História Criminals - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Tia_Mei

Exibições 46
Palavras 1.359
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIE, MAIS UM CAPITULOO <3 Espero que gostem <3 - Vitoria

Capítulo 2 - Xx Drugs xX


Fanfic / Fanfiction Criminals - Capítulo 2 - Xx Drugs xX


04/04/2009
P.O.V. OLIOTI
Droga, mais um dia de aula... Mas eu so quero e que todo mundo se foda! Nao tenho amigos, muito menos uma namorada... Minha vida e um lixo! Mal posso esperar para me suicidar... Eu entrei em minha sala, e joguei minha mochila em cima de minha mesa. Percebo dois caras me olhando, eram dois colegas de classe, Christian Figueiredo e Mauro Nakada. Nem liguei muito, e pensei que eles apenas estavam observando como eu sou idiota. Percebo que ambos comecam a se aproximar de mim. Talvez eles sejam bullys que vieram me atormentar? Talvez. 
- E ai, Lucas! - Disse Christian.
- O-Oi... - Respondo confuso. - O que foi? - Pergunto frio.
- Sabe, cara... Eu e o Chris queremos aumentar a "Trupe 20:07", mas a gente nao sabia quem botar... - Mauro diz.
- Entao pensamos, "Por que nao botar aquele tal de Lucas?" Entao... Que tal? - Christian continuou a frase do japones. Eu nem estava acreditando que alguem estava querendo ser meu amigo. 
- C-Claro! - Respondo sem pensar 2 vezes, fazendo os dois sorrirem.
- Ufa! Se voce discordasse, a gente nem saberia o que fazer! So tem viado por ai... - Mauro diz sorrindo. Este dia sinceramente e um dos melhores da minha vida, pois sera a chance de ser feliz! A partir deste dia, eu, Christian e Mauro sempre andamos juntos...
*QUEBRA DO TEMPO/4 DIAS DEPOIS*
Ah, como eu amo minha vida! Finalmente tenho amigos legais... Parece que eu finalmente posso ser feliz nessa vida! Agora estou na minha rodinha, junto com Christian e Mauro, conversando sobre coisas um tanto aleatorias.
- Ei, Lucas! A gente tem que falar sobre algo importante no banheiro, pra ninguem escutar... Ce pode vir? - Mauro pergunta. Eu estava meio confuso, por que acho uma viadagem meninos irem para o banheiro em grupinho... Ah, mas sao meus amigos! O que eu nao faco por eles, nao?
- Fechou! Vou sim. - Digo sorridente
- Entao bora! - Christian retruca sorridente como eu. Fomos ao banheiro lentamente, conversando sobre varias coisas. Christian me pergunta
- Ei, Lucas! Seus pais trabalham com o que? - Fico confuso com sua pergunta, mas deve ser apenas por que ele quer saber mais sobre mim.
- Ah, meu pai e caminhoneiro e minha mae cuida de casa... - Digo triste, por que me lembro que minha mae quase nao se importa comigo, e diversas vezes ja disse que queria me abortar.
- O meu pai e medico! - Diz Mauro.
- E o meu e cientista. - Christian diz orgulhoso. Neste momento, me senti como o "Diferentao".
- Que foda... - Digo desanimado
- Ue, o que foi, mano? - Mauro pergunta para mim.
- ...Nada! So estou meio preocupado com a conversa que vamos fazer, sabe... - Minto.
- Relaxa, cara! Ta tudo bem, nao se preocupa. - Sorrio com a resposta de Chris, e chegando ao banheiro, entramos no mesmo. 
- Entao? O que... - Fui interrompido empurrado pra dentro da cabine por Mauro. 
"Caralho, vou ser estuprado!" 
Isto foi a unica coisa que pude pensar.  Nao e normal ser chamado pro banheiro, e depois empurrado pra dentro de uma cabine por seus amigos!
- Mauro, pega! - Christian diz com uma... Seringa na mao?! Neste momento, comecei a me contorcer e gritar por ajuda, mas Mauro tampou minha boca, e ninguem conseguiu me escutar. Depois senti alguem levantar minha cabeca pro lado, deixando meu pescoco exposto. Ja tive ideia do que iria acontecer, e berrei mais. Senti uma agulha adentrar minha pele, e injetar algum tipo de droga. Aqueles dois idiotas estao pensando que sou um rato de experimento? Depois senti a agulha sair de dentro de mim, entao senti um alivio. Mas em seguida, foram injetando mais e mais coisas em mim, ate eu comecar a ficar zonzo, nao conseguindo mais gritar. Entao, acabo desmaiando.
[...]
Acordo no banheiro com a porta trancada, sem entender nada. Toco em meu pescoco, que estava prestes a inchar. Destranco a porta para fugir, mas me deparo com Christian e Mauro.
- Entao voce acor... - Interrompo Mauro.
- Sai de perto de mim! - Digo gritando, e saindo correndo. Eu apenas escutei a risada dos dois desgracados. Peguei minha mochila, e sai correndo para casa, notando que ja havia anoitecido. Chego em casa e vejo minha mae me olhando com uma cara um tanto irritada, mas tento ignorar. 
- Lucas, onde voce foi? - Minha mae pergunta raivosa. Agora eu nao sabia se eu falava a verdade ou nao, mas apenas tentei ser esperto.
- Teve aula extra na escola hoje, mae... - Digo entrando em meu quarto, e jogando a mochila em um canto qualquer. Sinto uma grande tontura e vontade de vomitar minhas tripas, eu sentia que iria morrer. De onde aqueles dois tiraram aquelas merdas? 
"O meu pai e medico!" "E o meu e cientista."
Entao os dois devem ter pego os remedios e experimentos dos pais! Eles sao tao idiotas... Quero so ver quando eu contar para os professores... 
*QUEBRA DO TEMPO/3 DIAS DEPOIS*
- Para com isso! - Grito os empurrando.
- Calma, vai ser so mais uma dose... - Christian diz rindo e injetando mais coisas estranhas em mim. Todo dia eles faziam isso comigo no mesmo banheiro, e eu ja estava fraco pra caralho.

