História Criminal Revenge - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Bissexualidade, Colegial, Drama, Gay, Hetero, Heterosexualidade, Homessexualidade, Mpreg, Romance, Suspense, Tragedia
Visualizações 30
Palavras 2.814
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Antes de ler favoritem, bjs boa leitura

Capítulo 4 - Eu quero


Fanfic / Fanfiction Criminal Revenge - Capítulo 4 - Eu quero

Gustavo narrando....

 

Acordei ainda na casa do Lucas não havia ninguém talvez ele tivesse saído, mas havia uma papel escrito "tive que sair para resolver umas coisas, tem uma chave em cima do balcão para você, sai e tranque a porta...." ele não escreveu nada sobre nossa noite de ontem talvez ele seja como todos os outros, coloquei minhas roupas peguei a chave mas percebi uma luz vindo de um dos quarto resolvi ir até lá e ver o que era, o computador estava ligado em paginas de facebook inclusive a minha eles estava olhando minhas fotos talvez estivesse procurando algo... E nas outras sites de bancos confesso que fiquei assustado mas talvez fosse contas bancárias dele e havia muito dinheiro nelas ele devia roubar pra ter aquilo tudo pensei com ironia e sai da sua casa

 

Lucas narrando....

 

Acordei ainda com Gustavo dormindo em meu braços, retirei-o cuidadosamente e coloquei do outro lado da cama levantei e pensei sobre o que iria fazer para conseguir a localização de seu pai, perguntei ontem diversas vezes sobre sua família mas ele falou pouco sobre seu pai disse que há um ano ele tinha saído do Brasil e não dizia exatamente onde morava algum lugar nos EUA talvez, resolvi ir até o quarto do meu irmão e procurá-lo no facebook já que ele me disse seu nome completo ontem. Procurei em suas fotos e nada, só havia uma quando Gustavo tinha apenas 5 anos, salvei e coloquei em um pen-drive para imprimir e analisar o fundo da foto talvez ele tivesse andado nesse lugar, sai mas antes deixei uma chave no balcão e um papel escrito sobre o que ele deveria fazer com essa chave. Confesso que deveria ter falado algo sobre nossa noite de ontem mas eu podia ser uma espécie de criminoso mas não era nenhum monstro, então resolvi não criar expectativas nele...

 

(...)

 

Cheguei na casa de Camilly e quando vi Lucca e Ela finquei em estado de choque eles estavam acordados e me viram

 

Gustavo? — Camilly

 

Não á Lua, Claro né — Gustavo

 

Vou deixar vocês conversarem — Lucca

 

Ele da um beijo na bochecha de Camilly e sai, apenas de short sem camisa

 

O que houve me conta — Gustavo

 

Ontem depois que você é Lucas saíram do restaurante a gente conversou muito e ele não estava gostando do restaurante então o chamei para minha casa e ele veio, depois a gente de beijou e ele me colocou no colo dele é me levou até o meu quarto, ele me jogou na cama, eu tireis roupa dele deixando só de cueca e ele a minha... — Camilly

 

Muito piranha simmmmmm, e vocês transaram? — Gustavo

 

Aham, foi a melhor transa de toda minha vida, Como foi sua noite ontem? — Camilly

 

Depois que o Lucas me pegou de carro eu disse o que houve e tava com muita dor de cabeça ele disse que ia me levar para casa dele, ele me deu um remédio e a gente sentou no sofá ele colocou minha cabeça no peito dele e ficamos vendo um filme, ele tava olhando para mim e eu não percebi, e eu me virei e o Beijei... Tem problema? É que vocês estavam saindo... — Gustavo

 

Não a gente não namora foi só um beijo, tá continua — Camilly

 

Ok, aí ele me colou no quarto dele e me levou até a cama dele que por sinal era enorme — Gustavo

 

Pera vocês transaram? Perdeu a virgindade? TÔ CHOCA... — Camilly

 

Não, eu não tive coragem disse que eu tava nervoso e não sentia que era a hora, eu acabei dormindo no peito dele é ele me abraçou — Gustavo

