História Cute Creatures - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Chanbaek, Jikook, Namjin, Taegi, Vhope, Vkook, Vkookmin, Vmin, Yoomin, Yoonseok
Exibições 431
Palavras 1.886
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Óia quem voltou \o/
Quero agradecer aos favoritos e comentários, peço desculpas pela enorme demora e aviso que logo logo estarei respondendo aos comentários :3

Capítulo 19 - Ciúme e passagem para o passado


-...E essa é a última vez que levo vocês para algum lugar!- dizia Baekhyun irritado enquanto olhava para as crianças que, agora, estavam comportadas sentadas em seu devido lugar no banco do carro.

- Amor...- chamou Chanyeol enquanto acariciava a coxa do menor- Eles são só crianças, não precisa ficar tão estressado assim...

Baekhyun olhou incrédulo para o maior e voltou a gritar- Não tente defender eles! Você sabe que eles são uns pestinhas e que merecem um castigo!

Chanyeol suspirou. Não tinha conversa.

Ah, claro, para você que chegou agora não deve estar entendendo nada, mas irei voltar um pouco a história.

(Uma semana antes)

Todos estavam animados enquanto cantavam uma musiquinha infantil dentro do carro, todos, menos Baekhyun.

- O Taehyung roubou pão na casa do João, o Taehyung roubou pão na casa do João...- dizia todos em coro até que todos pararam para ouvir a resposta do lobinho.

- Eu não- ele respondeu.

- Então quem foi?- perguntou todos novamente.

- Foi a Mama...

- A mama roubou pão na casa do João, A mama roubou pão na casa do João- repetiram a mesma cena de segundos atrás.

Baekhyun suspirou pesadamente enquanto folheava a revista em seu colo, até que ouviu um silêncio e só percebeu que era a sua vez de cantar a musiquinha.

- Eu não...- respondeu um pouco tedioso.

- Então quem foi?- perguntou Taehyung.

- Foi seu pai!- disse irritado.

E todos começaram a cantar novamente. Aquilo iria durar um longo e longo tempo. E por sorte pararam até que não havia mais ninguém para jogar a culpa do pão roubado. Baekhyun agradeceu mentalmente por terem ficado todos calados por um momento, até que do nada voltaram com as musiquinhas irritantes de criança. Encostou sua cabeça na janela da van e colocou a revista em frente ao seu rosto enquanto tentava se acalmar para não estrangular um por um ali. Eles eram fofos? Eram, uns amores de criança, quando estavam dormindo claro, porque quando estavam acordados pareciam filhotes de Satan. O mais velho iria gritar para que eles parassem de cantar as musiquinhas irritantes, mas parece que o destino estava a seu favor e finalmente haviam chegado a seu destino. Desceu do carro e colocou todos enfileirados para que pudesse contar e ver se estava faltando alguém, e como sempre faltava. Olhou para os lados em busca do poste com orelhas de Dumbo e o encontrou conversando com uma mulher. Há! novidade.

Se aproximou e puxou a orelha do maior, torcendo mentalmente para que ela ficasse em um tamanho desproporcional e que nenhuma mulher viesse dar de cima dele novamente. Afinal, as orelhas de Dumbo eram um charme. Entrou no laboratório enquanto puxava Chanyeol, e as crianças entraram logo atrás, indo de encontro com alguns médicos e amigos que cuidaram deles desde o nascimento.

Despois de alguns minutos de reencontros e abraços apertados todos foram para a sala do diretor, ja que o grande motivo deles estarem ali era uma surpresa que o diretor havia mencionado em uma ligação. Baekhyun bateu na porta e assim que escutou um "entre" ele entrou junto com todos. Ocuparam as cadeiras dispostas para eles e prestaram atenção no que o diretor iria dizer. Mas esse infelizmente não conseguia dizer nada, apenas ria.

- E eu achando que você não poderia ficar mais fofo- ele ria tanto que suas bochechas ficaram vermelhas e o mesmo ja sentia o ar faltar em seus pulmões- Se eu soubesse teria mandando essas orelhinhas antes...

