História Criminosos também amam - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Emeraude Toubia, Fifth Harmony, Justin Bieber, One Direction, Selena Gomez, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Emeraude Toubia, Harry Styles, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Camren, Drama, Jelena, Máfia, Zayn Malik
Exibições 274
Palavras 2.994
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeeeee minhas goooxtosaass, tudo bom? 💙😀
Então, quem aí tá animado para saber oque vai rolar com aquele casal encrenca?levanta a mão (Sqn) 😂
Obrigado pelos comentários gente, sério sempre irei agradecer vocês, pois são vocês que estão fazendo minha fic crescer. Obrigado meus amores, vejo vocês nas notas finais. 💙

Capítulo 5 - Beijo ou não beijo?


Povs Charlie

Harry era doido? Ou melhor acho que ele não tinha cérebro, como assim namorada do Malik? Mais nem que ele fosse o último homem da fase da terra, nem se me dessem drogas eu namoraria ele. Essa é boa viu, namorada do Malik.
-Então como se chama? -A senhora a minha frente perguntou me fazendo despertar dos meus pensamentos.
-Ah me desculpe, me chamo Charlotte, mais me chame só de Charlie. -Sorri estendendo a mão vendo a mesma pegar e apertar em forma de comprimento. -E você?
-Trisha, sou mãe do Zayn. -Ela olhou com ternura para o moreno, Zayn fuzilava Harry com o olhar. -Porque não me disse que estava namorando? -Trisha encarou o moreno sorrindo de canto.
-Porque nem eu sabia que estava...-Zayn cochichou para que só eu e ele pudesse ouvir.
-Oque não entendi?-Trisha nos olhou confusa.
-Eu disse que tentei ligar, mais ninguém me atendia.
-Você ligou no meu celular ou no telefone fixo? -Trisha Perguntou fazendo Zayn ficar meio tenso.
-N-no telefone fixo, porque? -O moreno inventou a primeira mentira que havia passado em sua mente. Era horrível ver Zayn mentindo para a mãe daquele jeito, eu odiava mentiras. E o pior, ela acreditava em tudo que o moreno dizia, seu sorriso ia de orelha a orelha. Minha vontade era de falar toda a verdade, contar que o filho dela era um criminoso e que havia me sequestrado para poder atingir o meu pai. Mais eu sabia que se fizesse isso eu teria certas contas para pagar com Zayn depois.
-Ah eu esqueci de te contar que nosso telefone fixo quebrou, mais deveria ter ligado em nossos celulares, vínhamos correndo para cá. -Sorriu de canto. -Já sei, porque não jantamos todos juntos? Eu faço uma comida deliciosa e a gente janta, e mata a saudades. -Abraçou o filho de canto. -E nos conhecemos melhor. -Olhou para mim, eu assenti sorrindo.
-Ótima idéia mãe, eu e Charlie vamos nos arrumar e aí a gente desse pode ser? - -Trisha apenas assentiu.
-Suas irmãs, seu pai e seus amigos estão lá embaixo, eles querem te ver.
-Diga que logo logo eu desço.
-Tudo bem. -Trisha desceu as escadas e Harry a seguia mais Zayn o impediu.
-Você tem problemas seu idiota? -O moreno deu um tapa na cabeça do Harry, fazendo o mesmo levar a mão no local do tapa e massagear. -Porque foi dizer que essa vadia é minha namorada? -O encarei incrédula.
-Escuta aqui seu...seu...-Zayn ergueu a sobrancelha esperando pela minha resposta. -Seu mané, vadia é a sua...suas amigas. -Ele revirou os olhos, nem ligando para minha resposta.
-Queria que eu falasse oque? Oi Trisha essa aqui é Charlie a menina que Zayn sequestrou. -Harry se defendeu fazendo o moreno bufar de raiva.
-E agora oque eu vou fazer? Minha mãe não pode nem sonhar que eu a sequestrei. -Zayn passou as mãos no cabelo em forma de nervosismo. -Você escondeu as armas? -Zayn encarou Harry com cara de espanto, fazendo o rapaz a minha frente arregalar os olhos. 
-N-não. -Foi a vez de Zayn arregalar os olhos.
