História Crise existencial - Relatos Suicida - Pensamentos... - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 17
Palavras 804
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Ilusões.


Apenas um aviso: isso não é ficção, não é uma história narrada por nenhum personagem, é apenas minha opinião, sem querer incentivar ninguém a respeito de nada que será abordado, são só pensamentos de uma mente perturbada.

Cada fanfic que escrevo são lágrimas derrubadas

Cada capítulo é uma decepção

Cada palavra é uma motivação para o fim

Cada letra é um corte com lâmina

E em cada história há um sentimento.

A cada dia que passa, tento esconder minha dor e minha tristeza com ele. A coisa que mais te destrói quando é forçado. Você quer chorar, mas por fora tenta parecer forte. Então você faz ele aparecer. O sorriso. Nossa arma secreta. E as pessoas acreditam nele. Ou tentam/fingem acreditar para não ter que resolver nossos problemas. Já reparou? As pessoas sab que você não tá bem e não fazem nada.

E o pior é quando lhe perguntam se está tudo bem. Você responde que sim, porém, lá no fundo sussurra para não acreditarem.

Mutilação. Quem nunca se cortou? Ou talvez, quem nunca sentiu vontade?

Não adianta disfarçar, dizer que nunca fez ou não faz mais, suas cicatrizes estão visíveis em seus pulsos e pernas e elas não te deixam mentir. Mas o que fazer quando a dor dos cortes não forem o suficiente para te aliviar?

Para mim cada corte é uma guerra, uma dor, um motivo. E uma história...

Sei que você quer chorar. Que seu coraçãozinho frágil não quanta mais tanta dor... Que se pudesse, acabaria com tudo no mesmo instante. Mas não é tão fácil quanto parece, não é?

Você lembra da sua família. Por mais que eles estejam sempre te lembrando de que seu lugar não é ali. Você lembra dos seus supostos amigos. Por mais que eles te abandonem quando você quando mais precisa. Você lembra do seu cachorro, sua vizinha, professores e, em casos como o meu, até em seu psicólogo.

E então você desiste.

E se sente tão inútil por não conseguir fazer uma coisa tão simples.

Ouvimos pessoas dizerem: "Ah, mas isso é frescura, quem quer se matar, não perde tempo, se mata de uma vez".

Mal eles sabem que estamos tentando nos dar uma chance.

Somos vistos como suicidas. Mas o que são pessoas suicidas?! Se você perguntar para alguém ou até mesmo se você pesquisar no Google, suicidas são aqueles que tentam ou pensam em se matar. Mas, pra mim, suicidas são os únicos que não conseguem viver num mundo de ilusões. Em um mundo com violência, preconceito, racismo e tudo o mais.

São aqueles que veem a verdadeira merda que tá esse mundo e tentam sair dele! As pessoas que te menosprezam, agridem e ofendem são apenas para você perceber que seu lugar não é aqui.

Quando, na verdade, o lugar dessas pessoas é que é outro.

Pra mim, suicidas são as pessoas mais frágeis que alguém pode conhecer. Eles tem os sentimentos mais confusos, bonitos e poéticos.

Os meus pensamentos são estrelas, mas eu não consigo arrumar as constelações. É muito confuso esse negócio de "motivos" pra se matar, por que você tem, e sabe disso. Mesmo que seja o mais bobo possível. Um simples e pequeno gesto pode ser um empurrão para a sua última decisão. Na maioria das vezes, temos vergonha e receio de contar, e quando contamos, a pessoa nos dá conselhos inúteis.

"Isso é só uma fase!", "Relaxa, não se preocupa, todos gostam de você!" Ou "Você não precisa disso!".

E o que essas pessoas acham que eu preciso?!

O que elas sabem sobre minhas emoções, sobre meus sentimentos e, principalmente, sobre o que eu. preciso?!

Elas não sabem. Elas não passam pelo mesmo que você. Pelo mesmo que eu.

Estamos juntos no mesmo barco, colega. Você pode falar comigo. Me manda uma mensagem, comenta a fanfic, passa seu número do whats, nome no Facebook, usuário do Twitter... Eu quero conversar com você. Eu quero te ouvir.

Agora vamos para outro tópico. Os pais.

Meus pais não sabem nem da metade das coisas pelo qual eu já passei. Dos choros abafados, coisas vividas e as dores guardadas em cada sorriso meu... não sabem das minhas lágrimas...

Eles vivem na ilusão de que temos amigos, de que nossa vida é perfeita.

Que a única obrigação que temos é estudar... mas eles se esquecem que também já foram adolescentes.

Esquecem porque acham que o celular desvia nossa atenção dos problemas. Por um lado, é verdade. Mas, por outro, quando você está sem celular, seja nas aulas, quando se deita para dormir ou quando fica sozinha... Você desaba. As muralhas que você construiu para evitar decepções começam a cair.

Sabe os psicólogos? Eles só estão lá para lembrar a você que a sua família paga para que alguém te ouça...

Porque as novelas ignoram o tema "mutilação"? Porque os noticiários não falam sobre suicídio? Porque filmes e musicas não retratam a vida como ela realmente é?

Porque é o ciclo da morte. Vida? Por que temos vida se vamos todos morrer?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...