História Culpado - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook
Exibições 274
Palavras 3.003
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooi ♡
Cheguei com o capítulo extra, desculpem se não atender as expectativas, mas eu me esforcei!
Desde de já obrigado por ler e divirtam-se :v

Capítulo 2 - Both are guilty


[Casa do Bangtan/9h53]

[15 de Novembro de 2016]

Uma terça-feira ensolarada e fresquinha, ótima para uma caminhada, uma visita ao parque e eu arriscaria a dizer até em visitar a praia.

Quem dera os meninos tivessem tempo para tais diversões, a agenda deles estava lotada, entrevistas para falar do novo álbum, curiosidades sobre as músicas e suas traduções, show's, fanmeet's e etc.

O casal do Bangtan não tinha tempo nem de sequer tocar um ao outro direito.

Mas eles não podiam evitar..A cada dia as interações entre o couple JiKook eram mais evidentes.

— E então Jiminie, o que acha? — Estavam todos sentados a mesa tomando um reforçado café da manhã.

— Ann? Desculpe Tae, eu 'tava distraído.. — Jimin nunca foi uma pessoa muito concentrada, mas naquele dia estava um pouco mais pensativo, Jeongguk, seu atual namorado andava estranho ultimamente, ele dava muito na cara em público, não que ele não gostasse, mas, nunca foi do feitil de Jeon fazer tais coisas.

— Aish! Eu te perguntei o que acha de eu platinar o cabelo também! — Levou um tapa de leve do saeng na nuca.

— Ah, não sei Tae. Acho que você ficaria bem de preto, que nem Suga hyung! — O menor exclama animado, todos haviam adorado sua nova cor de cabelo, inclusive Jeon, que não exitava em puxa-los com força em momentos mais íntimos.

— Você podia ir comigo comprar as coisas não é?! Vai..por favor Minnie…— O mais novo balançava o braço do menor de forma infantil a fim de convencê-lo.

Jimin procura o olhar de Jeongguk na mesa, nem havia falado direito com o namorado ainda, e ao achar viu no moreno uma carranca e um olhar que dava arrepios.

—bTudo bem Tae, eu vou! — O menor fala um pouco irritado, pois o mais novo não havia deixado de balançar seu braço em nenhum momento.

— Perdi a fome! — A cabeça de Jimin tombou pro lado em sinal de confusão, Jeongguk não era de deixar de comer, e principalmente no café da manhã, 'a parte mais importante do dia' - palavras do maknae -, Jeon estava com ciúme de Taehyung?

Em passos rápidos o moreno subiu para os dormitórios, e Jimin logo depois de pedir licença foi atrás do mesmo:

— Amor? Você 'tá bem? — O menor pergunta assim que entra no dormitório do casal.

— Tá tudo ótimo! — Jeon tinha nos lábios um sorriso forçado.

— Eu fiz alguma coisa? — Os dois agora estavam sentados um do lado do outro na cama de casal que dividiam.

— Se você fez alguma coisa Jimin?! — Se levanta irritado.— Você não se lembra mesmo não é? — A feição de Jeongguk se torna triste.

—Como você pode esquecer o dia mais importante da minha vida?—E em passos pesados Jeongguk sai do quarto, depois de alguns segundos pode se ouvir a porta principal no primeiro andar bater com força.

— TAE! — Desce correndo os degraus da escada chamando pelo mais novo. — Que dia é hoje? —Pergunta ofegante assim que encontra o outro.

— Dia 15 de novembro, porque?

— Droga! Como eu pude esquecer disso?!

[Flash Back on]

[15 de Novembro de 2013]

Todos os seis haviam saído, apenas Jimin estava em casa, fazia uma semana desde todo o acontecido entre ele e Jeongguk, o moreno a cada dia era mais fofo consigo, se arriscaria a dizer que em apenas uma semana já amava o maior.

Seus olhos saem da TV em que passava um episódio inédito de um de seus doramas favoritos para a porta principal em que a campainha havia tocado.

