História Cross Path (Camren) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Exibições 87
Palavras 1.225
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


DEMOREI MAS VOLTEIIIII.... como estão? Espero que estejam todos bem.

Capítulo 15 - Capítulo 15


Ariana Pov

Camila do nada começou a ficar gelada, levantei-me imediatamente e verifiquei se ela estava bem. O semblante dela não estava nada estável, tava pálida e muito fria. A preocupação imediatamente me ocorreu e eu a levantei com cuidado para levá-la para a enfermaria. Devido ela está com o corpo muito mole, não estava conseguindo levá-la, esbarrei com dois garotos durante o caminho e graças a Deus eles me ajudaram. Com os passos largos e apressados, finalmente chegamos.

- Obrigada garotos – agradeci quando já havíamos chegados a enfermaria.

Eles assentiram e sumiram do meu campo de visão, aproveitei pra voltar minha atenção para Camila e lá estava ela, deitada na cama ainda  desacordada. Cheguei mais perto da mesma e segurei a mão dela que estava repousada sobre a cama, uma lágrima caiu e logo a enfermeira Lily adentrou a sala.

- O céus! O que aconteceu? – perguntou andando apressadamente em nossa direção.

- Ela do nada apagou. Estávamos conversando no jardim, tudo normal, aliás nem tão normal assim, aí ela ficou aérea parecendo que forçava a lembrar de algo e do nada desmaiou.

- Como do nada? Explique-me melhor.

Suspirei enquanto a observava e encarei a enfermeira Lily, expliquei tudo o que ocorreu no jardim e falei também algumas coisas sobre o acontecimento de ontem. Cada detalhe dito por mim, só afirmava mais ainda a desconfiança da Srt. Lily, pois segundo ela, Camila supostamente desmaiou devido a substância que acabou ingerindo na boate.

- Bom Ariana, não é nada de grave. – suspirei de alívio – É como eu lhe falei, devido a essa tal substância que ela acabou ingerindo fez com que a causasse uma queda de pressão. Então não precisa se preocupar, dentre algumas horas ela acordará.

- Por que só dentre algumas horas? Se ela só sofreu uma queda de pressão já deveria ter acordado!

- Sim, deveria. Mas como essa queda foi causada por um tipo de substância, ocorreu um tipo de queda de pressão fora do comum. Não é nada de grave, mas como é fora do comum... Só aos poucos ela vai se recuperando e voltando ao normal. – pelo menos não é nada grave – Então acho melhor a mocinha voltar para a sala de aula e avisar aos professores que a Srt. Cabello não retornará as aulas por hoje, pois a mesma ficará de observação. Caso ocorra algo inesperavel, levaremos ao hospital.

- Mas..

- Mas o que Ariana? Não precisa se preocupar tanto! Eu estou aqui para cuidar dela. Qualquer coisa que á acontece, lhe aviso. Agora já para sua sala de aula.

Bufei e me despedi da enfermeira, antes de passar pela porta rodopiei meus olhos sobre Camila e sai dali ainda sem conseguir acreditar como uma droga de substância conseguia fazer tanto efeito assim. Tomara que ela fique bem logo, mesmo eu estando profundamente magoada com ela, eu  ainda a amo, e me preocupo mais com ela do que comigo mesma. Voltei para a sala e falei para a professora que Camila estava na enfermaria e que por hoje não poderia assistir mais aulas. Sentei-me no meu lugar e a cada minuto que se passava, sempre um ser presente ali, me interrogava para saber detalhes sobre o que aconteceu com a Mila. Ignorei todas as perguntas e foquei na aula de química.

