História Criminosa - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~Biah

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Kentin, Leigh, Lysandre, Personagens Originais, Rosalya
Visualizações 13
Palavras 1.292
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Policial, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Ryan Carter.


Fanfic / Fanfiction Criminosa - Capítulo 17 - Ryan Carter.

(estávamos à mesa, todos os meninos e meninas)

Rosalya: Quem fez o jantar? Esta incrível! 

(um largo sorriso carregado de deboche se instalou em meus lábios, e com ar de superioridade eu respondo)

Fui eu! 

(observei o maxilar de Rosalya se contorcer, parece que ela se arrependeu do que disse)

Luka: Falou rápido demais....

(todos caíram na risada inclusive Rosalya e eu)

Kim: Sério por que vocês são brigadas?

(eu olhei para Rosalya com um olhar desafiador. E lhe perguntei)

Boa pergunta, Fala pra gente Rosalya... Por que somos brigadas?

(Rosalya me olhou como quem diz "Você sabe muito bem")

Rosalya: Ela foi totalmente deselegante com a minha pessoa, quando eu claramente estava tentando uma relação afetiva, e sendo muito educada...

(ela disse isso com muita elegância)

Aff que escroto! Agora deixe-me contar a verdade... Eu estava na minha... passando de boa pelos corredores do inferno, quando a patricinha me para e faz a pergunta mais idiota que ela poderia... 

(forçando a voz tornando-a totalmente irritante)

"Você é nova aqui?"

então eu respondi...

(tom frio) "Você já me viu aqui antes?"

ela ficou chocada e rebateu dizendo...

(voz irritante) "Você por acaso sabe com quem está falando?"

(Voz fria) "Não faço idéia na verdade sei sim com uma patricinha mimadinha pelos papais que nunca ouviu umas verdades na vida" foi o que eu respondi.

A partir daí a intrometida da Ariel aqui (apontei para Luka, que está ao meu lado)

Tomou as dores da patricinha e deu aquela merda que vocês já sabem...

(todos estavam realmente interessados na história)

Luka: Foi exatamente isso que aconteceu...

Rosalya: Ei! Você deveria estar ao meu lado! 

Luka: Eu posso ser qualquer coisa nesta vida mas mentiroso, não é uma delas!

Caleb: Se desculpem logo!

Rosalya e eu: Não!

Lys: Então tá! Já que nenhuma das duas, estão afim de cooperar vamos fazer o seguinte... Eu proponho um acordo de não violência. Vocês não vão poder lutar, ou machucarem uma a outra entenderam?

(concordamos com a cabeça)

Lys: Dêem um aperto de mão! 

(Nos levantamos sem protestar, e demos um aperto de mão e a nossa palavra de que não íamos lutar)

Lys: Ótimo! Uma vez que o acordo feito, não poderás ser quebrado.

(depois disto terminamos nosso jantar e fomos treinar tiro e escalada eu ganhei é claro!)

*Quebra de tempo de manhã*

(Eu acordei cedo tomei banho me vesti: Blusa preta com um enorme pentagrama estampado em branco e com um decote nas laterais, calça de cintura alta preta rasgada, bota preta cano curto, colar tatto choker o colar do bando e mais um colar em formato de âncora, pulseiras pretas de couro, brincos de argola, uma touca preta. Meu cabelo solto ondulado, Lápis de olho preto esfumaçado, cílios postiços, pó bronzeador, batom preto "básico" (de básico não tem nada!) peguei meus anéis de cavera e símbolos bizarros peguei minha bolsa meu celular a chave do meu carro e desci até a cozinha.)

(todos ainda estão dormindo. 

coloquei um avental preto, e comecei a cozinhar. E. Depois de colocar os pratos, as comidas, e os talheres à mesa eu tirei o avental. E toquei um sino que tem na cozinha que toca em todos os quartos, fez um barulho da porra mas funcionou em 5 minutos todos já desciam as escadas e os olhinhos brilhavam quando viam a mesa)

Sentem-se crianças...

(todos se sentaram e começaram a tomar café, Lysandre foi o último a descer as escadas e quando ele desceu veio até mim eia me dar um beijo na boca, mas eu desvio e acaba sendo na bochecha.)

Lys: Bom Dia linda a mesa está incrível...

Obrigada.

(ele se sentou à mesa)

Luka: Não vai comer não Hanna?

(levanto uma tigela com cereal, para cima)

E aí está bom?

Todos: Não tá bom! Tá perfeito!!!

(isso faz um bem danado, ao meu ego!)

Jonathan: Sabe Hanna... eu fico me perguntando, como você cozinha tão bem?

