História Crush ficwriter - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanbeak, Chanyeol, Ficwrite's
Exibições 76
Palavras 1.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLA BOLINHOOOOSS
TURU BOM COM VCS???
Então o ser aqui tinha ficado sem notebook ,sad, sim esta caralha morreu de vez e eu fiquei desesperada (isso foi na quinta passada) Ai na sexta eu entreguei meu notebook para o meu melhor amigo (pq o bichinho entende dos paranaue tudo) E só peguei meu notebook na segunda.
E TEM ALTOS PROJETOS VINDO PELA FRENTE EEEEEEEE

Capítulo 10 - Mas o quê?


Quando Chanyeol saiu daquela cadeira e ficou parado do meu lado fechei os olhos esperando pela dor, mas ela não veio. Abri os dos olhos com medo do que eu poderia ver ou que um pano estivesse voando em minha direção.

 

Mas tudo o que eu vi foi o maior se segurando para não cair na gargalhada.

 

- Qual foi palhaço? – Disse me levantando e lhe dando um soco no ombro.

 

- É que foi engraçado você todo encolhido por medo de levar uma surra do pano.

 

- Babaca, saiba que levar uma surra de pano dói ta’ bom? Agora vamos secar essa merda que você chama cabelo. – Murmurei enquanto apontava para ele sentar na cama.

 

Quando terminei de secar o seu cabelo, fomos para a cozinha almoçar. Assim que comemos falei para o maior lavar a louça que eu secava, mesmo em contragosto Chanyeol começou a lavar.

 

Assim que tudo estava pronto fomos para a sala e fiquemos assistindo alguma série aleatória, já que eu nem estava prestando atenção e Chanyeol também não. Eu estava lendo uma fanfic aleatória sobre melhores amigos, aquele clássico clichê que eu não consigo enjoar.

 

Meu celular começou a vibrar parecendo uma metralhada que eu até fiquei espantado, assim que desci a tela percebi que era notificação do twitter, Chan havia me mandado mensagem.

 

“ Eae Baek? Está preparado? Coração ta tudo okay? “

 

“ Hey Chan, eu estou suave na nave, na bad também, o tedio está me espancando”

 

“ Pesado, mas enfim, queria dizer que você vai ter sua sagrada fanfic sim, mas não vai ser agora pois estou esperando a capa ficar pronta”

 

“ Menino não me joga uma bomba dessas não, eu cardíaco ”

 

“ Está bem bb, na próxima eu não aviso “

 

Reli umas cinquenta vezes a última mensagem, queria sair gritando que nem uma garotinha do colegial quando é notado pelo crush. Okay vamos manter a calma, respira e não pira.

 

Antes mesmo de eu responder o Chan, foi acertado por uma almofada na cara, olhei irritado para Chanyeol e o mesmo me mandou língua.

 

- Que mentalidade, Deus tenho dó desta pobre alma, pois ele não sabe que peca.

 

- Que hilário, estou caindo no chão de tanto rir. Alais você está ciente que nós vamos para a cidade para ver os fogos de artificio né?

 

- Nós vamos? Desde quando eu concordei com isso?

 

- Desde o momento que você aceitou vir aqui, apenas aceite e cale a boca, obrigada de nada.

 

Dei ombros e respondi Chan, minutos depois o escritor me respondeu, e fiquemos assim por horas até que a puta da minha bateria ficar em 5% e ter que colocar meu celular para carregar, e como de costume desliguei e deixei mofando na cômoda e fui tomar um banho. Só sai do mesmo por que Chanyeol começou a bater na porta desesperadamente falando que estava apurado. Claro que mandei ele para casa do caralho, mas também sai do banheiro.

 

- Baek comece a se arrumar. – Falou Chanyeol quando entrou no quarto.

 

- Mas não vamos sair só lá pelas 22:00 não? – Disse enquanto esfregava a toalha em meus cabelos.

 

- Ah não, nós vamos na casa da minha mãe primeiro e de lá vamos para ver os fogos.

 

Limitei em apenas concordar com a cabeça, então ele saiu do quarto dizendo que ia se arrumar e era para eu fazer o mesmo.  

 

Quando cheguemos na casa da mãe do Chanyeol, a mesma ficou muito feliz em me ver e foi logo me puxando para dentro de casa deixando o maior para trás como um cachorro abandonado.

 

- Baek você vai me abandonar novamente? – Perguntou Chanyeol assim que entrou na cozinha.

 

- Não Channie, eu vou ajudar a sua mãe a preparar o jantar, o que você acha de ir na padaria e pegar uns dez reais de pão? – Falei sem tirar a atenção do repolho que eu picava.

 

O mais novo resmungou e disse que já voltava.

 

- Meu querido você deixa ele andar assim livremente pela cidade? Você sabe que Chanyeol conhece praticamente todo mundo daqui né? – Disse mais velha enquanto enchia uma panela com agua.

 

- Como assim?

 

- Você não tem ciúmes?

 

Quase me engasguei com a minha própria saliva.

 

- Não... Ele não é meu namorado para eu sentir ciúmes dele – Oras Chanyeol já não havia dito que não éramos namorados?  

 

-  O quê?

 

- Nós só somos amigos, apenas. – Disse com um pequeno semblante triste.

 

- Ahh... Então está bem.

 

Eu quis rir, mas sei que seria falta de educação fazer isso. Comecei a cantar uma música aleatória.

 

Minutos depois Chanyeol apareceu acompanhado por um tal de Kasper, que segundo a mais velha era o seu melhor amigo enquanto Chanyeol morava na cidade.

 

- Ola, você deve ser o Baekhyun certo? – Disse o tal do Kasper estendo a mão para mim.

 

Apertei a mão do mesmo e dei um sorriso amarelo. Os dois ficaram conversando animadamente sobre como era Seoul me deixando fora da conversa. Logo depois Kyungsoo e Kai chegaram e ficaram conversando comigo, mas acho que era por pena mesmo.

 

- Então Baek, como você conheceu o Chanyeol? – Perguntou Kai enquanto colocava os pratos na mesa.

 

- Ah... Ele ia todos os dias na biblioteca onde eu trabalho.

 

- A biblioteca é sua?

 

- Em partes, eu comprei ela junto com a Eunha.

 

- Sua amiga suponho? – Nisso comecei a rir e neguei com a cabeça.

 

- Minha ex, nós se consideravamos alma gemia, mas depois de alguns anos de namoro percebemos que na verdade nos éramos bons amigos, mas por fim decidimos nos separar e continuar mantendo contado.

 

- Ah... Nossa eu não esperava por isso, e você sente algo por ela?

 

- Apenas carinho e gratidão, ela foi muito importante para mim sabe? Me ajudou nas horas difíceis e sei que se eu precisar ela vai me ajudar sem pensar duas vezes.

 

- Que bonito da sua parte.... Sabe, grande parte das pessoas manda os ex para casa do caralho.

 

- Percebemos aqui que eu não sou uma pessoa normal.

 

Continuemos a conversar sobre as faculdades e coisas desse tipo. Quando a janta ficou pronta fui chamar Chanyeol e Kasper para ir comer, assim que cheguei no antigo quarto do mais novo quis nunca ter entrado naquele espaço. Kasper estava sentado no colo do maior enquanto o ultimo lhe abraçava.

 

- Então... – Comecei a falar e Kasper levou um pulo e logo saiu do logo do outro – A comida já está pronta.

 

E sai de lá sem ao menos olhar para trás. 


Notas Finais


Mil desculpa se tiver algum erro, qualquer coisa é só falar comigo pelo twiiter https://twitter.com/xiumeowmin


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...