-Então desse e guarda no nosso esconderijo, guarde-as antes que alguém as veja. -Harry assentiu. -Chame os meninos e as meninas de canto e conte toda essa palhaçada que está acontecendo. -Harry novamente assentiu e saiu correndo para as escadas. Zayn se virou para mim, pegou meu pulso e saiu me arrastando para seu quarto. Será que ele ia tentar abusar de mim com os pais deles aqui? Meu sangue gelou e minhas pernas tremerem. Entramos em seu quarto e Zayn sentou-se na cama me deixando de pé.
-E agora? Oque faço com você? -Arqueou a sobrancelha. -Primeiro eu queria apenas te foder e depois te matar. Agora não vou poder pois você é minha "namorada".
-Não vai me mais me matar? -Meu sorriso foi de orelha a orelha.
-Por enquanto não. -Meu sorriso se desfez. -Mais saiba de uma coisa, quando meus pais forem embora e essa palhaçada acabar. Você morrerá. -Meu corpo se estremeceu com sua fala, ele percebeu pois acabou sorrindo atrevido. -Tome um banho e vamos descer. Irá conhecer minha família. -Espera, como assim conhecer a família de Zayn? Eu não estava pronta eu não queria isso, eu apenas queria ir para casa e fingir que nada disso tinha acontecido.
-Não quero conhecer sua família, eu to com medo. -Falei nervosa. -E eu não tenho roupas adequadas, pois desde que me sequestrou eu só tomei um banho. -Zayn correu até mim colocando sua mão em minha boca.
-Cala a boca, minha mãe não pode nem sonhar que te sequestrei. -O moreno tirou sua mão de minha boca. -Sobre roupas, vou pedir para Camila te emprestar alguma coisa.
-Espera, sua mãe não sabe que você é um criminoso? -Ergui a sobrancelha, e vi o mesmo negar.
-Ela nem sonha com isso.
-E como ela nunca percebeu? Pois dá para ver na sua cara que você mexe com essas coisas. -Zayn soltou um riso. -Digo, você tem uma mansão, roupas sapatos, móveis e outras coisas tudo de marca, como ela nunca descobriu que você rouba?
-Porque eu não roubo querida. -Piscou. -Os outros que roubam para mim. -Gargalhou feito um louco me causando um arrepio em todo o corpo. -Ah e sabe oque faço com pessoas que me desobedecem?. -Neguei, ele se aproximou de meu corpo me fazendo fechar os olhos e orar para que ele não fizesse nada comigo. -Elas acabam morrendo com um tiro na testa, que nem você morrerá. -Arregalei meus olhos, vendo ele gargalhar novamente.
-Zayn, eu sei que você não é assim. Sei que aí dentro.-Apontei em seu coração.-Tem um menino bom, que apenas está escondido. -Ele revirou os olhos.
-Parei com isso Charlie, esse seu papinho de que sou um ótimo menino me irrita. -Zayn foi até a cama se jogando. - Eu não sou, nunca fui e nunca serei, entendeu? -Neguei com sua resposta, eu sabia que ele não era daquele jeito, sabia que havia alguma coisa para que ele ter se transformado naquele monstro.
-Não Zayn, eu sei que aconteceu alguma coisa. Você não era assim, eu tenho certeza. -Por impulso me aproximei dele, sentando na ponta de sua cama. -Se quiser, pode me contar eu posso tentar te ajudar. -Ele me encarou por alguns segundos mais logo começou a gargalhar feito louco, me fazendo o encarar confusa.
-Acha mesmo que eu vou te contar minhas coisas do passado? -Ele se sentou ficando próximo a mim. Seus lábios estavam entre abertos de um jeito sexy, eu não tinha notado o quanto aquele moreno era bonito. O modo como seu cabelo era alinhado em um perfeito topete, o jeito como ele se vestia, e seus olhos. Ah seus olhos, eles eram tão lindos que dava vontade de guardar e um potinho só para mim. Oque? Espera, do que eu estou falando? Acorda Charlotte esse de quem está se referindo é Zayn, o criminoso. O garoto que te sequestrou, que tentou abusar de você, que te bateu, ele é o garoto que praticamente te tirou a vida. Não pode achar essas coisas dele, ele é um mané, um idiota que no fundo não passa de um garotinho indefeso.
