História Crush; chanbaek - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Jungkook, Sehun, V
Tags Bts, Chanbeak, Exo, Romance, Vkook, Yaoi
Visualizações 43
Palavras 855
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pôneis! Vim trazer chanbaek que e o meu shipp, e Vkook que também e meu shipp.

Boa leitura e espero que apreciem

Bjs da unnie

Capítulo 1 - Você e cego ou o quê ?


Baekhyun

 

Desperto com raios solares em meu rosto, coço meus olhos por causa da claridade e fico deitado por um certo tem pos estou com preguiça de me levantar. Mas acabo me levantando porque minha halmeoni, bate em minha porta.

 

— Baek se levante, já estás atrasado! - diz no outro lado da porta, me levanto em frações de segundos. Só tinha eu e minha halmeoni, minha omma morreu há sete anos, quando tinha dez anos. E meu appa sumiu assim que nasce.

 

— Já estou a ir halmeoni! - digo assim que saio do banheiro já pronto, agora só falta minha mochila, espero que ela já esteja pronta mas nao me lembro de a ter arrumado. Pego a mesma e por sorte já estava pronta, saí de meu quarto e desço as longas escadas de minha casa. E encontro minha halmeoni fazendo o café-da-manhã e o cheiro que por sinal está muito bom, então deduzo que a comida esteja mais uma vez maravilhosa.

 

— Bom dia, pessoa que mas amo nesse mundo - digo beijando a testa da minha halmeoni, ela é muito fofa!

 

— Bom dia, meu pingo de ouro - diz beijando minha bochecha, e sim tive que me abaixar para ganhar e beijo maravilhoso.

 

— Humm, que cheiro maravilhoso - digo me aproximando da frigideira que tinha dentro ovos com bacon’s, meus preferidos!

 

— Espero que goste, meu bebê - diz minha halmeoni colocando os ovos com bacon’s num prato e o dando para mim.

 

— Coma devagar, viu baek ?! Não quero ver meu netinho passando mau - diz ela acariciando meus cabelos e retribuo com um belo sorriso.

 

— Vou sim, halmeoni! - digo assim me sentando para comer, e sendo humilde, a comida da minha preciosa estava divina.

 

(...)quarenta minutos depois

 

Agora cá estava eu a pegar um ônibus cheio, quando o transporte publicado, vira a esquina, quase caio em cima de um menino que e bastante alto e demonstrava um ar de superioridade. Deixo para lá, e presto atenção nos prédios e carros que não paravam de passar.

 

— És cego ou o que ?!- diz o menino que quase cai em cima do mesmo, ele vem reclamar agora ?! Já se passou uns dez minutos do acontecimento, que otário!

 

— Desculpe-me, não fiz por querer - digo assim me desculpando e me curvando em seguida, tenho educaçao e nao irei fazer tempestade num copo d'água.

 

— Tudo bem…- diz o mesmo agora colocando seus fones e se desligando do mundo.

 

E voltei a olhar a janela de forma mas clara o possível, gosto muito da natureza, e uma das únicas coisa s fantásticas que o mundo lhe oferece. Pena que o mundo a trocou por prédios e transportes públicos, estou sendo um pouco hipócrita, mas quem não é ? Paro pensar e vejo que a minha parada está mais próxima e me ajeito perto da porta de saída, tenho que ser ágil, caso o contrario eu nao chego na escola.

 

Sem querer, dei um piso em falso e quando imaginei que iria cair, sinto algo me segurar pela minha bolsa, fazendo com que voltasse ao meu lugar. Olho por curiosidade a bondade desse ser e vejo que foi o cara que quase tentou brigar comigo, iria lhe agradecer mais o mesmo desce na parada que era para descer, desço nas pressas e corro para agradecer, mas o menino tinha ido mais a frente.

 

Que droga! Odeio não agradecer o favor que as pessoas fazem por mim, e como se ela quisesse que a visse novamente, será isso que ele quer ? Mas nem nos conhecemos. Isso ficou um tanto interessante.

 

Caminho lentamente até minha escola, que parecia ser demasiado longe do que o costume, fazendo-me cansar um pouco. Sinto duas mãos me abraçando por trás, já sei quem e.

 

— Sehun - digo saindo de seus braços e o encarando, como o sehun e atrevido.

 

— Sim, bebe ? - diz com o seu sorriso ladino de sempre, ele vive tentando me conquistar e o kyungsoo a ele. Espera, cadê o kyungsoo ?

 

— Vê se para com esses atrevimentos, e cade o kyungsoo ? - perguntei cruzando meus braços, e rir do primeiro comentário que disse e depois o mesmo ficou pensativo.

 

— Sabe que eu nao sei, ate estranhei ele nao ter vindo falar comigo - diz equanto fazia um gesto despreocupado com seus ombros.

 

— Depois o procuramos, temos que ir a aula já irá começar - digo indo na frente quando vejo que o sehun coloca seu braço sobre meus ombros, como esse cara e persistente.

 

— Se afasta - digo tirando o braço dele dos meus ombros e o mesmo faz uma expressão bem triste.

 

— Cara feia para mim e fome - digo assim correndo para dentro da escola sendo seguido por sehun. Quando viro pro corredor que esta minha classe, choco com algo ou alguém muito alto, quem será ?

 

____________________________

Próximo capítulo.

 

Obs; Irei posta os capitulos de crush, nos finais de semana ou na segunda e terça. E os capítulos sempre serão de 800 a 1.000 palavras.

 


Notas Finais


Vocês gostaram ? Se puderem comentar e favoritar, ficarei muito feliz ^^

Quem será que esbarrou no baekon ?

Obrigado por ler

Bjs da unnie


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...