Estranho.. os garotos nunca tocavam a campainha, cada um tinha sua chave.

Deve ser o porteiro com as cartas, pensou.

Foi em passos preguiçosos até a porta e abriu levando as mãos pra cima assim que viu um homem todo de preto com máscara cobrindo parte do rosto.

— P-pode levar tudo, s-só não m-me machuca! — O menor gagueja dando passos para trás enquanto o maior vinha em sua direção.

— Você roubou o meu bem mais precioso! — O homem exclama, parecia calmo apesar da situação.

— E-eu não roubei nada, deve ter algum engano!

— Você roubou meu coração Jimin, mas não se preocupe, eu não quero de volta! Só quero que cuide bem dele, assim como vou fazer com o seu se aceitar! — O mascarado agora estava de joelhos a alguns centímetros do ruivo.

Tira a máscara e pega uma caixinha de veludo do bolso.

— Park Jimin aceita ser meu namorado?

De todos as coisas que poderiam acontecer ao abrir aquela porta, Jimin nunca pensaria na possibilidade de ser presenteado com um pedido de namoro de Jeongguk.

— Aceito!

Foi naquela tarde que fizeram amor pela primeira vez, foi diferente, não foi só sexo em busca do próprio prazer, eles focaram em dar prazer um ao outro, fazendo assim com que o ato fosse muito mais prazeroso.

[Flash Back of]

— Tae, e agora? Eu esqueci o aniversário de três anos de namoro! O Jeon vai me matar! — O loiro andava de um lado pro outro, com as duas mãos na cabeça puxando os fios de maneira rude tentando focar a ansiedade em algo.

— EI! — Taehyung puxa o menor pelos ombros o fazendo parar.

— Peça desculpas e depois dê um bom presente de aniversário! — Assim que se formou um sorriso malicioso nos lábios de Taehyung o menor arregalou os olhos.

Sexo como presente de aniversário?! E ainda como pedido de desculpas? Ele se sentiria uma puta fazendo isso.

— Eu vou me sentir uma puta se fizer isso!

— Então seja a puta de Jeongguk!— Seria engraçado se não fosse assustador, Jeongguk sempre foi daqueles de 'eu não faço amor, eu fodo com força', não que Jimin não gostasse, mas se ele já era um pouco bruto quando estavam de boa, imagina quando estão brigados?!

— Ele vai me rasgar no meio!

— Ah Jimin, realiza um dos fetiches dele, te garanto que ele te rasga com jeitinho! — O maior manteve a cara séria por alguns segundos; mas depois não aguentou e caiu na gargalhada.

— Tem razão! Você não vai andar por um mês! — E foi assim que Taehyung morreu!

Brincadeira..mas ele quase perdeu alguns dentes.

[Dormitório JiKook/19h34]

[Mesmo dia]

O dia estava passando rápido, Jimin estava disposto a fazer o que Taehyung disse, então, foi ao shopping perto do apartamento e comprou uma roupa que sem dúvidas Jeongguk gostaria! Ele mesmo gostou!

Era nada menos que um uniforme de cheerleader, mesmo antes de namorarem e antes daquelas duas semanas de "castigo", Jeongguk quando questionado sobre um de seus fetiches pelos amigos, sempre disse que o uniforme das líderes de torcida em si lhe excitava, talvez porque sempre imaginou Jimin num daqueles, ou só por sentir uma forte tensão sexual quanto a pessoas uniformizadas, tanto que a primeira vez que Jimin quis ousar na hora H, ele usou uniforme de empregada, sim, ele teve coragem pra isso.

O loiro preparou todo o quarto, os lençóis eram de seda na cor vermelho sangue, na frente da cama havia uma mesinha, com os "utensílios" que usariam, que incluía além do básico - camisinha, lubrificante -, também possuía dois pares de algemas, velas, um chicote e dentro de uma caixinha térmica com gelo havia um potinho com cerejas e morangos.

Após arrumar todo o ambiente e o deixar o mais aconchegante possível foi se preparar.

