História Criminal Revenge - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Bissexualidade, Colegial, Drama, Gay, Hetero, Heterosexualidade, Homessexualidade, Mpreg, Romance, Suspense, Tragedia
Visualizações 17
Palavras 2.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Antes de ler favoritem, bjs boa leitura

Capítulo 7 - Nasce uma vadia má


Fanfic / Fanfiction Criminal Revenge - Capítulo 7 - Nasce uma vadia má

Aviso: O capítulo de hoje vai ser focado totalmente nessa história da Isabela com o Lucas para ficar tudo bem explicado, é isso sz

 

Isabela narrando...

 

Quando meu pai disse que nossa família iria se mudar há um ano atrás para o Rio de Janeiro eu simplesmente detestei a ideia, meu melhores amigos da época eram de lá: Lua, Camilly e Gustavo, mas infelizmente fui obrigada a ir, nos mudamos para um prédio enorme, minha mãe e meu pai ficaram lá desempacotando umas caixas e eu resolvi sair para espairecer não queria ter me mudado estava muito bem ali, andei num parque da cidade e vinha alguém andando na minha frente nem reparei pois achei que iria desviar 

 

Opa, desculpa — Lucas

 

Não foi nada (Risos) — Isabela

 

Era o Lucas ele estava usando um moletom preto e o capuz, e ele tirou para falar comigo, seu cabelo era grande, loiro tão bonito, seus olhos azuis, sua tatuagens eram lindas, seu sorriso, ele mexeu comigo na hora talvez essa mudança poderia ser boa

 

Eai você e nova aqui? — Lucas

 

Sim, como você sabe? — Isabela

 

E que você está andando em um parte que só deve ser para bicicletas (Risos) — Lucas

 

Nem percebi (Risos) — Isabela

 

De onde você veio? — Lucas

 

São Paulo — Isabela 

 

Ah, sim — Lucas

 

E você é daqui? — Isabela

 

Não não, eu vim apenas resolver umas coisas aqui mas eu moro em São Paulo — Lucas

 

Que conhecidência — Isabela

 

E né, sei que pode ser precipitado mas você quer sair comigo hoje? — Lucas

 

Á claro — Isabela

 

Ótimo, eu vou te dar meu número é te mando uma mensagem — Lucas

 

Okay — Isabela

 

Ele discou seu número no teclado do meu celular me deu um tchau e saiu pra direção oposta à minha, eu salvei o contato e fui para casa deviam ser 17:30 tomei banho, comi e recebi uma mensagem dele as 18:00 

 

Oii — Lucas (18:00)

 

Oii — Isabela (18:01)

 

Eu pensei de irmos ao cinema depois  sim restaurante, e por fim andar no calçadão da praia — Lucas (18:00) 

 

Nossa pensou em tudo — Isabela (18:01) 

 

Sim, te busco 20:00 pode ser? — Lucas (18:01)

 

Claro, tchau até lá — Isabela

 

Tchau — Lucas

 

Fui tomar outro banho, na banheira demorei lá, escolhi uma roupa que por sinal demorou muito, fiz uma maquiagem rápida, e deixei meu cabelo solto, eu amava ele assim, ele chegou na minha casa as 20:10 

 

Me atrasei 10 minutos... — Lucas

 

Tudo bem, nem reparei — Isabela

 

Você está muito bonita — Lucas

 

Obrigado, você também — Isabela

 

Ele engatou a marcha e arrancou o carro, ele estava muito cheiroso, seu cabelo caído, solto, seus olhos azuis brilhavam, ele usava uma blusa branca com uma jaqueta preta por cima, uma calda também preta e um tênis da vans, quando ele falou comigo seu hálito estava tão bom... Chegamos no cinema ele pegou as estradas e entramos, sentamos bem atrás, para assistir "P regresso" após 40 minutos de filme ele colocou o braço por volta de mim, eu nem havia percebido parecia que eu queria ser difícil pois nem olhava pra ele direto era por que eu realmente estava sem jeito, ele virou meu rosto e me beijou, na sessão que nos fomos haviam pessoas na frente e atras poucas então continuamos, passamos o filme inteiro assim, depois do filme fomos para um restaurante como parte do plano dele de hoje, chacinamos até uma mesa e ele puxou a cadeira e eu ri