-Se quiser, estou te ouvindo.-Balancei a cabeça tentando afastar aqueles pensamentos. Sorri tentando parecer amigável.
-Eu não quero que me escute, não quero nada de você, quero apenas te foder e depois te meter dois tiros na cabeça. -Molhou os lábios me fazendo encarar aquela maravilhosa cena. -Quer saber, chega de papo. -Se levantou da cama. -Vai tomar um banho, vou pedir para Camila lhe emprestar algum vestido. -Assenti me levantando também. -Tem toalhas, sabonetes e shampoos no banheiro, pode usar.
-Tudo bem. -Fui até o banheiro abrindo a porta. -Mais e você, aonde vai tomar banho?
-Isso não é dá sua conta. -Sorriu travesso, me fazendo revirar os olhos. Zayn saiu do quarto me deixando sozinha, entrei no banheiro trancando a porta e logo me despindo. Entrei no box ligando o chuveiro, deixando que aquela deliciosa água quente levasse toda aquela preguiça ir embora. Lavei os cabelos com um shampoo com cheirinho de morango, eu amava esses shampoos e sabonetes com cheiro de morango. Eu achava que o aroma se encaixava perfeitamente em minha pele a hidratando de um jeito fantástico. Não demorei muito, pois eu ainda tinha que me arrumar, sai do banho enrolada em uma toalha qualquer. Abri a porta dando de cara com Camila segurando dois vestidos, um em cada mão.
-Ai Camila que susto. -Coloquei a mão no peito fazendo ela sorrir de canto.
-Desculpe eu não queria te assustar. -Assenti. -Olha Harry me contou oque ele acabou fazendo e que meteu vocês dois nessa enrascada.
-Nem me fale, ser namorada desse criminoso deve ser horrível. -Camila -gargalhou.
-Mais então, eu trouxe esses vestidos para você escolher. -Ela levantou os dois me fazendo analisar. Os dois eram muito bonitos, mais um era muito charmoso e eu não gostava de coisas muito extravagante, ah não ser que fosse uma ocasião especial. Eu optei em ficar com o outro, ele era branco com florzinhas vermelhas. Era o vestido perfeito.
-Eu quero esse. -Apontei para o vestido escolhido, Camila assentiu sorrindo. Ela me entregou umas peças de lingerie que não usava mais. Vesti elas e logo coloquei o vestido.
-Uau. -Camila me olhou de cima a baixo me fazendo ficar constrangida. -Você está tão...Gostosa. -Sorri com sua frase, eu não tinha um corpão. Eu tinha um corpo razoável, tudo do jeito certo, nada grande de mais e nem nada pequeno de mais. Me olhei no espelho ficando surpresa com oque eu via, meu corpo havia ganhado uma escultura perfeita, pernas cheinhas, cintura modelada e meus seios estavam volumosos por conta do decote do vestido.
-Eu amei esse vestido. -Dei uma voltinha fazendo Camila assentir.
-Ele ficou lindo em você, eu trouxe ele para você. -Arregalei meus olhos.
-Serio? Eu posso ficar com ele? -Vi a morena assentir novamente. -Ai Camz obrigada. -Pulei em seus braços abraçando ela. -Você é uma pessoa maravilhosa, eu nem te conheço muito, mais já te considero tanto.
-Obrigada, eu também gosto muito de você. -A morena me abraçou de novo. -Mais então vamos fazer uma make?
-Claro. -Ela sorriu, eu sentei na cama e a Camz ficou em pé, ela passava uns cremes em meu rosto, não demorou nem 10 minutos e minha maquiagem estava pronta e uau! Camila levava jeito para essas coisas, eu usava apenas um delineado de gatinho com rímel. Meu batom era um vermelho para poder combinar com as flores do vestido. Meu cabelo havia secado naturalmente e Camila penteou fazendo uma trança embutida. Além de ter me emprestado roupa, ela também me emprestou um saltinho médio branco. Assim que terminei de me arrumar eu fui novamente na frente do espelho sorrindo com o resultado.
