História Cúpido - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Jihope, Jikook, Kookmin, Taekook, Taekookmin, Vhope, Vkook, Vmin
Exibições 48
Palavras 2.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Dessa vez não tem nenhuma desculpa esfarrapada mas tem o meu bonitinho por demorar quer ver:

DESCULPA PELA DEMORA E NÃO DESISTE DE MIM.!!1!

E tbm desculpa pelos nomes dos irmãos do Jungkook e do Taehyung ajsjdjdndndkdjdndkd

foram os primeiros que me veio na cabeça rs
e eu queria deixar só os personagens principais reais, sabe? Bem loko

A menina das desculpas eu mesma isess mello

PS:O cap ficou curto ENTRETANTO eu achei que deveria parar ali mesmo rs

BOA LEITURA UHUUL CAFÉ

Capítulo 3 - Sorvete de baunilha


A tarde estava extremamente quente, o clima havia mudado drasticamente desde manhã. Jimin podia jurar que esse era o dia mais quente do ano, e se não fosse, chegava bem perto.

Se ficasse um bom tempo a mercê do sol lá fora, se queimaria fácil, mas ainda sim era uma tarde agradável para se tomar sorvete e passear pela praça.

Jimin pensou e repensou várias vezes, se iria com Taehyung ou não, odeia sol, odeia verão e ver ele flertar com Jungkook podeira o deixar triste e sensível.

Porém ele é seu melhor amigo. E melhores amigos fazem de tudo um pelo outro, certo?

Taehyung combinou com Jimin, depois do recreio que passaria em sua casa para ir até o parque central da cidade, juntamente com seu irmão mais novo – que Jimin achara que o pequeno irá atrapalhar o "encontro" de Taehyung. Mas quem era ele para palpitar alguma coisa?

Esperou tediosamente até a chegada de seu amigo em sua casa. Sua mãe o enchia de perguntas sobre o relacionamento entre Taehyung e Jungkook. E porque ele não namorava com o filho da sua chefe. A resposta que ele sempre dava era sempre a mesma "nem eu sei, mãe."

Jimin deu graças a Deus quando a campainha tocou. Deixou sua mãe falando sozinha no sofá e correu para a porta, avisando que não saberia a hora que voltaria.

Taehyung estava impecável e seu irmãozinho no mesmo nível. Quis bater a porta na cara dos dois e se enfiar debaixo da cama – mesmo estando quente – por não se arrumar tão bem como eles.

Queria inventar uma desculpa e deixa-los irem sozinhos. Porém, prometeu a Taehyung que o ajudaria, não sabia como já que nunca namorou mas mesmo assim, o assunto era seu melhor amigo, então ele teria que se virar.

– Eu odeio você. – Jimin murmurou, fechando a porta de casa antes que sua mãe aparecesse enchendo seu amigo de perguntas. – Esse calor! Argh.

– Nossa que consideração, Jiminnie! – Taehyung desferiu um tapa em seu ombro e fechou a cara. – Já eu amo você, porque irá me ajudar, não é?

Taehyung deus alguns pulinhos infantis e seu irmão mais novo cobriu sua boca para conter os risinhos. Já Jimin apenas rolou os olhos e fingiu-se triste, com direito a careta e a mão na altura do peito.

– Você me ama só por causa disso?

– Sim. – respondeu simplista, fitando o Jimin com um pequeno sorriso no canto da boca.

– Pois muito bem. – Jimin falou num tom dramático, dando meia volta. – Vá sozinho então, não preciso de seu amor, Taehyung oppa. Você não será pai dos meus filhos.

Jimin imitou uma cena de algum dorama que já vira, quase obrigatoriamente, junto a sua mãe, que talvez Taehyung conheça, já que passa um bom tempo na frente da tv os assistindo.

Taehyung apenas rolou os olhos e Taeho não se agüentou e riu da cena dos mais velhos. Jimin apenas sentiu seu braço ser puxado para voltar a andar.

– Ah não sabe nem brincar. – ele cruzou os braços, bufando. Não estava bravo de verdade, apenas fazia parte de sua encenação.

Pensou que poderia seguir a carreira de ator quando maior, já que suas atuações estavam cada vez melhor. Apostaria que na próxima irá até chorar, já que é normal para ele.