 

Que lugar lindo — Isabela

 

É, e um dos mais bonitos aqui — Lucas

 

Pra quem só veio resolver alguns assuntos no rio conhece muito bem a cidade — Isabela

 

(Risos) Sim, eu sei alguns locais, pois já  estive aqui várias e várias vezes — Lucas

 

Ah sim — Isabela 

 

Going out tonight, changes into something red

Her mother doesn't like that kind of dress

Everything she never had, she's showing off

Driving too fast, moon is breaking through her hair

She's heading for something that she won't forget

Having no regrets is all that she really wants

 

A conversa fluía muito bem Entre nós, comemos e depois fomos ao tal parque que era muito lindo por sinal, na havia nenhum lixo nele, ás luzes quero enfeitavam eram lindas

 

Aqui é lindo né? — Lucas

 

Nossa muito — Isabela

 

Nos caminhávamos sem rumo no parque conversando e nem percebemos que já havíamos passado por alguns lugares de tanto que andamos ali

 

Você quer sentar? — Lucas

 

Sim — Isabela

 

Você é sua família vão ficar por aqui mesmo? — Lucas

 

Sim pelo visto, mas talvez eu me mude caso meu pai seja transferido — Isabela

 

Ah, entendi — Lucas

 

E você, vai ficar resolvendo uns negócios por quanto tempo? — Isabela

 

Não sei mas acho que vou ficar aqui um tempinho — Lucas 

 

(Risos) Espero que sim — Isabela

 

Falei isso é o beijei, ele achou estranha minha atitude pois no cinema eu estava muito tímida mas eu queria beija-lo, ele segurou minha cintura isso me deu até calafrios, ele tinha muita pegada

 

Que barulho é esse? — Lucas

 

Ah, meu celular, espera — Isabela 

 

Alô? — Isabela

 

Filha, cadê você? — Pai de Isabela 

 

Tô no parque com um garoto, por que? — Isabela

 

Nada, só para você chegar cedo — Pai de Isabela

 

Ok, não se preocupe pai, beijo tchau — Isabela

 

Tenho que ir — Isabela

 

Mas já? — Lucas

 

Sim — Isabela

 

Tudo bem então, vamos — Lucas

 

Fomos até o carro, ele levou até minha casa, e se despediu de mim com um beijo na bochecha e eu dei tchau quando já estava fora do carro, aquela noite havia sido ótima 

 

(...)

 

Um tempo foi passando e depois de 4 meses que estávamos saindo, trocando mensagens começamos a namorar ele ia a São Paulo pois ele morava lá mas vinha pra cá me visitar, nossa relação era perfeita fazia 2 meses que estávamos namorando 

 

Amor — Lucas

 

Amor — Isabela

 

Ele havia chegado de São Paulo e era nossa primeira semana de namoro, e eu estava mas ansiosa por aquele abraço do que nunca, ele havia chegado a duas horas e fomos nos encontrar no parque como sempre fazíamos 

 

Tava morrendo de saudade — Luca

 

Eu estava muito mais — Isabela

 

Nos beijamos, ele me abraçou forte nos seus braços me senti segura, protegida de tudo e de todos eu o amava incondicionalmente, saímos andando 

 

Amor por que você sempre viaja pra São Paulo? Resolver umas coisas, que coisas? E essas ligações que você sempre se afasta para atender? — Isabela

 

Á amor coisas de família, faculdade — Lucas

 

Entendi... — Isabela

 

Fazia um tempo que eu andava desconfiada e na minha primeira chance eu iria descobrir o que estava acontecendo, não aguentava mas tantas desculpas e mistérios 

 

(...)