Se e tao ruim assim, mate-os que e mais facil!

Esses pensamentos ecoaram pela minha mente.
Que boa ideia! 
Mauro tinha pegado mais uma siringa e estavam aproximando de meu pescoco. Mas desta vez, peguei em sua mao, e joguei a siringa pra longe.
- Ei! Voce sabe quanto meu pai demorou pra descobrir esse remedio?! - Mauro pergunta irritado. Sem pensar duas vezes, comeco a espanca-lo. Christian apenas ficou vidrado em nossa treta, que era bem engracado para o "Fodao da classe". Eu espanquei muito Mauro, e eu nao era tao fraco assim. Entao, olhei para a privada, e pensei...
Que tal eu afoga-lo?
Pego em sua cabeca, e empurro para dentro da privada. Espero que ele esteja com sede! Ele pode tomar muita agua ali. Olho para os lados, e Christian nao estava mais la. Apenas continuei matando o infeliz. Depois de alguns minutos, escuto uma sirene  tocar. Merda, ele chamou a policia! 
- Parado! - Um policial berra para mim, junto aos outros 3 policiais apontando a arma para mim. Eu ri ironico como um psicopata, e apenas fico parado, ate me enquadrarem.
*QUEBRA DO TEMPO / ALGUMAS HORAS DEPOIS*
Sou levado a cadeia, e eu nem me importei. Nem sei como eles nao prenderam os dois, que me drogaram! Comeco a discutir com os policiais, que estavam me obrigando a entrar na sela. Mas acabo perdendo, e sendo empurrado para dentro. Percebo que havia um cara mais ou menos da minha idade, me encarando. 
(N/A: Essa parte voces ja leram no capitulo anterior, entao vamos pular...)
O cara era foda, e seria mais foda ainda se eu e ele trabalhassemos como parceiros criminosos... Ah, o que eu to pensando? Eu estava entediado pra caralho, e parecia que o tal de Feuerschutte tambem. Vejo o guarda sentado em um banco de madeira bem na frente de nossa sela, com uma arma, varias chaves, e uma chave de fenda pendurada. 
"Espera, ele esta dormindo" Penso quando escuto o ronco do policial. Passo a mao pela grade indo a direcao a chave de fenda, e a arma,  pegando rapidamente. 
- Ei, o que tu vai fazer? - Feuerschutte pergunta. Eu olho para a janelinha com grades parafusadas na parede, comeco o meu trabalho. Feuerschutte me olhava como "Voce e louco?" mas parecia fascinado. Tiro a grade e coloco em cima da minha cama. Olho para Feuerschutte.
- Quer fugir tambem? - Pergunto em um tom baixo.
- ...... Claro! - Ele da um sorriso maldoso, e passamos pelo buraco da parede.
- Olioti, voce e um genio! - Feuerschutte diz me olhando surpreso.
- Que nada, isso ai foi moleza! - Digo orgulhoso. 
- Entao, o que estamos esperando? Corre! - Feuerschutte diz olhando para os lados, e saindo correndo pra longe da prisao...
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^^ - Vitoria


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...