História Cúmplices de uma amizade - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Tags Aventura, Cumplices De Um Resgate, Drama, Romance
Exibições 58
Palavras 543
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Revelando tristezas


Fanfic / Fanfiction Cúmplices de uma amizade - Capítulo 15 - Revelando tristezas

P.O.V MANUELA

Estava de noite eu estava na casa do Joaquim lá era como um lar pra mim Júlia tentou me acalmar mais não conseguiu e Joaquim pediu pra ela ficar no quarto dela  e ela foi , eu deitei a minha cabeça no colo do Joaquim e ali adormeci

NO OUTRO DIA

Acordo com o Joaquim deitado no sofá , tentando sair e eu com a cabeça nas suas pernas

Joaquim : Desculpa te acordar

Manu : Desculpa eu você dormiu ai ?

Joaquim : Não eu acordei cedo e me deitei ai com você , estava indo fazer o café

Manu : Eu faço você cozinha muito mal

Eu cozinhei e a Júlia não acordou então eu tomei café e comi um pão enquanto Joaquim tomava banho eu sai e deixei um bilhete em cima da mesa escrito por que sai , eu tinha que saber se era verdade o que a minha mãe disse :

SEU PAI TAMBÉM NÃO É SANTO ELE TE ODEIA SÓ FICOU COM VOCÊ POR DÓ

E o quanto mais rápido eu tivesse a resposta melhor então corri até a casa do meu pai e entrei correndo e eu vi o meu pai tomando café com aquela cobra que recebe o nome de Rebeca e minha irmã, provavelmente perdoaram ela

Rebeca : Veio pegar alguma coisa pra enfeitar a sua casa LADRA

Manu : Eu não sou ladra , mais você é uma ladra de felicidade , Mais não vim aqui pra brigar

Rebeca : Então veio fazer o que ?

Manu : Eu vim falar com o meu PAI o ORLANDO

Orlando : Fala - ele disse se levantado e limpando a boca tinha acabado de tomar o café da manhã

Manu : Eu posso falar com você a sós 

Orlando : Claro, vamos passear um pouco - nos saímos e fomos no parque e compramos sorvete - então fala

Manu : Eu vou direto ao ponto, A senhorita Rebeca disse que te espionou por 2 anos e disse que você me odeia e que só ficou comigo por dó, é verdade pai ? sem mentiras - eu disse sentada no banco com o meu pai

Orlando : Eu não vou mentir - ele abaixou a cabeça - É verdade o que ela disse eu fiquei com você por dó e eu te odiei - eu já estava chorando - Mais agora que ela voltou nós podemos ser uma família feliz - ele disse sorrindo

Manu : Você não entende , eu sofria bulling , minha mãe me odeia , eu fiquei um bom tempo sem falar com a minha irmã eu desccubro que o meu pai nunca me amou e ficou comigo por dó isso não é fácil 

Orlando : Eu te amo filha

Manu : NÃO VOCÊ NÃO ME AMA COMO VOCÊ DISSE VOCÊ ME ODEIA E NÃO ME CHAME DE FILHA POR QUE VOCÊ NÃO É O MEU PAI TE ODEIO - eu gritei chorando e sai correndo sei saber pra onde ir ,

Eu não sabia onde estava, mais  não me importava onde estava eu só chorava como uma doida até que me cansei e me sentei na rua mesmo como eu disse não me importava

XXX : Manu ? 

CONTINUA


Notas Finais


Quem será ? suspense
CONTINUO LOGO LOGO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...