– Acho que estamos atrasados! – Taehyung resmungou, olhando seu relógio em seu pulso. Apertou o passo, andando rapidamente, quase arrastando Taeho.

– Hyung, você se preocupa muito com o tempo! – o mais novo deles reclamou, se desprendendo do maior.

– Verdade baixinho. – Jimin concordou, se baixando na altura de Taeho. Bagunçando seus cabelos castanhos.

– Eu já disse que você também é baix…

– Chegamos! – Taehyung exclamou, os interrompendo.

O parque não estava tão cheio, apesar de ser um dia perfeito para um piquenique. Poxa um piquenique, porque Jimin não pensou nisso antes? Seria mais romântico. Mas espere, ele não sabe o que é romântico. Ele nem se quer teve um encontro.

Vagaram pelo vasto gramado até acharem Jungkook e seu irmão mais novo, sentados em um banco debaixo de uma grande árvore, entretidos com algo no celular.

– Jungkook!? – ele o chamou, tomando sua atenção e a do menor. Sua expressão foi de surpresa ao notar a presença de Jimin.

– Oh! Pensem que você traria só seu irmão mais novo para brincar com o meu enquanto tomamos sorvete. – Jungkook ainda carregava surpresa em seu rosto, não percebendo que deixou Jimin levemente incomodado.

– Se eu estiver atrapalhando, posso ir embora sem problemas. – não era sua intenção, mas sua voz carregou um pouco de raiva ao falar.

– Desculpa! Eu não quis falar isso…

– Não, que isso, eu o convidei. – Taehyung o interrompeu, gesticulando afoitamente com as mãos. – Ele gosta muito de sorvete, não é Jimin? Aliás, ele vai cuidar dos meninos, isso! Ele é a nossa babá hoje.

Taehyung se enrolou nas palavras e Jimin o olhou confuso, enquanto Jungkook estava levemente corado e com a cabeça baixa, totalmente constrangido pelo que disse.

– Desculpa. – ele repetiu, baixo mas que todos ali puderam ouvir.

– Não foi sua intenção. – Jungkook o olhou com aqueles lindos olhos verdes brilhantes e Jimin não conseguiu segurar seu sorriso, o que fez o maior sorrir também.

– Vamos tomar sorvete então! – Jungkook pegou, em cada lado, a mão dos rapazes e puxou até uma pequena tenda que havia na praça.

Taehyung olhou para Jimin tentando lhe transmitir uma mensagem que dizia claramente " O que nós fazemos agora?"

E o que eles fariam agora?

Jimin nunca teve experiências com encontros ou coisas parecidas, como poderia ajudar o melhor amigo?

Colocou sua cabeça para pensar, em um encontro são só duas pessoas e ali estava sobrando gente. Ele teria que sair dali junto com os pequenos para que o casal ficasse sozinho conversando. Mas esse era o problema, Taehyung não consegue ficar calmo sem Jimin do seu lado o ajudando. Teria que ser rápido em escolher uma opção.

Quando chegaram até a tenda, Jimin decidiu o que queria fazer.

– Qual sorvete vocês vão...

– Eu não quero, obrigado. Hey garotos o que acham de brincar antes de comer? Comer antes faz mal, sabiam? – Jimin interrompeu Jungkook, falando rapidamente e puxou os menores para longe.

Taehyung quis o matar só com o olhar, por deixa-lo sozinho com Jungkook, que não entendeu nada, mas apenas deu de ombros e voltou a falar com a atendente. Antes de dar as costas para seu melhor amigo ele falou, sem som algum, como se fosse leitura labial, para o amigo.

"Mandarei mensagens"

Ele pareceu entender e Jimin deu graças a todos os Deuses existentes por isso. Levou os meninos para o pequeno parquinho que tinha na praça, ouvindo reclamações por parte deles pelo caminho.

– Vão brincar, crianças, eu já vou aí com vocês. – Jimin disse, se sentando em um dos balanços e pegou seu celular. Mandou uma breve e única mensagem para Taehyung.

"Apenas seja o Tae de sempre que ele se apaixonará rapidamente ;) Sem nervosismo e sem pressão ok? Vai dar tudo certo. Quero ser padrinho do casamento rs. Fighting!"