-Você está linda.
-Obrigada Camz. -Beijei seu rosto. Alguém bateu na porta e nós mandamos a pessoa entrar, era Zayn. Ele me encarou de cima a baixo mordendo os lábios.
-Você está tão gostosa. -Sorriu travesso, ele se aproximou de mim e de Camila.
-Então gente eu vou indo, vejo vocês lá embaixo. -Camz saiu as pressas me deixando a sós com aquele criminoso. Zayn também estava muito lindo, sua calça jeans escura deixava suas pernas torneadas, sua camisa polo branca o deixava com seus músculos torneados também. Seus cabelos alinhado em um perfeito topete, e aquele sorriso lindo de canto que tirava o fôlego de qualquer menina.
-Você também não está nada mal.
-Eu sei, eu sou muito gato. -Revirei os olhos.
-Você nem é convencido né? -Ele sorriu de canto.
-Eu só trabalho com verdades florzinha. Agora vamos descer que todos já estão nos esperando. -Assenti, Zayn e eu saímos do quarto e descemos as escadas devagar. A cada degrau que eu descia podia sentir meu coração se acelerar, mais o porquê daquilo? Era apenas um jantar com a família do meu "namorado" não tinha porque eu ficar nervosa. Não tinha sim, eu mentiria para os pais de Zayn, eu fingiria ser uma pessoa que não era, apenas para cobrir a mentira que Harry havia inventado. Por um lado era bom, e por outro nem tanto, bom pois eu viveria por mais tempo, e ruim porque eu estaria mentindo para pessoas que eu nem conhecia.
Antes se chegar a sala, Zayn entrelaçou nossas mãos, fazendo com que um choque percorresse nossos corpos. Nossos olhares se cruzaram, e ficamos nos encarando por segundos. Oque havia acontecido ali? Eu nunca havia sentido isso nem com meu primeiro namorado, porque eu havia sentido isso com um criminoso? Zayn sorriu de canto e logo descendo os restos dos degraus, quando chegamos na sala todos nós encaravam em silêncio. Aquilo estava sendo estranho, todos me encaravam e eu não sabia aonde enfiar a cabeça, eu odiava ser o centro das atenções.
-Pai, Safaa, Doniya, Waliyha. -O moreno correu em direção aos familiares os abraçando apertado. -Que saudades de vocês.
-Nos estávamos com mais Zayn. -O rapaz disse abraçando o filho apertado. Era estranho ver Zayn ali no meio de pessoas normais. Não que ele não fosse, quer dizer, argh vocês me entenderam.
-Zazza não vai apresentar sua nova namorada para nós? -Umas das meninas falou, e eu sorri sem graça.
-Claro, é pessoal essa aqui é Charlotte minha...-Me encarou por alguns segundos. -N-namorada.
-Olá Charlie. -A baixinha falou se aproximando.
-Olá.
-Florzinha, esses são Yaser meu pai. --Acenei para o senhor. -Waliyha, Doniya e Safaa. -Sorri para todas. -E aquela é a minha mãe Trisha, você já conhece. Esses são Gigi, Justin, Selena, Louis, Liam, Niall, Lauren, Camila, Dinah, Ally, Normani, e o Harry. -Me apresentou todos que foram muito simpáticos comigo, Harry, Camz, E Gigi eu já conhecia. Gigi me encarava com fúria, seus olhos transbordavam puro ódio.
-O jantar está servido, vamos comer. -Todos nos sentamos. E fizemos nossos pratos, Trisha havia feito lasanha, e estava com um cheiro maravilhoso.
-Espero que gostem.
-Impossível não gostar mãe, sua comida é a melhor de todas. -Zayn sorriu, ao ouvir aquela frase eu me lembrei da minha mãe. Eu também dizia isso a elas todos os dias, e olhe só, hoje eu nem sei se ela está viva.
-Querida está tudo bem? Não gostou da lasanha? -Trisha me perguntou fazendo me despertar dos meus pensamentos.
-Não, não. Está uma delícia, eu só estava pensando em algumas coisas. -Sorri de canto.