Dinah Pov

Odeio quando pergunto algo e ninguém me responde, desde quando cheguei hoje aqui na escola, Lauren e Ariana estavam completamente estranhas. Toda vez que eu perguntava como tinha sido lá na boate e talz, elas diziam que foi ótimo e que não poderia ter sido melhor. Mas pelo olhar cúmplice das duas, eu literalmente conseguia sentir o cheirinho de mentira no ar.  E quando Ariana chegou na sala avisando que Mila estava na enfermaria, só afirmou a minha suspeita e logo percebir que isso teve haver com o que aconteceu na boate, até por que Camila tem uma saúde de ferro, nunca se sente mal, nem nada. E agora depois de um longo dia estranho, se encontrava numa enfermaria por causa de queda de pressão fora do comum! Aconteceu algo realmente de grave, deve por isso  que essas viadas dos encanamentos estão me escondendo. Mas se elas pensam que eu não vou descobrir, estão completamente enganadas! Até por que o que Dinah Jane quer, ela consegue.

Pedir a professora para ir ao banheiro, só que eu fui imediatamente para a enfermaria. Cheguei lá e a enfermeira Lily estava examinado algo, bati na porta lentamente e adentrei o vão.

- Olá Srt. Lily. Vim visitar um pouco a minha amiga, será que posso? – perguntei um pouco tímida, essa enfermeira sempre causa isso em mim! Credo.

- Claro Hansen, sem problemas – falou ela com um sorriso amigável – Já que está aqui poderia fazer compania para Camila enquanto término de fazer uns testes lá no laboratório? Preciso deles urgentemente, mas só que não posso deixar Camila só, então se incomodaria de ficar até eu voltar?

- Claro que não me incomodo. Afinal Camila é meu filhote, tenho que cuidar dela. – falei e ela sorriu enquanto pegava alguns materiais – Fique o tempo que precisar lá no laboratório que juro de dedinho não arredar o pé do lado da Mila.

- Posso realmente confiar?

- Com toda a certeza.

Sorrir largamente e ela logo retribuiu, pegou seus materiais e saiu me deixando finalmente a sós com Camila. Tranquei a porta e sentei-me ao lado da cama onde Camila se encontrava. Ela respirava profundo enquanto seu semblante estava totalmente desconhecido por mim.

Acho que já deve ter se passado uns 35 minutos que eu estava ali sentada apenas olhando para Camila, quando de repente a mesma começou a falar coisas do nada. Parecia que estava tendo um pesadelo, sei lá.

“ - Já disse que não quero beber, me deixa em paz.

- A não é da sua conta. Agora saia daqui e me deixe a sós.”

QUE? Camila está tendo um pesadelo? Desde quando ela dorme e fala ao mesmo tempo?! Meu Deus! Será que isso é normal? Céus! O que eu faço? Grito? Corro? Peço ajuda? Ou eu mesmo a ajudo? A meu deus!

Optei por eu mesma a ajudá-la, até por que se ela está tendo só um pesadelo se eu a balançar ela se acorda e isso passa. Balancei ela de um lado para o outro, mas nada. Continuei balanço, mas novamente sem sucesso. Até que a mesma começou a falar coisas que não deu para entender e começou a suar super frio. Me desesperei e sair correndo atrás da enfermeira Lily, cheguei no laboratório e a encontrei olhando algo no microscópio. Expliquei o que aconteceu agora a pouco com Camila, e logo imediatamente ela me arrastou e chegamos a enfermaria novamente, ela chamou dois seguranças para levarem Camila urgentemente para o hospital.

- Srt. Lily o que aconteceu? – perguntei enquanto andava em passos largos para acompanhá-la enquanto a mesma tratava de andar urgentemente para fora.

- Não posso explicar agora Hansen. Vá para sala e aguarde noticias da Camila, assim que chegaremos no hospital te ligarei e conversaremos sobre isso depois.

Entraram dentro do táxi e sumiram do meu ponto de vista. Tentei processar tudo o que aconteceu enquanto voltava para a sala, mas nada me fazia compreender o que acabou de acontecer.


Notas Finais


Capítulo curto, mas é só pra não deixar vocês muito tempo sem nada. ❤ até o próximo, xoxo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...