História Crossed destinies - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Once Upon a Time, Victorious
Personagens Ally Brooke, André Harris, Beck Oliver, Camila Cabello, Cat Valentine, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Dinah Jane Hansen, Emma Swan, Jade West, Lauren Jauregui, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Normani Hamilton, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Tori Vega, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Camren, Drama, Jori, Romance, Stelena, Swan Queen, Swanqueen
Visualizações 128
Palavras 2.040
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii gente! Eu apareci aqui novamente, desculpem a demora, estava sem inspiração e um pouco sem tempo por causa da escola mas com a ajuda de uma amiga consegui escrever esse capítulo para vocês, Vivian eu te adoro ♥
Gente, se tem uma coisa que eu gosto é de sofrer, se for pra sofrer por shipp ainda mais.
Boa leitura pra vocês, sem muita enrolação...

Capítulo 3 - Traição



Me apressei para levantar e respirei fundo antes de entrar. A cadeira da mulher estava virada para a janela mas assim que meus saltos bateram contra o chão, ela se virou quase que imediatamente.
Para a minha surpresa era nada mais nada menos que a Regina.
- Regina? — ela fica me olhando sem reação alguma.
Eu estava paralisada e eu nem sabia o motivo. Talvez por a mulher em minha frente estar linda. Que pensamento é esse agora? Eu sou hétero, pelo menos é o que acho. Ela estava com um terninho preto e o seu inseparável batom vermelho.
- Miss swan, o-oque está fazendo aqui? — saio do transe e me sento na cadeira que é de frente a sua mesa.
- Eu vim para a entrevista — mexo nervosamente as mãos.
- Claro, você já trabalhou em algum escritório de advocacia antes? 
- Não, em Nova Iorque eu trabalhei de assistente em uma revista... — deixo o meu currículo sob a mesa e ela me olha de uma maneira superior.
- Vejo que já trabalhou em vários lugares... — ela estava com um óculos de grau que a deixava sexy. 
- S-sim, quer dizer, eu tenho experiência — ela cruza os braços como forma de proteção e se encosta na cadeira, arqueando uma de suas sobrancelhas.
- Miss swan — fala quase soletrando e causando um estranho arrepio em meu corpo — Porque devo te contratar? 
- Eu preciso desse emprego — eu não queria expor a minha vida para uma mulher que mal me conhecia.
- Me dê um motivo — me remexo na cadeira inquieta.
- Preciso sustentar minhas duas filhas, eu me separei faz pouco tempo e preciso de um lugar para morar somente com elas. Um emprego ajudaria muito — soltei sem pensar duas vezes.
- Oh! Me desculpe, eu não sabia, claro que você está contratada e perdão por fazer você se lembrar disso — ela tem no rosto uma expressão indecifrável.
- Tudo bem, obrigada, obrigada mesmo! — eu me levanto na mesma hora, não estava acreditando ainda — Quando eu começo? — pergunto ansiosa.
- Amanhã mesmo de manhã — se levanta e estende a mão direita.
- Nos vemos amanhã então — estendo a minha mão e quando a mesma entra em contato com a mulher da minha frente meu corpo parece que foi levado a outro mundo.


Flashback - ON


Estava sentada em uma das arquibancadas, esperando a Ruby que havia me dito que apresentaria uma menina nova com quem ela estava saindo. Só que para o meu desgosto eu estava esperando a mesma que não havia aparecido até agora.
Olhei para o campo de futebol e avistei aquele mesmo menino de olhos azuis que fica me olhando em todos os jogos. Eu estava tão perdida em pensamentos que fui acordada por um copo de refrigerente que foi derrubado no meu vestido.
- Mas só pode ser brincadeira — já ia xingar a pessoa que tinha feito aquilo mas para a minha supresa era uma garota de cabelos castanhos até no meio das costas, com uma calça jeans surrada, uma blusa do ramones e por cima uma jaqueta de couro. Era linda, eu ainda não havia visto aquela garota na escola.
- Me desculpe, foi sem querer, Ruby me empurrou — observo a minha amiga atrás da garota conversando com uma ruiva de olhos azuis.
- Tudo bem — ela se senta ao meu lado e coloca a jaquela sob meus ombros. 
- Talvez tampe essa enorme mancha que está no seu vestido — sorrio, ela olha para frente e eu cheiro aquela peça. Tinha um cheiro curioso de cidra de maçã que era maravilhoso.
- Eu nem me apresentei — fala do nada me fazendo quase largar a jaqueta no chão — Sou a Regina e você é? — fico sem jeito com o olhar que ela me observava, parecia que estava analisando cada pedacinho de mim.
- Sou a Emma — sorri mostrando os belos dentes brancos.
- Pode me chamar de Gina.


