História Crystalia - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Steven Universe
Tags Crystal Gems, Crystalia, Gema, Gems, Homeworld, Pedra, Steven Universe
Visualizações 56
Palavras 1.258
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yuri
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Opa! Eae? Obrigado pelos favoritinhos e por gostarem!
Quero pedir pra vocês recomendarem a fic pra quem gosta também desse gênero, de SU, essas coisas!
Espero que gostem! Até!

Capítulo 3 - Voltas pelo Mundo


Fanfic / Fanfiction Crystalia - Capítulo 3 - Voltas pelo Mundo

Eu fui arrastada a vários lugares pela Jasper, ela não me devolveu meu livro e jurou que o queimaria se eu não parasse de atormentá-la para que me devolvesse. Pelos meus cristais, que Gem mais chata!

Eu tive que segui-la, e fui reparando em coisas pequenas que haviam feito, como as belas arvores esculpidas, os bancos de vidro e cristal, as ruas devidamente arrumadinhas, cada casa de cristal alinhada com uma árvore entre cada uma delas, estas que já se enchiam de flores de variadas cores, os rios que passavam cheios de vida, a estrela que nos iluminava, tornando dia, e que elas originalmente chamaram de “SOL”.

Era realmente um lugar muito bonito.

-Nuummite?

Eu dei um salto ao ver alguém se meter a minha frente, percebi que chamavam por mim quando Jasper me olhou repreensiva, provavelmente eu não ouvi.

-Nuummite? – Ela voltou a me chamar.

Eu olhei para a Gem a minha frente, era uma Sillimanite. Se bem me lembro as Sillimanites são administradoras... Ela deve estar responsável por algo assim aqui também, eu acho.

Ela era mediana, nem muita alta, nem muito baixa, mas era maior do que eu, ela era amarela, a pele amarelo dourado, os cabelos loiros pálidos, e os olhos negros. Ela usava um moletom azul com touca, uma camiseta preta top por baixo, shorts brancos, botas pretas e em seu pescoço uma correntinha prateada. Sua pedra ficava na testa e era ovalada.

Nem comentei, mas a pedra da Jasper fica nas costas da mão direita.

-Sim? – Respondi finalmente.

-Jasper me disse que ainda não se “encontrou” aqui... Quero desejar boa sorte, e dizer que não importa que caminho siga todas nós iremos apoiar – Ela disse sorrindo.

Sillimanites são tão gentis quando querem... Queria que a Jasper fosse tão fácil quanto.

-Obrigado Sillimanite, é muita gentileza. Jasper está me mostrando o que fizeram, está incrível.

-Ah, eu agradeço – Ela disse sorrindo mais ainda. Que sorriso radiante, meus cristais – Ah! Eu tive uma ideia!

-Ideia? – Eu e Jasper repetimos juntas.

-Sim, sim! Que tal se você fosse dar uma olhada nas divisões?

-Divisões? O que é isso?

-É uma ótima ideia Silli! – Jasper exclamou.

-Divisões foram os grupos que dividimos para cada setor de Crystalia, assim como em Homeworld, são grupos de Gems que se responsabilizam por proteger, ajudar, lutar, explorar, e etc.

-Ah, entendo, e vocês querem que eu vá me encaixar em algum?

Elas se entreolharam, eu sei que é exatamente isso e elas não me fazem de boba. Assim como em Homeworld eu não posso simplesmente não fazer nada, eu tenho que contribuir para com a minha sociedade. Não que eu vá me tornar uma vagabunda que não faz nada e vive nas costas das outras Gems, eu vou, eu já lutei e posso lutar aqui.

Mas odeio que me forcem a escolher qualquer um desses caminhos... Quero encontrar o meu por conta própria.

-Como você é chata Nuummite!

Senti alguém se pendurar no meu pescoço, surpreendendo-me, era alguém leve e com certeza uma Gem pequena, e por essa voz, eu já tinha certeza de quem era.

-Dolomite – Resmunguei.

-Exato! – Ela disse pendurada em minhas costas – Vamos, vai ficar enrolando quanto tempo?

Dolomite pulou das minhas costas. Ela era como as outras Dolomites, pele branca igual papel, sardas creme nas bochechas cheinhas, cabelos curtos e cinzentos, cheinha e pequena. Ela usava uma camisa social branca com os botões das extremidades abertas, deixando parte de seu peito à mostra, onde estava sua pedra quadrada. Também usava calças legging pretas e sapatilhas pretas.

-Dolomite, eu não te devo nada – Eu resmunguei, se tem uma Gem que me tira a paciência mais que a Jasper, é ela.

-Claro que deve, eu salvei você.

Não me lembre disso, não me lembre disso!

-Vamos, eu quero te mostrar tanta coisa! – Disse Sillimanite, parecendo perceber a tensão que havia se formado com a chegada de Dolomite.