 

Á, se ele gosta de você ele vai entender — Camilly

 

Hm, eu acordei estava sozinho na casa dele é ele deixou uma chave pra mim e uma carta dizendo para quando eu acordar sair e fechar as portas, babaca e nem escreveu nada sobre nossa noite de ontem, quando acordei achei algo muito estranho — Gustavo

 

O que? — Camilly

 

Assim que acordei e coloquei minha roupa para sair de lá, tinha uma luz vindo de um quarto, era de um computador e as abas abertas era do meu facebook na foto com meu pai, e de uma conta bancária cheia de dinheiro — Gustavo

 

Ah vai ver, a conta e dele você já viu o carro dele? Ele deve ser muito rico e a foto e que ele devia estar te stalkeando — Camilly

 

E deve ser... — Gustavo

 

Você sabe de Lua ? — Camilly

 

Não, deve estar com aquele namorado babaca Dela o Yuri — Gustavo

 

Aham — Camilly

 

O meu celular começou a vibrar 

 

Quem é? — Gustavo

 

Isabela, Alô? — Camilly

 

Estou voltando — Isabela

 

Mentira, sério? — Camilly, Gustavo

 

Aham, amanhã tô aí — Isabela

 

Vadia, nem pra avisar antes gosto de supresa não, palhaçada — Gustavo

 

(Risos) Vou sair tenho que arrumar minhas malas, meu pai foi transferido para São Paulo aí iremos morar por aí — Isabela

 

Que bom, vai lá beijo tchau — Camilly

 

Isabela era uma antiga amiga de Gustavo, Lua e Camilly mas por causa do trabalho do Pai de Isabela eles se mudaram para o Rio de Janeiro

 

(...)

 

Lucca? — Lucas

 

Oi — Lucca

 

Onde você estava? — Lucas

 

Na casa da Camilly, a gente ficou tem problema pra você? — Lucca

 

Nenhum a gente nem namora nem nada foi só um beijo — Lucas

 

Ah bom — Lucca

 

O que você e Gustavo fizeram ontem? — Lucca

 

Eu achei uma boa oportunidade trazer ele aqui para nos conversarmos e conseguir algo — Lucas

 

Ah, e conseguiu? — Lucca

 

Não, só que o pai dele não está no Brasil mas consegui uma foto do Bruno e nos fundo da para ver aquele Rio talvez ele tenha andado lá o Gustavo disse que era um lugar onde o Pai e ele iam para conversar.... — Lucas

 

E pode ser, mas vocês fizeram algo além? — Lucca

 

Não, só uns beijos, quando eu o levei para o quarto ele disse que não queria pois era virgem e eu o respeitei aí dormimos juntos... — Lucas

 

Você não está gostando dele não né? — Lucca 

 

Não — Lucas

 

Ah bom, isso pode nos atrapalhar, lembre-se o pai dele matou o nosso, E sabe o que ajudaria? — Lucca

 

O que — Lucas

 

Se vocês namorassem, ele se abriria mais com você — Lucca

 

Você sabe eu não namoro ninguém sério né irmãozinho, aliás eu nunca me apeguei a ninguém — Lucas

 

Eu sei irmãozinho, mas lembre-se tudo pelo nosso pai — Lucca

 

Eu sei não vou desonrar nosso pai — Lucas

 

(...)

 

27 de junho de 2017 (Aeroporto de São Paulo)

 

Tá ali, ISAAAA — Lua

 

Genteeeeee — Isa

 

Os quatro se abraçam 

 

Caraca quanto tempo, tá até com peito agora — Gustavo

 

Otario (Risos) — Isa

 

Vamos lá pra casa? — Camilly

 

Isabela se despede de seu pai e vai com os amigos 

 

Eai o que houve enquanto estive fora? 