Guardou o celular no bolso e sorriu, mesmo que no fundo estivesse triste. Ah Taehyung era tão precioso, porque ele ainda não tem guardas em volta dele para o proteger do mal?

Não ousou olhar para trás, mesmo que gostasse de seu melhor amigo, seria doloroso ver aqueles lindos sorrisos de Jungkook e não ser direcionado para ele.

Sem se importar, foi brincar com os meninos, que por sinal se deram muito bem. O único problema foi quando eles estavam brincando de Star Wars, os dois queriam ser o Darth Vader e não chegaram em um acordo. Então decidiram brincar de super heróis, porém outra briga havia começado; quem era o Capitão América.

– Meninos! – Jimin os chamou, cessando a discussão por um instante. – Por que brigar se sabemos quem é o melhor. Claro que é o homem de ferro, não acham?

– Discordo…

Foi aí que o maior entrou na discussão. Pareciam três crianças, sendo que um deles já tinha seus 17 anos. No final acabou que os três deitaram na areia e riram das atitudes bobas. Cansados de ficarem debaixo do sol escaldante discutindo.

Taehyung estava se sentindo traído e nervoso depois que Jimin sumiu com os meninos. No entanto, quando leu em seus lábios que ele mandaria uma mensagem, seu corpo permetiu-se relaxar um pouco, mas ainda sim podia sentir suas mãos suarem – e a tarde extremamente quente ajudava.

– Vai querer qual sabor, Tae? – Jungkook o chamou, tirando do seu transe.

– Ah você pode escolher por mim, se quiser. – puxou forças lá do fundo para não gaguejar ou algo do gênero e sorriu. Não queria passar vergonha, até porque, mandar mensagens sempre foi mais fácil.

– Outro sorvete de baunilha, moça. – Jungkook sorriu e Taehyung suspirou apaixonado, chamando a atenção do mais novo. – É o meu favorito.

A atendente entregou dois grandes copos com várias bolas de sorvete. E Jungkook os pagou.

"Uou, isso deve ter custado caro, olha o tamanho." pensou, Taehyung, arregalando os olhos.

Se sentaram na mesa na frente da tenda mesmo e começaram a comer o sorvete. Taehyung estava nervoso e afoito enquanto Jungkook comia tranquilamente seu sorvete sem tirar o olho do mais velho.

Taehyung desbloqueou seu celular e ficou intensamente feliz quando viu que tinha uma mensagem de Jimin. Sorriu ao lê-la. Talvez ele tivesse razão, ser o Taehyung de sempre não seria tão ruim. As vezes é melhor ser você mesmo.

E sem perceber, Taehyung deixou a conversa fluir. Arrancando risadas lindas e gostosas de se ouvir do mais novo.

Ali perto, alguém os observava atentamente, sorrindo orgulhoso do melhor amigo.


                             ∆∆∆∆∆


Já tinha se passado um bom tempo desde que Jimin parou de observar o talvez futuro casal e passou a brincar novamente com os meninos, que haviam parado de escolher sempre os mesmos personagens, mais ainda não de discutir.

A brincadeira da vez era pega-pega, Jimin se amaldiçoou por ter passado tardes assistindo séries ou lendo livros deitado em sua cama grande e confortável ao invés de sair andar com Taehyung. Ser sedentário era horrível.

Com certeza a figura já jogou isso na cara dele diversas vezes e ele nem se lembra.

– Ai chega. – Jimin disse ofegante, se sentando novamente no balanço. Colocou a mão no peito, na tentativa de deixar seu coração com os batimentos acelerados, normais. – Deu pra' mim.

Os meninos continuaram correndo para lá e para cá, Jimin ficou surpreso com a energia que aquelas crianças têm. Seria pecado inveja-los?

– Olha quem está aqui! – alguém começou a balançar Jimin, que se assustou e olhou para trás, dando de cara com Hoseok.

– Que susto! Não faz mais isso. – Jimin deu um tapa no peito dele e o maior sorriu. – O que faz aqui?

– Eu venho todo dia fazer uma caminhada por aqui, e sempre paro na praça. – respondeu, ainda balançando-o, que aceitou de bom agrado o balanço. – E você?

