História Criminal Possessive - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber
Tags Drama
Visualizações 104
Palavras 1.729
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláaaa Amoras e Amores!!
Tudo bem com vocês?
eu espero muitooooo que sim!
Hoje têm.... CÁPITULO!!!
UUUUUHULL
cara hoje a jiripoca vai piar.
espero que gostem, leiam as notas finais e beijos grande!

Capítulo 15 - Sinal Verde


Fanfic / Fanfiction Criminal Possessive - Capítulo 15 - Sinal Verde

-Acho que agora podemos conversar.

Digo e ela continua de cabeça abaixa até que pergunta:

Meg: - por que eles vieram atrás de mim e por que está querendo me iludir?

Você acha que eu ficaria com alguém como você?

Você me dá medo, eu vou mudar o local de residência o mais rápido possível, você me enganou Justin!

Fala de forma fria e dura e isso me causa uma surpresa.

Justin Bieber P.O.V

Eu olhei para a mesma sem reação alguma; eu a iludi? Ela tem medo de mim. Tentei me levantar, mas minha cabeça deu uma pontada forte e eu cai sentado novamente no sofá; coloquei minhas mãos na cabeças e grunhi puxando meus cabelos, minha cabeça doía e as palavras dela rodando minha mente com sua voz chorosa e raivosa:

- Você acha que eu ficaria com alguém como você?

- Você me dá medo!

De olhos fechados tentando amenizar a dor me levantei novamente cambaleando como se estivesse muito bêbado, mas cai novamente no sofá.

Até que escuto sua voz me perguntando:

- Você está bem?

Abro os olhos e fecho várias vezes para focar o olhar na mesma que me olha assustada e preocupada??

E digo: - estou bem, apenas me deu uma dor na cabeça, mas já passou. Digo tentando soar convincente.

Quando sinto ela me empurrar, sentando no meu colo rapidamente e checando minhas pupilas e pulsação, e respiração.

Fico a observando e ela se dá conta que está em cima do meu colo e tenta sair; mas eu seguro sua cintura e digo:

Olha nos meus olhos que vou te falar umas coisas:

Ela estava de cabeça baixam mais trava o olhar no meu.

Primeiro: naquele dia do refeitório, quando a vadia da Tiffany, me beijou e eu a empurrei, se você não tivesse saído correndo iria ver.

Segundo: eu não estou tentando te iludir, eu realmente sinto algo por você e quero te proteger e te fazer minha.

Terceiro: eu sei que está com medo de mim, pois vejo em seus olhos, mas saiba que jamais te machucaria e eu só quero te proteger e saber que você está bem e segura. Se qualquer filho da puta se quer encostar um dedo em você, ele morre.

Quarto: sou um traficante sim. Mato? Sim, mas só mato pessoas que são ruins para sociedade como ladrões e matadores. Roubo? Sim, mas roubo pessoas que roubam as outras, como governadores e deputados. Chega realmente a ser irônico eu matar e salvar vidas. Mas infelizmente tem que ser assim.

Quinto: eu não quero que vá embora, por favor eu não vou deixar mas ninguém te machucar se não quiser nada comigo eu entendo mas por favor não me tira a oportunidade de saber todos os dias que está bem.

Terminei de falar e ela ficou calada me observando quando do nada disse:

- Você está dizendo que a culpa do sequestro é minha?? Deveria ter ficado né, para eu ter visto aquela cena ridícula e bater palmas de emoção. Desculpa tá na próxima vez faço isso! Disse com ironia tentando sair do meu colo mas forcei minhas mãos ali e falei:

- Expus o que sentia aqui e você só entendeu isso?

Olha nos meus olhos e me diz que não me quer!

Exclamei.

Se você disser isso; nunca mais lhe dirijo a palavra e só te tratarei como uma aluna minha, estou aqui praticamente implorando para você ficar, eu te quero você não vê?

Esses dias que você passou desaparecida, eu não dormi, eu te procurei como um louco, não quero que ninguém te machuque. Fica comigo? Seja minha?

Terminei chegando a centímetros da sua boca e ela fechou os olhos, rocei meus lábios nos dela: - seja minha? Diz que quer ser minha.

Ela abre os olhos e diz:

- Posso me arrepender amanhã ou depois, mas agora eu quero ser tua, nos faz um e me faz sentir mulher hoje.

Isso foi o sinal verde para eu avançar em seus lábios e começarmos uma batalha sensual. Emaranhei minhas mãos em seu cabelo e ela puxou os meus e me deu uma rebolada fazendo o Jerry dá sinal de vida e ser bem cavalheiro (se é que você me entende); me levantei a joguei no sofá ficando por cima e continuamos os amassos, deixei sua boca indo para seu pescoço, deixando leves mordidas e chupões, sua pele tinha cheiro de morango, fui descendo os beijos para seus ombros, parei e fiquei observando seu rosto um pouco rosado, seus lábios inchados e a boca entreaberta; eu não tinha parado para observar o quão linda ela ficou com minhas roupas e gostaria que ela as vestisse mais vezes. Afastei esses pensamentos e tirei a camisa/ vestido que estava e levantei meus braços para ela tirar a minha.

Observei seus seios durinhos e pequenos com os mamilos e rosados, passei o polegar no bico e ela se remexeu em baixo de mim arrancando gemidos de ambos pelo contato de nossas intimidades. Me aproximei novamente encostando meu peito no seu e esse contato me fez sentir como uma carga elétrica estivesse passando pelo meu corpo. Começamos as nos esfregar literalmente e eu estava simulando uma penetração, dando bombada fortes.

a peguei em meu colo e fui em direção a escada, ela puxou minha nuca e subimos nos beijando lentamente; chegando no meu quarto abri a porta e a fechei com o pé, não ligando para o barulho  que ia fazer com o empurrão que dei. A deitei delicadamente na cama e fiquei por cima, mas sou surpreendido por ela me empurrando e ficando por cima e puta que pariu nunca vi uma cena tão sexy, ela me olhava com um olhar inocente, mas seu sorriso era safado; nunca pensei que existiria uma combinação tão linda.