Flashback - OFF


Fico olhando para os lábios carnudos daquela mulher e para a cicatriz que tinha na parte superior do lábio. 
- Gina — sussurro.
- O que?! — Regina solta a minha mão rapidamente, acabando com a minha alegria.
- Te vejo amanhã — percebo o que eu tinha falado e sem olhar para trás deixo a sala.
O que foi isso? Uma ilusão? Eu não conseguia entender o que estava acontecendo.  Pego o caminho de volta para casa sem conseguir definir o sentimento que estava habitando em mim.


POV - Lauren 


Não sei quantas vezes havia implorado para a Camila me passar o número da Lucy mas ela sempre negava com uma raiva fora do normal. 
Estava encostada em meu armário esperando Camila aparecer com a sua amiga o que não demorou muito.
- Dinah essa é a Lauren, Lauren essa é a Dinah — uma garota super parecida com a Beyonce estava ao seu lado.
- Você é sapatão? — rio de nervoso.
- Sou sim, porque? — ela bate palminhas.
- Sabia! Minha intuição nunca falha, você parece ser daquelas garotas que fica mandando indireta para a crush no tumblr — ri mordendo a língua.
- Já usei muito o tumblr para isso, uso até hoje na verdade — encosto no armário observando o Shawn passar com uma cara de poucos amigos.
- Viu Camila? Ela não é que nem você que fica de namoradinho negando que gosta na verdade é de mulher — Camz revira os olhos.
- Eu já falei que sou hétero, porque vocês duas não acredita? — eu olho para a Dinah, a Dinah olha para mim e começamos a rir que nem duas gazelas.
- Nem vem que não tem, a gente já sabe que você gosta é de colar velcro — Dinah fala secando as lágrimas dos olhos.
- Eu nunca colei porque você acha que eu gosto de mulheres? — Camila cruza os braços fazendo uma cara fofa.
- É só olhar para o seu rosto bebê — olho na tela do celular as horas, estava quase para começar a primeira aula — Vamos lá na Mani...
- Eu não posso, minha aula  vai ser de química e tenho que terminar um dever antes do professor chegar — Camila me olha desconfiada.
- Vamos Mila? — confirma calada, as duas vão para longe e eu para o lado oposto.
Quando eu chego no último corredor, tamanha é a minha surpresa ao ver o Shawn agarrando uma garota que deveria ser do 2° ano. Meus olhos não acreditava na imagem que estava na minha frente. Fui quase que correndo para onde Camila foi com a Dinah. Quando eu vejo a morena, puxo seu braço sem delicadeza alguma.
- O que foi? — fica assustada com o meu desespero.
- O Shawn... ele está... — tento falar ao meio dos suspiros desesperados.
- O que tem o Shawn? — já impaciente.
- Camz ele está te traindo — ela coloca a mão na boca predendo o grito que queria sair.
- Onde? — eu puxo ela para onde eu vi o garoto.
- A-aqui — minha voz morre ao perceber que não tinha ninguém ali.
- Você tá zoando comigo? — sem paciência, larga minha mão com violência.
- Não... eu juro, os dois estavam aqui — tento me explicar.
- Não esperava isso de você — sai sem deixar eu me explicar.
Decidi não falar nada, já que ela não acreditaria em nada que eu fosse dizer. E porque eu me importava? Eu não gostava de ver Camila com aquele embuste. Eu sentia um incômodo fora do normal, séra que eu tinha uma queda por ela? Não! Impossível.
Nego os pensamentos e tento me concentrar na aula.