 

Caralho muita coisa — Gustavo

 

Nos pegamos dois irmãos aliás eu peguei os dois e o Gustavo pegou um deles

 

(Risos) Nossa. E você Lua? Ainda com aquele otario?— Isabela

 

Gente pare, ele e um amor — Lua

 

Sei — Isabela, Gustavo, Camilly

 

Você esqueceu o que ele já fez comigo? — Gustavo

 

Não, embora ele seja esse homofóbico ele parou embora ainda tenha essa ideias na cabeça — Lua

 

Enfim — Camilly

 

Meu celular tinha acabado de receber uma mensagem fui ver o era 

 

Mensagem? De quem? Lucassssss? — Camilly 

 

Vou responder pera volto já — Gustavo

 

Oi — Lucas (9:00)

 

Ah, oi — Gustavo (9:00)

 

Desculpa ter saído ontem sem avisar nem nada — Lucas (9:01)

 

Okay, Tudo bem — Gustavo(9:01)

 

Tá afim de vir aqui hoje? — Lucas(9:01)

 

Eu não queria, nem deveria mas aquele garoto me deixava louco

 

Tô — Gustavo(9:03)

 

Ás 8:00 pode ser? — Lucas(9:03)

 

Claro — Gustavo(9:03)

 

A noite então bbb — Lucas(9:04)

 

Eai o que ele queria? — Camilly

 

Que eu fosse na casa dele hoje — Gustavo

 

Opa, fazer o que? — Lua

 

Não sei, ele não disse — Gustavo

 

Vai voltar cheio de DST — Lua

 

Tá amarrado — Gustavo

 

(...)

 

Oi, Você disse para eu vir — Gustavo

 

É, queria me desculpar por ontem — Lucas

 

Eu não queria desejar tanto aquele garoto mais a roupa que ele usava estava me provocando, não conseguia focar no plano só pensava em nós dois 

 

 O que foi? — Gustavo

 

O que? — Lucas

 

E que você tá aí parado olhando para mim mordendo o lábio (risos) — Gustavo

 

(Risos) nossa desculpa, e que você está realmente muito bonito nessa roupa — Lucas

 

Obrigado — Gustavo

 

Eu entrei Lucas segurava minha mão e me acompanhou até o quintal da casa dele é eu vi aquilo é fiquei até meio assustado  

 

Nossa, ninguém fez nada assim pra mim — Gustavo

 

(Risos) — Lucas

 

Eu me senti e ele serviu o jantar era uma espécie de risoto e estava realmente muito bom

 

Foi você quem fez? — Gustavo

 

Sim era uma receita da minha mãe — Lucas

 

Ah, por falar nisso cadê ela? — Gustavo

 

Ela não está mas "Entre nos" — Lucas 

 

vi sua cara ficar fria, eu fiquei com muita raiva de mim pensei "por que não falei minha boca"

 

Nossa, desculpa perguntar, juro... — Gustavo

 

Tudo bem não foi culpa sua — Lucas

 

Ele segurou minha mão e olhou para baixo 

 

Eu gosto de falar sobre ela, minha mãe era uma mulher incrível — Lucas

 

Á, o que houve? — Gustavo

 

Com ela? — Lucas

 

É, eu entendo se não quiser falar tudo bem — Gustavo

 

Tudo bem, eu falo, Ela morreu em uma batida de carro — Lucas

 

Eu sabia que havia mentido para Gus mas não podia contar a verdade, minha mãe morreu por que nosso pai Chuck a matou em uma noite que chegou irritado ele atirou nela a sangue frio, eu vi tinha 8 anos e meu irmão 7, meu pai me disse que ela havia o traído e nos disse que ela era uma mulher horrível, nos devíamos confiar em nosso pai sempre e eu havia acreditado naquela época embora o que ele fez com nossa mãe Eu perdoei mais guardo mágoa até hoje, Lucca por outro lado nunca foi fã de Boss mãe, e mesmo assim quero encontrar meu pai embora Lucca acredite em sua morte eu acho que ele Ainda está vivo eu acredito que ele está vivo e tenho contas a acertar com ele...