Tomou um banho quentinho de banheira com direito à sais e hidromagem, passou a loção preferida do namorado, que tinha cheirinho de cereja - outro fetiche de Jeongguk, frutas vermelhas - e pôs o uniforme.

Já era noite e fazia no mínimo uma hora que Jimin esperava com tudo pronto, cansado se deitou para esperar o maior com um pouco mais de conforto, mas acabou dormindo.

[Bar e cervejaria Hi-aop/ 20h50]

[Mesmo dia]

Enquanto Jimin havia pegado no sono ao esperar Jeongguk, o maior foi a um bar afogar as mágoas, não estava ali o dia inteiro, na verdade fazia no máximo duas horas que estava ali. Já havia dispensado tantas mulheres que perdeu a conta, bebeu moderadamente, mesmo triste e com raiva, a esse ponto a música alta - o que era estranho para um bar, mas este mais parecia uma boate depois das 19h - já lhe dava dor de cabeça.

Cansado daquela barulheira toda e com saudade do seu pequeno, rumou pra casa.

Passou o dia inteiro na casa do menager, ele era um bom ouvinte dos meninos quando esses precisavam de conselhos, Jeongguk chegou lá dizendo que Jimin não o amava, que havia aceitado o pedido de namoro por pena, que não era possível alguém esquecer o aniversário de três anos! De um mês talvez, mas não de três fucking anos, porra eram 36 meses, 1095 dias. Ele estava irado.

Mas o mais velho o fez entender que Jimin assim como eles, é humano, tem outras preocupações, e que se repetisse que o menor não o amava, levaria um bons tapas.

Saindo de lá decidiu ir ao bar, ainda estava irritado, mas, lá, sozinho, conseguiu entender, e voltaria pra casa fazer as pazes com Jimin do melhor jeito!

[Dormitório JiKook/21h53]

[Mesmo dia]

Já era quase 22h quando Jeongguk adentrou o quarto do casal, levou a mão a boca para não deixar escapar nenhum som lascivo ao ver o melhor de bruços vestido daquele jeito! Com aquele uniforme!

Jimin estava dormindo profundamente, nem se deu conta da movimentação no quarto, não mecheu nem um músculo.

Abriu todos os botões da camiseta preta social que vestia, deixando seu abdômen definido a mostra, apesar de estar fazendo um pouco de frio, por ser já noite, ao entrar naquele quarto um calor muito forte se apoderou de seu corpo.

Ah, Jimin..

A pele branquinha e visualmente macia, lhe dava água na boca, não via a hora em deixar suas marcas naquele corpinho que o pertencia! Sim, Jimin era seu e de mais ninguém! 

Avistou a mesa em frente a cama, e os objetos que nela estava presentes, ali estava uma boa parte das coisas que gostava de usar, mas faltava uma, a que Jimin menos gostava, um vibrador, que Jeongguk usava para o punir,e era exatamente o que maior ia fazer!

Jimin era bobo demais, acabou se mechendo na cama ao ouvir as portas do guarda-roupa rangerem ao serem abertas, e ficou de barriga pra cima com as mãos ambas separas em cima da cabeça, perfeitas para serem presas...

Depois de se despir ficando apenas com sua boxer - com um certo volume -, pegou as algemas da mesa e prendeu a mão direita de Jimin na cabeceira. Depois prendendo a outra, nessas horas ele adorava pelo menor ter o sono bem pesado.

Aproveitando que a boca do loiro estava entre aberta enfiou dois dedos e começou movimento sugestiveis sutis, que fizeram o mesmo acorda com os olhos arregalados, mas ao ver quem era relaxou - um pouco -.

—Você 'tá muito lindo assim amor..— Agora acariava as coxas nuas do menor, as separando e se colocando entre elas.

—Aw-w Je-eon..— O menor ofegou ao sentir seu membro ser precionado por cima dos tecidos.

Levou um tapa relativamente forte em uma das coxas.

