História Cupid - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Agents of S.H.I.E.L.D., Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Grant Ward, Jane Foster, Jemma Simmons, Leo Fitz, Loki, Maria Hill, Melinda May, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pepper Potts, Phillip Coulson, Sam Wilson (Falcão), Skye, Steve Rogers, Thor, Visão
Tags Capitão América, Vingadores
Exibições 9
Palavras 712
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá olá Anjos, tudo bom?
Desculpem a demora, eu estou em semana de provas(aquele desespero, passa ou não passa) e tenho estudado muito
Perdoem a minha demora e não desistam da fic 💜
Boa leitura

Capítulo 15 - Asgard


Fanfic / Fanfiction Cupid - Capítulo 15 - Asgard

Ah, se eu pudesse atacava ele agora. Mas não posso. Ele tinha a minha irmã. Ele tinha o meu anjinho. A pessoa que eu sempre protegi, de tudo. Era ela ou o mundo. Sinceramente, eu não faço a mínima ideia do que vou fazer. Minha vontade é de sair correndo, chorando. Eu sei que isso é muito infantil, porém tem umas horas que você quer desistir do mundo. Tem uma horas que você se lembra que o mundo é muito pesado pra ser carregado nas costas. É a primeira vez que eu estou extremamente assustada. Assustada como na primeira vez que eu vi um palhaço numa festa para crianças. Meu coração não está mais aguentando, ele quer se sentir livre. Pelo menos somente uma vez.

Quando, finalmente, eu ia falar alguma coisa, um grande barulho foi escutado por todos. Os ventos ficaram mais fortes. Uma pequena tempestade se formou no céu.

No fim disso, conseguimos avistar uma pessoa. Ela foi chegando mais perto. Mais perto. Até que vimos a figura de um homem velho, com barba, uma tapa olho, um pouco gordo, mas nem tanto.

— Loki! Já basta! Vamos voltar para Asgard agora! Suas atitudes aqui em Midgard já afetram todos os outro mundos, incluindo o nosso. — disse o "velho barbudo" com uma voz autoritária e, meio decepcionada.

— Você não manda em mim! Não pode falar o que eu devo ou não fazer! — Loki parecia com raiva, sua voz estava embargada e seu rosto tinha uma feição de dúvida.

— Sei que não sou seu pai, sei que menti sobre sua real descendência, mas enquanto viver no meu reino e morar no meu castelo, quem manda em você Loki, sou eu! — o cara falou em alto em bom som.

Eu já entendi tudo! Esse velho barbudo não me é estranho. Com essas falas dele consegui identificar o desconhecido. Odin! Deus de todos os deuses em Asgard. O mais poderoso.

— Largue a criança e venha comigo. Agora! — Loki rapidamente soltou minha irmã que veio correndo até mim.

Peguei ela é coloquei no meu colo. Acariciando seus curtos cabelos. Olhando diretamente em seus olhos.

— Eu te amo. — Sarah falou enquando eu a abraçava.

— Preciso que todos vocês venham comigo. Tem uma coisa que preciso mostrar. — disse Odin. — Não se preocupe Angel, pode levar a pequena.

Como ele sabia meu nome? 

Todos caminhamos até um local aberto e Thor levantou seu martelo. Em questão de segundos nós estávamos em Asgard.

— Olá Heimdall. — Thor cumprimentou o homem que tomava "conta" de quem entrava e saía daquele mundo estremamenre diferente da Terra.

O homem apenas o saudou com a cabeça e nós seguimos andando até castelo.

— Eu, sinceramente, não estou entendo nada o que está acontecendo. Você nos trouxe para Asgard sem mais nem menos falando que tinha uma coisa para nos mostrar. Que coisa é essa que não se pode mostrar no nosso mundo? — Perguntou Tony assim que chegamos na porta do castelo.

— Você irá saber. — Odin falou calmamente e suavemente, claro, com sua voz grossa. 

Algumas horas depois 

Todos já estavam devidamente estalados e já conheciam cada canto do castelo.

Deixei Sarah com Natasha e saí do castelo. Não fui muito longe. Me sentei no pequeno jardim que tinha ali.

Percebi que alguém me observava. Olhei para atrás e vi uma mulher. Muito linda. 

— Olá, meu nome é Frigga. — disse ela, simpática.

— Olá, eu sou Angel. — falei no mesmo tom de voz que ela.

— Odin me falou sobre você. — Falou ela se sentando ao meu lado. — Sei que está aqui a pouco tempo, mas o que está achando?

— Aqui é diferente. Muito diferente. — eu disse.

— Bom ou ruim? — ela, novamente, me perguntou.

— Bom. Muito bom. A paisagem é mais bonita. O ar é mais fresco. As pessoas são mais simpáticas.— respondi ela com a maior tranquilidade e doçura que existia dentro de mim naquele momento

— Que bom que tenha gostado. Infelizmente tenho que ir. Nós nos vemos no jantar. Até breve Angel. — disse ela se levantando e indo para dentro do castelo.

Fiquei mais alguns minutos pensando no que estava acontecendo. Pensei em tudo que aconteceu agora. Pensei bastante em Steve. 

Me levantei e entrei. Alguma coisa me diz que vamos ficar um longo tempo por aqui. 



Notas Finais


vocês gostaram?
CARA, ELES ESTÃO EM ASGARD.
Eu queria estar em Asgard, mas enfim. Obrigada por ter lido e até o próximo capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...