Eu segui Sillimanite logo atrás. Ao meu lado ficou Jasper, que batia altos papos com Dolomite, grudada em minhas costas novamente.

Nós não demoramos a chegar à cidade. Sim, cidade. Onde estávamos eram apenas os subúrbios, existe a cidade de Crystalia, onde ficam lojinhas, etc.

Não que aqui alguém use o que os humanos chamam de “dinheiro”.

Havia muitas, mas muitas lojas de comida, como se Gems comessem tanto, também havia lojas de artesanato, de armas, de brinquedos, de roupas, de tudo! Era até engraçado ver Gems enormes, como Coopers, tentando fazer artesanato com suas grandes mãos.

-Gostou desse lugar? – Sillimanite perguntou.

-Gostei, é bem legal – Falei olhando em volta.

-Venha, antes de irmos às divisões podemos passar nas lojas, pegar algumas coisas para você levar pra sua casa!

-N-Não seria mais fácil se-.

Eu não tive muita escolha, Jasper é impulsiva, ela me arrastou consigo para lojas de comida, havia o que humanos chamam de hambúrgueres, milk-shakes, chocolates, e etc, e eu tive que comer tudo pra não fazer desfeita.

O incrível era que havia guerreiros Quartz, Rubis e até vi uma Emerald preparavam a comida. Liberdade é algo... Surpreendente.

-Chega de comer! Estou cheia! – Choraminguei, como elas conseguem comer tanto?!

-Ok, então vamos, tem um lugar que eu quero te levar – Disse Jasper, arrastando-me.

Nós fomos para outra loja, um pouco mais distante, e entramos. Era um lugar com estilo, bonito, arrumadinho, feito de madeira e pedra, tinha jeitinho de chalé na floresta, a beira do rio. Agradou-me.

Entramos, tocamos um pequeno sino, e ficamos esperando. Eu preferi não conversar, apenas observar, era um lugar bonito e me passava uma grande paz, tranquilidade, sossego...

-Posso ajudar?

Minha atenção foi chamada para uma Gem que apareceu atrás do balcão, de dentro de uma sala coberta por uma cortina. Ela era alta, magra e delicada, com os cabelos róseos e ondulosos. Ela usava um vestido delicado e simples, branco e longo.

Sua pedra era circular e ficava no peito. Era parecida com uma Rose Quartz... Mas mais delicada, menos forte.

Ela era linda...

-Pink! Tudo bem? – Jasper perguntou.

-Uhum, como estão? Esperava sua visita Jasper – Ela disse – Vejo que trouxe sua amiga, como disse, fico feliz que conseguiu.

-Consegui! Eu sou demais! Pink, essa é Nuummite – Olhou para mim e depois para a rosada – Nuummite, essa é Kanga Pink.

Eu assenti, olhando para Pink e depois para Jasper.

-Prazer – Falei me aproximando – Por que me trouxe para vê-la?

-O prazer é meu – Ela deu uma risadinha – Aqui, foi para isso.

Kanga estendeu a mão com uma bolha rosa, e a estourou, mostrando para mim um colar, ele era rosa, em forma de flor, era lindo, mas minha desconfiança falou mais alto.

-Por que está me dando isso? – Perguntei confusa – Foi ideia da Jasper né?!

-Eu não fiz nada! – Ela se defendeu.

-Você pensa demais Nuummite! – Brigou Dolomite.

-Eu lhe dei – Ela sorriu, e eu voltei sua atenção a ela – Por que foi isso que ela me pediu pra fazer.

-Quem?

-Você saberá querida – Ela deu uma risadinha fofa e colocou o colar em mim – Até lá, fique sempre com ele, entendeu?

-Entendi... Ficarei, obrigada – Falei sem jeito, olhando para o calor.

-Agora vamos! – Disse Jasper, puxando a minha mão – Obrigada Pink! Estamos indo!

-Tenham um bom dia – Disse sorrindo e acenando.

Eu fui arrastada, mas não deixei de olha para Kanga até sumir da minha vista, algo nela me chamava à atenção, algo nela me fazia olha e sentir meu estomago revirar. Mas eu não entendo esse sentimento estranho...

Fui arrastada com Jasper, Sillimanite e Dolomite, apenas sentindo o vento soprar mais forte.

Por algum motivo... Sinto que algo vai acontecer...


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Comentem sim? Eu fiquei pensando, e decidi que talvez seja legal que vocês participem da fanfic! Mas não será agora, viu? Mais pra frente eu talvez abra umas vaguinhas para os leitores me mandarem personagens!
Mas até lá acompanhem e sejam pacientes que a ação vai chegar!
Obrithanks por leeer!
Até!
E desculpe pelos errinhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...