Ela passou a mãos pelo meu peitoral e seguia suas mãos com o olhar, começou a dar leves reboladas em cima do meu pau e eu estava mordendo os lábios ela começou a acelerar a reboladas e jogou a cabeça para trás e se continuasse assim iria gozar logo, mas quero gozar dentro dela.

A joguei para o lado e subi nela indo direto para seus seios, abocanhando um e rodando polegar no outro, ela soltava gemidos pequenos e suspiros. Troquei de seios e ela esgueirou suas mãos para minha calça, abrindo o zíper e com ajuda de seus pés tirou minha calça até meus pés. Eu saí de cima dela e tirei a calça e a cueca, ela arregalou os olhos levemente e eu brinquei pegando o Jerry e balançando dizendo: -oi!  Ela caiu na gargalhada, sua risada é muito engraçada, é uma mistura de foca entalada com cachorro chorando. Eu voltei para a cama e a beijei o meu pau roçava na sua barriga e ela ia o pegar, mas eu segurei a sua mão e fui com os lábios nos seus ouvidos perguntando:

-Você quer que eu chupe sua bucetinha?

Quer que eu passe a língua lentamente no seu clitóris?

- Uhum.

Ela responde e aperta meus braços.

Vou beijando cada pedacinho do seu corpo, dou lambedelas e chupões na sua barriga e coxas. Chego finalmente na sua vagina a beijando literalmente, passei a língua, chupei, masturbei e a cada coisa a ser feita ela ia aumentando o tom dos gemidos até que ela gozou gritando meu nome e tremendo. Esperei ela descansar um pouco deitando do seu lado e ela subiu por cima de mim dizendo: - Agora é minha vez.

Sentou gostoso em cima de mim e começou a me beijar lentamente por todo meu corpo até que chegou na minha virilha passou os lábios da base até a cabeça, beijou e chupou minhas bolas até que chegou na cabeça dando sugadas curtas só na cabecinha, abocanhando logo a seguir e me fazendo ficar surpreso... onde ela aprendeu isso?

Ela intensificou e minhas mãos foram para seus cabelos, fodia sua boca e ela não engulhava ia até sua garganta e ela me recebia perfeitamente.

Ela me tirou parcialmente da boca me chupando e masturbando foi aumentando a intensidade até que eu gozei na sua boca grunhindo, chamando por seu nome e dizendo coisas safadas e ela como uma boa menina engoliu todo meu leite como uma criança faminta

Ela deitou do meu lado limpando os cantos dos lábios com o dedo os colocando na minha boca para eu sentir o meu gosto.

Subo em cima dela e pego meu Jerry passando em sua bucetinha, ela solta gemidos manhosos e eu digo: - posso?

Meg: - Vai doer muito?

Me pergunta com medo e eu respondo: - no começo vai doer um pouco, não vou mentir, mas vou devagar e se você quiser que eu pare é só dizer ok?

Ela assente; me posiciono em sua entrada e vou empurrando meu quadril lentamente, ela aperta meus braços com força e morde os lábios com os olhos fortemente fechados. Chego ao final e paro; ela suspira dolorosamente e eu estou lá parado esperando ela dizer que posso continuar ela me olha novamente me dando autorização para sair e eu saio e entro de vagar novamente e cada vez que eu saio ela parece mais apertada que antes.

Faço isso várias vezes até ela se acostumar com meu cumprimento e largura, aos poucos seus gemidos vão se tornando mais ousados e ela chama meu nome de forma sexy, me pedindo para ir mais rápido. Nossos corpos tem o encaixe perfeito e a melhor sintonia.

Somos, mãos, bocas, pernas, quadris, somos 2 em 1 e essa eletricidade vem dela e vai para mim e vise versa, somos fogo e desejo a fiz mulher e serei o único a tal proeza.

Chegamos a nosso ápice cansados e suados. Depois da primeira tivemos mais 3 round e nossa, essa mulher é um espetáculo. Se for realmente ela a candidata perfeita para ser um dia a Sra.Bieber, eu serei muito sortudo pois ela é foda na cama.

Acabamos dormindo assim mesmo, nus com lençóis bagunçados mais eu estou muito feliz, a minha princesa está deitada no meu peito e eu a fiz cafuné até a mesma dormir.

- Você é minha e ninguém vai pega o que é de Justin Bieber.

Dormi calmo como em dias não consegui e acordei com beijos por todo o rosto.

Continua???

Leiam as notas finais. <3 *-*

 

 

 

 

 


Notas Finais


Oi meus amores e ai, como vocês estão?
- eu estou bem ( na medida do possível) kkkk
espero que estejam maravilhosamente bem.
enfim, o que acharam do cápitulo?
digo de antemão que não se enganem com o Jubs fofinho kkkk tenho planos para ele.
efim espero que tenham gostado e boa noite, amo vocês e até o próximo capítulo. <3 <3 *-*
se quiserem me conhecer e melhor me sigam no twitter e instagram e coloquem: vim do Spirit que sigo todos de volta. adoraria conhecer vocês. vou colocar o link dos dois aqui:
Twitter: https://twitter.com/KarinaJerry25
Instagram: https://www.instagram.com/karinasilva_18/
ATÉ O PRÓXIMO CÁPITULOOOOO TÔ FELI, MUITO FELIZ!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...