 

Ah, meus pêsames — Gustavo

 

Obrigado — Lucas

 

Senti o clima ficar pesado, fiquei muito puto comigo mesmo, más ele gaguejou ao falar da morte de sua mãe embora tenha minhas dúvidas sobre ele e o irmão dele eu acreditei na história, eles dois escondiam muitas coisas....

 

Nos havíamos acabamos de comer ele recolheu os pratos

 

O que você tá afim de fazer agora? — Gustavo

 

Tô afim de você — Lucas

 

Ele me pegou colando nosso corpos e me beijou embora eu sabia que ele estava brincando comigo eu amava ser o brinquedo dele (trouxa ta?) ele me beijava de um jeito que eu não sei explicar, os lábios dele tocando os meus, sua língua pedindo passagem na minha boca, travamos uma briga em nossas boca, foi intenso, eu o queria mais e mais... ele pegou no colo e andamos até a beira da piscina da casa dele...

 

Vou entrar você vem ? — Lucas

 

(Risos) Não — Gustavo 

 

Ah, vamos vão ser legal — Lucas

 

Ele tirou as roupas ficando só de cueca o tanquinho dele era maravilhoso tinha vontade de deixar vários chupões nele, ele ficou só de cueca e dava para ver o volume pensei coisas maliciosas...

 

Vem cá — Lucas

 

Ele tirou minha calça e meu tênis e minha camisa me deixando só de cueca, caiu na piscina

 

Vem por favor — Lucas

 

Não.... — Gustavo

 

Ele havia me puxado para dentro

 

Seu louco (risos) — Gustavo

 

Joguei água nele, ficamos brincando de guerra de agua jogando nova cara do outro, ele chegou mais perto colocou uma mão no pescoço e outra na minha cintura e me beijou

 

Everything is blue

His pills, his hands, his jeans

And now i'm covered in the colors pull apart at the seams

And it's blue

And it's blue

 

Nos simplesmente mente não parávamos, ficamos uns 30 minutos naquela piscina, Gus era diferente de qualquer pessoa que eu já peguei, o beijo dele eu sentia falta, eu precisava daquilo eu sabia o tinha que fazer mas eu estava distraindo meu foco, por que ele me desconcentrava de tudo, com ele eu me sentia leve eu até esquecia que era um criminoso....

 

Eu o peguei no meu colo o levei até meu quarto, sequei ele, pedi para ele me secar ele passou a toalha devagarzinho na minha barriga...

 

Coloquei ele na minha cama

 

Eu quero — Gustavo

 

O que? — Lucas

 

Transar com você — Gustavo

 

Certeza? — Lucas

 

Sim, eu confio em você eu gosto de você, eu quero isso — Gustavo

 

Tá bom — Lucas

 

Ele deu um beijo em mim, sentou-se na cama e colocou minha minha cabeça perto do pau dele, e eu chupei

 

Ahhh — Lucas

 

Ele gemia baixinho e calmo, e comecei a chupar mais rápido e engolir mais, e ao longo que eu ia aumentando a velocidade ele gemia mais alto, eu parei  e ele me colocou sentado na cama e chupou meu pau, ele chupava muito bem, eu achei que ia gozar ali mais me seguirei para não fazer isso agora ficamos nesse troca troca por um tempo... Ele foi até uma mesa colocou a camisinha e passou lubrificante em todo seu pau. Antes de meter em mim ele começou com um dedo

 

Ahhhh — Gustavo

 

Eu gemi alto, e cravei minhas unhas no tanquinho dele arranhando 

 

Ele continuou com mais um dedo eu gemi mais alto, puxei o cabelo dele e continue arranhando a barriga dele com minhas unhas, estava tão bom. 

