História Cross Lines - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, One Direction
Personagens Barbara Palvin, Harry Styles
Tags Barbara Palvin, Harry Styles, Romance
Exibições 25
Palavras 756
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oooi pessoas, muito obrigada pelos 9 favoritos e pelos seus comentários. Obrigada meeesmo, isso me ajuda a continuar pois eu sei que vocês estão gostando!!!
Boa leitura ❤️

Capítulo 3 - Miracle


Fanfic / Fanfiction Cross Lines - Capítulo 3 - Miracle

POV Érika Viana

Dois meses e 25 dias se passaram, e digamos que ainda estou no fundo do poço. Digamos que, ou eu pagava o aluguel, ou eu passava fome. Digamos também que esteja ficando difícil... Mais do que eu imaginei.

– Você não me ligou.

Estava terminando de fechar o caixa quando ouvi sua voz e parei para olhar quem falava comigo.

– Zayn..?

– Em carne e osso.

– Primeiramente desculpa.

– Te desculpo se aceitar jantar comigo.

– Não vai rolar...

– Posso saber por que?

– Tô indo embora de Nova York sexta à noite.

– O que..?!

– É isso aí... - quase deixei minha voz vacilar.

– Tá... Então, o que posso fazer pra você ficar?

– Um milagre.

Ele sorriu.

– Estou mais pra Hades do que pra Zeus.

– Ainda bem que sempre preferi Poseidon. - dei uma piscadinha.

– O que te impede de ficar?

– A vida... Tô começando a achar que meu destino não é aqui.

– Você acredita em destino?

– Sim. Você não?

– Destino, pra mim, é só aquele de quando você entra num carro e o GPS pergunta pra onde você quer ir.

Ri levemente.

– Gostaria de te fazer pensar diferente, e faria caso não fosse embora.

– Apenas um milagre pode te fazer ficar..?

– Isso.

– Eu posso ser o seu milagre? - ele pegou minha mão que estava em cima do balcão e a afagou com os dedos.

Senti minhas bochechas queimarem na hora.

- É... Ãnh... - ri nervosamente.

- Já acabou aí? Preciso fechar a loja... - Nora perguntou.

Olhei para trás depressa, e tirei a minha mão da de Zayn.

- Ãnh.. tô acabando, desculpa a demora...

- Você pedindo desculpas..? - Nora indagou.

- Pedi..?

- Pediu.

- É. Pedi. - sorri como quem não quer nada.

Zayn riu.

- Preciso ir, linda. - ele disse.

Me virei para ele novamente.

- Ah, tudo bem. Até um dia. - sorri novamente, simpática.

- Não vai demorar muito pra gente se ver. - ele foi em direção à porta, olhou para trás e sorriu, fazendo com que o sininho tocasse assim que saiu.

- Por que não pega ele logo? Está afim de você.

- Por que a vida é minha.

- GROSSAAAAAAA! - ela respondeu em alto e bom som.

- Nasci assim, linda. - dei uma piscadinha para ela, que logo em seguida ela deu as costas e entrou novamente para a cozinha.

(...)

Acordei com meu celular tocando estridentemente.

Por que caralhos eu escolhi esse toque?!

- Alô..?! - disse com a voz meio rouca de sono.

- Senhorita Érika Viana?

- Sim. - esfreguei um dos meus olhos vendo ao relógio mais próximo que horas eram. 7:13 da manhã.

- Olá, tudo bem com você? Ligo em nome da Senhora S, da empresa Victoria Secrets, para informar que gostaríamos da sua presença para a assinatura de um contrato. O que você acha?

- Amiga, são 7 da manhã. Não brinca comigo, não!

Ela soltou uma risadinha mas logo se recompôs.

- Não é brincadeira senhorita Viana. Podemos te ver hoje à 17:00h?

- P-perfeito! - meu sorriso não cabia mais nos lábios. Estava de orelha a orelha.

- Okay. Muito obrigada por nos dar essa chance, tenha um ótimo dia. - e então eu desliguei, não acreditando no que acabou de acontecer.

(...)

- Agora coloque a mão no ombro. - fiz o que ele pediu - Isso, continue assim.

Ele tirou algumas fotos e fez um sinal com a mão de que eu estava livre.

- Pode ir beber uma água. Nós já conversamos, Érika. - a Senhora S se dirigou a mim, que logo assenti e sai da sala.

Tinha avistado um bebedouro ali do lado de fora da sala, um pouco mais a frente. Só precisava andar um pouco ao fim do corredor e... aqui está.

Peguei um copo descartável, coloquei no filtro e pressionei o botão mágico que saia água. Enquanto enchia, a secretária loira saiu à porta, e dali mesmo, disse:

- Quando terminar, já está tudo pronto para conversarmos. Dei um sorrisinho simpático e voltei a minha atenção para a água. Peguei o copo, e enquanto bebia, me virei para ir para a sala, mas meu salto enroscou no carpete e se não fosse o moço que estava passando atrás de mim, eu teria dado com a cara no chão.

Aconteceu tudo em câmera lenta... Até pude ver a água pulando do meu copo para a minha blusa, e consequentemente a do moço também.

- Me desculpa, moço. Eu juro que não foi a minha int... Você?


Notas Finais


Eai, gostaram?
Quem vcs acham que é? haha.
Beijos e até o próximo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...