—Nada, de Jeon, ou Jeongguk, agora é oppa...— E em apenas um movimento rápido Jeongguk rasga a parte de cima do uniforme.

— Jeong- oppa, não prescisava rasgar!

— Cala a boca! — E rasga a saia também, faz uma espécie de venda com os retalhos que sobraram da peça.

— Agora você vai ficar quietinho, e sem gemer também, nada de se mover muito,Vai contar sua punição..— Com uma mão levanta um pouco a cabeça do menor depois coloca a venda no mesmo.

Jimin sentia algo gelado passar por seu corpo, estava prestes a perguntar o que era aquilo quando sentiu a primeira chicotada, aquilo doeu demais, depois da terceira sua coxa já latejava.

— O-oppa che-ega.. — Jimin não era masoquista, mas suportava algumas coisas pelo seu sádico.

— Chega? — gargalhou sarcástico.

— Sua punição nem começou ainda! — Apartir daí foram sentidas cerca de mais 17 chicotadas, distribuídas entre todo o peitoral e abdômen, tanto coxas e panturrilhas.

— Ah bebê, você não faz ideia de como sua pele fica linda assim.. — Jeongguk jogou o chicote em algum canto no quarto, não aguentava mais não tocar no seu pequeno.

Levou as mãos a boxer do menor e a tirou, aquilo era a visão dos deuses, Jimin tinha as bochechas coradas, os cabelos loiros estavam colados na testa devido ao suor, e a pele, ah a pele..

Antes totalmente branquinha e sem marcas, e agora vermelhinha, e quente ao toque, sem dúvidas se Jeongguk não acreditava em anjos, passou a acreditar. Pois aquilo era uma visão divina.

O loiro se remecheu inquieto quando sentiu algo ser colocado em seu membro - já lubrificado pelo pré gozo -, aquilo o apertava desconfortavelmente.

— Ah n-não oppa, t-tira.. — Aquilo era um anel, que o impediria de gozar, o que era uma sensação dolorosa.

— Nã na ni na não, você só vai gozar quando eu permitir.. — Só para deixar o menor ainda mais apreensivo beijou a glande que chegava a ficar vermelhinha clamando por alívio.

O mais novo saiu da cama e foi em busca de seus utensílios, pegou o vibrador e o lubrificante.

—bAbre bem as pernas pra mim pequeno… — Assim que Jimin fez o que o maior pediu, ficou totalmente exposto, o que o deixou com um pouco - talvez muito - de medo, sabia que Jeongguk não o machucaria - gravemente -, mas mesmo assim temia o que viria a seguir.

Se Jeon já estava beirando a insanidade, agora não sabia nem o que isso significava, assim que Jimin abriu mais as pernas, o maior teve total visão da entradinha rosa que se contraia pela excitação, teve que se controlar para não se enterrar de vez no menor.

— Abre a boca! — Assim que Jimin abriu a boca, sentiu o gosto característico de borracha, droga, aquilo era um vibrador, ele estava ferrado.

— Isso, chupa bem gostoso.. — Jeongguk começou a estocar a boca do menor com o objeto, e ao ver que já estava bem lubrificado, levou a entrada de Jimin o forçando ali.

— NÃO! — O menor conseguiu se sentar na cama, se aproveitando que as mãos estavam presas se puxou pra cima.

— Vai doer, me prepara pelo menos.. — Colou os joelhos no peito, para - tentar - ficar menos exposto.

Jeongguk não ia facilitar para Jimin, puxou as panturrilhas do loiro - que gritou pelo susto - o fazendo ficar exposto novamente, e enfiou de uma vez o vibrador no menor.

A boca do loiro abriu em um ''O'' perfeito, aquilo doía e ardia como o inferno, ah quando se soltasse Jeon ia levar uns tapas, queria ver se ele ia gostar de ser rasgado por um pedaço de borracha.

— S-seu idio-..— Não conseguiu completar a frase, o maior começou a movimentar o objeto brutalmente, se aquilo já estava doendo, porra agora ele podia gritar.

