História Cúmplices de uma amizade - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Tags Aventura, Cumplices De Um Resgate, Drama, Romance
Exibições 59
Palavras 646
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem

Capítulo 17 - Revelações sobre a Rebeca


P.O.V MANU

1 semana depois

Eu estava me arrumando pra ir pra faculdae, a não te contei o babado a Priscila foi expulsa e eu voltei pra faculdade, estava dentro da sala sem falar com ninguém , a professora começou a dar a aula e no final ela avisou

Professora : Aviso no final de semana vai ter o baile de formatura que vai ser um baile de mascaras tá

Todos : OK

Eu fui falar com a Isabela que estava conversando com os outros , já era sexta e amanhã era festa de mascaras e eu não tinha roupa então eu cheguei perto da Isabela e fale

Manu : Oi pessoal, Isabela será que você podia ir comigo no shopping pra comprar a roupa ?

Isa : Claro eu ia com as meninas elas podem ir juntas ?

Manu : Claro

Nós saímos e caímos nas compras , compramos vestidos,sapatos,mascaras,fizemos o cabelo e comemos , eu fui pra casa tomei um belo banho bem frio , depois tirei um cochilo quando deu 18:30 eu fui acordada pelo o meu cachorrinho que eu ganhei do Joaquim ele era um York Shire ela se chama Lili ela é a coisa mais fofa mais ser acordada assim não dá , me levantei comi quando a campainha toca eu vou atender or que eu sempre atendo a porta por que se eu não quiser falar com a pessoa eu fecho a porta na cara dela ou dele , quando eu abro eu vejo quem menos eu esperava o que a vagabunda da Rebeca faz aqui ?

Rebeca : Oi filha

Manu : Oi cobra - eu disse sarcástica - O que você quer ?

Rebeca : Uma mansão você é rica pode simplismente me dar 

Manu : Só que eu não vou gastar o meu dinheiro com uma vagabunda 

Rebeca : Eu não estou pedindo estou mandando - ela disse pegando nos meus pulsos e apertando com força

Manu : Me solta sua louca - eu me arranquei dos seus braços - olha em primeiro lugar você não é a minha mãe e em segundo eu sou maior de idade e não vou te dar vagabunda

Rebeca : Qual é você também é uma vagabunda

Manu ; Pelo menos não era eu que andava na rua se oferecendo e agora só voltou por que está grávida - eu disse e ela se surpreendeu - e quer reconquistar o papai pra ele sustentar você , você só vai contar pra ele que está grávida, quando ele puder achar que é dele

Rebeca : Como você sabe que eu estou grávida

Manu ; Eu já fui enfermeira reconheço de tudo a e uma dica vai procurar o verdadeiro pai dessa criança por que eu acho que você não sabe quem é o pai - eu ia saindo mais me viro - eu acho melhor você voltar pra onde estava, por que estávamos melhor sem você - ela foi embora e eu fui pro meu quarto

Agora sim estou bem melhor falei tudo que eu queria falar, eu olhei pros meus pulsos que sangravam por causa das pulseiras que ela usava, as mãos uma vermelha e a outra roxa,estava muito machucado então troquei de roupa , me levantei sem amarrar nada no pulso sai com os pulsos sangrando, fui andando até o hospital as pessoas ficaram me olhando assim ¨ Nossa está sangrando ,será que ela percebeu ?¨ , ao chegar no hospital fui atendida rapidamente

Médico : Olha você vai ter que ficar com as mãos enfaixadas por uma semana sem muito esforço - ele disse terminando de enfaixar a minha mão - entendeu ?

Manu : Entendi , obrigada

Médico : De Nada

Eu sai e fui para a minha casa com as mãos enfaixadas depois que eu fui pra eu passei na casa do meu pai

TOC TOC

CONTINUA


Notas Finais


Espero que tenham gostados meus anjos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...