Ah, claro, Baekhyun ainda estava com as orelhinhas, ja que havia feito uma promessa para o lobinho e não poderia tira-las até que as orelhas do mais novo caíssem. Ele suspirou e sentiu braços longos rodearem a sua cintura e o puxarem mais para si e em seguida um beijo depositado em seu ombro.

- É mais fofo ainda quando ele solta gemidos manhosos parecendo um filhote- Chanyeol sorriu provocativo para o diretor.

O menor adorava quando Chanyeol demonstrava ciúme de si, ele sempre ficava com um sorriso bobo nos lábios e se desligava do mundo. Junmyeon, o novo diretor que comandava a empresa, já que o antigo foi afastado por um tempo, apenas limpou a garganta e olhou provocativo para Chanyeol com um sorriso de canto nos lábios.

- É? Quem sabe eu não tenha a sorte de ouvir esses gemidos mais tarde.

O clima estava estranho, o ar estava pesado e havia uma tensão no ar. Baekhyun ainda sorria meio bobo por causa do ataque de ciúme de Chanyeol, já esse encarava o loiro que apenas sorria sarcasticamente. E as crianças? Bem, só digamos que não se deve deixa-las sozinha.

- Eu vou quebrar isso na sua cabeça Taehyung!- gritou Yoongi enquanto segurava um vaso, que parecia ser muito caro, e ameaçava tacar no lobinho que ria alto.

E o clima de tensão se amenizou. Baekhyun voltou a si e correu em direção a Yoongi e por pouco conseguiu salvar o vaso que parecia custar mais que sua vida miserável. Chanyeol se acomodou no sofá e cruzou suas longas pernas enquanto continuava a encarar o diretor.

- Então...por que chamou-nos aqui?- perguntou o maior- Sabe, eu estava em meio de uma rapidinha com o Baek e você atrapalhou...- ele não poderia deixar passar.

- Ah sinto muito por ter atrapalhado- ele fez um bico, mas seu tom de voz era pura irônia- Estou muito arrependido...- o maior revirou os olhos. Junmyeon esticou um cartaz em cima de sua mesa, o que fez todos se aproximarem para olhar- Quero que vocês levem eles para Las Vegas, um cientista irá fazer alguns experimentos com eles- o loiro estendeu alguns papéis e passaportes, além de uma bolsa com dinheiro- Aproveitem.

- Eu não acha que Las Vegas é um bom lugar para levar crianças- Baekhyun disse enquanto olhava o cartaz estendido, certamente o ponto de encontro era uma casa de show- E eles não vão deixar eles entrar nesse lugar...- completou fazendo os lábios do loiro se curvarem em um sorriso perverso.

- Não se preocupe com isso...eu tenho um plano...

-X-

Demorou cerca de dois a três dias para que os preparativos para a viagem ficassem prontos. Baekhyun combinava algumas coisas de última hora com o diretor por meio de mensagens, o que fazia um Chanyeol emburrado sentado em um lugar um pouco longe, ele até estava ignorando algumas garotas que se aproximavam de si. E para deixar as crianças quietas e sem fazer bagunça eles compraram um monte de besteira e deixaram eles em um canto qualquer enquanto esperavam o trem que levariam eles até Las Vegas.

- Caros passageiros...- uma voz de um homem soou por toda a estação- Peço que aqueles que vão viajar para Miami estejam na plataforma...

O homem foi interrompido por um som de algumas coisas quebrando, o que deixavam todos preocupados.

- Ei tio, deixa eu falar aí também?- uma voz suave foi escutada, Baekhyun logo reconheceu era Jungkook.

- Mama!- Agora era a vez de Taehyung- Olha onde eu estou!

Baekhyun fingiu que não era consigo que ele estava falando, e só ignorou.

- Tio para que serve esse botão aqui?- disse Hoseok.

- Não apert— e a transmissão foi cortada.

Algumas pessoas riram e outras ficaram reclamando, já que não avisaram em que plataforma iria sair o trem para Miami. Mas logo um barulho foi ouvido, avisando que iriam informar mais alguma coisa novamente.

- Olá- ótimo agora era Hoseok- o trem para Miami vai sair na plataforma...dez...deze...tio como fala isso aqui?