(eu me sentei no balcão da cozinha, e peguei a tigela com cereal e morangos, e comecei a comer)

Meu pai era militar... um dos meus deveres era cozinhar, ele adorava minha comida então eu era a chef em casa...

Ezra: Vocês não tinham empregados?

Sim tinhamos duas empregadas e um copeiro porém era eu quem cozinhava...

Broquele: Pai militar devia ser foda!

bom facíl não era...

Lys: Você está tão bonita hoje onde vai?

Nada demais... só vou dar um role de carro (olhei no meu relógio de diamantes e ouro branco) aliás vou indo...

(joguei o prato na lava louças peguei minha bolsa dei um selinho no Lys)

Falô galera...

(sai da casa peguei meu carro e fui ao local marcado, é um beco bem longe daqui. Demoraram 2 horas de carro correndo para caralho, até enfim chegar. Eu rastreie o local não tem ninguém coloquei minha Glock nas costas coloquei minha jaqueta de couro, sai do carro e me encostei no capo dele e fiquei esperando por 10 minitos até chegar uma Ferrari vermelha (que clichê!)

(o carro parou e de dentro dele saiu um cara alto, branco com cabelos ruivos bagunçados, olhos cinza, porte atlético vestido com um terno de marca paletó preto camisa Hugo Boss branca (igual a do Lys) calça preta, sapato social preto, rolex de diamantes e na cintura dele eu pude notar uma pistola 9mm de ouro (clichê demais!!!! Pelo menos o cara é gatooooo!)

ele deu um sorriso ao me ver,depois dirigiu-se até mim colocou a mão na cintura então sem pensar duas vezes eu saquei minha Glock engatilhei e apontei para a cabeça dele, que ficou surpreso e levantou as mãos para o auto)

??? Eu vim em paz...

Quem é você? 

??? Pode abaixar essa arma?

Não não posso (fui até ele encostei ele na Ferrari dele peguei a arma dele coloquei em minha cintura, revistei ele peguei um canivete no calcanhar dele coloquei tbm em minha cintura (Não vou mentir tirei proveito dele, passei a mão naquele corpinho delícia) depois de revistar ele eu volto para minha posição e guardo minha Glock)

Quem é você? 

??? Eu sou Ryan Carter... e você doçura? 

Doçura é meu pau! Eu sou a Agatha o que você quer comigo?

(ele riu com a minha resposta)

Responde porra!!! 

Ryan: Eu estive te observando Agatha e você é a criminosa perfeita! Sabe dirigir como ninguém, é uma máquina de matar gente! sabe cozinhar, é linda tem sangue frio um perfeito manuseio de armas de todo tipo você é perfeita!!! (ele deu a maior ênfase á palavra "perfeita")

Como você sabe tudo isso?!

Ryan: Eu sou... *Interrompido*

(ele foi interrompido por barulho de sirenes)

Merda você é polícia?! Filho da puta é uma armadilha!?

(dei uma joelhada no estômago dele, que recuou se contorcendo)

Ryan: Eu não sou!!!

Fodeo!!!

(Peguei a chave do meu carro entrei nele rapidamente, acelerei e quando eu fui perceber ele estava no banco do carona)

Sai daqui!!!

Ryan: Se liga eu não sou tira! Eu sou líder do bando *interrompido*

(barulhos de tiros e de sirene)

Ryan: Pisa nesta porra!!!

(ele pisou no meu pé que estava no acelerador , então o carro saiu que nem louco correndo para caralho)

Ryan: mostre-me suas técnicas...

É pra já!

(pisei mais fundo no acelerador, o carro estava quase voando mas os polícias estavam perto pois estavam com uma Lamborghni, os filhas da puta estavam com uma fodendo Lamborghni!!!)

Merda! Queima esses filhos da puta!!! (falei fazendo várias manobras com meu Bugatti ele pegou as duas armas que estavam comigo, abriu o vidro do carro e começou a disparar no carro dos polícias, que faziam o mesmo com a gente)

Eu vou manter a velocidade mostre suas habilidades baby!

(falei em tom de desafio)

Ryan: Se impressione!

(ele atirou nos pneus da Lamborghini que perdeu o controle e caiu do penhasco)

Ryan: Pode falar eu sou incrível e maravilhoso! 

Há há Convencido!

Ryan: Por favor Agatha admita eu sou perfeito!

(Dei um freiada brusca, quase finalizando um zerinho completo, Ryan teve que se segurar hehe...)

(Aperetei o volante com uma mão e olhei para ele arqueando uma sombrancelha, e dando um sorrisinho de canto.

Ele retribuiu o sorriso, e quando ele ia falar algo meu celular toca)

*System Off a down B.Y.O*

(Atendi na mesma hora, sem ver o número...













Notas Finais


Postando quase de madrugada por que sou dessas...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...