POV - Jade 


Tori estava demorando, ela tinha pedido para esperar ela na porta da escola e lá estava eu sentada em um dos bancos que foram feitos para os alunos sentarem.
Vi de longe a morena alta com os belos cachos deslumbrando a luz do sol.
- Demorei um pouco — sorri fraco, de um jeito que só ela sabia — Oi — deixa um beijo no canto dos meus lábios — Desculpe.
- Tô de boa — na verdade eu não estou nem um pouco de boa mas tenho que fingir que não tem vários fogos explodindo dentro de mim.
- E ai? Ainda vai querer o número do Beck? — penso, a verdade é que eu nunca quis o número daquele garoto, eu só tinha o achado atraente, desde o ínicio eu estou interessada em Tori.
- Não sei! — a verdade era que eu queria soletrar um não bem na cara da Tori.
- Que bom! Eu pensei que se você tava de verdade interessada nele mas... — ela para na minha frente mas a sua fala morre e seus olhos se fixam em algo no fim do corredor.
- O que foi?
- Eu não acredito! — larga a mochila no chão e vai quase correndo para onde o Shawn estava pegando uma garota — Seu idiota! Como você tem coragem? — bota o garoto contra a parede.
- Aquela sua irmãzinha não tem graça alguma — fala com desprezo — e o que você está fazendo segurando a minha roupa com essa sua mão suja? — Isso já foi a gota d'água pra mim que quase imediatamente soltei minha bolsa no chão e tomei o lugar da Tori. — Quem é você? — me olha de cima a baixo, senti repulsa na mesma hora.
- Para você a resposta é simples, não te interessa — falo bruta soltando o garoto.
- Nervosinha também? Isso é falta de um homem na sua vida — sorri sarcástico.
- Eu não preciso de homem algum! E além do mais, isso não é da sua conta. Quem não tem nem um pingo de descência na cara aqui é você! — ele rosna e vem com os punhos fechados em minha direção.
- Como você ousa? Eu tenho muito dinheiro, posso expulsar sua família dessa cidade — fica frente a frente.
- Eu que pergunto, como você ousa? Você tem uma namorada que se mata para fazer você feliz e você fica se esfregando em outras no colégio. Seu dinheiro não me interessa, eu quero vê você me obrigando a sair daqui porque eu não saio nem amarrada — cruzo os braços.
- Não vai sair por bem, sai por mal — me empurra no chão e eu caio batendo com tudo as minhas costas.
- JADE! — Tori me ajuda a levantar e tentar me puxar dali.
- Não! Não vai ficar assim não! — vou em passos rápidos para a frente do  menino e chuto diretamente na sua região de baixo, ela cai no chão urrando de dor e eu me agacho para ficar do seu tamanho — Isso é para você aprender que mulher deve ser respeitada e que pode ficar com quem ela quiser! — chuto sua mão para longe e saio pegando as mãos da Tori e puxando para longe dali.
- Eu já avisei para a Camila — depois de estarmos sentadas em baixo de uma árvore faltando a primeira aula, ela fala pela primeira vez — Eu te achei incrível — segura as minhas mãos.
- Achou foi? — não estava acreditando, a menina doce que eu conhecia me parabenizando por ter quase matado o garoto mais escroto da escola.
- Sim! Você é doida mas eu adoro ser a sua amiga — me abraça, me supreendendo mas eu retribuo mesmo assim — Obrigada por me defender — sorri sem mostrar os dentes.


POV - Camila


Tinha recebido uma imagem de Tori no whatsapp que me fez me sentir arrependida. O Shawn estava beijando outra garota, eu não senti a raiva que eu imaginava sentir, eu estava mais preocupada com Lauren. Eu não acreditei quando ela me disse e agora a mesma deve estar com rancor de mim.
Que estranho, eu namoro a quase 1 ano e não estou me sentindo triste mas sim decepcionada por colocar fé em um garoto que nunca me deu valor. Queria ver Lauren, queria pedir desculpas mas como faria uma coisa dessas? Quando tocou o sino avisando que havia terminado a aula eu sai correndo tentando achar a Lauren mas para o meu desgosto a achei converssando com a Lucy. As duas estavam próximas demais, foi ai que veio a surpresa quando as duas se beijaram eu senti como se tivesse levado um soco na boca do estômago. 
Queria meu quarto, meus bichinhos de pelúcia, minha séries e chorar o resto do dia.

.

 


Notas Finais


Gente, eu vou tentar atualizar essa fanfic todo sábado, me cobrem please. Domingo vou atualizar a minha outra se vocês quiserem dar uma olhadinha, é original mas feita com muito amor como essa daqui!
Obrigada pelos comentários ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...