Jimin apenas apontou para os meninos que ainda estavam correndo, só que agora junto com outras crianças. Hoseok arqueou as sombrancelhas e perguntou.

– Você já tem filhos?

– Não. – riu da pergunta idiota do maior. – Só estou cuidando deles, melhor do que ficar de vela.

– Vela de quem?

Jimin virou sua cabeça e olhou para direção de Taehyung e Jungkook que riam de algo como se não houvesse amanhã. Hoseok entendeu o olhar e o seguiu, encontrando os dois.

– Ah eles são bonitinhos juntos.

– Uhum… – ele murmurou baixo, relutante em concordar.

– Quer um sorvete? – Hoseok perguntou, parando de balança-lo e se colocou em sua frente.

– Não obrigado, estou de regime.

– Pra que? Você tá ótimo. – Jimin corou com o elogio e Hoseok sorriu.

– Hoseok hyung! – Taeho exclamou, correndo em direção ao maior e o abraçou, deixando Jimin confuso.

– Você o conhece!?

Jimin perguntou para o pequeno, porém os dois assentiram. Ele arqueou as sombrancelhas esperando um dos dois começarem a explicar de onde já se conheciam. Demorou um tempo, já que os dois conversavam animadamente sobre coisas que só eles entendiam. Jimin e Jungwook ficaram apenas os observando, até que o mais velho pigarreou.

– O hyung da aulas na minha escola. – Taeho finalmente diz.

– Na verdade eu só ajudo a cuidar das salas maiores, mas as crianças me chamam de professor. – Hoseok riu, ainda abraçado com o Kim menor.

– Ele é seu namorado, Jimin hyung!? – Taeho perguntou inocentemente animado e os dois mais velhos se engasgaram com a própria saliva.

"Porra, que mania é essa do povo pensar que eu namoro todo mundo?" pensou Jimin, a beira da morte.

– Não pequeno. – Hoseok sorriu nervoso mas ao mesmo tempo compreensivo, e o sorriso de Taeho se desmanchou. – Eu comecei a estudar na escola do Jimin apenas.

– Ah vocês ficam tão bonitos juntos. – Taeho cruzou os braços e fez um bico. E Jimin se engasgou ainda mais, já começando a tossir. – Por que não ficam juntos? Hoseok é muito legal hyung, fica com ele!

– Prefiro que o Jimin hyung fique com o meu irmão, eles ficam fofos juntos e se dão muito bem. – Jungwook disse indiferente, pela primeira vez e Jimin ficou mais vermelho que uma pimenta, quase morrendo de tanto tossir.

Já Hoseok estava desesperado, dando vários tapas nas costas do menor, tentando o fazer parar. Enquanto os mais novos começavam outra discussão de com quem Jimin deveria ficar.

Depois de longos segundos agonizantes, Jimin conseguiu se acalmar. Com certeza suas costas estavam vermelhas de tantos tapas que levou de Hoseok.

Nunca fique perto dele quando está quase morrendo, ele ajuda a acelerar esse processo.


                               ∆∆∆∆∆


Jimin falou mais de mil vezes que não queria sorvete, porém, mesmo assim Hoseok comprou para ele e para os meninos que ainda discutiam. Nem ligou mais, mesmo sendo ele o assunto da briga.

Era engraçado que eles discutiam em um momento e no outro já estavam brincando como se nada tivesse acontecido.

Crianças são geniais e incompreensíveis.

O sorvete comprado era de baunilha – o que Hoseok disse ser seu favorito – e depois daquela tarde, toma-lo foi como a cereja do bolo ou o gelo do refrigerante quente; Essencial para que aquela tarde terminasse prazerosa. Apesar que, Jimin foi vela e babá de seu melhor amigo com aquele que ele ama. No final, foi bom ter saído de casa naquela tarde quente.


                           ∆∆∆∆∆


Notas Finais


O irmão mais novo do Jungkook maior jikook shipper que tu respeita, já o irmão do Taehyung é jihope, AODROOOSODOD

a expressão "oh!" do Jungkook é mt fofo né aff odeio esse menino.

Opiniões? Xingamentos? Elogios? Vácuo?

Até o próximo cap NHAAA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...