Minds - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Ação, Aventura, Barbara Palvin, Criminal, Drama, Gangster, Justin Bieber, Mistério, Suspense, Violencia
Visualizações 27
Palavras 960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amores! primeiramente, queria dizer que vou soltar dois capítulos hoje e segundamente queria informar que demorei por que fiquei sem internet.

Bom, Boa leitura amores.

Capítulo 7 - Rain and thunders


Fanfic / Fanfiction Criminal Minds - Capítulo 7 - Rain and thunders

Amor, dizem que é um sentimento lindo, fundamental, inexplicável. Mas que sentimento é esse? Que no inicio parece ser doce, depois se torna amargo. 

— Desconhecido apaixonado. 

 

Uma semana depois

 Estava sentada na minha cama com Justin enquanto procurávamos algo sobre John pelo notebook e em algumas papeladas que pedi para que meus homens providenciasse. 

Estava um dia chuvoso, já era exatamente 10:00pm e estávamos desde manhã tentando encontrar alguma pista de onde John estava, mas era falho. Tudo oque John fazia era calculado, seus métodos se diferenciavam, seus roubos eram em lugares diferentes com métodos diferentes que se não prestassem atenção nos mínimos detalhes nem perceberiam que foram feitos pelo mesmo homem, traçamos um perfil de onde John poderia estar de acordo com os seus roubos mas não levava a nada, pois ele sempre fazia a volta, como se tivesse andando em círculos. 

- Não achamos nada hoje mas amanhã procuraremos novamente. - Diz Justin olhando para a porta de minha varanda.

 O tempo estava piorando, as luzes das ruas haviam acabado e barulhos de trovões se misturavam com o barulho de chuva, a rua estava apta para um filme de terror. 

- Já vou embora, os meninos devem estar me esperando para sairmos. - Justin se levanta da cama, colocando sua Jaqueta que estava jogada na cadeira.

- Vocês saem com essa chuva? - pergunto recebendo um sim de Justin, arrumo as coisas que estavam em minha cama colocando dentro da gaveta do criado muda que era fechada com chaves, logo levo um susto com o barulho ensurdecedor de trovão que acabará de ecoar pelo quarto. 

- Justin? -  O chamo fazendo ele se virar para me encarar. - Você poderia dormir aqui essa noite? - faço uma pequena pausa. - Comigo? - continuo, pergunto receosa da sua resposta. - Se não quiser eu entendo, você tem que sair com seus amigos, e.. - digo sem jeito pela pergunta de minutos atrás, sendo interrompida por Justin, que não me permite terminar de falar oque estava falando.

- Tudo bem, Megan! Eu fico. - Diz Justin sorrindo para mim, retribuo o sorriso e vou até meu closet me trocar para dormir, ambos haviam acordado cedo e estavam exaustos, pelo menos eu estava. 

Volto para meu quarto arrumando a cama e me deitando na mesma. Encaro Justin que continuava de pé aonde estava exatamente a minutos atrás porém sem sua Jaquete. Bato no lugar vago na cama ao meu lado, como um convite para ele se deitar. Recebo como resposta Justin caminhando até mim, entendendo o recado, tirando os sapatos e deitando em seguida se cobrindo com a coberta que cobria também o meu corpo.

As luzes de meu quarto estavam acessas, me aproximo de Justin deitando em seu braço que estava repousando no travesseiro, levanto meu rosto para olha-ló e sorrio, abaixando o rosto afundando o mesmo em sua blusa. Mais um ensurdecedor barulho de trovão ecoa pelo quarto, com o pequeno susto abraço Justin e escuto uma risada.

- Tem medo de trovão? - Justin me pergunta fazendo levantar minha cabeça novamente para encarar-ló. 

- Logico que não, é que - não deu tempo de terminar de responder, logo a luz acaba e mais uma vez abraço Justin com o susto que havia tomado. - Ai meu deus - Exclamo.

- Medrosa! - Justin diz brincalhão rindo, estava tudo escuro mas sabia que tinha um sorriso maravilhoso formado em seus lábios. 

- Cale a boca, Bieber. - Digo me deitando novamente só que dessa vez em seu lado, Sinto Justin se mexer na cama para se arrumar e logo voltar a deitar. 

Fecho meus olhos e abro quando sinto novamente a cama se mexer. Volto a fecha-lós novamente mas volto a abrir ao sentir sua respiração próxima de meu rosto, estava tudo escuro mas pela aproximação conseguia ver o rosto de Justin, olho em seus olhos e mordo o lábio inferior por mania,  sinto o rapaz se aproximar mais ainda,  sem tirar meus olhos dos seus pergunto em um sussurro. - Oque foi, Justin? - espero por sua resposta mas recebo um silencio.

Ao ver-ló se aproximar ainda mais, preenchendo todo o espaço que havia entre a gente, abro minha boca para dizer algo mais nada sai, desço meu olhar de seus olhos para sua boca, vendo a mesma se aproximar, E logo sinto seu beijo. 

A mão de Justin percorria pelas laterais de meu corpo as vezes me fazendo arrepiar com o contato de sua mão fria com minha pele quente. 

O beijo de Justin que era calma se torna algo intenso, o fazendo subir em cima de mim sem colocar todo o seu peso. Parto o beijo por falta de ar, abrindo meus olhos e fitando o par de olhos cor de mel que estavam em minha frente. 

Viro Justin pela cama, logo subindo em cima de seu corpo, vejo ele ficar surpreso mas logo sorrir, E volto a beijar-ló, ajudando Justin a tirar minha regata com rapidez.

Justin me vira pela cama me fazendo ficar por baixo partindo o beijo, e levando a sua boca até meu pescoço, fecho os olhos soltando um gemido fraco ao sentir o chupão que ele deixou ali.

Abro meus olhos para encarar Justin que descia com os beijos. 

Beijando cada parte do meu corpo. Agarro em seus cabelos quando Justin para seu rosto a frente de minha intimidade, onde coloca o short juntamente com a calcinha para o lado, passando a linguá pela região me fazendo levantar meu corpo pela surpresa.

 

Talvez amanhã eu me arrependeria disso. 

Mas no momento não ligava para mais nada.

Era apenas eu e ele naquele quarto.

E além dos meus gemidos o único som mais alto 

Era o som da chuva e dos trovões. 


Notas Finais


Quero pedir desculpas pelo capitulo pequeno, mas como eu sempre Digo: Eles são essenciais. Bom, amores. Estou com algumas ideias para outras historias e vou começa-lás. Mas não irei abandonar nenhuma historia minha.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...