História Crush Candy - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Crush Candy, Hanig, Jikook, Jimin Uke, Jungkook Seme, Kookmin, Lemon, Minkook, Namjin, Shortfic, Songfic, Vhope, Yaoi, Yoonseok
Exibições 132
Palavras 1.495
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Chapter 3 - Buss


Tayotte mite mo ii

Tsurai to itte mo ii
Kono ore ni
Lean on me
Lay on me
Lean on me

Dakara waratte oh yeah
Ashita wa new day date
Yoru ga owatte oh yeah
Hikari ga sashite
Just go your way

 

• • • • • ● • • • • 

 

Park Jimin : 

Eu não sei nem se vou conseguir olhar para a sua cara, depois do vexame que meus amigos deram...

Kookie :

Não foi nada! Seus amigos parecem ser legais, toda aquela exaltação apenas para ajudar um amigo a sair com seu crush... u.u 

     

     Jimin sentiu suas bochechas queimando ao ler a mensagem, tamanha audácia do garotinho. 

Park Jimin :

De onde tirou que é meu crush, Jeon Jungkook!?

Kookie : 

Ué, Jin Hyung me contou! KKK

Park Jimin : 

Porque não me chama de Hyung também ?

Kookie :

Porque você é pequenino e fofo, Jiminnie, não consigo te tratar como Hyung, mas se quiser pode me chamar de Oppa! HAHAHA

 

     Jimin, ainda não tinha entendido como a conversa chegara aquele ponto, quando finalmente saiu daquele shopping sufocante, voltou sorridente para casa e decidiu chamar o garoto por mensagens para finalmente marcar o tão esperado encontro de sábado que seria no dia seguinte, o que só deixava Park mais nervoso ainda, trocou muitas mensagens com o garoto depois de marcarem direitinho o encontro, se conheceram melhor, o que fez Jimin, se encantar mais ainda a respeito de Jungkook, descobriu que Jungkook tem 16 anos, um a menos que ele, e que Jungkook tem uma pequenina irmã, com seus plenos oito aninhos, porém, ela não mora com ele, como seus pais são separados, ele acabou ficando com seu pai e a garota com a mãe, mas isso não o chateava como o mesmo disse, a relação entre seus pais era pacifica e encantadora, e quase todos os fins de semana Jungkook via sua irmã, o garoto até suspeitava de seus pais estarem voltando, mas todas as esperanças foram por água abaixo quando o Sr. Jeon apresentou-lhe sua nova namorada, a garota parecia ser mais nova que o próprio Jungkook, e como ele disse a Park, até hoje ele não vai muito com a cara da nova ''mãe'', diferente da garotinha, que parece que saiu do ventre da jovem do que de sua própria mãe, porém, a Sra. Jeon, não se importava, elas eram como melhores amigas, até sobre como o ex marido, e o atual namorado, era na cama, o que deixava Jungkook com os olhos arregalados e a cara como um tomate, o Sr. Park, com a cara afundada em uma almofada e a garotinha com cara de dúvida toda vez que a palavra ''meter'' aparecia na frase junto com o nome de seu pai. Jimin, ao ler toda aquela história só sabia gargalhar. 

 

Kookie :

Você não negou o fato de eu ter me mencionado como seu crush, então eu tenho chances?!

   

 Jimin resolveu apenas ignorar a mensagem assim que a notificação chegou, ele então sentiu seu rosto mais vermelho do que da última vez, ele então começara a imaginar como ficaria quando estivesse conversando pessoalmente com o Jungkook, ele imaginava não ter coragem o suficiente para falar um ''a'', as palavras entalariam em sua garganta, ele não aguentaria e explodiria, só não sabia se isso era algo bom ou ruim, afinal, ele poderia muito bem explodir, de fofice, de medo, de felicidade, de amor... pois sim, era isso que ele estava começando a achar que sentia pelo vendedor da loja de doces da esquina de sua casa

 

• • • • • ● • • • • 

     Jungkook estava mais uma vez desbloqueando o ecrã de seu celular para ver se recebeu alguma mensagem, seu curso de artes não importava mais, todos os artistas que a professora mencionava não conseguiam ultrapassar a grande e forte muralha chamada Park Jimin, da cabeça de Jungkook, afinal, o seu crush tinha combinado e tido uma conversa  de mais de vinte minutos consigo, e cá entre nós, para uma pessoa que observava um ruivinho qualquer entrar e sair de uma loja de doces todos os dias da semana quase, e nunca, nunca conseguia dirigir um ''olá, eu sempre estou sentado aqui no banquinho, será que poderia por favor, me notar?'', a audacia dele não chegava a esse ponto, quando o sinal do fechamento das aulas finalmente tocou, ele percebeu que realmente não tinha prestado nenhum pouco de atenção na aula, já eram 20:00hr da noite e Jimin ainda não tinha respondido sua mensagem, será que o garoto tinha ficado com raiva dele, ou algo do tipo, que fizesse com que ele nunca mais quisesse conversar com Jungkook? Será que Jungkook afastou Jimin para sempre, ou o mais novo apenas estava viajando em seus pensamentos sem sentido? 
       Jungkook resolveu apenas ignorar os pensamentos, guardou todo seu material e saiu da sala, vou em direção a saída da escola e atravessou a rua, se sentando em um dos bancos do ponto de ônibus, e colocou seus fones, fechando os olhos e esperando o tipico barulho de freio do ônibus ser audível, mas a única coisa que ouviu, e sentiu, foi um sopro no rosto e uma risadinha meiga, era Jimin. Jungkook então, abriu os olhos, e junto com isso, abriu um dos maiores sorrisos, tirando os fones imediatamente. 