-Mais então Charlie conta como você é o Zazza se conheceu. -Doniya perguntou fazendo Zayn se engasgar com a bebida. Droga, eu estava ferrada oque ia dizer? Não podia inventar uma desculpa qualquer, tinha que ser algo bem bolado.
-É-é eu conheci Zayn na...-Todos me encaravam esperando a resposta.
-Na empresa, ela foi ver umas amigas e a gente acabou se esbarrando. -Sorriu com ternura para mim, até que Zayn Era um ótimo ator.
-Isso foi na empresa. -Peguei na mão dele que estava em cima da mesa, ele ficou tenso com meu toque mais mesmo assim decidiu entrar no jogo.
-E como que vocês perceberam que estavam afim um do outro? -Gigi perguntou rugindo entre dentes.
-Zayn e eu sempre nos encontrávamos, era na empresa, no mercadinho, na padaria emfim em todos os lugares. Viramos amigos e fomos conhecendo nossos sentimentos um pelo outro. -Sorri envergonhada pela minha mentira.
-Até que eu pedi ela em namoro e ela aceitou. -Completou a história, Zayn levou minha mão até seus lábios depositando um pequeno beijo.
-Awwns. -Todos falaram em coro, eu e Zayn sorrimos. O jantar foi bem, conversas iam conversas vinham e até que terminamos o jantar e fomos para a sala conversar.
-A quanto tempo estão namorando? -Yaser nos perguntou sentando ao lado de Zayn no sofá.
-Dois meses.
-Três messes.
Nos encaramos confusos, todos da sala também não eram muito diferentes.
-A três messes.
-A dois messes.
Novamente nos encaramos, os meninos seguravam a risada.
-A dois ou a três? -Trisha no encarou.
-A muito tempo. -Falamos juntos fazendo os meninos caírem em gargalhadas.
-Que tal batermos uma foto? -Safaa sugeriu e Trisha amou a idéia. A primeira foto foi Apenas Zayn as irmãs, Trisha e Yaser. A segunda foi Zayn e os meninos.
A terceira foi Zayn eu e a família dele, a foto havia ficado linda, todos sorrindo, -Trisha abraçada Yaser, e Doniya as irmãs. Eu me aproximei de Zayn mais não o abraçei.
-Se aproximem mais. -Harry falou antes de bater a foto, rapidamente encarei Zayn e me aproximei um pouco mais. -Mais gente eu quero ver vocês um pertinho do outro. -Harry falou entre risadas. Zayn fuzilava ele e Harry parecia não ligar, apenas se divertia com aquela situação toda. Zayn passou um de seus braços em volta da minha cintura e o outro colocou no bolso de seu jeans. Com as duas eu abraçei Zayn. E Click! Harry havia nos mostrado as fotos e todas haviam ficado realmente lindas, apenas uma havia me chamado atenção, a nossa. Zayn sorria verdadeiramente para a foto e eu também, quem visse Até pensaria que éramos namorados de verdade.
-Gente agora eu quero um beijo de vocês. -Camila falou entrando no jogo de Harry, eu encarei Zayn com o rosto todo vermelho.
-Tudo bem eu beijo. -Zayn levantou minha mão e a beijou. -Pronto, beijei.
-Ah isso não vale, tem que ser na boca. -Justin também entrou na brincadeira.
-É tem que ser na boca. -Trisha falou rindo. Eu não estava acreditando que eu teria que beijar aquele criminoso, tudo bem que eu já havia o beijado antes. Mais eu nem aproveitei aquele beijo, era um beijo totalmente ruim, forçado. Então para mim nem contava como um beijo.
-BEIJA, BEIJA, BEIJA. -Todos da sala cantavam e batiam palmas menos Gigi. Zayn olhou para mim e depois para meus lábios.
Eu não podia beijar ele, ele era o Zayn Malik, o garoto que me sequestrou que me tirou a vida. Ah deus, me tira dessa situação por favor.


Notas Finais


Pooooow 🔫🔫 abaixa que é tiro, eai será que rola esse beijo?
Espero que vocês gostem, boa leitura minhas goxxxxxxxxtosasss. 💙 Até amanhã 😘✨😍😇💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...