História Crônicas Solitárias - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 9
Palavras 137
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Muitos adolescentes dizem detestar seu corpo ou, ao menos, algo nele.
Este poema é para qualquer um que já se sentiu perdido ou triste com seu casulo de pele.

"Se você viverá com seu corpo pelo resto da vida, não é mais fácil tornar-lhe um aliado?"

Aproveite a viagem! <3

Capítulo 2 - Anatomia Humana


Meus olhos são vidro transparente
E deixam qualquer sentimento a vista
Meus olhos despejam água
E umedecem meu rosto ressecado

Minhas estrias são versos
De uma poesia sem rima
Minhas estrias são lindas
E eu também

Meu estômago abriga borboletas
Que se remexem e batem asas
Meu estômago é engraçado
E me trai nas piores horas

Meu coração é um tambor
Que ama retumbar
Meu coração ama
E ama amar

Minha garganta é ressecada
E não me permite engolir
Minha garganta forma um nó
E a tristeza se acumula

Meus lábios são hidratados
Em formato de coração
Meus lábios beijam
E desejam ser beijados

Minha pele é um casulo
Que guarda carne e ossos
Minha pele protege
E guarda sentimentos e decepções

Meu corpo é perfeito
Com todas as imperfeições
Meu corpo é feio
E belo também


Notas Finais


Espero muito que tenham gostado da viagem de hoje!

Se sim, comente, favorite e divulgue! Me conte, você acha que eu deveria mudar algo na minha escrita? Tem alguma dica ou opinião que gostaria de compartilhar? Não tenha medo de enviar um comentário!
Um grande beijo e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...