- É dezessete- disse Namjoon.

- É! Dezessete!- e a transmissão foi cortada novamente. Mas ao fundo alguém podia jurar que ouviu um "socorro".

Demorou alguns minutos para que todos voltassem com alguns seguranças e policiais ao lado de cada um. Baekhyun só queria morrer quando o lobinho veio correndo em direção a si gritando um "mamãe". Todos olharam para ele com um olhar reprovador. Talvez seja porque ele era um homem que era "mãe" de sete crianças, ou só porque ele deixou as crianças sozinhas em uma enorme rodoviária. Céus! Poderia ter acontecido algo pior! Baekhyun era mesmo muito desnaturado. Todos ficaram observando o garoto levar um sermão dos policiais e seguranças. E ele apenas acentia com a cabeça, sem dizer nada. Depois de longos minutos de conversa os policiais saíram, e Baekhyun queria apenas matar Chanyeol por deixa-lo ouvir todo aquele sermão sozinho.

- Eu falei para você olhar eles!- disse Baekhyun assim que avistou Chanyeol indo em direção a si.

- Por que você não olhou? Ah esqueci, estava ocupado demais conversando com aquele idiota neh?!- o maior cruzou os braços e bufou irritado- Pode continuar conversando com ele, eu vou olhar as crianças...-pegou na mão de Jin e Yoongi e foi em direção a alguns bancos. E por incrível que pareça fez as crianças ficarem quietas por um momento.

Só então Baekhyun percebeu que Chanyeol estava mesmo com ciúmes e aquilo de alguma forma o deixava mal, mas ainda estava feliz por saber que o maior sentia ciúmes. Ele não queria brigar e nem continuar com aquilo, então apenas despediu de Junmyeon e bloqueou a tela do celular e se aproximou de sua suposta "família". Foi se aproximando aos poucos de Chanyeol, e esse ainda estava irritado, com os braços cruzados e com um bico fofo nos lábios. Baekhyun sorriu. Ele era muito fofo. Iria pedir desculpas, mas desistiu assim que ouviu que o trem que pegaria sairia em breve. Pegou suas malas e pediu para que cada um pegasse as suas. Foi andando até a plataforma e entrou rapidamente no trem junto com todos. Por sorte estava vazio e não teria perigo das crianças irritarem alguém com suas perguntas irritantes.

- Olha Chanyeol...- começou Baekhyun- Me desculpe por fazer ciúmes em você e tudo mais...mas é que... você fica muito fofo com ciúmes!- o mais velho não aguentou e abraçou o mais alto que ainda tinha um bico fofo nos lábios.

- Eu não fico fofo- continuou fazendo bico- E eu não gosto de sentir ciúme... não faça isso de novo Baekhyun- o maior retribuiu o abraço.

Os dois ficaram ali por algum tempo, conversando sobre alguns assuntos, até que eles sentiram um baque forte e uma sensação estranha, mas parecia tudo normal...ate que o mais velho olhou pela janela...O mundo lá fora estava diferente, parece que haviam voltado no tempo, uns anos antes de toda a guerra acontecer, tudo isso eles haviam aprendido nos livros de história, onde haviam fotos inanimadas em livros velhos. Las Vegas era a mesma coisa, boates e luzes por toda a parte, cassinos e capelas decoravam as ruas da cidade. Os dois mais velhos só acordaram quando sentiram um certo ratinho pular em seus colos, um pouco assustado.

- Aquele homem está olhando estranho pra mim- ele apontou para um homem que tinha um sorriso um tanto malicioso nos lábios enquanto olhava para Jungkook.

Chanyeol se levantou e puxou o coelinho pela mão e chamou todas as crianças para ficarem perto de si. E depois de alguns minutos o trem parou e todos desceram. Observaram a cidade encantados com as luzes e as lojas estranhas. Olharam para um enorme painel que passava algumas propagandas e la mostrava a data "23/4/2017". Baekhyun engoliu em seco.

- Parece que voltamos no tempo...- murmurou.


Notas Finais


Essa viagem promete
Até a próxima >3<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...