— JEON! P-para.. — Ele implorava apertando forte a algema.

— Isso é pra aprender a não desrespeitar seu oppa, entendeu bebê? — Sem ter uma resposta arremeteu mais uma vez, fundo o suficiente para tocar a próstata de Jimin.

—AW..SIM, e-eu entendi! — Tirou o objeto do menor e fitou a entradinha agora vermelha por ter sido violada de maneira bruta, não resistiu e começou a a chupar, penetrando o menor com a língua, Jimin só sabia gemer, aquilo sim era delicioso.

— O-oppa dói.. — O menor diz se referindo a algema que já esfolava seu pulso.

— Ah tadinho do meu bebê, vou ser carinhoso agora tá bom? — Jeongguk solta os pulsos de Jimin, tira a venda e logo enche o local que estava vermelho e marcado de beijinhos molhados, pedindo desculpas com aquele ato.

Subiu com os beijos pelo braço do menor até chegar no pescoço e lá deixar suas marcas, mordeu o queixo do mesmo e selou seus lábios, aprofundou o beijo que por incrível que pareça, apesar da excitação toda do ambiente foi calmo e delicado, demonstrando o quanto os dois se amavam.

Jeon se separou do menor apenas para tirar sua boxer e voltou a ficar entre as pernas de Jimin. Viu que o membro do loiro estava mais do duro, aquilo devia estar doendo muito, então tirou aquele anel, e fez uma breve "massagem" para o aliviar um pouco.

— Posso? — Com a confirmação de Jimin, aos poucos Jeongguk enfia seu membro no mesmo.

Após estar totalmente dentro do menor se apoiou nos antebraços e ficou com o rosto quase colado ao no namorado, dando selos por todo o local.

— Aw, m-mais.. — Jimin quase não conseguia formular uma frase decente, só sabia que queria mais forte e mais rápido, e era o pedia incansavelmente para o maior.

— C-como consegue ser t-tão apertado? — Aumentou a velocidade e foi mais fundo, acertando com força várias vezes seguidas a próstata do loiro que gozou sem ser tocado.

Depois do orgasmo, Jimin ficava sensível, então era extremamente desconfortável ainda sentir a extensão de Jeongguk arremetendo com força dentro de si.

E como se lê-se mentes, o maior para os movimentos saindo de dentro do menor.

— Abre a boquinha 'pra mim.. — Subiu em cima de Jimin ficando com seu membro bem perto do rosto do mesmo.

— Põe a língua pra fora! — Bateu com seu membro na língua e sentiu um choque gostoso pela língua estar fria.

— Chupou gelo? — O menor assentiu sapeca.

— Então agora chupa o seu oppa.. — Jimin segurou a base do membro do maior e deu um beijinho na glande vermelhinha do mesmo, sem delongas colocou o que pode na boca e relaxou a garganta para que o maior a fodesse. Depois de algumas estocadas Jeongguk goza e Jimin engole tudo como o bom garoto guloso que era.

— Meu gatinho é tão guloso.. — Os dois riram cúmplices.

— Eu te amo tanto.. — Disse o maior, agora fitando o rosto corado de Jimin.

— Me desculpe por esqu-.. — Foi interrompido por mais um selinho.

— Tudo bem, sei que não fez por mal... — Os dois sorriram sinceros.

O casal JiKook apesar de ser facilmente confundido com um par de coelhos no cio, se amavam intensamente, a história deles começou de um jeito talvez inusitado, mas foi o melhor começo que os dois poderiam desejar..pois no final,os dois foram os culpados...


Notas Finais


E então??
Aish, tô nervosa, hauahuaaua
Obrigado por ler ^-^
~ Qimini

Outras fanfic's de minha autoria:

VMin/KookMin:
https://spiritfanfics.com/historia/educated-by-daddy-6981074

VKookMin:
https://spiritfanfics.com/historia/disputa-6618559

VKook:
https://spiritfanfics.com/historia/minha-doenca-e-voce-6312073


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...