 

De noite resolvi ir a casa que ele ficava aqui no rio de surpresa pensei que ia ser legal, afinal hoje fazia 2 meses de namoro, bati na porta e ninguém veio abri-lá e como eu tinha a chave entrei, e fui procurar por Lucas na casa ouvi o barulho do carro chegando e como também ouvi a voz do Lucca resolvi me esconder pois sempre que o Lucas se distanciava era para atender uma chamada dele, hoje eu iria descobrir os segredos dele, fui para o quarto me escondi no armário e eles foram até lá

 

O que vamos fazer? — Lucca

 

Olha, eles não vão não entregar à polícia os ameaçamos.. — Lucas

 

Como assim Lucas deram nossas características aos polícias, óbvio que estão atras de nós — Lucca

 

Fica calmo okay? Eu vou dar um jeito, não vamos ser presos nunca fomos por que agora iriamos, sempre demos nosso jeito e vai ser sempre assim — Lucas

 

Sem querer meu celular tocou e não parava estava alto eles abriram o armário eu estava ali tentando desligar o celular

 

Isabela? — Lucas

 

Ele disse com uma cara muito assustado e ficou olhando pra mim e Lucca foi ligando trancando a porta

 

Vocês são criminosos — Isabela

 

Calma, eu posso explicar tudo só fica calma — Lucas

 

Não encosta em mim, não me machuca por favor só me deixa ir pra casa — Isabela

 

Você não vai sair daqui até conversamos, Lucca sai e tranca a porta por favor — Lucas

 

Eu vou gritar — Isabela

 

Amor por favor deixa eu falar — Lucas

 

Explicar o que? Que você rouba? Que você é um criminoso? Por que? — Isabela

 

Olha eu apenas roubo por diversão eu e meu irmão começamos com pequenos furto e começamos a gostar mesmo que a gente tivesse tudo nos gostávamos de fazer isso — Lucas

 

Tu é imbecil? Roubar por diversão? E ser preso e divertido? — Isabela

 

Nada que nos fizemos deixando rastros, nunca fomos presos — Lucas

 

Terminamos Lucas tchau — Isabela

 

Espera, vamos conversar — Lucas

 

Lucas você está me machucando, me solta — Isabela

 

Eu não acreditava no que eu tinha acabado de ouvir, ele era um criminoso, roubava por diversão e sabe se lá mais o que, ele fazia

 

Desculpa, mais por favor senta aqui na cama vamos conversar — Lucas

 

Não da, como eu vou saber que você não está escondendo nada, durante 2 meses eu namorei um criminoso, que olha só rouba por diversão mesmo tendo tudo que sempre quis — Isabela

 

Desculpa por favor isa, eu te amo você sabe eu nuca deixaria nada te machucar, eu não vou te machucar muito, desculpa pelas mentiras, por isso que você tá passando agora você não merece isso, você é a melhor pessoa na minha vida atualmente por favor não sai Dela — Lucas

 

Eu encarei aquele olhos azuis por um tempo e não conseguia abandoná-lo eu o amava não tinha como, eu estava namorando um criminoso, não conseguia fugir mesmo com minha vida em perigo sem mulher de criminoso, aquele garoto era tudo pra mim

 

Tudo bem — Isabela

 

O que? — Lucas

 

Está tudo bem pra mim, isso fez eu me apaixonar mais Ainda por você — Isabela 

 

Então não vamos terminar? — Lucas 

 

Não, eu te amo Lucas acima de tudo e de todos, eu sou louca por você garoto não tem como nem se eu quisesse eu conseguia deixar de gostar de você por que eu te amo muito Lucas, o perigo agora me fascina, eu devo talvez estar louca colocando minha vida em risco por amor mas Eu te amo não consigo fugir de você — Isabela

 

Eu te amo, Isabela — Lucas

 

Ele olhou nos meu olhos e me beijou, Lucca abriu a porta 

 

Está tudo bem aqui? — Lucca

 

Sim — Isabela

 

Estamos — Lucas

 

Mais o que exatamente vocês fazem — Isabela

 

Achamos divertido, e simplesmente pegamos o que queremos, matamos quando necessários uns caras que são "barra pesada", nunca fomos presos, você poderia vir com a gente hoje — Lucca 

 

Oi? — Lucas

 

Sim, por que não, eu sou jovem deveria me arriscar mais — Isabela

 

Essa foi a melhor pessoa com quem você já namorou Lucas — Lucca

 

(Risos) — Isabela

 

Mas você pode se machucar não vou deixar isso acontecer, não mesmo — Lucas

 

Ah Lucas cala a boca — Isabela

 

Agora é assim?(Risos) — Lucas

 

E — Isabela

 

Não sei o que aconteceu comigo ali só sei que estava sem controle do que estava acontecendo eu estava saindo com dois criminosos indo cometer um roubo, como assim? Eu tava bem? 

