História Cruel - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber, Originais
Personagens Barbara Palvin, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Amor, Barbarapalvin, Criminal, Danielsharman, Drama, Drogas, Festas, Iansomerhalder, Justinbieber, Originais, Romance, Suspense
Exibições 10
Palavras 417
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Mistério, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Black Forest.


Eu não fazia ideia de quanto tempo estava presa neste lugar, era algum tipo de quarto, estava escuro o bastante para que eu não pudesse enxergar os detalhes de qualquer coisa, apesar de ter uma lâmpada com uma luz demasiada fraca no quarto, presumi que fosse apenas para que eu pudesse me locomover sem acabar inteiramente roxa. Por minhas contas eu estava com uns quinze anos e havia passado mais ou menos nove anos que eu estava presa naquele quarto e eu nem se quer sabia como estava viva até hoje, não se passava absolutamente nada em minha cabeça sobre quem quer que estivesse me mantendo daquela forma. Em minha mente a pessoa que estava por trás de tudo aquilo era um ser humano completamente desprezível. E o pior era que eu tinha a certeza de que meus próprios pais não moveram um dedo se quer para tentar me resgatar.

— Borboletinha, como você está se sentindo hoje? — aquela mesma voz que eu já estava acostumada a ouvir todos os dias, perguntou. Pode parecer que era fácil para mim tentar deduzir quem é que estava por trás de tudo o que acontecera pelo simples fato de eu morar em um lugar com pouco povoamento, mas a voz era sempre diferente da anterior e soara robótica, como se fosse uma máquina que repetisse o que outra pessoa falara e reproduzisse com um som extremamente alterado.

— Estou como em todos dias, presa e cansada. — respondi, meu tom de voz era baixo e pouco rouco. Eu não aguentava mais viver trancafiada em uma casa como a Rapunzel, eu nunca gostei de ser feita como um passarinho na gaiola, durante os meus seis anos que passei com meus pais eles nunca me trancafiaram de tal forma, eles eram incríveis! Ou talvez eles só me deixavam fazer todas aquelas aventuras para que um dia algo grave acontecesse comigo e eles não precisassem se preocupar com o peso morto.

Sou Cassie, como havia falado estou presa nesse lugar repugnante e sem nenhum tratamento higiênico, o que todo ser humano teria direito. Se eu não tivesse seguido minha curiosidade e vindo até aquela ou essa floresta, já que não tinha a mínima ideia de onde eu me encontrava não sabia ao certo como me referir a Floresta Negra. Mas, algo dentro dela me atraiu, era inexplicável como me senti extremamente viva e assustada ao entrar nesse mar de árvores que mais pareciam um labirinto. Uma pequena história, ou apenas o começo de uma.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...