- Oi Jungkookie! O que está fazendo aqui a essa hora? Já está tarde, não tem medo de ser sequestrado? Você é tão pequenininho e indefeso! - Jimin disse, com a voz risonha ainda inclinado na frente do garoto, sua voz carregava um tom debochado. 

- hahaha, que hilario Jimin, se algum sequestrador vir para cima de toda minha perfeição, uso alguns dos meus melhores golpes de karatê, e depois... - Jungkook dizia serio, inocentemente, arrancando um riso escandaloso de Jimin, que o interrompeu para completar a frase do moreno. 

- E depois você sai correndo com a calça toda borrada! - Ainda ria, mas dessa vez ele estava sentado do lado do garoto, com uma pasta preta no colo e uma mochila vinho em cima. 

- Aish.. não vou nem me dar o trabalho de lhe responder, mas me responda... o que você está fazendo aqui? - Jungkook revirou os olhos, dando ênfase no ''você''. 

- Ah... eu estava na escola ainda, sabe como é, estudos... uma merda total, semana de provas, eu não posso dar mole, minha mãe trabalha muito para conseguir pagar a mensalidade da minha escola, como eu já te disse, tirei 4,5 em biologia, minha mãe quase me comeu vivo - Jimin falava serio olhando para o chão, Jungkook apenas soltava algumas risadinhas. 

- Bom... eu sou ótimo em biologia, se quiser eu posso te ensinar Jiminnie! - Jungkook sorriu gentil.

- Podemos combinar qualquer dia... - Jimin disse, se endireitando no banco, logo sentindo um peso em seu ombro, olhou para o mesmo e viu a cabeça branca com os cabelos negros de Jungkook, apoiada nele. 

- Está ansioso para sábado Jimin-Hyung ? - Jungkook perguntou, inclinando a cabeça para cima, ficando extremamente perto do rosto de Jimin, mas ele pareceu não se importar, assim como Jimin, que apenas sorriu com o ato do moreno, achando-o fofo. 

- Eu estou muito ansioso dongsaeng! E obrigada por me chamar de Hyung finalmente! - Jimin riu soprado, fazendo a franja de Jungkook cair sobre seus olhos, logo Jimin levou a mão até a mesma a colocando um pouco atrás das orelhas, por conta do tamanho. 

     Os dois garotos estavam se olhando profundamente nos olhos, sentindo a respiração um do outro, e escutando apenas alguns barulhinhos de grilos, os rostos cada vez mais perto, o momento cada vez mais inesquecível, os olhos se fechando lentamente, os lábios quase se encaixando, como se fossem feitos um para o outro, a mão pequena e gordinha de Jimin ainda na lateral do rosto de Jungkook, e a mão fina e grande de Jungkook indo para a nuca do ruivo, os pés de ambos cada vez mais acima do chão, e o momento tão esperado por ambas as partes quase acontecendo, lábios se roçando levemente, e um som alto e irritante de freio de ônibus, fazendo os dois se afastarem rapidamente, com os rostos corados coro tomates, e uma fala gaguejada de Jimin. 

- Se-seu ôni...bus Jung-kookie.. - dizia olhando suas mãos sobre a mochila vinho, e sentindo seu corpo e rosto quentes como o inferno, não sabia onde enfiar a cara, diferente de Jungkook, que tinha o sorriso maior que quando vira o menino pela primeira vez na noite, Jungkook apenas colocou a mochila sobre o ombro, deixou um beijo estalado na bochecha gordinha de Jimin, gritou um ''tchau'' das escadinhas do ônibus, e entrou, indo para o fundo do ônibus, e contagiando todos nele com seu sorriso, Jimin permanecia ali, sentado no banco, com o rosto mais corado ainda, como conseguiria olhar a cara do mais novo no dia de amanhã, agora sim estava ferrado 


Notas Finais


ME SINTO BURRAAAAAAAA, como fui capaz de fazer todo aquele drama sem antes pensar em trocar a maldita senha AAAAAAAh, enfim, já estou segura novamente, a fanfic tbm e os maravilhosos comentários de vcs tbm estão. me sinto culpada por ter acabado a capitulo assim KKKKKKKKKKKKKKKKK EU RI MT ESCREVENDO, espero q tenham gostado, vou tentar postar mais rápido, e maiores, eu dei uma mancada grande com vcs <3 desculpem sério.

outras fics

mil tretas :
https://spiritfanfics.com/historia/my-boyfriend-is-crazy-6624874

oneshot lemon incestinho dlc :
https://spiritfanfics.com/historia/cousin-6212209


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...