 

(...)

 

E aqui — Lucas

 

Nossa essa casa e enorme — Isabela

 

E de um cara chamado Vitor, que arrumamos briga em um bar, às vezes nos saímos pra acertar contas — Lucca

 

Vamos lá então — Isabela

 

Entramos na casa, muito grande e bonita por sinal eles escreveram insultos nas paredes, desenhos obscenos, subimos até o quarto principal o cara é a namorada dele estavam dormindo

 

O que vocês estão fazendo aqui – Vítor

 

Lembra-se de quando você nos humilhou naquele bar? Vinhemos acertar as contas — Lucca

 

Os dois começaram a bater no cara com dois enormes pedaços de pau, um irmão que estava no outro quarto veio ver e se meteu já briga, namorada do cara também veio pra cima de mim, eu nunca havia brigado com alguém como briguei com aquela garota

 

Lucas pode parar dois já estão desmaiados — Lucca

 

Certo — Lucas

 

Isa tudo bem aí? — Lucca

 

Aham — Isabela

 

Vai Isabela acaba com essa vadia logo — Lucca

 

Eu lembro de bater tanto nessa garota e jogá-la na parede que ela desmaiou

 

Nossa — Lucas

 

O que? — Isabela

 

Acabou com a mina — Lucas

 

Vamos sair, alguém pode vir — Lucca

 

Saímos correndo entrando no carro, Lucca dirigiu o carro, eu sentei no colo de Lucas, estávamos rindo, e cantando as músicas que tocava na radio, devia ser 01:00 da manhã, estacionamos o carro em uma praia

 

Que noite, que bom ter finalmente ter contado isso pra você, tirei um peso das costas — Lucas

 

Foi ótima mesmo, algo mais que vocês não tenham me contado? — Isabela

 

Sim eu sou pai — Lucas

 

Filho da.. — Isabela

 

E brincadeira amor — Lucas

 

Desgraçado — Isabela

 

Ele me abraçou por trás, estávamos olhando de frente pro mar

 

Ah tem algo, mas é passado já — Lucca

 

O que? — Isabela

 

Nosso pai lembra que contamos que ele morreu de um acidente? — Lucca

 

Aham — Isabela

 

Bom ele era um criminoso, comandava uma grande gangue em São Paulo e os seus homens e ele foram atrás de vingança com um cara chamado Bruno, esse Cara baleou nosso pai, eu devia ter 13 anos e Lucas 14 e juramos vingar nosso pai. Iniciamos a busca, mas nada, nunca achamos o cara ele simplesmente sumiu, e soubemos um tempo depois que ele não morava no Brasil, ficando frustados, não havia nenhum rastro de onde ele podia estar — Lucca

 

Nossa, vocês desistiram? — Isabela

 

Não, não somos tão loucos com esse assunto como antes mas se conseguimos pistas iremos sim atrás e vingaremos nosso pai — Lucca

 

Gente vamos para de falar disso e ir pra casa — Lucas

 

Okay — Isabela

 

Vai lá pra casa? — Lucas

 

Vou sim — Isabela

 

Lucca dirigiu o carro até a casa Lucca foi direto dormir mais eu e Lucas ficamos nos pegando no sofá, ele acabou dormindo e eu deitei em seu peito, fiquei pensando em tudo que estava acontecendo, eu agora era uma criminosa, namorava com um, meu amigo também era, invadimos uma casa, batemos em pessoas até desmaiarem, pichamos uma casa, eu estava fodida, mas eu estava com um alguém que achava ser o amor da minha vida, até onde mais eu iria por amor?

 


Notas Finais


🥀Música do capítulo: Night Changes - One Direction
🥀Favoritem e Comentem
🥀Falem comigo no Twitter: @ahobagustavo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...