 

Você é muito gostoso — Lucas

 

Eu já tive algumas pessoas na minha cama mais nada era igual ao Gustavo, eu comecei a colocar devagarinho nele com todo cuidado para não machuca-lo, era a primeira vez dele, não queria traumatiza-lo, e peguei ele no meu colo, ficamos sentados na minha cama e ele ficava rebolando no meu pau era muito bom

 

Lucas aaaa — Gustavo

 

Ele gemia meu nome no meu ouvido, eu ficava três vezes mais excitado, penetrei mais Ainda nele 

 

Acho que vou gozar — Lucas

 

Goza em mim então — Gustavo

 

Eu fiquei muito excitado ao ouvir isso, levantei fiquei em cima e gozei nele..

 

A, isso foi maravilho — Gustavo

 

Você é maravilhoso babe, quer ir tomar banho comigo? — Lucas

 

Assenti que sim, e fomos ele ligou o chuveiro e me abraçou a água estava quente e ele me beijou, depois ele desligou o chuveiro me secou...

 

As minhas roupas estão lá fora vou lá buscar — Gustavo 

 

Pode pegar uma minha no meu closer se quiser — Lucas 

 

Okay — Gustavo

 

Fui até lá peguei um moletom preto da adidas e um short da adidas preto também, ele chegou por trás e disse:

 

Você é tão lindo — Lucas

 

(Risos) você que é — Gustavo

 

O celular de Lucas tocou, e ele saiu 

 

Preciso atender — Lucas

 

Tudo bem — Gustavo

 

Eu já estava ficando irritado, todas as vezes ele falava com pessoas no telefone mas resolvi ficar quieto lá e pentear meu cabelo 

 

Alô? — Lucas

 

Oi Lucas, Analisei o fundo da foto que você achou do Bruno e esse locas recentemente alguém esteve aqui e olha só eu achei a mesma foto aqui — Lucca

 

Ótimo, vamos seguir as pistas achar o Bruno – Lucas

 

Andei pensando se matar o Bruno não vai fazê-lo sofrer igual fez com nosso pai, Vamos matar alguém que ele ame o Gustavo — Lucca

 

Lucas gelou ele não queria machucar Gustavo ele realmente estava gostando daquele garoto

 

Lucca você não acha essas ideia um pouco radical? — Lucas

 

Desde quando você se importa com que matamos ou machucamos você nunca foi assim, o que foi tá apaixonado pelo filho do caro que matou nosso pai? — Lucca

 

Não Lucca, nos realmente também não sabemos se ele matou nosso pai, nos vamos seguir o plano mais bem arquitetado — Lucas

 

Tá bom, depois conversamos com mais calma — Lucca

 

Tchau — Lucas

 

Lucas? — Gustavo

 

Oi — Lucas

 

Quem era? — Gustavo

 

O meu irmão, ele queria avisar que não ia vi aqui hoje, podemos ficar a noite inteira juntos — Lucas

 

Que bom, o que você quer fazer falei? — Gustavo

 

Passar a noite toda beijando você, e tira o short fica só de moletom, nessa casa você está proibido de ficar de short fica só de cueca gosto de ver sua bunda — Lucas

 

(Risos) Tá bom — Gustavo

 

(...)

 

Alô? — Isa

 

Oi Isabela — Lucca

 

O que você quer? — Isa

 

Quero que você garanta que o Lucca não vai se apaixonar por esse seu amiguinho Gustavo o plano é que eles fiquem juntos mais Lucas vai acabar se apegando a ele tenho certeza, Faça tudo como combinado e vai ter o seu dinheiro como parte do acordo — Lucca

 

Ok mais o lucas nunca foi de se apegar a ninguém — Isa

 

Eu sei mais ele menino e ele é diferente eu sinto — Lucca

 

Tá bom vou fazer o que você pediu, tchau — Isa

 

Ela rapidamente desliga o celular

 

Isa? — Camilly

 

Oi? — Isabela

 

Quem era? — Camilly

 

Ah era meu pai dizendo para eu ir embora — Isabela

 

Ah tudo bem então, tchau — Camilly

 

Tchau até amanhã — Isabela

 


Notas Finais


🥀Música do capítulo: Colors - Halsey
🥀Favoritem e Comentem
🥀Falem comigo no Twitter: @ahobagustavo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...